Log In

Colunas e Seções Gastronomia

Ovos de Páscoa ao estilo ‘South Park’

Pin it

 “Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim? Um ovo, dois ovos, três ovos assim! Coelhinho da Páscoa, que cor eles têm? Azul, amarelo e vermelho também…”

Qual criança nunca se perguntou como que os ovos de Páscoa podiam vir de um coelho? Afinal, se tem uma coisa que o bichinho orelhudo não faz – nem nunca fará – é chocar ovos. E, mesmo que ele pusesse ovos, por que, então, pintar ovos de galinha para decorar a festa de Páscoa? Além disso, não eram os coelhos que traziam os ovos? É, para o desespero dos pais, as perguntas nunca vêm sozinhas. Mal a primeira resposta foi dada e a segunda dúvida já segue o baile. Explicar o porquê de tantas tradições que, na lógica, talvez não façam sentido, é uma tarefa árdua. A sitcom South Park, no episódio Fantastic Easter Special (s11e05), explorou bem tais questionamentos, dificultando a vida da família de um inconformado Stan (Trey Parker).

SouthPark

Ah, eu posso fazer uma pergunta? Por que a gente faz isso? – Stan 

No meio de uma tradicional noite de pintura de ovos, Stan confronta o pai, Randy (também na voz de Trey Parker), que entoava cheio de felicidade cantigas de Páscoa pela casa. Chegara a hora de o pai perceber que o menino já não acreditava mais nos ovos decorados que seriam escondidos por um coelho gigante. E, também, Stan queria saber o que tudo isso tinha a ver com a crença da Ressurreição de Cristo. Confuso e irritado com os “porque sim” do pai, o garoto não desiste da missão de entender o motivo daquelas tradições que a família perpetuava. Sobrou até para o coelhinho do shopping ouvir as agulhadas perspicazes de um rapazinho questionador.

Stan:

Então, você pode, por favor, explicar-me o que está acontecendo?

Coelhinho:

Hein?

Stan:

Qual é a moral de colorir os ovos e você escondê-los e tudo o mais? O que isso tem a ver com Jesus morrendo em uma cruz? É simbólico? Você está tentando referenciar alguma coisa que aconteceu em tempos Bíblicos? Responda-me!!

Coelhinho:

Olha, garoto, eu sou apenas um cara em uma fantasia.

Stan:

Eu sei disso! Mas eu imaginei que você devesse ter algum conhecimento de Páscoa se você está atuando como o Coelhinho da Páscoa no Shopping!

Coelhinho:

Páscoa é só Páscoa. Apenas viva com isto, garoto.

Stan:

Não, eu não vou apenas viver com isto! Eu vou descobrir o que está por trás de tudo!

SouthPark2

Sem querer, a revolta de Stan causou uma turbulência na tradição milenar da Páscoa. Em uma jogada para tentar explicar as dúvidas do menino, South Park lançou mão de uma de suas estratégias principais: questionar. Durante vinte minutos de muita informação, a sitcom desenvolveu – sempre irônica e um tanto sem noção -, através de variadas referências culturais, uma crítica às tradições de Páscoa. Com piadas aleatórias e, até mesmo, a criação do clube protetor do Coelho da Páscoa (The Hare Club of Man) – do qual Randy faz parte sem que ninguém nunca desconfiasse –, Stan atravessa uma louca saga. Ele é perseguido por coelhos; descobre o segredo da Páscoa; é iniciado no grupo do pai; se vê obrigado a proteger Snowball, o sagrado coelho, depois que “ninjas” (na verdade, um grupo de padres) invadem a sociedade; pede ajuda a Kyle (Matt Stone), seu amigo judeu que não cultua a Páscoa, e a um professor; aprende que São Pedro não era um apóstolo, mas, sim, o verdadeiro coelho da Páscoa; chega até o Vaticano para libertar o pai e os amigos; encontra Jesus e o ajuda a salvar o coelho de um Papa ganancioso. Então, após muito tumulto, Stan diz ao pai que aprendeu a seguinte lição: “Não faça perguntas. Apenas pinte os ovos e fique de boca fechada”. E o episódio chega ao final com Stan seguindo as pegadas de coelho do pai. Teria ele mesmo entendido a tradição milenar do The Hare Club of Men? Ou estaria ele apenas cansado e, por isso, resolveu seguir a onda da Páscoa como aconselhou o coelho do shopping? As tradições, então, não podem ser questionadas? Ou, quem sabe, sim? Como em várias outras oportunidades, South Park fez a graça, mexeu, bagunçou e deixou perguntas no ar, dando o público, mais do que risadas insanas, algumas piadas sagazes para fazer pensar.

SouthPark3

Quem veio primeiro: o ovo ou o coelho?

Brincadeiras à parte com o velho ditado, quem chegou primeiro na tradição da Páscoa foi o ovo. O coelho entrou nas comemorações a partir de uma tradição da Alemanha, iniciada no século XVI. Os alemães trouxeram o costume para a América na época das imigrações, no século XIX. Na cultura ocidental, o coelho é associado à Páscoa por ser um símbolo de fertilidade e vida nova, pois é um animal que se reproduz muito rápido. Já o ovo está presente nas festas pascais do Cristianismo desde tempos muito antigos. No entanto, a tradição não é originalmente cristã, mas, sim, pagã. Séculos antes do nascimento de Cristo, os povos pagãos comemoravam o Equinócio da Primavera com a troca de ovos, como forma de simbolizar o renascimento. Com o início das festividades de Páscoa da cultura cristã, as comemorações dos povos pagãos foram inseridas aos ritos da Semana Santa. Foi aí que, então, os cristãos começaram a associar o ovo à crença da ressurreição de Cristo, significando a renovação. Por muito tempo, perpetuou-se a tradição de preparar os ovos de galinha – decorá-los e colori-los com símbolos e imagens culturais e religiosas – para se dar como presente. No entanto, a partir da Revolução Industrial, no século XVIII, o trabalho artesanal começou a perder espaço com o surgimento dos ovos de chocolate, introduzidos pelo desenvolvimento da culinária e da indústria chocolateira, que se expandiu massivamente. Apesar do novo cenário, a cultura de preparar ovinhos coloridos ainda é bastante presente. Além das tradições familiares, constantemente vê-se uma retomada desse artesanato em trabalhos escolares (quem nunca carregou uma casquinha limpa até a escola cuidando para não quebrá-la?) e, também, por profissionais, que revisitam a cultura antiga para dar um toque decorativo nas modernas celebrações. Hoje, o Teleséries preparou para você um passo a passo simples e fácil para fazer ovinhos coloridos. A dica é ótima para um toque charmoso à sua festa e, com certeza, para marcar momentos de diversão e criatividade.

Ovos de Páscoa de South Park

ovos_coloridos

Ingredientes e utensílios:

Ovos (quantidade desejada)

Garfo ou faca

Materiais para colorir e decorar: tintas, fitas, canetas, papéis coloridos

Docinhos e guloseimas a gosto (balas, confetes, amendoins, chocolates)

Modo de fazer:

1. Com auxílio de um garfo ou de uma faca, dê batidinhas na parte de cima do ovo, abrindo uma pequena uma pequena fissura.

2. Tire essa parte da casa, cuidando para que não caiam pedaços dentro do ovo (que você usará depois, sem desperdícios :D).

3. Esvazie o ovo em um recipiente com cuidado.

4. Limpe bem a casca em água corrente com um pouco de detergente, sempre cuidando para não quebrar.

Passoapasso2

Depois, basta você deixar a casca secar bem ao ar livre. Quando estiver totalmente seca, use a criatividade para preparar os seus ovinhos decorados (pinturas, desenhos, colagens). Depois de prontos, recheie-os com os docinhos da sua preferência para arrumar a festa.

Confetes e amendoins são recheios infalíveis para os ovinhos coloridos.

Uma dica legal para fechar o buraco dos ovinhos, caso você queira presentear alguém, é utilizar papeis coloridos (machê, crepom, ofício, cartolina) ou, ainda, forminhas de doce de festa. No entanto, se você for colocar os ovos como decoração da sua mesa, fica bem legal mantê-los abertos para mostrar aos convidados as delícias que os aguardam. Durante a decoração, o maior cuidado é deixar a mão leve para evitar a quebra das cascas. E, por fim, se você optar por se aventurar com a nossa dica de hoje, por favor, não desperdice os ovos. Utilize-os em alguma receita do seu dia a dia. Uma dica é ir garimpando as casquinhas antes do período das suas festas.

E se você ficou curioso para saber como foi toda a confusão de Stan, a gente descobriu um link para você assistir o episódio da coluna de hoje na íntegra. Para assistir, clique aqui.

Boas festas a todos e até a próxima!!

Séries citadas:

formada em jornalismo, trabalha como revisora e, sempre que tem oportunidade, adora falar, escrever e estudar sobre comida. Nas horas vagas, também gosta de exercitar os talheres e os copos. Compartilha suas receitinhas caseiras no blog Panela de Pau. Saudosa irreparável de Friends e Barrados no Baile, atualmente acompanha Homeland, Suits e House of Cards.

Website: http://paneladepau.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account