Log In

Especiais

Os melhores episódios…IN LONDON!

Pin it

London, Londres… Uma vez ou outra, a capital da Inglaterra serve como cenário para a história de alguma série de TV. Geralmente em algum episódio especial de uma série não britânica, podemos observar os locais que fazem de Londres um lugar famoso por seu conjunto histórico e personagens típicos.

Nesses tempos de olimpíada, nós, fanáticos por séries, conseguimos até reconhecer parte desses cenários. Quem não se lembra daquele episódio dos Simpsons, de Bones ou, claro, Friends? O Big Ben, a torre do relógio mais famoso do mundo, já não é mais estranho, a imponente roda-gigante chamada London Eye (Olho de Londres, em português) e os palácios da cidade.

Chegou a hora de relaxar e aproveitar Os Melhores Episódios em Londres!

Série: Os Simpsons
Episódio: The Regina Monologue (15×04)

Como tudo nos Simpsons, nada faz sentido, muito menos a viagem para a Inglaterra da família mais absurda da televisão. Depois de Bart achar uma nota de 1000 dólares, os Simpsons decidem ir para Londres por causa de uma antiga paixão do vovô. Isso mesmo, pegaram a grana e gastaram toda numa viagem que tinha como objetivo levar o vovô Simpson a encontrar uma antiga namorada. De malas prontas, eles embarcam para uma jornada engraçadíssima de diferenças culturais. Claro que um Simpson, uma típica caricatura do americano mediano, não iria se safar de se meter em confusão por lá. Por exemplo, Homer acaba preso após fazer uma manobra arriscada com o carro por estar dirigindo do lado “errado” da pista (por lá, os motoristas ficam do lado direito do carro) e atropela a carruagem da rainha Elizabeth. Homer Simpson é condenado a ser decapitado (porque é assim que acontece em Londres?!). Mas antes disso, eles mostram o que seria a visão americana da Ingleterra, e em uma tour cheia de esteriótipos, os Simpsons passeiam em um ônibus vermelho de dois andares, explorando cada esquina londrina. Encontram a outra rainha J. K. Rowling (autora da saga Harry Potter), fazem graça do Primeiro Ministro, da conversão de medidas e do dinheiro, e claro, não perdem a oportunidade de dizer que a América é a salvadora do mundo, ainda reclamam dos ingleses terem “usurpado” Madonna, mais londrina do que nunca, no episódio. A crítica inteligente por trás de um desenho, que é aparentemente tão bobo, não é muito sútil, e sim, engraçada. (Maria Clara Lima)

Série: Friends
Episódio: The One With Ross’s Wedding (4×21 e 4×22)

“It’s London, baby”. Como falar de episódios em Londres e não lembrar de Friends? Nossos eternos amigos de Nova York marcaram presença em terras inglesas lá no final da quarta temporada. E diria que, sem dúvida, foi um dos grandes finais de temporada da série. Mas ligação de Friends vai além. Naquela época, em 1998, a série era um dos programas mais vistos no Reino Unido. A popularidade era tão grande, que os produtores viram uma oportunidade incrível de poder abraçar os fãs desta localidade – levar o casamento de Ross (David Schwimmer) e Emily (Helen Baxendale) para Londres foi a solução encontrada. Várias locações da cidade foram usadas por Chandler (Matthew Perry) e Joey (Matt Le Blanc) no episódio. Além disso, a série usou um estúdio, com três plateias, cada uma composta por 500 pessoas. Vale constar que este episódio foi uma das maiores audiências da série. Quase todo o elenco de Friends foi para Londres. Lisa Kudrow que interpretava Phoebe estava grávida na época – assim como sua personagem. Phoebe ficou no apartamento, acompanhando por telefone (naquela época não tinha webcam) todos os detalhes do casamento de Ross. Rachel (Jennifer Aniston)  havia ido de última hora ao casório, pois havia descoberto que ainda amava o ex. E o final? Um dos mais emocionantes da série: “- Repita, Eu Ross, aceito Emily. – Eu Ross, aceitou Rachel”. Ah, e como não citar também, que foi neste episódio, que Monica (Courtney Cox) e Chandler começaram a sua história de amor, entrando para o hall de um dos casais mais amados da TV? E a frase que Joey ficou perturbando Chandler durante a viagem “It’s London, baby” que se eternizou? Londres foi só amor para Friends! Agradecemos a hospitalidade! (Anderson Narciso)


Série: Covert Affairs
Episódio: I Can’t Quit You, Baby (1×10)

Covert Affairs é uma das séries mais sexys da Summer Season desde 2010. Essa série de espionagem já rendeu ótimos episódios em vários lugares do globo. Não é de se espantar, então, que em algum momento, Annie Walker (Piper Perabo) se aventuraria por Londres. No penúltimo episódio da primeira temporada, Annie precisa ir à Londres para se tornar um ‘alvo’ para eventualmente ser contatada por um grupo de contrabando. Como é de praxe, o episódio foi filmado em locação, ou seja, a maior parte das cenas externas foram gravadas em Londres. A diferença foi ter visto o lado mais luxuoso de Londres, os cassinos e, claro, americanos tentando dirigir no lado esquerdo da rua. A nova amiguinha de Annie, Vivian, já mora na capital inglesa por um bom tempo e além de ser uma péssima motorista, ainda não entende muito bem em qual lado da rua ela está. Provavelmente a melhor cena do episódio foi Annie no cassino, onde em tese deveria ter perdido todo o seu dinheiro para conseguir ser contatada pelos bandidos (bom, eventualmente perdeu), mas acabou ganhando 30 mil dólares ao apostar no número que uma em trinta pessoas ganham. Ou seja, a probabilidade de alguém ganhar, é quase nula. Isso é o que eu chamo de sorte, gente. Pena que Annie tinha um trabalho a cumprir. Facilmente pegaria os 30 mil e sairia da CIA, sem olhar pra trás. (Marco C. Pontes)

Série: Bones
Episódio: The Yanks in the U.K. (4×01 e 4×02)

Esse foi o episódio de duas partes que inaugurou a quarta temporada de Bones.  No episódio, Booth (David Boreanaz) e Brennan (Emily Deschanel), que estavam na capital Inglesa para uma conferência, acabam se envolvendo na investigação do assassinato de uma ricaça. Quando o caso é resolvido e os americanos estão de malas prontas pra voltar pra casa, Dr. Wexler, “amigo” de Brennan, é morto, e a estadia dos dois é prolongada. E os dois só deixam a terra da Rainha com os dois assassinatos solucionados. Os episódios foram gravados em locação, e o cenário de Londres foi bem aproveitado pelo diretor britânico Ian Toynton para belas tomadas. O rio Tâmisa ganhou destaque, já que a vítima foi encontrada nele. Outro destaque foi para o famoso trânsito de mão direita da Inglaterra, que deixou Booth – dirigindo “o mesmo carro” que James Bond – louco e propiciou as melhores e mais divertidas cenas do episódio. Também foram ressaltadas diferenças de procedimento da polícia americana e da Scotland Yard. Os fãs constantemente recordam desse episódio, já que o bonequinho que o Booth trouxe como souvenir de Londres continua adornando sua mesa. (Mariela Assmann)

Série: Nikita
Episódio: London Calling (2×08)

Toda série de espionagem que se preze tem seus episódios ao redor do mundo e com Nikita não é diferente. O episódio oito da segunda temporada, chamado London Calling, se passa praticamente inteiro na terra da rainha. O episódio basicamente acompanha duas histórias bem divididas, a primeira e principal mostra Michael (Shane West) indo para Londres para ver seu filho Max. Ao chegar lá ele descobre que Cassandra, a mãe do menino, é alvo de um ex-general que acredita que ela foi responsável por ele ter perdido seu poder. Ao descobrir que Michael está com problemas, Nikita (Maggie Q.) viaja para Londres para ajudá-lo a proteger Cassandra e Max. A outra história foca em Alex dentro da Division tentando conseguir seus meios para chegar a sua vingança. Não consegui encontrar qualquer informação de que o episódio tenha sido filmado em locação e a forma com que ele foi construído leva a crer que não – se você souber que foi filmado lá, esclareça-me, por favor. O uso de cenas de transição com locais turísticos de Londres, como a London Eye e a Tower Bridge, serve apenas para situar a ação do episódio na cidade, mas todas as cenas em que os protagonistas aparecem se passam em locais tão comuns que podem ser em qualquer lugar no mundo. Entre as referências ao universo britânico, a principal foi em um diálogo entre Michael e Nigel quando o primeiro cita dois escritores ingleses famosos: John Le Carré e Sir Arthur Conan Doyle, como faz questão de corrigir Nigel. (Beto Carlomagno)

Série: Ugly Betty
Episódio: London Calling (4×18)

Em clima de desfecho de série, David Grubstick e Sheila Lawrence levaram Betty (America Ferrera), Amanda (Becki Newton) e Hilda (Ana Ortiz) a Londres para assistir a Fashion Week. Mas o que era para ser apenas uma viagem profissional, acabou se tornando uma análise profunda sobre os sonhos e o futuro de Betty. É interessante vislumbrar como a senhorita Suarez cresceu e se adaptou com o mundo da moda ao longo dos anos, mas ao ser convidada a redigir uma coluna para uma revista londrina de moda, Betty recusa, pois percebe que esse não era o seu sonho. London Calling contou com a participação de velhos personagens como Christina, Henry e Gio e mostrou a pequena diferença de sotaque entre americanos e londrinos. Londres poderia te sido explorado de modo abrangente no episódio, apesar de ter sido gravado em estúdio. No entanto, a temporada estava em clima de despedida, portanto, a falha foi aceitável. A cena que roubou o episódio mostrou Betty aceitando um desafio de Hilda e acabou mostrando mais do que deveria para Gio. Até mesmo quando Betty tenta ser certinha, ela acaba numa baita vergonha e por isso, a adoramos. (Mário Madureira)

Série: Sanctuary
Episódio: Tempus (4×01)

Sanctuary tem uma ligação forte com Londres, afinal o Reino Unido possui uma filial do santuário e o sotaque britânico do diretor da sede londrina Declan Macrae não deixa dúvidas. No entanto, foi no primeiro episódio da quarta temporada da série, Tempus, que o seriado realmente vivenciou Londres. No episódio a Dra. Helen Magnus (Amanda Tapping) viaja no tempo para a Londres de 1898, onde tenta impedir Adam Worth (também conhecido como Dr. Jekyll e Mr. Hyde), de salvar sua filha e assim mudar o rumo da história. Para conseguir seu objetivo Magnus conta com a ajuda da versão 1898 de seu amigo Dr. James Watson (que em Sanctuary é o verdadeiro Sherlock Holmes). As melhores cenas ficam por conta de Magnus, como ela é imortal precisa se esconder da sua versão londrina em 1898. Watson também tem situações memoráveis no episódio quando fica maravilhado com os equipamentos futurísticos que a amiga utiliza. Sanctuary era gravada no Canadá e a grande maioria dos cenários eram feitos através de efeitos especiais na pós-produção. Portando a Londres apresentada em Tempus foi criada virtualmente. Apesar disso, o episódio caracteriza a cidade em 1898, apresentando o modo de se vestir da época, tipos de estabelecimentos, métodos de transporte, muito sotaque britânico e, é claro, tempo nublado, úmido e chuvoso. (Aline Ben)


Série: Batman
Episódios:
The Londinium Larcenies, The Foggiest Notion e The Bloody Tower (3×11, 3×12 e 3×13)

Esqueça este Batman ‘dark’ do Christopher Nolan. Nos anos 60, Batman era uma comédia, colorida, vibrante, que queria ser pop. Nada mais natural que Batman (Adam West), Robin (Burt Ward), Gordon (Neil Hamilton) e Alfred (Alan Napier), portanto, dessem um tempo de Gotham City e fossem visitar a multicultural Swinging London. Mas, claro, o Batman do seriado nunca foi pra Londres e sim pra uma fictícia cidade chamada Londinium – onde a rainha vivia no Chuckingham Palace, a polícia se chamava Ireland Yard e as pessoas fazem compras na Barnaby Street! Num arco de três(!!!) episódios, Batman e sua entourage enfrentam o ladrão de joias Lord Marmaduke Ffogg, famoso por deixar um rastro de fumaça após cometer seus crimes. Além dos trocadilhos, os episódios são dominados por sotaque britânicos ruins e desfilam opiniões cômicas americanas sobre a cultura inglesa. Obviamente, o plano de Ffogg dá errado e ele não consegue fugir com as joias da coroa para a Argentuela. Argentuela? (Paulo Serpa Antunes)

Depois dessa viagem insólita por Londres. Perguntamos, qual série você gostaria de ver se aventurando na velha cidade britânica?

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

13 Comments

  1. Todo fã de Castle

    Ótimo especial! E o epi de Friends é um dos meus preferidos …stupid London! (eu e a Pheebs gritamos por não estarmos lá) kkk – o de Bones tb é ótimo! A revolta do Booth é hilária…

  2. Luciano Guaraldo

    Os dois últimos episódios de Jane By Design também têm cenas em Londres (uma fofura só)

  3. Mônica Almeida

    Ah, Londres!!! Cidade que amo!
    O episódio de Friends é um dos melhores da série. E adorei esse de Ugly Betty também. Também torcia pra ela ficar com o Gio…ou com o Daniel. Menos com o chato do Henry.
    O especial ficaou show!

  4. Aline Fonseca ?

    Sem dúvidas os mais inesquecíveis para mim, são o de Bones, e Ugly Betty. E em Bones, é ainda mais inesquecível, depois das últimas declarações do David, na Comic Con !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account