Log In

Reviews Spoilers

Reality Time: o fim de Survivor – Heroes Versus Villains

Pin it

Survivor - Heroes Versus Villains - Reunion

Survivor – Heroes Versus Villains: Anything Could Happen (20×14) e Reunion (20×15)
Data de exibição: 16/5/2010
MVP: Sandra e Parvati
LVP: Colby e Russell

E chegamos, infelizmente, ao episódio final de Heroes Versus Villains! Digo infelizmente porque, agora que a temporada acabou, posso afirmar com certeza que foi a melhor de todas! O elenco mais preparado do que nunca (tirando Colby, é claro) fez toda a diferença: esforçaram-se, manipularam, organizaram blindsides, enfim, jogaram com J maiúsculo! A cada episódio, tivemos novas intrigas e novas estratégias, cada uma mais divertida que a outra. O melhor é que pouquíssimos episódios foram parados ou previsíveis, dando um ritmo frenético ao reality, ritmo este que foi visto apenas na fusão da edição na Micronésia.

O episódio de hoje começou como eu previ: Colby rodou. O resultado desta primeira eliminação era óbvio, porque o caubói era querido pelo júri e certamente levaria o prêmio. Ele ainda tentou formular alguma estratégia (!!!), mas convenhamos, dois minutos antes do antepenúltimo Conselho Tribal não é um bom momento pra começar a jogar, não é? Vale lembrar que Colby ainda teve uma chance de permanecer no jogo, já que quase ganhou de Parvati na prova de Imunidade. Mas é claro que a moça ganhou, porque era uma prova de resistência novamente, e não só isso, era a prova que ela ganhou em Micronésia e que a garantiu na final. Enquanto escrevo esta resenha, começo a desconfiar que a produção quis manter Parvati no programa, mas teoria da conspiração nunca passa disso… de uma teoria da conspiração.

Após a saída de Colby, aí sim tivemos um clima de tensão. Todos os Heróis, merecidamente, haviam sido eliminados, e agora faltava os Vilões restantes se degladiarem. A última prova de Imunidade foi tirada da final de Amazon: o labirinto que era percorrido pelos participantes vendados. Uma excelente escolha – o desafio foi acirrado, com Russell conseguindo a imunidade segundos antes de Jerri e Parvati.

No acampamento, o esperado era que Russell mirasse em Parvati, pelo seu jogo perfeito. Só que ele preferiu eliminar Jerri por achar que o Júri não tinha nada contra ela e poderia dar o prêmio à “Viúva Negra”. Foi uma estratégia inteligente e uma leitura precisa de como o júri iria se comportar. Mas os acertos de Russell no episódio terminaram aí.

Enfim, chegamos ao Conselho Tribal Final. Os finalistas: Russell, Parvati e Sandra (aliás, é a primeira vez que a cito nesta review – sinal do quanto ele ficou abaixo do radar e deixou os outros se explodirem no lugar dela). Na hora das perguntas do júri, ele se mostrou mais rancoroso do que eu esperava. Pensava que jogadores experientes levariam apenas o jogo estratégico em questão (e com isso votariam em Russell), mas esqueci que eles também são pessoas. O modo agressivo demais e arrogante de Russell fez os jurados se ressentirem dele, e isso foi a sina do “Hobbit”. Esse modo de pensar também levou a aliada de Russell para o buraco, Parvati. Uma injustiça, já que o jogo dela foi muito mais discreto e igualmente eficaz. Como bem disse Courtney, “flertando com tudo que estava vivo”, Parvati chegou à final sem esforço algum, enquanto que Russell apenas conseguiu este feito irritando todos a sua volta.

E sobrou quem? Sobrou Sandra, que, mais por falta de opção do que qualquer outra coisa, levou a temporada. Mas sabe por que foi um resultado justo? Porque ela também jogou muito bem, e ainda mais discretamente do que Parvati. Conseguiu ser ignorada pela aliança dominante até que a Fusão chegou, jogou pesado com os Heróis, mas conseguiu voltar para o lado dos Vilões quando não dava certo. E já nos últimos episódios escapou da mira de Russell mesmo falando que não gostava dele (“I’m against you, Russell”). Sandra sabia o que fazia, e fez bem. Por isso, mereceu o prêmio tanto quanto Parvati. Russell fez o melhor jogo estratégico, mas ao humilhar todos que iam sendo eliminados (como o modo que tirou Danielle e como disse que queria Courtney ou Sandra fora na frente das duas), perdeu o milhão e o título de Soul Survivor que ele tanto queria. Bem feito. Foi muito engraçado vê-lo na Reunião. Diferentemente de Samoa, quando ele estava triste pela derrota, aqui ele estava possesso mesmo, ao ponto de não conseguir falar direito. Mas ele conseguiu revelar uma coisa com clareza: ele não liga pra júri, prêmio nem nada disso, ele só quer ser considerado o melhor jogador. Boston Rob resumiu de forma perfeita: “Russell não joga pra ganhar, apenas para chegar na final”. Se Survivor fosse apenas estratégia, Russell ganharia qualquer temporada que participasse. Afinal, quase sempre ele bola jogadas de mestre. Só que se você joga bem mas se relaciona mal com os outros, a vitória é muito difícil. Pergunte à Steph.

No final, este Survivor só vai ter um grande defeito: será quase impossível superar a qualidade desta temporada no futuro. Participantes experientes como estes não se consegue reunir todos os dias. Espero que, a partir da vigésima primeira temporada (que se chamará Nicaragua), a escolha de elenco seja ainda mais rigorosa do que era. Ao contrário de The Amazing Race, que já apresenta sinais de desgaste, Survivor mostra que sua tocha ainda está acesa e seu formato ainda pode divertir (e muito) o espectador. Vida longa ao programa, e que venha Nicaragua!

P.S.: Queria agradecer primeiramente ao Paulo que me concedeu essa oportunidade de escrever sobre realities, algo que pra mim falta na maioria dos sites que falam de séries. Muito obrigado por arriscar ter uma coluna semanal de um assunto que geralmente não tem muito feedback! Agradeço também aos leitores que, sempre muito críticos, concordavam ou discordavam de minhas opiniões com embasamento, ou apontavam erros. É assim que tem que ser, e é assim que eu gosto: manter o diálogo sempre! Obrigado a todos, e nos vemos em setembro, que é quando os realities que eu cubro voltam! Até lá!

Legenda:
MVP é a sigla Most Valuable Player, termo usado pela imprensa americana para indicar o melhor atleta em um evento esportivo. Foi adotada pelos fãs de seriados para indicar os atores que tiveram a melhor performance em um determinado episódio e, aqui, os concorrentes de atuação destacada nos reality shows. De brincadeira, os colunistas da Reality Time passaram a indicar ainda o LVP, sigla que aponta o pior participante da semana dos realities.

Séries citadas:

Cinéfilo assumido, também tem como uma de suas paixões os seriados de TV. É fanático por reality shows de competição, sendo o seu preferido The Amazing Race e suas diversas edições pelo mundo. Também adora Survivor, Hell's Kitchen e America's Next Top Model. Depois de entrar para o TeleSéries, passou a apreciar séries de ficção, como Being Erica, The Big Bang Theory, Glee, Dexter e principalmente, Breaking Bad.

13 Comments

  1. Thales Brandi

    Adorei a review. Só achei a imagem um pouco spoiler pra quem não viu o episódio ainda e entrar no site despercebido.

    Mas adorei a cobertura do site, parabéns!

  2. robfarah

    A prova que a Parvati venceu em Micronesia era diferente.
    Essa dos pratos rolou na China.

    Foi uma temporada sensacional e os 3 finalistas (e antes deles os 4) foram os que mais mereceram mesmo.
    A Sandra fez um jogo sensacional, não ficou só se escondendo não.
    E ainda teve a jogada genial de tacar o chapéu do Russel no fogo.

    Qualquer um dos 3 que vencesse mereceria – mesmo a Jerri seria uma boa vencedora, pois soube se adaptar às situações e trair seus colegas (Rob e Danielle) na hora certa.

    O único porém foi terem tirado Cirie, Tom e Rob muito cedo – junto com Russel, Parvati e Sandra eram meus preferidos desde o começo.

  3. aristóteles

    Poderia comentar antes de Setembro, quando for liberado o cast.

    òtima cobertura desta temporada e concordo: Melhor temporada. E o chapéu do Russel no fogo foi ótimo.

  4. Bruno Piola

    Tem razão, Robfarah! É de China mesmo! Não sei porque sempre confundo o que apareceu em China e o que apareceu em Micronesia!

    Obrigado pelo elogio, Aristóteles! Não sei quando voltarei a fazer as resenhas… Se estiver animado quando sair o cast, eu passo a escrever antes mesmo!

  5. Dudu's

    Sério, fiquei muito “brabo” com o site agora…
    Pqp, que imagem é essa?
    Ainda nem vi o episodeo, mas já sei que a Sandra ganhou.
    Uhul, toca aqui o/
    ¬¬
    Bruno, da proxima vez, tenta botar uma imagem que não tenha tantos spoilers.

    Resposta do Paulo: Bah gente, mil desculpas, aquilo na cabeça dela é uma coroa? Nem fazia ideia, nunca assisti a uma final do Survivor. As reviews do site geralmente tem duas fotos, só que desta vez não consegui nenhuma foto de divulgação da CBS. A única imagem que consegui do episódio foi a acima, de um site americano. Vi as pessoas sorrindo, bem vestidas, imaginei que era do episódio de reunião, identifiquei os três finalistas e fiz o corte. Foi mal mesmo.

  6. Bruno Piola

    Dudu’s, quem coloca as imagens não sou eu, e sim o editor do site. Peço desculpas pelo SPOILER, eu o avisarei do ocorrido.

  7. George Dantas

    Bruno, parabéns pela iniciativa e pelos posts. Espero que o teleséries mantenha seu espaço, que pode não ser apreciado por todos, mas que tem certamente fãs muito assíduos.
    [SPOILER]
    A temporada certamente foi fantástica, uma das melhores de todas. Eu torcia por Parvati, pois acho que no geral ela teve o melhor jogo, tanto físico quanto mental. Mas a parceria com Russel cobrou seu preço e afetou a parte mais importante: o jogo social. Na minha opinião, o juri votou assim: 3 votos para Parvati, 2 para Sandra e 4 CONTRA Russel.
    Só uma curiosidade, acho que tanto na final de Samoa, quanto nesta final, Russel tomou umas antes de participar da reunião. Não acredito que não tenha conseguido falar direito só por estar possesso, ele devia estar meio embriagado mesmo :)

  8. Luciana

    Na verdade o correto é o título de “Sole” Survivor.
    E Parvati merecia essa.

  9. Dudu's

    :(
    Tudo bem :P

    @final

    Tenho que concordar, melhor temporada impossivel. Eu estava torcendo para a Parvati, porque quando ela deu os HII para a Jerie a a Sandra.. Bah, foi uma jogada perfeita.
    Mas tudo bem, a Sandra tbm jogou legal

    Vida longa ao programa, e que venha Nicaragua! 1

  10. Bruno Piola

    Luciana, é verdade, é Sole Survivor, mas eu sempre confundo as duas palavras pq são faladas da mesma maneira! Obrigado pela correção!

  11. Saulo

    Sò para constar: nunca coloque foto de reuniões: quem é veterano em matéria de Survivor já sabe que a ordem em que eles aparecem sentados indica a posição que ficaram no jogo.

    No caso, não é a coroa de Sandra que a denuncia, mas a ordem em que eles aparecem: da direita para a esquerda, Sandra, Soul Survivor, Parvati 2a. colocada e Russell em terceiro.

    Fica a dica.
    tirando isso, Excelente review.[

    Lamento muito que a poderosa Cirie não teve chance de aplicar um blindside bem dado para cima do Russell. Mas foi uma ótima temporada. a Sandra, com seu humor irônico e mordaz, é uma delícia de assistir.

  12. Roni

    Só uma correção, quando vc disse que se o jogo fosse soh estrategico o Russel ganharia sempre, eu nao concordo, estava claro que todo mundo queria levar Russel pra final (ateh Rupert!) porque sabia que ele nao levaria voto, e nao por ele ser mastermind.

  13. Lucas

    -SPOILER MICRONESIA-
    Só pra lembrar que Parvati não venceu aquele desafio em Micronesia.Ela perdeu pra Amanda no F3,e Amanda decidiu levar ela pra final,no lugar de Cirie.
    ——————————————–

    Dificilmente alguma temporada vai superar essa…estou ancioso pra ver como o programa vai seguir agora…Tem que acertar a seleção do cast,pq as duas últimas foram sofríveis(tocantins e samoa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account