Log In

Reviews

Parks and Recreation – The Debate

Pin it

Série: Parks and Recreation
Episódio: The Debate
Temporada: 4ª
Número do Episódio: 4×20
Data de Exibição nos EUA: 26/04/12

O dia do tão aguardado debate chegou! Leslie estava contando que este dia seria a confirmação de sua candidatura como conselheira municipal, já que seu principal oponente, Bobby Newport, é um ignorante filhinho de papai que só subiu nas pesquisas por causa do dinheiro de sua família e porque sua gerente de campanha trabalhou sozinha enquanto ele estava em uma praia paradisíaca com a mulherada.

Leslie estava super confiante. Ela confia muito em seu gerente de campanha (e namorado), e em seus planos para melhorar sua querida cidade, além de SABER que os cidadãos de Pawnee a adoram. E é verdade! Leslie é a política mais dedicada que já se viu! Chega a dar até nojo em pessoas como April, que detestam gente muito feliz.

Eu pensava que eram apenas os dois concorrendo pela vaga. Neste episódio, vimos mais três candidatos: um ativista protetor dos animais, um dono de uma loja de armas que é a favor de ter todos os habitantes portadores de armas de fogo, e uma atriz pornô.

Tenho cá pra mim que esta atriz pornô foi jogada da Jennifer, a gerente de campanha de Bobby Newport. Ela estava vestida igual à Leslie, com o cabelo idêntico, e nunca dizia uma frase sem que se comparasse à adversária, reforçando na mente dos eleitores as semelhanças entre elas. Leslie ficou furiosa com isso. Ninguém comentou nada a respeito, mas eu acho que tem dedo da Jennifer aí.

Os mediadores foram os jornalistas locais que quem assiste à série já está acostumado a ver sempre que tem um bafão que vai para o noticiário. É sempre bom ber Mo Collins de volta a Parks and Recreation, apesar da personagem dela ser uma vaca egocêntrica! É claro que os dois prejudicaram grandemente a estratégia da Leslie.

Joan ficava dando a repercussão errada para cada resposta da Leslie, e Perd comia todo o tempo que ela tinha tentando explicar, da maneira mais lenta possível, que o tempo dela estava acabando. Também não duvido que Jennifer teve um dedinho aí.

Bobby deu sua cartada de ouro quando disse que a empresa de seu pai, a Sweetums, uma fábrica de doces que é basicamente responsável por 60% dos empregos da cidade e da economia local, teria que se mudar para o México caso Leslie vencesse. Leslie acabou virando o jogo com seu discurso humano e caridoso e dizendo que quem ama a cidade não ameaça os empregos de seus eleitores, mas promete mudanças e melhorias. A galera aplaudiu e nós vamos ter que esperar o que eles decidem nas urnas.

Enquanto Leslie se virava em cima do palco para sair das investidas, e Ben assistia de camarote ao lado de Jennifer, o restante da “galera” se encarregava de outras funções. Ann e Chris ficaram responsáveis por dar respostas aos jornalistas que estivessem no saguão do local onde aconteceria o debate. Os dois se deram super bem como equipe, o que fez Chris perceber o que todos já sabiam e que eu até já tinha comentado aqui antes: ele ainda gosta da Ann.

Por “coincidência”, Ann tinha acabado de terminar com Tom (de novo) por ele ter dito coisas pessoais na rádio. Ann realmente não aprende! Tom é um sujeito que nem deveria existir de tão peculiar! E Ann é a pessoa mais simples, boa e doce que poderia existir na face da Terra! Esse casal não tinha noção de existir!

Ann ficou meio chateada por Tom fazer ceninha na frente dos repórteres e acabou dizendo a ele que não ia voltar com Chris, mas que também não ia voltar com ele. Ela disse que nem queria namorar homem nenhuma. Coitada… Eu a entendo. Depois de Tom Haverford, qualquer mulher ficaria traumatizada.

April e Andy ficaram encarregados de dar uma festa para um bando de gente rica. O porquê da Leslie ter feito isso, eu nunca saberei. Talvez ela tenha batido a cabeça, sei lá. Pelo menos, Ron e Donna estavam lá para auxiliar no caso de algum problema. E é claro que teve problema!

Depois do “discurso” do Ron, os doadores /eleitores deveriam assistir ao debate numa TV de plasma. Mas Andy, o incrivelmente brilhante, “esqueceu” de pagar a conta da  TV a cabo. Enquanto April tentava entrar em contato com a companhia responsável pelo serviço, Andy encenava as melhores cenas de seus filmes favoritos para entreter os convidados. Meu Deus!

Vendo que aquilo ia feder, Ron subiu no poste e foi “conectar” com o fio do vizinho (gatão mesmo). Quando a TV finalmente funcionou, Leslie já estava dando seu discurso final, o tão comovente! Mas nada atrapalhou a “festa”. O pessoal curtiu muito as encenações de Andy, alguns (entenda-se “Donna”) até se emocionaram com os “filmes”.

Eu estava começando a ficar irritada com essa história toda da eleição. Essa temporada está sendo focada nisso; a gente já desconfiava que isso ia acontecer pela season finale do ano passado. Mas a sujeira que a Jennifer faz para que Bobby se sobressaia com os eleitores estava me deixando chateada. E eu pensava que esse debate seria o fim da picada; e quase foi mesmo. Mas Leslie se saiu muito bem, e eu voltei a gostar da eleição como um tema muito bom para ser abordado.

Estou curiosa para ver o rumo que a série tomará. Se Leslie ganhar, o enredo vai mudar um bocado, porque ela vai ter mais autoridade para realizar seus projetos, que antes ela sempre lutava para pôr em prática mas “quase” nunca conseguia. Se Bobby ganhar e Leslie voltar a trabalhar no Departamento de Parques e Recreação, o que será dela e de sua equipe? Provavelmente serão demitidos. Ou Bobby vai deixá-los lá porque ele não sabe nada sobre governo mesmo. Ou ele vai tirá-os para colocar conhecidos seus nos cargos.

Bom, o jeito é a gente WAIT FOR IT!

Séries citadas:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account