Log In

Notícias Novos Pilotos e Séries

Produtor diz que narrativa de ‘Bates Motel’ fica entre ‘Breaking Bad’ e ‘Homeland’

Pin it

Na próxima segunda-feira, a série Bates Motel, do canal A&E, faz sua grande estreia na TV americana – e, finalmente, apresenta aos espectadores sua recriação do clássico do horror Psicose, já que a série se passa antes do longa metragem dirigido por Alfred Hitchcock em 1960. Na história, o ator Freddie Highmore interpreta a versão adolescente do assassino do filme e os produtores tentam explicar como o amor exagerado da mãe (vivida pela atriz Vera Farmiga) o transformou em um dos serial killers mais conhecidos do cinema.

O criador da atração, Carlton Cuse (Lost), conversou com o site The Hollywood Reporter e antecipou o que está por vir – a série tem sido bem recebida pela imprensa especializada, que já teve acesso ao episódio piloto. Confira abaixo os trechos mais importantes da entrevista:

O que o atraiu para fazer Bates Motel

“Quando [o produtor] da Universal se aproximou de mim e disse ‘Você consideraria recriar a franquia de Psicose?’ Eu comecei a pensar sobre isso e a ter mais e mais ideias. Esta ideia de fazê-lo como uma versão contemporânea era realmente envolvente. Eu vim com um monte de idéias e as levei para o pessoal da Universal e A&E e todo mundo estava realmente animado em avançar com o projeto. Então, a Universal colocou eu e Kerry [Ehrin, produtor de Friday Nigh Lights] juntos e nós nos sentamos e começamos do zero. Nossas ideias combinaram muito bem. Nós temos habilidades e inspirações diferentes como escritores. Esse show tem elementos de Lost e Friday Night Lights, mas se mistura de uma forma muito interessante com um elemento de Twin Peaks, pelo qual nós dois somos inspirados”, contou Cuse.

NOTÍCIAS | Repórter do The New York Times passa a noite nos sets de filmagem de ‘Bates Motel’

O meio-irmão de Norman

Quem assistiu ao filme Psicose, sabe que, na história original, Norman não tinha irmãos, era filho único. Na versão da A&E, no entanto, o garoto terá um meio-irmão (personagem de Max Thieriot), que não se dá muito bem com a mãe. “É um novo personagem na mitologia”, disse Cuse, que ainda assegurou que o papel adicional será importante na análise da relação quase doentia entre Norman e a mãe. “Que melhor maneira de observar as coisas através de uma terceira parte, na figura desse outro irmão, que é meio que uma pessoa de fora?”, refletiu o produtor.

Cliffhangers

Segundo o The Hollywood Reporter, que teve acesso antecipadamente a alguns episódios da série estreante, todos os capítulos terminam com um cliffhanger, uma grande cena de suspense. “É sempre incrivelmente frustrante quando você chega ao final de um episódio de Mad Men, Homeland ou Breaking Bad e você pensa ‘Então é isso? Vou ter que esperar até semana que vem para ver o que acontece?’ Nós queríamos criar esse tipo de sentimento em nosso público e acho que conseguimos cumprir com essa promessa.”

VÍDEOS | Assista aos seis minutos iniciais de ‘Bates Motel’ e mais um novo trailer revelador

A relação de Norman com a mãe, Norma

Na história, além da relação perigosa de Norman com a matriarca, um outro mistério é colocado ao espectador, cujas implicações se estenderão ao longo da temporada. Cuse não acredita que as duas vertentes irão confundir o espectador, pois é tudo parte de um show só. “É tudo parte de uma história maior, da jornada de Norman em se tornar o assassino que conhecemos do filme. Há coisas que contaremos ao longo da temporada que chegarão ao fim e há outras coisas que levarão o espectador a desejar ver uma segunda temporada.”

Segunda temporada em vista?

“Nós temos uma visão geral sobre onde queremos ir. Mas é muito cedo para a gente dizer por quantas temporadas a série pode durar”, ponderou o produtor, não adotando uma prática comum aos criadores de muitas séries, que é a de já ter uma quantidade de temporadas em mente (The Following, por exemplo, outra grande promessa desse início de ano, pode chegar às sete temporadas).

Diferenças entre as inúmeras outras séries de horror

“Nós estamos entre Breaking Bad e Homeland, Bates não é tão sensacionalista como American Horror Storry“, comparou Cuse. Vale lembrar que, curiosamente, Vera Farmiga, a matriarca da história, é irmã de Taissa Farmiga, uma das estrelas da série de terror do canal FX. “American Horror Story tem uma força narrativa maior que o nosso show. Bates se desenrola de uma maneira mais orientada pelos personagens. Há grandes momentos no final de cada episódio que irão surpreender e convencer os espectadores.”

TV a cabo

Nos Estados Unidos, o canal A&E é uma rede de TV a cabo – diferente de emissoras abertas como ABC e NBC. As séries de canal a cabo são conhecidas por darem maior liberdade aos criadores, que estão menos vulneráveis aos padrões comerciais estabelecidos nas redes abertas. Tanto Cuse e quanto Ehrin são estreantes nesse tipo de programação. “Bates parece ter mais apelo que as outras séries de TV a cabo, acho que poderia funcionar na TV aberta”, disse o produtor sobre a série, que tem atraído a atenção do público e da imprensa de maneira bastante expressiva por se tratar da produção de um canal fechado. “A A&E tem realmente nos permitido fazer tudo o que queremos, não nos colocou nenhuma restrição. Estamos fazendo o show exatamente do jeito que queríamos fazer”, explicou ele sobre a experiência.

Narrativa de Lost

Era fã do estilo de narrativa de Lost? Então se atente ao novo programa. “O tipo de narrativa de Lost – você acha que as coisas estão indo para um lado e, então, percebe que tem algo mais acontecendo – é uma parte interessante de nossos talentos específicos. Kerry sabe escrever maravilhosamente bem personagens com nuances e eu tenho experiência em torcer e criar surpresas na narrativa”, disse Cuse, como quem faz um último convite ao espectador.

//

Bates Motel estreia na segunda-feira, 18 de março, pelo canal A&E nos Estados Unidos. Ainda não há data prevista para o Brasil. O site interativo da série permite que o usuário passeie pelo lugar e faça check-in em cada um dos quartos. Já fez suas malas?

Veja o trailer legendado:

 

Com informações do SpoilerTV.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

2 Comments

  1. biancavani

    Bom, se for mesmo, parabéns, pois Homeland e Breaking Bad são umas das melhores.

  2. Hugo Bruno

    Que venha logo Bates Motel! Séries de terror/suspense são sempre boas, e essa, pelos trailers e posteres tem tudo pra (me) agradar. Ainda não assisti o filme, mas vou correr pra ver antes da estreia da série!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account