Log In

Notícias

Pais querem censurar Dexter nos Estados Unidos

Pin it

Michael C. Hall em DexterO Parents Television Council (Conselho dos Pais para Televisão) está fazendo uma campanha para pressionar as afiliadas da rede CBS para que não exibam neste domingo a série Dexter.

O seriado sobre um serial killer que trabalha dentro da polícia é exibido pelo canal Showtime, na TV paga, mas está sendo reprisado nas noites de domingo pela CBS – foi uma das apostas do canal para preencher sua grade de programação, em razão da falta de programas inéditos provocada pela greve dos roteiristas.

De acordo com Tim Winter, presidente da entidade:

Dexter introduz a audiência a níveis de depravação e indiferença e apresenta a jornada do personagem principal por justiça vigilante celebrando assassinatos grotescos e premeditados.

Dexter é editado para ir ao ar na TV aberta, mas Winter afirma que não existe edição capaz de eliminar o conteúdo alarmante da série e o fato de que o “herói” é um assassino em série.

A CBS programou a exibição dos dois últimos episódios de Dexter para este domingo, das 21h às 23h.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

19 Comments

  1. vitor

    isso porque porque a CBS já exibe uma versão “light” de Dexter…… não concordo, na série também há o lado humano do personagem e também tem os motivos que o levam a fazer isso…

  2. Rodrigo

    Só pra corrigir: saiu “alarmamante” na penúltimo parágrafo.

  3. Regina

    Mas de novo? Já não tinha surgido um papo parecido há algum tempo atrás?

  4. Gonçalves

    Só um detalhe: o que são “assassinatos gráficos”? Matar uma pessoa com desenhos? :)

    Deve ser tradução de graphic, mas neste caso graphic significa algo como grotesco, repulsivo. Esse erro de tradução infelizmente é muito comum.

  5. Luiza

    Minha irmã é uma pessoa super legal,totalmente do bem e não aceita o Dexter de forma alguma,afinal “ele é um assassino justiceiro”.Quando ele me disse isso não pude deixar de dar razão e até sentir um pouco de vergonha por gostar dele,mas eu já estava fisgada.Sinceramente se tivesse filhos não deixaria eles assistirem .

  6. Manuel Reis

    O PTC é a vergonha da TV norte-americana… Lembram-se de Off Centre, uma sitcom com Sean Maguire e John Cho? Cancelada após uma temporada mais sete episódios de uma segunda e audiências medianas na WB americana graças ao PTC.Idiotas…

  7. Gustavo

    é um assassino justiceiro.
    A diferença dele pra um monte de outros heróis é que esse é… por assim dizer, mais real. Sem super poderes, sem super tecnologias pra ajudar. No final, ele mata a pessoa malvada, ao invés de mandar ela pra cadeia e depois ela poder de novo pra matar todo mundo.

    Alguém assiste the shield? Adoro Vic Mackey, mas olha o que ele fez nas 6 temporadas! Nem por isso proibiram a série.

    Acho que os americanos acham tudo uma ameaça. Na verdade, o mundo como um todo. Hoje em dia todo mundo fica falando : Não de arma de brinquedo pra crianças. Não deixe eles verem desenhos “””Violentos””” (aka Dragon Ball, Power Rangers, etc) pq eles vão crescer e virar assassinos.

    2 bons exemplos de que isso não é verdade é mue primo de 3 anos e eu e meu amigo, com 19 e 18 anos.
    Meu primo de 3 anos nunca viu um desenho nem meramente perto de ser violento. Na praia ele apontou um objeto qualquer pra mim, mirou e falou : bum bum bum. Ele estava atirando em mim, sem nunca ver um desenho com alguém carregando uma arma.

    E eu, que quando era criança tive espada, pistola de espoleta, metralhadora, faca, kit rambo, espingarda… Tive arminha de pressão, arma de água, aviões de guerra. Eu assistia Dragon Ball, Dragon Ball Z, Jiraya, Jaspion, Cyber Cops, e um grande numero de programas pra criança com algum elemento de violência. Tudo isso vale pro meu amigo tb. Inclusive comecei a ver the shield com uns 12 anos.

    Não somos violentos, não gostamos de brigar, se eu tivesse uma arma não ia sair matando todo mundo.
    Será que a culpa é mesmo dessas pequenas coisas?

  8. Paulo Antunes

    Gonçalves realmente, pisamos na bola na tradução. Acabamos de corrigir a nota. Obrigado pelo alerta.

  9. Gidalte

    Sinceramente, não deixaria meus filhos verem o seriado. É claro, ou algum pai deixaria seu filho de 12 anos assistir esta série? Acho que não, mas proibir? Em que país eles estão? Irã? Se não querem que os filhos assistam, que coloquem proteção nesse calna e pronto. A tecnologia está aí para isso. Isso eu conheço, é passar a responsabilidade da criação de seus filhos para os outros, pois hoje quem cria uma criança é uma babá ou simplesmente a televisão, então, não venham com isso.

    Crianças são molestadas todos os dias no EUA, pais deixam filhas por anos em prisões domiciliares e esses “cidadãos” se preocupam com conteúdo na TV?
    Me dá um tempo!

  10. eliane moura

    Vi 2 episódios de Dexter e desisti, é muito ruim. Ademais, não existe serial killer “do bem”, eles são assassinos que matam por prazer. E ele ter um rival que está competindo com ele é demais, não dá pra engolir.

  11. Bernardo

    Dexter, até c/ cortes, ñ é um programa p/ passar cedo na tv. Deixar essa série mais puritana é mudar a própria razão de ser dela – um serial killer que mata serial killers.

    E “graphic” como “gráfico” tá correto, é p/ para nós seria dizer “explícito” – uma coisa é vc insinuar, por exemplo, uma morte de várias facadas (como os cortes de tela de “Psicose”); outra é vc mostrar a faca entrando e saindo várias vezes do corpo, o sangue jorrando, etc. … isso é que torna uma cena “graphic”.

  12. Bernardo

    Corrigindo:
    “… é p/ para nós …”
    “… é pq para nós …”

  13. Silvia_05

    Impressionante é como é que eles não se juntam prá tirar outras “reais bostas” da tv americana. Tipo Punk’d, Jackass, Simple life, aqueles realities de gente comendo bicho, ou fazendo plástica.

    E o pior é que eles acham que um personagem de tv pode influenciar tantas pessoas ou crianças assim. Isso sim tem que ser estudado.

    Prá quem não nada na cabeça, realmente Dexter é uma ameaça. Se tem conteúdo muito forte, ótimo. Que não passe na tv aberta e fique quietinho no canal a cabo Showtime. Mas daí a dizer que promove um herói “do mal”, cruzes…

    A tv americana promove antiheróis em muitas outras coisas que as pessoas nem se abalam. O que são essas Britney Spears ou Lindsay sei-lá-o-quê ou Paris Hilton??? Essas são pessoas da vida real, influenciam muito mais do que os personagens de tv.

    E prá quem não gosta de Dexter, respeito a opinião, mas lamento. Discernimento é prá poucos.

  14. Aline

    Gustavo – May 4, 2008
    é um assassino justiceiro.
    A diferença dele pra um monte de outros heróis é que esse é… por assim dizer, mais real. Sem super poderes, sem super tecnologias pra ajudar. No final, ele mata a pessoa malvada, ao invés de mandar ela pra cadeia e depois ela poder de novo pra matar todo mundo.

    Desculpa Gustavo, mas terei que dizer que vc foi completamente infeliz nesse seu comentário, Por favor? não me entenda mal! Sou totalmente a favor de que todos tenham a sua opinião, mas dai a falar que o Dexter é uma espécie de herói?Dessa maneira vc ofende os venerados:
    *SUPERMAN
    *HOMEM ARANHA
    Enfim o maior problema não é ele matar uma pessoa má (apesar de não concordar), mas sim no fato de ele sentir prazer em fazer!

  15. Paulo

    Dexter está para alem do bem e do mal.
    Só os pobres de espirito não vêm que existe uma base filosofica por detras de todos os assassinatos… Uma metáfora para a criação do super-homem… Nada de novo … Nietzsche…
    Mas muito emocionante

  16. Eduardo Boteon

    Dexter é um psicopata. Se tem um herói na série é o pai adotivo dele que direcionou os seus impulsos
    homicidas para cima dos outros psicopatas, brilhante, já que é impossível de se curar um.

  17. Flávia

    Viagem!Coisa de americano hipócrita; cheios de preconceitos e vivendo numa atmosfera politicamente correta!
    Eu considero Dexter , um dos melhores seriados de tds os tempos. Nessa categoria, não existem comparações. A série é excelente pela atuação brilhante, impecável e,por falta de uma palavra mais acurada, SENSACIONAL d Michael C. Hall. Ele é o maior reponsável pela empatia do personagem e pela construção de um dos personagens mais complexos e interessantes já visto na TV. Além disso, a força da série está no roteiro com suas tiradas de humor negro deliciosas. Dexter é sim o herói do seriado ,na verdade o anti-herói. Essa discussão foi muito bem elabirada na 2 temporada da série. mas no fim, é por ele que torcemos, é por ele que assistimos. Ou vcs estavam querendo q o Doakes se safasse (já q ele era inocente) e prejudicasse o nosso serial killer preferido?? Mas nem por isso, acho normal q serial killers reais existam e façam as barbaridades q vemos por aí; nem por isso vou sair desmembrando os outros pq eu sei separar a ficção da realidade. Torço p Dex dentro do contexto de um seriado. Semelhante às pessoas q gostam de filmes de terror e torcem p q os jovens inocentes sejam trucidados, qnt mais violento melhor. Seriam estas pessoas violentas? Não necessariamente,ali não sao mortes verdadeiras. No fim das contas, somos cercados por bons e mau exemplos no dia-a-dia e acho importante para a nossa formação de caráter ser exposto a isso tudo. Na vida real, Dex seria um péssimo exemplo. No seriado Dex Rules!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account