Log In

Reviews

Person of Interest – A House Divided

Pin it
Série – Person of Interest
Episódio: A House Divided
Nº do episódio: 3x22
Exibição dos EUA: 06/05/2014
92.5
4.6
4

Strike!  Foi isso que a Vigilância conseguiu em A House Divided. De uma só tacada sequestrou os membros do governo envolvidos na quebra de privacidade de seus cidadãos e os responsáveis pelos dois sistemas que lhe permitem executar essa tarefa. Controle, Senador Harrison, Manuel Rivera (assessor do presidente dos EUA), Greer e Finch serão julgados – aparentemente – em transmissão nacional, e não restam dúvidas sobre o veredicto. Se não conhecêssemos Collier, poderíamos ter alguma esperança quanto à sentença a ser executada. Mas o conhecendo e, agora, sabendo de suas motivações, podemos ter certeza de que a pena de morte será a ordem do dia.

Collier era mais interessante quando suas motivações me pareciam fruto de um inconformismo gerado pela convicção entre certo e errado, fruto de certo olhar sobre o mundo, do que disparadas por um gatilho pessoal. Simples assim! Ingenuidade minha desejar uma “voz” que representasse essa dicotomia? Muito maniqueísta? Talvez.

Mas é mais fácil perdoar quando se supõem motivações que vão além de uma aspiração pessoal. No final é apenas vingança!? Muito pequeno para o tamanho do esforço pessoal e coletivo, empreendido por Collier. Candidatos a “heróis” são mais atraentes quando olham o mundo e não o próprio umbigo. Mesmo quando esses heróis se façam ao avesso, revestidos de uma evidente loucura.

E se podemos intuir com uma certeza inegável qual será a sentença para os acusados, dificilmente poderemos ter essa mesma convicção sobre quem deu a ele a informação sobre Nothern Lights e o sistema de vigilância que, indiretamente, levou seu irmão ao suicídio. Esse, o próximo mistério a ser desvendado. Em um primeiro momento pareceu-me coisa da Máquina, mas isso é totalmente improvável. Afinal, por que ela iria gestar um inimigo tão feroz? Depois pensei em Root. Em 2010, ela era outra pessoa. Mas é tão improvável quanto a primeira hipótese, porque afinal, ela sempre foi apaixonada pela Máquina e não iria querer criar esse inimigo para ela. Então… enigma!

Resta-nos saber se esse enigma será solucionado no próximo episódio ou na próxima temporada. Ou se é apenas uma informação irrelevante.

Mas a pena de morte não parece estar na ordem do dia apenas para os réus no julgamento presidido por Collier. Depois de correr contra o tempo o episódio todo, Reese, Shaw e Root, parece, terão que lutar contra o mesmo destino, senão para eles próprios, no caso de Reese e Shaw, pelo menos quanto a Root.

Ela irá enfrentar o gigante. As instalações do Samaritano foram localizadas e, segundo a Máquina, cabe a ela essa tarefa. E o que é mais angustiante neste caso é que a resposta sobre o destino de Root encontra-se menos no desenvolvimento da história do que nos planos de Jonathan Nolan para a série. Ela poderá sobreviver para mais uma season premiere? Ou sua existência acaba em Deus ex Machina, último episódio desta temporada? Ou, ainda, a quarta temporada tem espaço para o personagem além do primeiro episódio?

Segundo Jonathan Nolan, nesse tipo de história existem perdas pelo caminho, quem será a bola da vez: Ruth ou Shaw? Porque Reese e Finch estão praticamente a salvo. Ou o caldeirão de maldade do criador de Person gerou a última gota de sua poção macabra com a morte de Carter?

Enquanto aguardamos a definição do futuro de Shaw e Root, torcemos para que nem a pena de morte alcance Finch nem a expiação pública, pois esta, se não é definitiva, pode ser tão cruel quanto.

Uma observação: os três nerds podiam continuar na história. Apesar de transformar os personagens em uma multidão, eles são simpáticos! Enfim…

Depois de A House Divided, resta-nos apenas Deus ex Machina e a certeza de que a fall season é curta demais!

Séries citadas:

Historiadora e professora não praticante. Adora uma boa história, seja ela escrita ou encenada. Atualmente, em seu coração, dividem espaço Person of Interest e Once Upon a Time. A Guerra dos Tronos? Prefere o livro.

2 Comments

  1. Glauber Augusto Novaes Siqueir

    Esse seriado é muito bom, pena que só eu assisto, não conheço mais ninguém que goste pra poder comentar…Deus ex machina vai ser eletrizante. Eu acho que a máquina está por trás das ações da Vigilância, se não for ela pode ser alguém muito pior então prefiro pensar que ela criou isso.

  2. Regina Monteiro

    Glauber sempre me pergunto como as pessoas ainda não descobriram Person! E essa foi boa: “Eu acho que a máquina está por trás das ações da Vigilância, se não for
    ela pode ser alguém muito pior então prefiro pensar que ela criou isso.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account