Log In

Memória

Quinze anos de ‘Dawson’s Creek’ e seus dramas e sonhos

Quem nunca brincou de cineasta? Sério, quem nunca quis inserir no dia-a-dia recursos cinematográficos? Câmera lenta. Passagem de tempo. Flashback. Às vezes, nem precisa de efeitos especiais, só o controle da trama já basta.

Há quinze anos, fomos apresentados a um jovem que apaixonado por cinema queria roteirizar a vida. Qual de nós nunca quis o mesmo, principalmente com quinze anos de idade? Digamos que ele percebeu que as coisas não são bem assim. Nem tudo saiu tão marcadinho, mas ele cresceu. Muitos de nós crescemos com ele. Estou falando de Dawson Leery, o protagonista de uma série que nos fez refletir, sonhar e amadurecer, Dawson’s Creek.

Era uma vez…

Dawson Lerry (James Van Der Beek) é sonhador e romântico, mora na pequena Capeside e deseja ser um cineasta como seu ídolo Steven Spielberg.

A amiga de toda a vida de Dawson é Josephine Potter, mais conhecida como Joey (Katie Holmes). A garota perdeu a mãe cedo, com o pai preso ela mora com a irmã mais velha. Cresceu brincando com Dawson, assistindo filmes com ele, entrando no quarto do amigo a qualquer momento, pela janela! e dormindo na mesma cama. Até que se apaixonou por ele.

Outro melhor amigo de Dawson é Pacey Witter (Joshua Jackson). Pacey é desencanado e está sempre metido em alguma confusão. Ele e Joey vivem implicando um com o outro.

Jen Lindley (Michelle Williams) acaba de chegar a Capeside, ela é de Nova Iorque onde levava uma vida desregrada até ir morar com a avó, a vizinha de Dawson, a religiosa Evelyn Ryan (Mary Beth Peil) ou Grams como Jen a chama.

Quando Dawson conhece Jen, se encanta por ela, e os dois começam um romance para desespero de Joey.
Entre as filmagens do curta de Dawson e as aulas, Jen tenta se adequar ao jeito da avó e vice-versa. Já Pacey se envolve com a professora de inglês causando escândalo. O casamento dos pais de Dawson, Mitch (John Wesley Shipp) e Gail (Mary-Margaret Humes) entra em crise quando ele descobre a traição da mulher.

Quando Dawson, Jen, Pacey e Joey têm que cumprir horas de detenção na biblioteca da escola com a encrenqueira Abby Morgan (Monica Keena) e jogam Verdade ou Desafio, Joey e Dawson se beijam pela primeira vez e ela quase confessa seus sentimentos por ele.

Algum tempo depois Jen termina com Dawson e ele finalmente descobre que Joey é apaixonada por ele. E quando Joey planeja uma viagem para a França, Dawson a surpreende com um beijo. Tem inicio um namoro cheio de idas e vindas.

O avô de Jen morre e Abby passa a ser uma má influência para a garota.

Pacey começa a ter aulas com a estudiosa Andie McPheep (Meredith Monroe). No inicio Andie e Pacey só discutem, depois vem a amizade e então eles começam a namorar. Andie tem problemas para cuidar da mãe e Pacey a ajuda, tornando-se um cara melhor ao lado dela.

Joey começa um namoro com Jack (Kerr Smith), irmão de Andie. Que todos descobrem, inclusive o próprio Jack, ser gay. Dawson decide fazer um filme baseado na vida dele e dos amigos deixando Joey irritada. E a morte de Abby deixa a todos chocados, principalmente Jen que culpa Deus e enfurece a avó que a expulsa de casa. Andie está cada vez mais depressiva por causa da morte do irmão mais velho e o pai dela decide leva-la para se tratar em outra cidade. Jen faz as pazes com a avó, volta pra casa e leva Jack para morar com elas.

Dawson e Joey voltam a namorar. Mas a felicidade do casal dura pouco. O pai dela retorna e Dawson descobre que ele está envolvido com drogas e convence Joey a denunciá-lo, ela termina tudo e diz que não irá perdoá-lo por isso.

Nas férias Dawson se envolve com uma garota que ele descobre depois ser meia-irmã de Jen. E quando Joey tenta reatar e se oferece para a primeira vez com Dawson, ele a rejeita.

Quando o tratamento de Andie acaba e ela retorna para Capeside e conta que traiu Pacey, ele a perdoa, mas termina o namoro.

Magoados Joey e Pacey se aproximam, a amizade cresce, se torna cumplicidade e logo ele se apaixona pela garota. Apesar de relutarem contra o que sentem por um tempo, eles se rendem a paixão e quando Dawson descobre rompe a amizade com Pacey e intima Joey a decidir entre os dois. Confusa ela se afasta de Pacey.

 

Dawson tenta reconquistar Joey e Andie à Pacey. Gail e Mitch reatam e decidem se casarem novamente. Pacey resolve deixar Capeside de barco depois do casamento e Joey se declara e parte com ele. Jen, Jack e Andie confortam Dawson.

Quando Pacey e Joey retornam de sua viagem Dawson ainda não parece pronto para tê-los como amigos de novo. Pacey e Jen estão em um passeio de barco quando uma tempestade os atinge e achando que vão morrer confessam seu arrependimentos, Jen lamenta por não ter tido um amor de verdade e Pacey por ter perdido a amizade de Dawson. Andie lidera uma busca para resgatar os amigos, enquanto Dawson e Joey arriscam as próprias vidas para salvar Pacey e Jen.

Gail fica grávida. Andie quase morre de overdose e decide ir passar uma temporada na Europa. Dawson vive um romance com Gretchen (Sasha Alexander), irmã mais velha de Pacey. E Joey e Pacey dormem juntos pela primeira vez. Enquanto todos começam a pensar no futuro que terão depois de terminarem o ensino médio, o namoro de Pacey e Joey chega ao fim.

Nasce a irmãzinha de Dawson e ele vai estudar cinema em LA. Joey, Jen, Jack e Grams vão para Boston. Joey conhece sua colega de dormitório, a extrovertida Audrey Liddell (Busy Philipps).

Dawson decide se mudar para Boston. Mitch morre e todos voltam para Capeside para consolar Dawson.

 

Jen e Dawson voltam a namorar. Pacey começa a ter sucesso no emprego. Jack quer mais é aproveitar as festas e se complica na faculdade. Audrey e Pacey engatam um namoro. Dawson começa a dirigir um filme e sua careira começa a deslanchar. Jen e Dawson decidem voltar a serem só amigos.

Algum tempo depois é a vez de Joey e Dawson se darem uma segunda… ops, terceira, ah, outra chance! E finalmente têm a primeira noite juntos. Audrey vira cantora de uma banda e o relacionamento dela e de Pacey chega ao fim quando ela o traí. Dawson e Joey não dão certo outra vez. Pacey se torna um executivo de sucesso. Jen ajuda Grams a passar por um câncer. Pacey perde dinheiro de Dawson na bolsa e a amizade deles é testada mais uma vez.

Cinco anos mais tarde, todos se encontram em Capeside para o casamento de Gail. Pacey agora é dono de um restaurante na cidade e Jack é professor da escola local, ele e Doug (Dylan Neal), o irmão mais velho de Pacey, são agora um casal. Grams está curada. Jen tem uma filhinha ainda bebê. Andie é médica em residência. Joey é editora de livros em Nova Iorque. Dawson é um produtor de sucesso em LA com uma série baseada na vida deles. O reencontro traz lembranças e sentimentos adormecidos despertam.

A turma recebe um baque quando Jen desmaia no casamento e todos descobrem que ela está morrendo. Em seus últimos momentos de vida, Jen pede para que Jack adote sua filha e Dawson ajuda Jen a gravar um vídeo para a criança. Jen ainda pede que Joey decida de uma vez por todas entre Pacey e Dawson. E então ela se despede da avó e morre.

Tempos depois vemos que Joey escolheu Pacey e que Dawson, Joey e Pacey são e serão eternos amigos.

… e então…

Essa história teve início quinze anos atrás, no dia 20 de janeiro de 1998, quando o seriado estreou na TV norte-americana. Depois de seis anos no ar Dawson’s Creek chegou ao final em 2003.

Algo que adoro nessa série é a trilha sonora, e acredito que mais pessoas também, assim a série de Kevin Wiliamson (baseada na própria vida) ganhou dois CDs e teve todas suas temporadas disponibilizada em DVDs.

As primeiras temporadas são cativantes. Da linha tênue que separa amizade de amor, das incertezas e descobertas de todo adolescente para abordagens mais densas sobre preconceito, alcoolismo, limites e consequências. Assim, como na vida real, na fase adulta da série as coisas tendem a ficar sem graça, mas os dramas que caracterizam o seriado se mantém firmes e fortes até o final. Em tudo a certeza de que a força de amizades verdadeiras a tudo supera.

Quinze anos é mesmo um bocado de tempo. Tempo suficiente para transformar adolescentes em adultos. Está aí a mensagem de Dawson’s Creek, você pode amadurecer, você vai crescer ainda que não queira, mas você pode manter viva sua imaginação por quanto quiser. Só lembre-se que quando abrir os olhos as coisas podem não se repetir exatamente como você ensaiou. O que jamais te impedirá de sonhar…

de novo.

Séries citadas:

25 anos, Jornalista formada pela Unesp/Bauru. Responsável pela Coluna Memória. Adora um bom livro e não dispensa uma boa música. Mas, confessa que é viciada em séries desde que se conhece por gente. Friends, Angel, One Tree Hill... Game of Thrones, Hart of Dixie, Arrow, The Vampire Diaries, The Originals...

17 Comments

  1. Antonio Carlos Santos

    Ola Mirele, parabéns pela avaliação, resumo, e opiniões sobre essa série cativante.

    Eu acompanhei o seriado, por acaso, estava zapeando na TV e peguei para assistir no começo, o último episódio, ou seja, assisti o final de tudo antes de sequer conhecer os personagens. Confesso que fiquei empolgado em saber como tudo aconteceu para terminar daquele modo, e partir dai, adquiri todos os box DVD da serie, a medida que foram lançados no Brasil. Foi um período muito divertido acompanhar toda a estória. Acho que vou rever tudo novamente agora depois de mais de 10 anos que assisti da primeira vez….

  2. Mirele Ribeiro

    Oi, Antonio, muito obrigada!
    O final dessa série é emocionante demais! Legal sua experiência! A minha foi o contrário, fui cativada pelo primeiro episódio, num sábado, na Globo e não tive como deixar de assistir depois hahaha

  3. Isabella Malaspina

    Oii Mi! não só das mais viciadas em séries não, mas essa eu amava. E vc falou tudo…a trilha sonora é demais! Seu texto deu até vontade de assistir de novo hehe. Beijossssss…saudades

  4. Mirele Ribeiro

    Isa!!! To cantarolando I don’t want to wait e Run Like Mad há dois dias hahaha Saudadessssss!

  5. Bruna

    Já tinha visto uns episódios aqui e ali, e um que me marcou muito foi o da mulher que o Pacey levou pra casa do Dawson e ela começou a assustar todo mundo. Acho que é o 1.08 ou o 1.09.
    Enfim, comecei a acompanhar a série em 2011 e estou no meio da 5ª temporada agora, adoro! I don’t want to wait enjoa um pouco, prefiro Run like mad na abertura.

  6. Pingback: Nos (velhos) tempos de ‘Friends’: Courteney Cox reconquista Matthew Perry em ‘Go On’

  7. cristina

    Tudo perfeito neste texto.
    Assisti Dawso’n todas as vezes que passou na televisão, tanto canal aberto quanto fechado.
    Simplesmente não consegui enjoar então comprei a série completa e estou sempre revendo!

  8. Pingback: Seis anos sem a WB – The Night of Favorites and Farewells

  9. Pingback: Conheça as 15 escolas mais emblemáticas das séries de TV

  10. Leo Barros

    Eu não assisto mais essa série. Ela acaba comigo, me transforma em adolescente e bagunça tudo na cabeça.

  11. Alexandre

    É uma série incrível. Falta-me assistir somente os últimos 2 capítulos, porém acabei lendo aqui como termina e confesso que fiquei bastante decepcionado e frustrado. Sempre pensei que a reconciliação de Dawson e Joey ficaria para o final para deixar a galera na agonia até lá. Ao saber como termina fiquei chateado. Nossa muito chateado! :_(

  12. sergio

    Dawson era muito mongol tbm, nao gostava do jeito dele nao! Cada vez q ele entrava na cena dava vontade de estapea-lo!kkkkkk Se nao me engano em um episodio, a Joey fica soh de calcinha e sutiã pra ele e ele diz q nao, porra, a mina q tu sempre gostou ta ali te querendo e tu fala nao?kkkkk mas eu sempre quis q no final a Joey ficasse com ele!

  13. Fernanda

    Eu tbm ameiii esse serie mas no finl torcia mto pelo Dawson termos ina junto com a Joey…infelizmente nao aconteceu e fiquei triste q a Joey escolheu o Pacey…mas fazer o que ne…e tbm queria q Dawsob e Joey fosse primeira noite e nao com Jen nem Pacey…e estou vendo novamente agora na terceira temporada kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account