Log In

Especiais

Os indicados ao Oscar 2013 que já participaram de séries de TV

Pin it

Quando saíram os indicados ao Oscar 2013, o TeleSéries mostrou para vocês que muitos dos atores indicados já deram o ar da graça em séries de TV.

De protagonistas a convidados, a maioria deles deixou sua marca nas telinhas e provou que muitas vezes nem só de cinema vivem os atores.

A TV foi o ponto de partida da carreira de muitos dos astros hoje consagrados em Hollywood e, dessa vez, a gente foi investigar um pouco mais da participação de cada um deles em famosas séries televisivas – e outras nem tão famosas assim. Teve gente que até casou depois de se conhecer em sets de filmagens. Romântico, não?

Enquanto a cerimônia da maior premiação do cinema não chega – está marcada para acontecer no próximo domingo, 24 de fevereiro, em Los Angeles – você pode escolher para qual ator daria uma estatueta – mas dessa vez no mundo das séries. Vale até pegar a pipoca e o controle remoto, para entrar no clima desses dois mundos – TV e cinema – nem tão distantes entre si.

Melhor Ator:

Denzel Washington  (St. Elsewhere)

Que atire a primeira pedra quem nunca assistiu a um filme com Denzel Washington. O ator é um dos nomes mais conhecidos dos filmes policiais americanos, entre eles, O Gângster, de 2007. Em 2013, ele concorre ao troféu de Melhor Ator pelo filme Voo. Mas ele já tem uma estatueta da Academia na sala de casa, pois, em 2001, o trabalho no filme Dia de Treinamento o consagrou naquele ano.

O ator “de cinema” famoso, no entanto, já era consagrado na TV, na década de 1980. Ele era um dois protagonistas de St. Elsewhere, série da NBC que era bastante popular na época e é considerada, por muitos, um dos melhores programas de todos os tempos. A atração girava em torno de um hospital sem muitos recursos que tratava pacientes expulsos de clínicas renomadas. Denzel era o Dr. Philip Chandler.

Hugh Jackman (Snowy River: The McGregor Saga)

O australiano Hugh Jackman é adorado no mundo inteiro – e, com certeza, não só pelas crianças -, pelo papel de Wolverine, nos filmes da franquia X-Men. Mas é por ter soltado a voz em Os Miseráveis é que o ator pode ser consagrado Melhor Ator no próximo domingo, na noite do Oscar. O que muita gente não sabe é que, em 1996, ele participou de uma série em seu país natal, chamada Snowy River: The McGregor Saga. A série, inspirada no poema Man From Snowy River, de Bajon Parteron, narrava o cotidiano do viúvo Matt McGregor, enquanto ele tentava criar os três filhos sozinhos. Jackman interpretava Duncan Jones, um oficial da Marinha que ia morar na casa da família protagonista.

Jackman também esteve na série australiana Corelli, de 1995, que se passava na prisão, onde ele interpretou Kevin Jones. Seu personagem se apaixnou pela protagonista, uma psicóloga de cadeia chamada Louise Corelli, interpretada por Deborra-Lee Furness. A série foi tão importante na vida do ator que, desde 1996, ele é casado com Deborra, depois de se conhecerem nos sets de filmagem.

Bradley Cooper  (Nip/Tuck)

Bradley Cooper é um ator versátil e em seu currículo circulam séries e filmes – que vão desde comédia à policial. Já participou de séries como Alias e Nip/Tuck. Na última apareceu na  quinta temporada interpretando Aindan Stone um ator de TV da série fictícia Hearts ‘N Scalpels. Nip/Tuck foi transmitida pelo canal FX entre os anos de 2003 e 2010 e contava o lado obscuro das cirurgias plásticas. Concorre ao “Oscar de Melhor Ator” pelo filme O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook).

Joaquin Phoenix (Morningstar/Eveningstar)

O ator Joaquin Phoenix tem uma carreira de altos e baixos. O ator, que já havia sido indicado ao Oscar duas vezes por Gladiador (2000) e Johnny & June (2005), se envolveu em um polêmico documentário falso em 2010, I’m Still Here, ao lado de Casey Affleck (irmão de Ben e cunhado de Phoenix). Na época, o projeto foi super mal recebido pela crítica e muitos acreditavam que o ator não conseguiria mais alavancar a carreira. Não foi verdade. Em 2013, o ator concorre ao prêmio da Academia pela terceira vez, devido ao filme O Mestre. Phoenix, no entanto, começou sua carreira na “telinha”, em 1982, em uma participação na série Seven Brides for Seven Brothers, da CBS, que tinha seu irmão River (morto em 1993) entre o elenco regular. Anos mais tarde, ele ganhou um papel recorrente na mesma emissora em Morningstar/Eveningstar (1986). Depois disso, Phoenix se dedicou ao cinema.

Melhor Ator Coadjuvante:

Philip Seymour-Hoffman (minissérie Liberty! The American Revolution)

Quem olhar a filmografia de Philip Seymour-Hoffman vai perceber que o ator participou de incontáveis filmes nos últimos anos. O Homem Que Mudou o Jogo (2011), Missão Impossível 3 (2006) e O Grande Lebowski (1998) são alguns deles. Mas, olhando lá na base da enorme lista, é possível perceber que o ator começou a carreira nas séries de TV. O primeiro papel na carreira foi uma participação no seriado clássico Law & Order, em 1991. Mais tarde, em 1997, ele fez seu maior em uma (mini)série de TV, em Liberty! The American Revolution, que narrava a Independência dos Estados Unidos perante a Inglaterra. Em 2009, ele emprestou a voz em um episódio da série de animação Arthur (exibido pela Cultura, no Brasil), em que interpretou o personagem Will Toffman. Nesse ano de 2013, o ator concorre ao Oscar pelo filme O Mestre, mas já ganhou a estatueta pelo aclamadíssimo trabalho como o jornalista Truman Capote (e o desenvolvimento do famoso livro A Sangue Frio), no filme Capote, de 2005. Essa é a quarta vez que ele concorre ao prêmio.

Christoph Waltz (Tatort)

Christoph Waltz é veterano em participações em premiações como Oscar e Globo de Ouro. Em 2010 faturou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pela atuação no filme Inglourious Basterds (Bastardos Inglórios), do diretor Quentin Tarantino e volta com força em 2013 em sua indicação também como “Melhor Ator Coadjuvante” e novamente com Tarantino, com o filme Django Unchained (Django Livre). O que poucos sabem é que o austríaco já apareceu nas telinhas em uma produção chamada Tatort, uma série alemã de suspense e crime que está no ar desde os anos 1970. As histórias da série se passam em várias cidades alemãs de diferentes estados e com diferentes elencos. Christoph Waltz fez três participações distintas na atração, em 1987 interpretou o Inspektor Passini, em 2006 o Prof. Robert Henze e em sua última aparição deu vida ao personagem Gerd Weißenbach.

Robert De Niro  (minissérie The Godfather: A Novel for Television)

Robert De Niro é, com certeza, um dos atores mais famosos e respeitados do cinema americano. O ator, conhecido pelos trabalhos nos filmes de Martin Scorsese, antes de firmar parceria com o simpático diretor de Taxi Driver, participou da telenovela The Godfather – A Novel for Television, em 1977, no canal NBC. A trama, na verdade, era uma junção dos dois primeiros filmes de O Poderoso Chefão, em que De Niro interpretou Don Vito Corleone jovem – personagem que era interpretado por Marlon Brando em uma versão mais velha. A telenovela foi ao ar em 1977 e, além de Brando e De Niro, tinha outro “monstro” no elenco: Al Pacino. Em 2013, De Niro concorre ao Oscar por O Lado Bom da Vida. Ele foi indicado ao prêmio outras seis vezes, tendo vencido na primeira delas, em 1975, justamente por O Poderoso Chefão 2, e em 1991, por Tempo de Despertar.
Tommy Lee Jones (minissérie Lonesome Dove)

Olhando assim de longe, pode não parecer, mas Tommy Lee Jones é outro que coleciona participações televisivas. Ele já emprestou seu talento para séries como Os Pistoleiros do Oeste (1989), One Life to Live (1971) e até As Panteras (1976). A participação em Os Pistoleiros do Oeste – Lonesome Dove, no título original -, provavelmente foi a mais marcante. A história girava em torno de dois guardas florestais do Texas que agitaram o Velho Oestre americano. Jones era um dos protagonistas, F. Call.

O último trabalho de Lee Jones na TV foi no telefilme The Sunset Limited (2011), em que contracenou com Samuel L. Jackson em uma história sobre suicídio. Ao Oscar 2013, ele concorre por Lincoln, sobre o lendário presidente dos Estados Unidos. Se ele ganhar a edição de domingo, vai precisar abrir lugar na estante da sala de casa, já que ele ganhou o troféu em 1994, pelo trabalho em O Fugitivo. Será que já está empoeirado?
Alan Arkin  (Harry e 100 Centre Street)

Alan Arkin concorre por Argo, filme dirigido por Ben Affleck e que tem um número surpreendente de indicações. Kirman já trabalhou na TV por diversas vezes, como em Sesame Street, na década de 1970, Harry, em 1987, e 100 Centre Street, em 2002. Na sitcom Harry, da ABC, ele viveu o protagonista Harry Porschak, o responsável pelo departamento de compras de um grande hospital na metrópole. Já em 100 Centre Street, série jurídica do canal A&E muito comparada à Law & Order, ele também teve o papel principal, em que interpretou um juiz liberal, chamado Joe Rifkind. A série se concentrava mais na vida pessoal dos protagonistas.

Melhor Atriz:

Jessica Chastain  (Law & Order)

Como alguns outros atores indicados ao Oscar desse ano, Jessica Chastain também começou sua carreira na TV antes de conquistar as telonas. Seu primeiro papel foi em uma adapatação de Dark Shadows para a TV, em 2004. Mais tarde apareceu em ER, Veronica Mars, Close to Home, The Evidence, Pirates: The True Story of Blackbeard, Journeyman e Law & Order. Nesse último, participou entre 2005 e 2006 em quatro episódios no papel da promotora Sigrun Borg. Seu papel mais recente na TV foi no episódio Murder on the Orient Express da série Agatha Christie’s Poirot onde interpretou a personagem Mary Debenham. Pelo filme The Help (Histórias Cruzadas) foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz Coadjuvante” em 2012 e em 2013 é indicada como “Melhor Atriz” pelo seu papel no filme A Hora Mais Escura (Zero Dark Thirty).

Naomi Watts (Home and Away e Sleepwalkers)

Com Naomi Watts não poderia ser diferente. A atriz estreou na TV em comerciais e seu primeiro papel foi na série Hey Dad…! onde intepretou a personagem Belinda Lawrence em 1990. Em 1991 participou da minissérie Bridges of Christ e também da série Home and Away, onde ganhou notoriedade. Sua carreira emplacou de vez no filme Tank Girl, de 1995 e mais tarde, em 1997 estrelou Sleepwalkers série de TV que teve apenas nove episódios. Sua aparição mais recente na TV foi no ano de 2002 com o filme para TV The Outsider. Em 2004 foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz” pela sua atuação no filme 21 Grams e em 2013 concorre à estatueta de “Melhor Atriz” pela sua atuação no filme O Impossível (The Impossible).

Jennifer Lawrence (The Bill Engvall Show)

Jennifer Lawrence tem apenas 22 anos e é a queridinha da vez de Hollywood. Disputada por vários diretores e produtores, a agenda da atriz anda recheada de novos filmes. Mas o que poucos sabem é que a carreira da atriz começou na TV com a série  The Bill Engvall Show, comédia do canal TBS que foi ao ar entre os anos de 2007 e 2009. Na atração a atriz interpretava Lauren Pearson, a filha mais velha do casal Pearson e que adorava ser a líder quando se tratava de planos. Seu papel na comédia lhe rendeu um prêmio de Young Artist Award na categoria “Jovem Artista Promissora em uma Série de TV”. Na TV ainda participou de séries como Monk, Cold Case e Medium. Jennifer Lawrence foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz” em 2011 por sua atuação no filme O Inverno da Alma (Winter’s Bone) e em 2013 foi novamente indicada à “Melhor Atriz” pela atuação no filme O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook).

Emmanuelle Riva  (Vénus & Apollon)

Emmanuelle Riva é a atriz mais velha a receber indicação à um Oscar de “Melhor Atriz”. Em 2013 ela concorre à estatueta pela sua atuação no filme Amour. Sua primeira aparição na TV foi na série Énigmes de l’histoire, em 1957. A partir daí atuou em incontáveis filmes – e filmes para TV – e também na série francesa Vénus & Apollon em 2005.

Melhor Atriz Coadjuvante:

Anne Hathaway  (Get Real)

Pra quem imagina Anne Hathaway apenas como um rostinho bonito nos telões de cinema chegou a hora de mudar esse conceito. Um dos primeiros papéis da carreira da atriz foi como uma adolescente na série Get Real (Caia na Real). A série teen foi ao ar nos anos de 1999-2000, pela Fox, e contava a história de uma família americana aparentemente normal, os Green. O casal Green tem três filhos: um pré-adolescente  pra quem nada dá certo, um adolescente rebelde (porque todos os adolescentes são assim) e uma entrando nas dificuldades da vida adulta. Enquanto lutam para criar os três filhos, o casal vive a crise dos 40 anos. Anne interpretava Meghan Green. A série serviu de alavanca para sua carreira e já no ano de 2001 estrelou O Diário da Princesa (The Princess Diaries) um grande sucesso dos Estúdios Disney e nunca mais parou. Em seus trabalhos mais recentes para TV, foi responsáve por dar voz à alguns personagens de The Simpsons e Family Guy. Talvez a small screen tenha ficado pequena demais para ela que esse ano é indicada ao Oscar de “Melhor Atriz Coadjuvante” pelo seu papel no filme Os Miseráveis (Les Miserábles).

Helen Hunt (Mad About You)

Helen Hunt é veterana nas telinhas – e telonas. Um de seus primeiros trabalhos na TV foi na série da NBC Mad About You (Louco Por Você) transmitida entre os anos de 1992 e 1999. Na série, a atriz interpretava Jamie Stemple Buchman uma especialista em relações públicas casada com Paul Buchman (Paul Reiser). Durante os anos da Universidade de Yale, Jamie teve sete namorados e conheceu Paul em uma banca de jornais quando roubou uma cópia do jornal The New York Times. A atração contava a história e as neuroses desse casal recém-casado que morava em Nova Iorque. Uma das premissas para as piadas do programa era o relacionamento entre Jamie e sua sogra. A atriz participou em um episódio de Friends que foi considerado um crossover entre as séries já que Lisa Kudrow participou de Mad About You na mesma época. Sua lista de filmes é extensa e entre os filmes mais conhecidos estão Do Que As Mulheres Gostam (What Women Want) que estrelou ao lado de Mel Gibson. Foi indicada ao Oscar de “Melhor Atriz Coadjuvante” pelo seu papel no filme As Sessões (The Sessions).

Amy Adams (Buffy e Smallville)

A atriz Amy Adams, de 38 anos, é uma das queridinhas de Hollywood. Em 2013, ela concorre à estatueta mais cobiçada do cinema pelo filme O Mestre, mas já foi indicada ao prêmio outras três vezes. Em 2006, por Retratos de Família; em 2009, por Dúvida; e o trabalho em Vencedor lhe rendeu uma indicação em 2011. Antes disso, ela fez inúmeras participações na telinha. The Office, Dr. Vegas, O Rei do Pedaço, West Wing, Charmed, entre outras. Em Smallville, série que narrava as história do Superman adolescente, ela interpretou uma estudante obesa ainda na primeira temporada do show. A personagem, chamada Jodi Melville, começa a perder peso depois de ser infectada por criptonita e começa a se alimentar de animais e até pessoas, para satisfazer o novo metabolismo. Por coincidência, Adams será Lois Lane no novo filme Superman – Homem de Aço, que estreia esse ano e tem Henry Cavill (The Tudors) no papel principal.

Na quinta temporada de Buffy The Vampire Slayer (2000), Adams apareceu como Beth Maclay, prima da personagem Tara (Amber Benson), que tinha como missão levá-la de volta para casa, antes que o demônio despertasse dentro de Tara, ao completar 20 anos.

Sally Field (Brothers & Sisters)

Sally Field já venceu o Oscar duas vezes como “Melhor Atriz” pelos filmes Norma Rae (1979) e Um lugar no coração (1984). Fora isso, ainda tem em sua estante estatuetas do Globo de Ouro, Emmy, SAG Awards e também – acredite ou não – já foi indicada ao prêmio Framboesa de Ouro pelo filme Nunca sem minha filha (1991). Um dos Emmys conquistados foi pela sua atuação no drama de TV Brothers & Sisters, em 2007.  A série foi ao ar entre os anos de 2006 e 2011, pela ABC, e contava a história dos conflitos e acontecimentos da família Walker que era formada por descendentes de irlandeses e judeus. Na atração, Sally Field intepretava a matriarca da família Walker, Nora. Em um jantar de família, William Walker (o pai) morre e o elo dos familiares é rompido e os irmãoes descobrem que por trás de uma fachada a família esconde diversos segredos. Com o passar dos anos a família vai se reestruturando entre recuperar o negócio e curar a dor de sua mãe. Para quem tem uma boa memória, a atriz teve sua carreira alavancada pela série de TV The Flying Nun (A noviça Voadora), na década de 60. Esse ano ela vai em busca de sua terceira estatueta do Oscar, dessa vez como “Melhor Atriz Coadjuvante” por sua atuação no filme Lincoln.

Jacki Weaver em algumas séries dos anos 70

Jacki Weaver é uma atriz veterana, de 65 anos, que concorre aos Oscar pela segunda vez, devido ao trabalho no super indicado O Lado Bom da Vida (Bradley Cooper e Jennifer Lawrence, que também estão nesse especial das séries, concorrem à estatueta pelo mesmo filme). A primeira vez que a atriz foi indicada ao prêmio foi em 2010, por Reino Animal. Weaver, no entanto, coleciona uma lista de participações televisivas quase infinitas, sobretudo na década de 1970. Dentre seus créditos estão The Comedy Game (1971-1973), Mattlock Police (1971-1976), The Last of The Australians (1975-1976), Homicide (1967-1977) e Water Under the Bridge (1980). Em 2009, ele fez participações nas série australiana – seu país de origem – Satisfaction.

Melhor Diretor:

Michael Haneke (Tartot)

Tatort ainda contou com o também indicado ao Oscar de 2013, Michael Haneke. Haneke disputa o Oscar nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz e Melhor Filme Estrangeiro com sua obra de arte intitulada Amour. O roteirista e diretor empresta seu talento para a televisão desde 1974 e para os cinemas desde 1989 e escreveu um dos episódios de Tatort em 1993. A série, um drama alemão, narrava o cotidiano de trabalho de dois detetives de polícia e fez um estrondoso sucesso na época, levando nada menos do que 64 prêmios, entre 84 indicações, em seu país de origem. Candidato forte, não?

Steven Spielberg (Falling Skies, Terra Nova, Smash…)

Steven Spielberg é cineasta, produtor e roteirista e geralmente tudo o que o vem relacionado à seu nome é sinônimo de sucesso. Se tratando de cinema pode até ser mas algumas séries produzidas por ele ultimamente não têm tido tanto sucesso assim. Foi produtor dos cartoons Tiny Toon Adventures, Animaniacs, Pinky & Cérebro e Pink, Felícia e Cérebro, na década de 1990. Em 2002 produziu a minissérie sobre alienígenas Taken e em 2005 a minissérie sobre o velho oeste americano Into the West. Em suas produções para TV mais recentes estão as séries United States of Tara, Terra Nova, The River, Smash e Falling Skies. A terceira temporada de Falling Skies está prevista para chegar esse ano às telinhas. Smash está em sua segunda temporada e correndo riscos de cancelamento por conta da baixa audiência. Terra Nova foi cancelada pela Fox em 2012 após sua primeira temporada – mas você pode conferir pela Globo que comprou os direitos da série. Spielberg – e seu talento – coleciona diversas estatuetas do Oscar e pretende conseguir mais algumas em 2013 pela sua produção Lincoln que concorre em 12 categorias.

Especial produzido por Maísa França e Gabriela Pagano.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

5 Comments

  1. Anderson Narciso

    Excelente especial. Parabéns… Vale lembrar que Sally Field já ganhou tb um Emmy por seu papel em ER como a mãe de Abby. Inesquecível!

  2. Fernando dos Santos

    Spielberg na verdade começou a carreira de diretor trabalhando na televisão na década de 70.
    Naquele periodo ele dirigiu episodios de séries como Night Gallery e Columbo.
    Dirigiu também alguns telefilmes, dentre eles O Encurralado longa que tornou seu nome conhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account