Log In

Preview

Primeiras Impressões – Cult

Pin it

“Essas coisas fogem de controle…”

Caríssimos leitores, vocês não leram o título dessa postagem errado. Eu venho escrever sobre as minhas primeiras impressões sobre a série Cult. Acontece que a CW liberou nesta semana, dia 13 de fevereiro, o piloto da série – via internet. Muitas emissoras fazem isso para, geralmente, saber a reação do público antes da data de estreia.  Como todos já sabem, Cult vai estrear dia 19 de fevereiro, próxima terça-feira. Se você ainda não viu, corre lá e volta rapidinho para ler o meu texto.

AVISO: Abaixo, o texto pode conter alguns spoilers. Se continuar a leitura, você poderá correr esse risco!

Como eu não deixo de ser esperto, assisti ao piloto. A ansiedade falou mais alto. Afinal, parece que este ano está virando “modinha” as emissoras americanas de televisão lançarem seriados sobre serial killers, com mistérios, assassinatos e, principalmente, pessoas obcecadas com a morte. Depois de The Following, eu esperava muito em relação a Cult, porque foram divulgados muitíssimos vídeospôsteres promocionais. Acho que todos nós esperávamos bastante e só tem uma palavra para descrever tudo o que eu vi… CONFUSÃO!

Sim, confusão. Eu até pensei em separar e fazer duas reviews. Uma da série normal e a outra sobre o TV Show que é apresentado dentro da série. Mas infelizmente, as duas estão muito intercaladas e separar não daria certo, rs. Quando fui convidado a fazer as reviews de Cult, fiquei com certo medo, pois como iria escrever sobre uma série dentro de outra? Afinal, me corrijam nos comentários se eu estiver errado: nenhuma emissora na história dos seriados nunca teve, até agora, a ideia de escrever uma série dentro de outra série. É muita loucura e as chances de dar tudo errado é bem grande, não é mesmo?

Acabando essa enrolação, vamos comentar logo sobre o piloto – You’re Next. Primeiramente vamos ao início: as primeiras cenas foram bem cabulosas, com aquela entrevista do Billy Grimm (Robert Knepper) no documentário e suas falas, que pra mim, não tinham pé e nem cabeça; com a personagem Kelly Collins (Alona Tal,  a Jo Harvelle de Supernatural), achando um cara morto dentro da parede de uma casa muito misteriosa; e, por fim, a abertura apesar de ser bem curta. Poderia ser um pouco maior né? Pelo menos uns 20 segundos e para mostrar todos os atores principais.

Eu não sei vocês, mas me arrepiei do último dedo do pé ao último fio de cabelo. Não sentia isso desde a falecida Supernatural, que nas suas primeiras – as melhores – temporadas, nos mostravam lugares misteriosos, com aquelas músicas de fundo sinistras, fazendo qualquer um ficar com o pé atrás para o que iria acontecer. Até aí, nos cinco primeiros minutos, tudo bem. Mas depois a trama começou a desandar, mostrando cenas meio que sem ligação e com acontecimentos rápidos demais.

Tudo começa mostrando cenas do TV Show, com a investigação de Kelly Collins indo à procura de sua irmã e do seu sobrinho, que de alguma forma foram raptados pelo culto misterioso. Esse mesmo culto tem como líder o Billy, que tem os seus seguidores para fazerem o serviço sujo. Kelly desconfia dele, mas ele rebate e parece que a loirinha tem um passado sujo, já que procurou ajuda dele, mas nada além disso foi revelado.

Depois vão sendo mostrados aos poucos os bastidores do programa, as gravações e os fãs fanáticos. Um desses é Nate Sefton (James Pizzinato), que é muito louco e obcecado pelo programa. Ele até tem tipo um diário com tudo anotado sobre as cenas, personagens, fotos e fatos. Parece que é o karma da CW apresentar em todas as séries o querido diário dos personagens! É épico e não pode faltar nunca!

Em uma dessas procuras aos segredos do TV Show, ele descobre uma – estranha – coisa e corre para o seu irmão Jeff Sefton (Matthew Davis, o Alaric de The Vampire Diaries), um jornalista bastante ocupado e que quase não tem tempo para o caçula. A sua reação com as falas de Nate foi achar graça, pois era tudo confuso e sem sentido. Mas Jeff se preocupa com ele, afinal é seu irmão, sua família. Nate afirmou que se algo acontecer com ele, é para Jeff procurar uma mulher chamada Merriam, e, antes de sair da lanchonete, Nate lhe entrega um óculos 3D, tudo parecendo normal, mas se engane quem pense assim…

Nesse meio tempo, é mostrado nos bastidores a  – chata – jovem, Skye Yarrow (Jessica Lucas), assistente de pesquisa do TV Show que ajuda o diretor nos bastidores. Não fui muito com a cara dela, pois é um atriz sem sal e eu achei muito sem noção essa cisma dela com os fãs fanáticos. Mas essa cisma leva ela e Jeff a uma busca de respostas sobre tudo em relação a Cult, pois o pobre Nate desaparece sem sentido deixando mensagens misteriosas. Os dois chegam a uma casa onde estavam Merriam e outros fãs. Ela acaba se suicidando e a polícia é acionada mais uma vez, mas o caso não é resolvido.

Eu desconfiei desde o princípio da Detetive Sakeli (Aisha Hinds), com aquele jeito sério dela e sendo bastante desconfiada de tudo. Com certeza ela faz parte do lado do mal. Eu percebi um olhar estranho da garçonete chamada Kristie (Marie Avgeropoulo) e com o rapto de um fã da série no final, descobrimos que ela faz parte do culto misterioso. Parece que, além de funcionar dentro do TV Show, o culto age também na vida real dos fãs e guarda muitos segredos.

Quase no final, Jeff está na casa de seu irmão e acha um CD no diário de Nate, bastante misterioso, onde Kelly, também possui um igualzinho. Ele coloca esse CD no notebook e aparece o rosto de Billy dizendo a seguinte frase: “Você é o próximo! Você é o próximo!” Com uma – má – sorte Jeff recebe a ligação de Nate dizendo que não era pra ele ter feito aquilo e que nem era para procurá-lo. Nada foi muito aprofundado; foram muito superficiais as coisas, sendo um dos problemas das duas séries. Parece que eles forçam a gente a acreditar nas ações do culto e foram um pouco cansativos os 42 minutos de episódio.

Bem, para finalizar, comento que a série é boa e tem muito potencial, basta apenas os roteiristas de ambos os seriados saberem desenvolver os fatos. Muitos colegas me disseram que a relação com The Following é bastante apresentável, mas cada série é de um jeito (apesar do mesmo tema), não acho que seria uma cópia. Não vou ser hipócrita e falar que não tem problemas, afinal ninguém nasce perfeito, até mesmo as nossas séries queridas.

Ficou bastante dividido entre os fãs que gostaram e os que não gostaram e se decepcionaram. Não acho que a primeira impressão é a que fica, vale a pena continuar, porque a premissa é boa galera. O risco de cancelamento é grande, mas não custa tentar.

Se você assistiu ao piloto e gostou ou não gostou, mas quer dar uma chance, venha embarcar nessa aventura de sangue e morte ao meu lado, pois farei as reviews semanais de Cult aqui no TeleSéries!

Não se esqueça de deixar o seu comentário, pois pessoas diferentes, opiniões diferentes. Compartilhem!

PS 1: Gente eu quero aqui no Brasil um cantinho daquele, dedicado só aos fãs! Rs! Muito bacana! Menos a sala dos mais obcecados né?;
PS 2: Quem não gostaria de saber como é os bastidores de uma série? Só em Cult você pode ter essa exclusividade! Fala que não é super massa isso?;
PS 3: O elenco é maravilhoso, só tem gente fina e bonita! Vai agradar todos os meninos e as meninas!;
PS 4: A trilha sonora também é boa junto ao cenário impecável e;
PS 5: Alguém notou que pode rolar um romance entre Skye e Jeff? As vezes a personagem amadurece ao longo da temporada.

Cult chega ao Brasil no no dia 12 de março e será transmitida pela HBO Plus.

Até o próximo episódio! Abraços! =]

[poll id=”12″]

Séries citadas:

19 anos, técnico em Química, mineiro de Beagá. Atualmente é vestibulando de Medicina e pretende se formar pela Faculdade de Medicina da UFMG. Quando aparece um tempo livre, tenta acompanhar a maioria das séries médicas, mas elas nunca acabam! Um dia pretende finalizar ER, Grey's Anatomy e Dr. House. Acompanha também: 2 Broke Girls, Bates Motel, Fargo, Sherlock, Supernatural, The Walking Dead, The Big Bang Theory e muitas outras.

Website: https://medcine.wordpress.com/

24 Comments

  1. Simone Silva

    Arthur,o texto das suas primeiras impressões é melhor do que a série em si,eu achei muito confuso esse piloto,vou dar mais uma chance,porque gosto do Matt,mas estou no grupo de volta logo para TVD,

  2. Gabriela Pagano

    Arthur, sua resenha está incrível! Eu achei a premissa de Cult beem interessante, criativa, mas fiquei um pouquinho com pé atrás nesse primeiro episódio. Mas não vou desistir da série, não.. Acho que ainda teremos ótimas surpresas :)

  3. Arthur de Melo

    Nossa, fiquei até sem graça agora. Meu texto melhor que a série? Então vou virar o roteirista ein? Quem sabe eu não concerto a trama? Rs. Ele não pode voltar porque como ficamos com Cult? Vai melhorar, você vai ver. Volte sempre! =D Obrigado por comentar.

  4. Paullo Kidmann

    Concordo, a série é um tanto confusa, mas eu gostei do inicio a cena da “série” foi tipo para mostrar ao telespectador sobre o show dentro do show não acho que eles colocaram aquela cena ali pra gente ligar ela de fato com o show se é que vc me entende…pq seria digamos um tanto (mais) confuso o show começar sei eles dá essa introdução sobre a “série”, achei necessário eles darem isso ao telespectador.
    Ah eu gostei da skye (a jessica era muito mais chata em Melrose!). Em relação com a ela interessada com os fanáticos do show achei plausível, pois, como pesquisadora ela tem que ir a fundo, “em todos os sentidos” para ta ajudando o show a melhorar…sei que nesse caso o que ela irá descobrir não tem muito a ver mas é bom entender os fans das séries….
    A garçonete foi bem obvio né, mas da detetive eu não suspeitei mesmo até pq ela tinha motivos para não gostar do personagem principal.

    Enfim eu gostei da série, achei que dá pra diferenciar as 2 séries apesar da similaridade pq vale lembrar que os fans reais se expiram na “séries” por isso que é tudo muito parecido, e eu posso ta enganado, mas eu acho que essa série vai ser hit, a jogada de marketing que o canal ta ultilizando é simplesmente demais, pq dentro da série eles fazem propaganda o tempo todo do show, tipo como mensagem subliminar como mesmo o “não assista isso” kkkkkkkkkkkk

    Bom quero muito continhar vendos os proximos episódio mas como a HBO irá exibir vou esperar pra assistir pela HBO mesmo, pq sei que vai passar direitinho, no horário certo e não vai acontecer como certas emissoras daqui não vou nem citar warner hehehehehe !

  5. Arthur de Melo

    A fico feliz de ter conseguido te convencer Nêssa! Tomara que a gente não se arrependa e concerteza vai dar tudo certo. Volte sempre! Obrigado por comentar. Abraços! =D

  6. Arthur de Melo

    Paullo, eu sei que a Skye tem que pesquisar e tudo o mais, mas sei lá. Ela é muio chatinha se é que você me entende. Eles divulgam bastante a série dentro da série e esse jogo de marketing é bastante legal. Concerteza, Cult vai virar “hit” e todos vão adorar. Volte sempre e obrigado por comentar! =D

  7. Eliane C da Silva

    Foi uma pena não ter assistido a essa premiere, sou fã de cult e tenho twitter e blog sobre a série. Quando li informações sobre CUlt tive a informação que ela teria lançamento simultâneo aqui no Brasil e venho postando isso no meu blog e no meu twitter. É certo esta informação que é dia 12 de março? Gostei demais da sua review eu aina não posso comentar, mas gostei da série, mesmo porque toda série que tem suspense, enigmas são complicadas e vão melhorando com o tempo. Se o roteirista souber levar a história ela consegue ter exito. E assisto há vários trailer da série e pelo trailer da para ver uma certa confusão, mas também acho isso natural porque a pergunta sempre é O que é Real? acho que pode dar certo e torço muito por isso.
    Gostaria de saber se tem o link para eu poder assistir a premiere dia 19 já que aqui no Brasil ela ainda não será transmitida.
    Um abraço.

    Eliane. (siga-me no twitter @CultBR1)

  8. Paullo Kidmann

    heheheh é verdade, ela é chatinha, eu não gostei da Jessica desde a primeira vez que vi ela em 90210, mas já vi tanta coisa com ela que até gosto dela, talvez isso faça com que ela não seja tão chata pra mim hehe

  9. Arthur de Melo

    Nossa muito bacana você ter um blog dedicado a série. Vou procurar e salvar nos meus favoritos, rs. Eu tenho certeza de que se os roteiristas estudarem as possibilidades boas, tudo dará certo no final. Já estou confiante que teremos já a segunda temporada. Eles querem mostrar e confundir ao mesmo tempo o que é ou não Real no mundo de hoje. lembrei muito de Matrix também. Será dia 12 de março mesmo. Obrigado por comentar Eliane e volte sempre. Abraços! =D

  10. biancavani

    Adorei a série! Esta e Utopia são uma verdadeira montanha-russa, a gente fica sem saber para onde vai: o máximo!
    Arthur, gostei também de Zero Hour – você ja viu?

  11. Arthur de Melo

    É verdade, a curiosidade é o que mais prende os fãs. Eu nunca vi Zero Hour Bianca. É sobre assassinatos também? Obrigado por comentar e volte sempre. Abraços! =]

  12. biancavani

    In short, uma organização secreta, de inspiração religiosa, que protege um segredo que, nas mãos dos vilões, pode acabar com o mundo tal como o conhecemos, conspirações, etc. Estreou esses dias.
    Zero Hour não é tão inovadora quanto Cult, e muito menos bizarra quanto Utopia, mas nos deixa maravilhosamente enredados em seus mistérios.
    Claro que vou voltar sempre!

  13. Arthur de Melo

    Hum, parece ser interessante. Depois quando eu estiver mais tempo pra assistir eu vejo sim. Semana que vem volto a estudar e vai ficar muito apertado, mas vou dar um jeito. Obrigado pela dica. =]

  14. biancavani

    Também estou com este problema, mas fiz matrícula no mínimo de créditos permitido no semestre, conseguindo dois dias livres p/semana, que serão assim utilizados: 30% para estudar, 70% para assistir a séries

  15. Pingback: ‘Cult’ estreia hoje na TV americana. Será que vai dar audiência?

  16. Arthur de Melo

    Uai, mas está ao contrário não? Estudos em primeiro lugar ein? As séries não podem atrapalhar o seu desempenho viu! Beijão =D

  17. Tázia Lima

    Gostei DEMAIS de Cult, sombria, confusa, super dark e com o Robert Kepner que dá show de interpretação! Pilot confuso pq tem que ser, como destrinchar tudo no primeiro episódio, não pode! Agora é começar a explicar aos poucos e não enrolar mais ainda como aconteceu com Zero Hora. Essa ficou terrivelmente confusa e absurda, mas isso não vai acontecer com Cult, eu espero! E Que venham mts e mts episódios macabros, sanguinários e arrepiantes!

  18. Pingback: 'Cult' é retirada da programação da CW e pode estar cancelada - Boa Informação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account