Log In

Reviews

Pretty Little Liars – Under The Gun e Crash and Burn, Girl!

Pin it
Série: Pretty Little Liars
Episódios: Under the Gune e Crash and Burn, Girl!
Número dos Episódios: 04x06 e 04x07
Exibição nos EUA: 16/07/2013 e 23/07/2013
98
4.9
2

E como era de se esperar, mais dois episódios “comuns” marcaram a quarta temporada de Pretty Little Liars. Claro que são episódios comuns no nível de normalidade que só essa série consegue ter, mas ok.

Para começar, a atitude inteligentíssima que Hanna tomou quando tirou a arma que encontrou nas coisas de Ashley de dentro de casa teve a consequência esperada: fizeram o exame de balística na arma e comprovaram que ela causou a morte de Wilden. Ashley foi presa, mas pela primeira vez, ela pareceu estar contando a verdade quando disse que não matou o detetive. Hanna se viu completamente desamparada sem o apoio que recebia da mãe. Tudo bem que o pai dela resolveu foi obrigado a aparecer, mas convenhamos: se você é adolescente e precisa escolher entre ficar sozinha e ficar com um pai que te abandonou – duas vezes  – para cuidar da filha da atual esposa, você prefere ficar sozinha.

Se Ashley estiver mesmo falando a verdade, com certeza isso foi mais uma armação de -A. Não deve ter sido difícil para este ser onipotente e onipresente pegar a arma depois que Ashley a deixou com Wilden – usando luvas, é claro, o matar e ir embora. Depois a pessoa foi linda e bela até a casa das Marin, entrou, colocou a arma lá e depois foi embora, sem ser vista por ninguém. Mesmo quando o mínimo que se espera de uma casa onde duas mulheres moram sozinhas é um sistema de segurança relativamente bom. Mas é de Pretty Little Liars  que eu estou falando.

Perpetuando as ações inteligentes em dose dupla, nós tivemos Emily Fields. Colocar o dvd com o vídeo que mostrava que Wilden pode ter sido assassinado por outras pessoas em cima da mesa da detetive e simplesmente ir embora foi uma falha. Ela realmente achou que -A não sabia que ela estava indo fazer aquilo. Até aí, “tudo bem”. Mas achar que ela conseguiria devolver a chave do apartamento de Wilden para a gaveta da mãe dela antes que os policias dessem falta dela, foi demais. Ela não pensou que com a morte dele em investigação, os policiais pudessem precisar voltar lá. Também não pensou que tudo o que elas poderiam encontrar ali, mais cedo ou mais tarde seria encontrado pelos policiais responsáveis pela investigação. E, pior de tudo, não pensou no emprego da própria mãe.

Da Aria, confesso: senti peninha. Ter esses rumores espalhados na escola não deve ser muito legal, ainda mais por uma coisa que, sozinha, já é dolorosa em si. Por ter sido um plot que se resolveu muito rápido, mesmo com as suas complicações, acredito que ele tenha servido apenas para reaproximar Aria e Ezra, o que estava demorando a acontecer. Senti falta de ver o Ian Harding trabalhando. Ainda acho que o personagem dele podia ser explorado um pouco mais individualmente, ia ser um atrativo a mais que poderia fazer com que os expectadores descansassem um pouquinho de -A. E, falando em -A, dessa vez, eu acho que não foi ela quem quebrou o carro de Connor. Pensemos: Em três temporadas, este ser só alterou o guarda-roupas quando adicionou mais uma cor a ele, o vermelho. Por que, justo agora, ao invés de usar o casaco preto normal, ele usaria o casaco da equipe de natação da Rosewood High? Essa história também serviu para que Aria e Mike finalmente parassem de agir feito cão e gato. Foi até bonitinho ver eles dois juntos.

Quem também voltou, foi Mona. E voltou abalando as estruturas da confiança de Emily e Aria em Spencer. Ela abriu o jogo sobre Toby ter roubado o covil para entregá-lo a -A, mas diz que não sabe os motivos – o ue não me convenceu nem um pouco. Toby, por sua vez, não quer que ninguém saiba que está investigando a morte de sua mãe. Para tentar “recuperar a confiança” das meninas, ela foi atrás da tal Mrs. Grumwald e acabou e Ravenswood, cidade bizarra e que será o cenário do spin off de Pretty Little Liars  que estreia em outubro. Tudo o que ela e Toby conseguiram lá foram mentiras, medo, Shana fugindo no carro de Jenna e um corvo suicida no para-brisas do carro.

Deixando o melhor para o final, confesso que achei a aliança de Toby e Caleb a coisa mais linda do mundo. Não só porque eles dois fazem parte da minha lista seleta de personagens preferidos. Mas porque os dois saíram da sombra das namoradas de vez. E porque eles chegaram um pouquinho mais perto de descobrir o que aconteceu no dia do incêndio. Mas só um pouquinho mesmo. Como não dá para saber ao certo se Nigel falou a verdade ou não, fica a dúvida: CeCe estava no helicóptero no dia do incêndio ou outra pessoa deu o nome dela para ele. E os óculos que apareceram no final? Eram de CeCe ou Alison?

Como sempre, Pretty Little Liars joga a corda e puxa de volta antes de qualquer um conseguir morder a isca. Só nos resta esperar para saber o que vai acontecer depois.

Séries citadas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account