Log In

Opinião Preview

Preview – Law & Order: Los Angeles

Pin it
Nova série de Dick Wolf estreia esta terça-feira no Brasil. Saiba o que muda em relação a Law & Order original.

Law & Order: Los Angeles - Hollywood

A fórmula continua a mesma, a divisão de homicídios e a promotoria do estado se juntam para prender e indiciar os criminosos de plantão. Só que nessa nova franquia de Dick Wolf o cenário é outro. Coloquem seus óculos escuros, se escondam dos paparazzis e preparem-se para conhecer a cinematográfica Cidade do Anjos. É Law & Order: Los Angeles, que está chegando ao Brasil!

A NBC cumpriu a sua parte e não economizou na produção e divulgação da série nos Estaods Unidos. O elenco faz jus ao novo cenário: Skeet Ulrich (Jericho), Corey Stoll (NCIS) e a ótima Rachel Ticotin são os responsáveis por manter a ordem na cidade dos anjos. Enquanto Alfred Molina (Homem Aranha 2, Frida, Chocolate), Regina Hall (Todo Mundo em Pânico), Terrence Howard (Homem de Ferro, Crash) e Megan Boone cuidam para que a Lei seja aplicada contra os criminosos de LA, sob supervisão do DA de Los Angeles, interpretado por Peter Coyote (The 4400).

L&O:LA fez a sua estreia em 29 de setembro de 2010, com forte divulgação da NBC, que comprou quatro páginas dos jornais Los Angeles Times e New York Times, divulgando textos e fotos dos personagens relacionados à trama do primeiro episódio como se fossem de reportagens reais (veja aqui a capa falsa do LA Times). O series premiere, Hollywood, foi escrito e dirigido pelo próprio Dick Wolf, e conquistou 10,63 milhões de telespectadores. Se manteve como o programa mais assistido do horário das 22h entre as emissoras americanas. Garantindo na sequência a produção da primeira temporada completa.

Law & Order Los Angeles consegue de cara se diferenciar de todas as Law & Order que já assistiram. Não tem a dramaticidade de SVU, muito menos a peculiaridade de Criminal Intent e nem é tão direta quanto a original de Jack McCoy e Cia. O que tem L&O:LA ?É diferente, sarcástica e em alguns pontos superficial. Por que isso ? Porque é em Los Angeles, e é a cidade que dá o tom a essa nova série.

Law & Order: Los Angeles - Hollywood

As investigações ganham um novo padrão em LO:LA. se nas séries ambientadas em Nova York os detetives precisam vasculhar toda a cidade para achar uma testemunha, aqui basta eles procurarem os seus velhos amigos paparazzis para encontrar as informações que procuram, registradas com a data e a hora. Até porque as vitimas agora não são meros desconhecidos da Big Apple, são estrelas hollywoodianas em ascensão e LO:LA sabe explorar muito bem a superficialidade da capital mundial do entretenimento.

A dupla de detetives tem um entrosamento sem igual. Enquanto o setetive Rex Winters (Skeet Ulrich) é um pai de família sério, calmo e meio caladão, seu parceiro Tomas “TJ” Jaruszalski (Corey Stoll) é o oposto, solteiro, um pouco falante e extremamente irônico. Seu sarcasmo e ironia todas com uma boa dosagem de humor aparecem em quase todas as suas falas, e fazem dele pra mim um dos muitos motivos pra assistir a série.

A promotoria por sua vez, conta com o advogados Peter Morales (Alfred Molina) um verdadeiro predador dos tribunais, manipulador, inteligente, egocêntrico, que odeia perder e vai até o limite pra conseguir o que quer. Morales é o anti-herói carismático, enquanto sua colega ADA Evelyn Price (Regina Hall) é sua melhor aluna. Fria, calculista, que não cede mesmo diante de uma possível derrota. Os dois dentro de um tribunal formam uma dupla difícil de ser batida.

Law & Order: Los Angeles - Hollywood

Os casos quase sempre envolvem celebridades de Los Angeles, sempre mostrando o lado superficial dos envolvidos, em que as aparências importam mais que a vida e os sentimentos dos outros, onde dinheiro e conhecimento compram tudo, numa cidade em que não basta ter dinheiro e uma vida boa se você não tem o que mais importa: fama.

Para os que gostam de Law & Order e suas franquias, L&O:LA concerteza entrará na sua programação semanal.

* * *

Law & Order: Los Angeles estreia nesta terça-feira, às 22h, no Universal Channel.

Séries citadas:

11 Comments

  1. Pingback: Tweets that mention Preview – Law & Order: Los Angeles -- Topsy.com

  2. Leonardo Toma

    Luiz, se com “intro” você quer dizer abertura, pode esquecer que os produtores resolveram colocar uma probrezinha de uns 10 segundos…

    Sobre a série: LOLA não chega nem aos pés da série original na minha opinião. Confesso que assisto a nova série, acompanho, mas não tem um episódio que eu não pense: “Why the fuck eles cancelaram a Mothership?”. Talvez leve algum tempo até a série achar seu próprio caminho, para que amadureça, mas atualmente ainda acho que muita coisa precisa ser melhorada.

    O elenco policial está ótimo. Começou meio tímido, meio awkward, mas nesses últimos episódios já estamos acreditando que Rex e TJ são uma dupla de verdade. TJ de fato é um personagem muito melhor que Rex. A tenente que está sendo muito subutilizada. Ela precisa de mais cenas.

    Agora a parte “Order” que precisa de mais atenção dos produtores. Alfred Molina está ótimo como o promotor Morales. Ele impõe respeito, tem uma forte presença. Já Terrence parece que vai chorar a cada fala que sai de sua boca. Seu personagem está muito fraco em relação ao de Molina. Talvez seja a intenção dele ou dos produtores contraporem a severidade de Morales com a sensibilidade de Dekker, mas isso só faz o personagem de Terrence parecer fraco. As assistentes também não tem relevância alguma ainda pra série. Colocassem a Elisabeth Röhm (Serena Southerlyn, pior assistente ever da Mothership) que não iria fazer nenhuma diferença.

    Os roteiros também precisam de mais trabalho. Nós, fãs da franquia, estávamos acostumados com o alto nível de textos que a série original vinha entregando em suas últimas temporadas, com um elenco extremamente entrosado e com personagens muito interessantes (algo que lá pela 14ª-17ª temporada faltava na série).

    Resumindo: se LOLA quiser ficar mais de uma temporada na NBC, muita coisa ainda tem de melhorar.

  3. Bia mafra

    Eu ainda nao acompanhei um law e order, a maioria surgiu em momentos sem tv a cabo pelo mais diversos motivos, e detesto começar a assistir serie já iniciada, eu vou dar uma chance a essa law e order, ate porque gosto do skeet Ulrich desde quando ele fazia uma serie sobrenatural da qual nao lembro o nome agora.

  4. Fernando dos Santos

    Bia, eu acho que você está se referindo a série Milagres(Miracles).Eu lembro que passou no SBT e teve curta duração.Não sei em qual canal pago foi ao ar aqui no Brasil porque na época eu não tinha SKY.
    Acho o Skeet Ulrich meio canastrão e sem carisma, mas gostava daquela série.Ela conseguia criar um clima de suspense bem envolvente na minha opinião.

  5. Fernando dos Santos

    Pelo texto da Amanda tive a impressão que L&O:LA tem uma pegada mais pop e descontraída enquanto o Law & Order mothership(assim como as outras séries da franquia) tinha um ar mais sisudo, mais sério,procurando fazer um registro mais documental.

    Eu só não entendi porque este L&O da cidade dos anjos tem duas duplas de promotores se revezando.Suponho que seja para o Alfred Molina e o Terrence Howard terem mais tempo livre para continuar tocando as suas carreiras no cinema.Por falar nisso, essa é a primeira vez que vejo os dois interpretando papéis regulares em uma série de televisão.

    E mais um motivo para lamentar o cancelamento do inesquecível mothership é que agora não vai ser possível acompanha semanalmente o contraste entre a matriz de NY e a filial de LA, aproveitando para observar também o enorme contraste entre estas duas cidades tão diferentes.Só vai dar pra fazer isso revendo as reprises de L&O.

  6. Fernando dos Santos

    Quase esqueci de comentar a boa notícia.No Universal Channel L&O:LA vai ter duas reprises na madrugada ao contrário de SVU que agora só tem UMA unica reprise na noite de domingo.Quem perder provavelmente vai ter de esperar a exibição da temporada inteira pra poder ver o episódio que perdeu na estréia.

  7. Luan_15 S

    . “Coloquem seus óculos escuros” me lembra “aquela” serie que se passa em Miami :D

  8. Luiz Marcelo

    A intro que me refiro é igual por exemplo, de Criminal Intent:

    “In New York City’s war on crime, the worst criminal offenders are pursued by the detectives of the Major Case Squad. These are their stories.”

  9. Fernando dos Santos

    Eu agora lembrei que o Alfred Molina apareceu num crossover entre SVU e Trial By Jury.Ele interpretava o vilão, um estuprador que atacava em vizinhanças pobres onde haviam muitas imigrantes ilegais e que por isso não recorriam a polícia.

  10. Fernando dos Santos

    “O series premiere, Hollywood, foi escrito e dirigido pelo próprio Dick Wolf,”

    Precisa corrigir esse trecho do texto.O episódio foi escrito por Blake Masters e a direção ficou a cargo de Allen Coulter.
    Dick Wolf escreveu o argumento do episódio, que foi transformado em roteiro por Blake Masters.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account