Log In

Reviews

Parks and Recreation – Pawnee Commons

Pin it
Série: Parks and Recreation
Episódio: Pawnee Commons
Número do Episódio: 5x08
Exibição nos EUA: 29/11/2012
89
4.4
1

Pawnee x Eagleton

Um dos melhores momentos em Parks and Recreation é sempre quando a guerra entre Pawnee e Eagleton acontece. Os episódios que já mostraram essa temática foram simplesmente deliciosos, principalmente aquele em que Leslie descobre que nasceu, de fato, em Pawnee. A melhor ideia dos roteiristas da série em tentar revitalizar o conceito de Parks nessa quinta (e um tanto criticada) temporada foi nesse episódio, em que colocaram Leslie praticamente brilhando sozinha enquanto o resto do elenco se preocupava em pintar uma loja.

Simplesmente hilárias todas as cenas em que Leslie aparece, ainda mais no começo, quando estava basicamente morrendo de excitação pelo projeto do parque, até, claro, descobrir que o arquiteto era de Eagleton. Outro momento divertido foi quando ela foi mostrar as placas de entrada e saída da cidade, mostrando que Pawnee realmente é sujinha, mas Leslie não consegue perceber isso. Mas o melhor momento de todos foi quando Leslie denunciou a safadeza de Eagleton, que não os ajudaram quando um tornado apareceu, falando que simplesmente não estavam em casa (a cidade inteira!).

É uma atuação exagerada de Amy Poehler, mas como já conhecemos a personagem sabemos que não há problema. Leslie Knope simplesmente não consegue NÃO falar mal da cidade vizinha sem respirar, até comparando o engenheiro com o Lorde Voldermort, sendo que na verdade, ele parece é com ela.

Estava achando mesmo que no final descobriríamos que o arquiteto grisalho estava planejando algo maligno, mas quem fez uma vingança maravilhosa foi Leslie, com todo aquele chantilly. Não há duvidas de que quando a briga entre as cidades acontece, Leslie fica em seu melhor.

A outra parte que funcionou muito bem no episódio foi Andy e April brincando de interrogatório com April sendo a filha de Hitler, com toda a lição de moral envolvendo nosso querido agente do FBI, Bert Macklin. Mesmo que tenha um alívio cômico tremendo, não há como não achar bonitinha a cena em que April entrega o papel com os dizeres ‘You were in the FBI’ para depois Andy se distanciar do recinto ao som de tiros vindos de um aplicativo de celular.

Esse deve ter sido o primeiro episódio em que Chris não teve nenhum papel irritante, e toda a sequência na loja foi deliciosa, começando com um Jerry sem poder se mexer por causa de um gambá e depois com Chris todo felizinho em trabalhar com Ron, só para receber uma tarefa que Ron achava impossível. Ann, por outro lado, só serviu mais uma vez para dar conselhos e Tom foi o Tom de sempre, ou seja, sempre agrada. O melhor diálogo vai para Donna denunciando que um dos manequins deve ter tentado cometer um suicídio já que a cor do lugar era tão depressiva.

Séries citadas:

Cinéfilo e viciado em séries. É também um podcaster, blogueiro e estudante de Letras e Jornalismo. Acompanha mais de 60 séries, sem contar as milhares que já passaram. Gosta de todo tipo de série, não discrimina. Usa o sarcasmo, a ironia e a acidez para lidar com as situações ordinárias. Pode ser encontrado no twitter pelo user @marcoacpontes.

Website: http://www.mundodaseries.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account