Log In

Preview

Primeiras Impressões – Hannibal

Pin it

O personagem Hannibal já é conhecido, mas a nova série que estreou nesta quinta-feira nos EUA apresenta a vida do personagem sob um ponto de vista diferente. Baseada no livro Dragão Vermelho, de Thomas Harris, a série mostrará Hannibal Lecter como psiquiatra e mentor de Will Graham, um agente do FBI.

Tudo começa quando um serial killer passa a driblar a polícia, e na luta contra o tempo antes de haver novas vítimas, o FBI escala Will para ser a peça chave na solução do caso, devido à sua incrível capacidade de se colocar no lugar das pessoas e adivinhar o que elas pensam e como agem, e por isso interpretar o assassino. Entretanto, o que faz com que ele seja um agente extremamente útil, também o prejudica, e para evitar que esse dom afete sua saúde mental, Hannibal é o psiquiatra contratado para vigiá-lo.

De fato Will consegue solucionar o caso analisando os padrões das vítimas: jovens garotas, todas com a mesma faixa etária e mesma cor de pele, cabelo e olhos. Analisar os casos, ter contato com os corpos e com as famílias das vítimas faz com que ele fique à beira de seu limite e precise mais ainda da ajuda de Hannibal, que logo neste primeiro episódio já mostra seu “lado negro” e sua natureza traiçoeira ao ligar para o assassino e avisá-lo que havia sido descoberto, colocando a vida de uma jovem em perigo.

Hannibal é bem feita, com muitos (porém singelos) efeitos especiais e uma excelente escolha de atores, além de saber colocar o público na mente de Will, fazendo quem assiste compreender exatamente o que se passa na mente do agente. Entretanto, falta ainda uma melhor exploração do personagem título da série, que até então se focou mais em Will do que no próprio psiquiatra. Seria interessante ver Hannibal em ação ao mesmo tempo em que dribla os dons de Will, para deixar a história ainda mais com aquela pegada de serial killer.

A série tem potencial, primeiramente por se tratar de um personagem tão instigante para os fãs do gênero, e também por mostra-lo exercendo sua profissão, mesmo quando nem ele consegue controlar sua natureza. Mads Mikkensen se saiu muito bem no papel de Lecter e conseguiu passar toda a frieza e inteligência do personagem para as telas, o que dá mais vontade de vê-lo em ação como assassino e fora de sua “máscara” de psiquiatra. Bem, o banquete está servido!

Composta por treze episódios em sua primeira temporada, Hannibal começará a ser exibida no Brasil dia 16 de abril, às 22h, no canal AXN.

Séries citadas:

Cinéfila, louca por séries de televisão, leitora compulsiva e movida à música. Cineasta por formação e escritora por paixão.

4 Comments

  1. biancavani

    Muito boa mesmo. Única ressalva, fica muito óbvio o lado sombrio do dr. Lecter – e não é só porque sabemos da história. A meu ver, essa personagem deveria ficar com aquela cara de gourmet-assassino (é só olhar para ele que sabemos que está pensando em qual condimento usar naquela “carne”) só em private, não na frente de todo mundo. Ou seja, mais sutileza….

  2. Pablo Biglia

    Confesso que achei o piloto fraco. O episódio só começou a fazer sentido pra mim a partir dos 20min e ainda não achei interessante. Muito confuso, além de o protagonista ter efetivamente aparecido somente na metade do episódio. É esperar para ver.

  3. Guest

    Comecei a assistir e hoje e achei a mesma coisa e voce já tem uma opinião mais concreta ou simplesmente parou de assistir a série? rs

  4. Tiago Sturridge

    Comecei a assistir hoje e achei a mesma coisa, voce já tem uma opinião mais concreta ou simplesmente parou de assistir a série? rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account