Log In

Reviews

Pretty Little Liars – The Remains of the A e CrAzy

Pin it

Série: Pretty Little Liars
Episódios: The Remains of the A e CrAzy
Números dos Episódios: 03×06 e 03×07
Datas de Exibição dos EUA: 17/07/2012 e 24/07/2012

The Remains of the A e CrAzy foram, definitivamente, dois episódios que somaram muitos pontos para a terceira temporada de Pretty Little Liars.

É engraçado ver o que Hanna está sendo capaz de fazer para se vingar em A por causa do término do seu relacionamento com Caleb. Em outras épocas, ela nunca tomaria a atitude de anotar e trocar o bilhete escondido na pulseira da mãe de Garrett no hospital. Assim, ela teria evitado um encontro nada agradável com Wilden e não seria uma suspeita do assassinato de Alison – outra vez.

E não é que April Rose tinha mesmo a prova da inocência de Garrett? Spencer não gostou muito de saber que o sangue encontrado na tornozeleira de Alison não era de Garrett, mas a nossa Lucy Liu já esteve enganada outras vezes, com quando desconfiou de Toby e Ian. Sem dizer que dessa vez, até A, seja lá quem essa pessoa for, confirmou que o assassino não é Garrett.

Caso Ezra: Especialistas em análise comportamental dizem que a postura dele quando foi confrontado por Aria sobre o dinheiro em sua gaveta de meias foi no mínimo suspeita. Mentira, não tem especialista, fui eu mesma quem disse. Porque se o seu namorado tem um carro que ganhou de herança e tem planos de restaurá-lo ele provavelmente já encheu a sua paciência falando disso e não foi bem o que aconteceu com Aria. Ela nunca tinha ouvido falar nesse tal carro. E ainda tem outro PS. Que carro em estado de restauração vale 50 mil dólares?  Parece que o professor mais fofo de Rosewood tem alguma coisa a ver sim com o mistério envolvendo a morte de Alison, ainda mais quando ele tem o valor exato da recompensa de Jason na gaveta…

Toby finalmente colocou a cabeça para funcionar e começou a perceber que Spencer está sim escondendo alguma coisa dele. Ainda mais depois que foi “obrigado” a ir para a tal festa da igreja com Hanna, que por sinal não fez nem o mínimo para disfarçar que estava ali por um motivo completamente diferente do que foi dito a ele.

Como quem é vivo, sempre aparece, Holden deu as caras nessa mesma festa e desencadeou uma lembrança sobre a “noite apagão” na mente de Emily. Agora além de saber que Jenna dirigia o carro que a sequestrou, ela sabe que Holden – ou alguém muito parecido e com a mesma tatuagem falsa da mesma “festa” no pulso – estava com ela numa cafeteria, que por sinal foi onde ela provavelmente perdeu a jaqueta que foi achada por Hanna numa das caixas do bazar.

A pergunta que não quer calar e que veio na mente de todos logo no início do CrAzy: Se o sangue na tornolezeira não é de Garrett, de quem é? “A” deixou bem claro que é fácil conseguir o sangue de Hanna. Mas se isso foi para dizer a ela que o sangue na tornozeleira é dela e foi plantado na prova ou se foi só para assustá-la, não se sabe.

Versão mais velha de Alison à vista! Cece mal chegou e já mexeu os pauzinhos. Provavelmente Emily vai se arrepender de não ter pedido para ela ligar para Jenna e falar que estava brincando quando disse que era namorada de Nate… E o que Jason quis dizer que tudo com Cece é intenso? Algo me diz que nós ainda vamos ouvir falar bastante nessa nova habitante de Rosewood…

O tal site de relacionamentos na internet deu certo resultado para Ella… Mas tinha que ser com o mesmo cara que Ashley está – ou estava – de rolo? E, convenhamos, Zack é um partido muito melhor que Ted, que fala “oie”. Engraçado seria ver a reação de Aria ao descobrir que a mãe dela saiu com um homem bem mais novo quando Ella foi terminantemente contra o relacionamento da filha com Ezra no início, justamente por ele ser mais velho.

Parece que os laços de Spencer e Jason se apertam mais a cada dia. A ponto de ela achar ok Toby mentir para a polícia depois de tudo o que ele passou. Não foi legal, Spencer. Jason dirigiu bêbado porque quis, oras. E até que ia ser engraçado ver ele e Garrett na mesma cadeia…

E a louca mais odiada de Rosewood resolveu dar as caras outra vez nesse episódio. E, como sempre, virou tudo de cabeça para baixo. Que Mona não tem nada a ver com as ações atuais de A, todos já estão quase convencidos. Mas que ela ainda sabe de muita coisa, ela sabe. Por exemplo, o tal site com uma foto de Maya que precisa de senha para ser acessado… E que alguém não está seguro. Mas isso já ficou claro para qualquer um desde o primeiro episódio.

PS 1: Não soube diferenciar quem era mais louco quando Hanna e Aria resolveram explorar o manicômio à noite e entrar numa sala que nunca fica aberta, elas, ou os pacientes dali. Pelo menos, no final, quem estava lá era só Mona…

PS 2:  Nate, coitado, tem um dedinho meio podre para escolher mulher, não? Primeiro se interessa por Emily… Mas ela provavelmente nunca se interessaria por ele. Depois por Jenna, que de boa moça não tem nada. Nete, darling, um conselho: Fique solteiro.

Séries citadas:

1 Comment

  1. Mario Madureira

    Adoro PLL, mas eu me sinto como um drogado, por que eu não consigo largar essa série. Ela nos traz mais e mais pistas, e nos engana e faz os fãs de gato e sapato. Poxa, a criadora não da uma simples dica para tentarmos desvendar os vários segredos que a série traz. Como ficamos? Só esperando um episódio por cada? Será que é nessa temporada que descobriremos finalmente quem matou a Alison? Quer dizer, se ela estiver mesmo morta…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account