Log In

Reviews

Parenthood – All Aboard Who’s Coming Aboard

Pin it
Série: Parenthood
Episodio: All Aboard Who's Coming Aboard
Número do Episódio: 5×02
Exibição nos EUA: 03/10/2013

Começamos com a volta de Jabbar em cena e nem ele parece ter paz naquela casa, já que a bebê Aida parece ser o bebê de Rosemary e está enlouquecendo Crosby e Jasmine. A criança não para de chorar, não deixa ninguém dormir, chegou a me dar desespero. Até expulsos de restaurante eles foram. Fiquei pensando o quão infernal tem que ser o bebê para chegar nesse ponto. Qual o problema daquela criança? Espero que nada grave, porque como já havia comentado no último episódio, meu coração não aguenta muito drama depois da temporada passada.

Já a não mais bebê – mas ainda criança para Sarah – Amber, resolveu já dar as boas — ou não tão boas — notícias para a família toda: ela e Ryan vão se casar. Sarah não gostou muito da notícia, aparentemente ela está com medo de Amber seguir seus passos, coisa que ela já demonstrava lá no longínquo piloto da série. E nesse ponto acho que ela tem razão, quer prova maior do que casar cedo com um garoto cheio de problemas? Nada que uma conversa com Adam, o irmão mais velho da família, não resolva, e assim como Lorelai Gilmore, Sarah Braverman provou que é a mãe mais legal do mundo!

Enquanto isso, Hank finalmente aproveitou uma deixa em seu envolvimento com Max para tentar se reaproximar de Sarah. E aqui eu deixo uma dica para os garotos mais desavisados: uma vela aromatizada não é um bom presente para uma mulher! Apesar de gostar muito de Hank — e ter sido positivamente surpreendida pela atuação de Ray Romano, já que só conhecia seus trabalhos em comédia — eu não gosto do casal Sarah e Hank. Acho que química dele com Max vale muito mais a pena e torço por um investimento maior nessa parte essa temporada.

E finalmente os patriarcas da família Braverman tiveram mais espaço depois de serem negligenciados no episódio anterior. Zeek continua sendo um chato, sabe-tudo e Camille com uma paciência que eu invejo. A reforma na casa veio inesperada e deixou o terreno para algo maior: Camille quer vender a casa e se mudar. Lógico que Zeek vai ser contra. Ele não aceita nem que a janela está com problema, imagina que vai aceitar uma mudança brusca dessas. E o pior é que acho que Camille estará por conta nessa história, porque acho que ela não terá apoio de nenhum Braverman.

Adam, como sempre, mostrando que é filho de Zeek, sendo um chato e me irritando profundamente. Primeiro ele tenta impedir Kristina de trabalhar, agora ele esnoba as chances dela realmente ganhar a eleição. Assim ele só cultiva o meu ódio por ele e com sorte cultiva também uma força monumental que faça Kristina ganhar. Adoro vê-la correndo atrás do que quer e acho que está sendo uma maravilhosa volta por cima para a personagem. You go, girl!

Julia ficou com o pior trabalho na escola das crianças, sustentabilidade, que nada mais é do que separar o lixo reciclável do orgânico (eca!). Mas o pior para ela não foi isso, e sim ter que admitir que ela agora é uma dona de casa. Ela chegou ao ponto de mentir, mesmo para uma pessoa na mesma situação que ela. E eu fiquei me perguntando o que ela pretende fazer a respeito, porque só lamentar não me parece muito a cara dela.

Um problema de Parenthood é o grande número de personagens e a quantidade de plots apresentados em paralelo. Além de sentir falta de alguns personagens, como Joel e a recém-apresentada Pete, a impressão que me deu foi que pouco aconteceu nesse episódio, pois nenhum plot se desenvolveu de verdade. Acho importante os roteiristas se decidirem, ou muitos personagens aparecem e pouco se desenvolve a trama, ou cada episódio foca num número menos de personagens e as tramas são melhor desenvolvidas, senão a impressão que dá é que personagens fizeram falta e mesmo assim nada aconteceu durante o episódio.

Séries citadas:

Formada em Engenharia de Computação, mestre em Ciência da Computação e tentando virar doutora. Assiste séries demais para citar (mas odeia novelas), ama rock'n'roll (mas também é muito fã das Spice Girls), torce fervorosamente para o Miami Dolphins, time de futebol americano, (mas odeia o futebol "normal") e ama viajar (sem exceções aqui).

Website: http://unfolding-europe.blogspot.fr

2 Comments

  1. Bruno

    Puxa, voce traduziu a maior parte do que senti vendo esse ep…

    Alguém notou como as plásticas de Sarah nao deram certo? Ela está de cara esticada e pescoço de velha, até Camille está melhor que ela :-O

  2. Karina Mochetti

    Não tinha reparado, Bruno! A lauren Graham é tão bonita, espero que não se estrague ao ficar velha…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account