Log In

Preview

Preview: Hawaii Five-0

Pin it
Remake da clásssica série policial estreia nesta quarta-feira no canal Liv. Veja o que esperar da série.


Uma das grandes apostas da CBS para essa temporada é o remake de Hawaii Five-0. A aposta era tanto que a emissoa resolveu colocar o queridinho Alex O’Loughlin para interpretar o protagonista, o detetive Steve McGarrett. Que fique bem claro que a CBS sempre foi apaixonada pelo O’Loughlin e que de umas três temporadas para cá ele sempre esteve estrelando alguma série. O diferencial é que aqui parece que eles acertaram e que Hawaii Five-0 não terá uma vida curta.

A série faz bem o estilo da CBS: policial. Entretanto, ela traz algo novo, que você não vê nas outras séries policiais de ação pela emissora. Hawaii Five-0 me lembreu um tanto de Burn Notice, mas com mais verba e sequências de ação ainda melhores e maiores.

Hawaii Five-0 conta a história de McGarrett, a partir do momento em que ele assume uma força-tarefa que irá lidar com os crescentes crimes no estado do Havaí. McGarrett chegou até ali devido ao assassinato de seu pai, e está atrás do assassino por trás do crime. Ele se vê obrigado a entrar nesta força-tarefa e a montar uma equipe, composta pelo Detetive Danny Williams (Scott Caan), o policial palhaço que tem uma filha e uma ex-esposa que não pára de pertubar; o Detetive Chin Ho Kelly (sim, que nome difícil para Daniel Dae Kim, o Jin de Lost), o coreano que deve ficar por trás das operações; e, fechando com chave de ouro, a linda e talentosa Grace Park (Battlestar Galactica, The Cleaner) como Kona Kalakaua, uma policial recém-formada da academia.

A abertura da série é muito boa, com o saudoso tema de abertura, e várias cenas dos personagens. Entretanto, a série tem um ar moderno muito interessante e que foi muito bem utilizado com diversas sequências de ação e luta. Espero que essas partes de mais aventura e ação permaneçam na série, pois é isso que vai diferenciá-la dos outros dramas policiais do canal.

Uma das coisas que os produtores (os mesmo de Fringe e Alias, por sinal) devem ficar ligados é com a complexidade dos “casos da semana”. Neste episódio piloto, eu achei tudo muito chato e sem graça. Digamos que foi rápido demais eles terem chegado até o “chefão” do episódio. A série tem tudo pra ser muito boa (o elenco é afiado, a fotografia no Havaí é linda, entre outros pontos), mas pode se perder no meio de tramas bobas (olá, Knight Rider).

Como já dito, nos quesitos técnicos a série arrebenta. A fotografia é muito bem explorada com as lindas praias do Havaí contrastando com a realide sócio-econômica do local. A edição e direção são muito bem executadas, combinando com as cenas de tiroteio, fugo e luta. Sem contar que só por se passar no Havaí ja renova a imagem do canal com seus dramas policiais nas cidades grandes.

Sim, continuarei vendo a série, até porque ela é uma das poucas boas apostas da temporada. Espero que ela se mostre uma boa série e não apenas mais um drama de “casos da semana”. Essa é a verdade, o que falta na série é uma grande trama por trás de toda a história.

* * *

Hawaii Five-0 estreia nesta quarta-feira, 20 de outubro, às 22h no canal Liv.

Texto gentilmente cedido pelo weblog Guia de Seriados.

Séries citadas:

11 Comments

  1. Pingback: Tweets that mention Preview: Hawaii Five-0 -- Topsy.com

  2. Fernando dos Santos

    Ainda não vi esse novo Hawaii 5-0 mas pretendo conferir.Já assisti no Youtube a alguns trailers e eles me fizeram lembrar de Fastlane pelo clima leve e descontraído, contrastando com a habitual sisudez das séries policiais da CBS.
    Os produtores desta nova versão já declararam a imprensa durante a San Diego Comic Con em julho, que esse novo Hawaii 5-0 vai ter uma mitologia, uma trama maior correndo ao longo dos episódios semanais.Não vai ficar apenas no “caso da semana”.

  3. Carina

    Eu já assisti os 4 episódios já exibidos no Eua e a série me agradou: deve ser encarada como entretenimento e, para isto, ela cumpre muito bem a sua função. Belas imagens, cenas de ação e, para mim, o melhor é a química entre o Alex O´Loughlin e Scott Caan (que interpreta o Danny). Aliás, este último (devo arriscar) rouba a cena e corre o risco de ter mais destaque o que o protagonista.

  4. Anônimo

    Pelo sucesso que anda fazendo, parece que não teremos uma “maldição de lost” para os atores do saudoso seriado né?

  5. Regina Monteiro

    O único problema foi o James Marsters fazer o papel do vilão e sair logo no primeiro episódio. Snif, snif!!!
    Mas sério, a série é despretenciosa e um bom entretenimento.

  6. MicaRM

    Eu concordo, Carina. O Scott Caan de fato rouba a cena. Eu não pensava que fosse gostar tanto dele, mas ele está muito à vontade no papel e o seu personagem é incrivelmente carismático. Na verdade é ele quem faz o papel do Alex O’Loughlin ficar mais palatável (se ele não tivesse o Danny, o Steve seria um poço de arrogância).

    Eu estou gostando muito de Hawaii Five-0. Eu esperava com ansiedade a série, mas não imaginei que fosse gostar tanto assim. A química entre os 4 atores principais realmente funciona e as histórias, embora meio tolinhas, não deixam muito a desejar. Vale a pena ver.

  7. Ivonete

    Faltou dizer que a boa abertura é simplesmente idêntica à abertura original, o que gostei bastante, pois além de conquistar novos fãs poderá fisgar os admiradores da série original.

  8. Márcia Braga

    lembro da serie original era ótima . Realmente a abertura, música pega na veia da nostalgia. adorei

  9. Carina

    Márcia, a música é nostálgica e, ao mesmo tempo, é tão vibrante que ajuda no conjunto da série. Depois de ver o primeiro episódio, não esperei pelo Liv e já vi os 5 primeiros.

  10. Carina

    Mica, você já viu o segundo episódio? Tem algumas cenas que corroboram exatamente o que você disse: o que suaviza o Steve é o Danny. A cena em que eles estão no carro, logo após a perseguição a um terrorista é excelente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account