Log In

Opinião Preview

Preview: The Beast

Pin it
http://www.teleseries.com.br/wp-content/uploads/2009/03/beast.jpg

The Beast

The Beast abre com uma citação da escritora inglesa Marie Louise De La Ramee, também conhecida como Ouida. A frase diz:

Tire a esperança do coração do homem, e você fará dele uma besta predadora.

A frase não diz nada sobre o episódio piloto de The Beast. Ou, se diz algo, eu não entendi. Mas ela diz muito sobre a nossa expectativa quanto a The Beast. E a expectativa da série, causada por eventos extraordinários, fortes demais para serem ignorados pela crítica e pela imprensa, é a de que veremos um homem lutando contra a morte. A esperança é a esperança de ver Patrick Swayze de pé, trabalhando, derrotando o câncer.

Toda e qualquer metáfora sobre esperança se encerra no fade out que tira frase do ar de Ouida. Acaba-se a esperança, fica a besta.

The Beast é uma série densa, um pouco complexa, de difícil digestão e terrivelmente desapontadora para quem esperava que seria uma série feita sob medida para o Patrick Swayze brilhar. Parece que foi justamente o contrário, que foi apenas o papel que lhe ofereceram (tivesse o A&E colocado ele em The Cleaner a história talvez fosse outra). Não, eu não estava esperando ver o Patrick Swayze dançando com a Jennifer Grey, fazendo cerâmica com a Demi Moore ou andando por aí de salto plataforma com o Wesley Snipes e o John Leguizamo.

A questão é que a expectativa era de que Swayze faria um show sobre redenção. E The Beast é um show sobre corrupção. No único diálogo mais profundo do episódio piloto, Barker (Swayze) falará para seu novo parceiro que ele não se pode dominar pela Besta. Mas Barker já foi corrompido pela Besta, apenas não percebeu.

Passado este impacto e compreendido de que a série quer ser um drama adulto, sobre os mecanismos que levam à falência moral daqueles que deveriam ser os defensores da lei, aí abre-se toda uma nova perspectiva para The Beast. Mas o resultado, sob este prisma também não é bom.

Criada pelos novatos William Rotko e Vincent Angell (este último é ator, com passagens por 24 Horas e Califonication, segundo o IMDB), a série remete instantaneamente a The Shield. E perde. Porque onde The Shield consegue ser incrivelmente realista, The Beast trilha por um caminho de fantasia. Há uma cena em que Barker consegue pegar na sala de evidências do FBI um lança-foguetes e sair pela porta da frente, como se fosse a coisa mais simples do mundo. Já numa das cenas finais, seu parceiro, Ellis Dove, é abordado por uma série da agentes do FBI, pessoas que cruzaram o seu caminho ao longo de todo o episódio. A cena é bacana, mas surreal, parece coisa de Leverage. Mas Leverage é pura diversão, não tem as pretensões de The Beast.

Sim, o piloto é visualmente muito interessante e a fotografia exibe uma Chicago urbana e fria, que remete ao mais belos episódios de ER.

The Beast

E, claro, Patrick Swayze está bem. Está bem até onde podemos ver, já que suas motivações e intenções não são entregues de bandeja ao telespectador. Eis aqui a maior decepção deste The Beast, para quem espera ver Patrick Swayze em ação: ele sequer é o protagonista da série. Ele é apenas o chamariz. O maior tempo de tela é de Travis Fimmel. É pelo olhar de seu personagem que se dará a jornada para descobrirmos se Barker é ou não um criminoso. E Fimmel, que estrelou a fracassada Tarzan e é mais conhecido por ter sido modelo de cuecas da Calvin Klein, é basicamente um Brad Pitt. Sem o talento.

Para quem vai assistir The Beast, meu conselho é mais ou menos o da Ouida. Não espere muito desta série, para que não se sinta uma besta diante da TV.

* * *

The Beast estreia neste domingo, dia 8 de março, às 21h no canal A&E.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

9 Comments

  1. Mica

    Até agora eu não tive a menor vontade de assitir The Beast, mas confesso que hoje decidi baixar o primeiro episódio só para ver o Fimmel. Ele me incomodava na época que tinha cabelo comprido e fiquei curiosa para ver como ele ficou ‘ao vivo’ com o cabelo curto.
    Motivo fútil, não? Mas é o único que me fez decidir baixar o negócio. Provavelmente não seguirei, já que não fui com a cara do tema, mas…só para conhecer…(assim como fiz com Leverage, pq adoro o Christian Kane, mas odiei o piloto).

  2. Maurício

    Eu assisti e gostei do piloto da série, achei o trabalho do Patrick bom, mas realmente ele não foi o maior destaque, já que o Fimmel roubou a cena, mesmo não sendo tão bom assim, contudo, o roteiro o ajudou e muito.

  3. Fernando dos Santos

    Eu não tenho grandes expectativas quanto a The Beast pelo fato do canal A&E ainda estar meio que engatinhando no mundo das séries, mas mesmo assim vou assistir.

  4. Andrew Maxwel

    Se eu já não tava com muita vontade de ver The Beast, imagina agora. Acho que o auge (?) de Swayze foi mesmo nos anos 80 e início dos 90. Hoje ele é mais um daqueles atores que envelheceram sem muitas conquistas. Nem todos têm a sorte de encontrar uma Tina Fey no caminho para lhe dar o melhor personagem de sua carreira. Não é mesmo, Alec?

    Infelizmente, acho que o câncer será mais comentado do que seu novo trabalho…

  5. Vou ter que descordar de vocês.
    Embora o tempo de tela de Swayze tenha sido pequeno, achei muito intenso… é muito claro a necessidade dele de fazer este trabaho be feito.

    Mas concordo que a série é complexa e remete a The shiled e portanto não é muito o estilo de série que eu goste.

    Neste caso valeu a pena ver o Swayze, mas fico com Supernatural. Se tiver reprise então ela estará na minha lista.

  6. JANO

    SINCERAMENTE EU VOU ASSITIR APENAS PARA VER PATRICK EM SUE ÚTIMO TRABALHO, GOSTAVA MUITO DELE, PARA MIM ELE, SENDO PRINCIPAL OU NÃO, SEMPRE SERÁ O DESTAQUE!!!!!!!!!! Q DEUS O TENHA !!!!!! AGORA ELE PODE FAZER A SÉRIE DE GHOST ONDE ELE ESTIVER !!! SWAYZE ERA EXEMPLO DE VIDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account