Log In

Reviews

Once Upon A Time – Save Henry

Pin it
Série: Once Upon A Time
Episodio: Save Henry
Número do episódio: 3×09
Exibição nos EUA: 01/12/2013
87.333333333333
4.3
9

Acabou, finalmente, acabou! Acabou Neverland e acabou a busca eterna pelo Henry – que já tinha acabado no episódio passado. Durante todo o episódio a impressão que ficou foi: mas e agora, o que vai acontecer? E a estória foi surpreendente do início ao fim. Depois do final bombástico do último episódio e da semana de hiato que tivemos, a série conseguiu retornar com o mesmo pique.

OUAT 20

Emma, Neal e Regina estão na caverna da caveira e encontram o corpo “morto” de Henry. Emma tentou ser a mãe salvadora e forte, o combate entre ela e Pan estava pronto para ter início, mas não foi bem assim. Um pouco frustrante, pois parecia que ia ser uma ótima luta. Compreendo que o foco ali era salvar o Henry – seria muita mancada se ao fim de tudo o garoto morresse (seria injusto com quem assiste para falar a verdade), porém gostaria de ter visto um embate de verdade entre Emma e Pan. Os nossos heróis retornam à floresta para encontrar Pan e assim conseguir recuperar o coração do Henry. E se Emma estava tentando ser a mãe forte e poderosa com o Pan, com os meninos perdidos ela utilizou o lado mãe fofa dela – a cena ficou muito piegas. A Jennifer Morisson consegue convencer mais quando faz carão do que quando banca a fofa.

Agora vamos bater palmas e aplaudir de pé a grande destaque do episódio – ela dominou aquilo tudo. Regina (Lana Parrilla) no presente mostrou como uma verdadeira mãe age – estando preocupada no momento certo, mostrando a fraqueza no momento certo e sendo badass no momento mais que certo. A cena em que Emma, Snow e ela estão presas na árvore que se utiliza do arrependimento das pessoas para prendê-las, foi a melhor cena do episódio de longe. Uma daquelas cenas que você não consegue ficar quieto: não sabe se bate palma, não sabe se dá gritos de felicidade ou se faz os dois ao mesmo tempo. Poderia transcrever a fala dela aqui e encerrar a review, pois resumiria tudo o que posso dizer sobre o episódio.

OUAT 22

O flashback esteve presente para consagrar de vez a Regina como a protagonista do episódio, da série e do meu coração. A Evil Queen começa a notar que mesmo com a sua vingança dando muito mais que certo, falta algo em seu coração. Um vazio, um buraco que só pode ser preenchido pelo amor. O diálogo entre ela e Rumple no início do episódio trouxe um clima nostálgico, bateu saudades da primeira temporada. Bons tempos. Então, como solução para acabar com o vazio em seu peito, Regina pede a ajuda de Gold para conseguir um bebê. Claro que o cara iria colocar o Henry no caminho dela, desde a primeira temporada sabemos que o Gold esteve por trás de tudo na maldição. Regina era um mero peão. As cenas do flashback ficaram ótimas, tanto as de Regina tentando “calar” a boca de Henry – que era pentelho desde criança – até as falas dos personagens secundários que faziam conexões com as estórias deles – que agora já conhecemos – como, por exemplo, a avó de Ruby falando que os problemas dela começaram só mais tarde. Foi um belo toque para aumentar ainda mais a sensação nostálgica. Um detalhe que me ficou martelando a cabeça. Se a adoção foi velada e as informações da mãe biológica e da mãe adotivas eram ultrassecretas, como foi que o Henry descobriu que a Emma era a mãe dele? O garoto é superhacker? Ele contratou os serviços do Nolan Ross, de Revenge?

E as coisas estavam se consertando em Neverland, tudo estava lindo e perfeito quando… fiquei um pouco chocado que o Pan conseguiu surgir no barco, pois a impressão passada era que ele estava muito fraco, mas pelo visto ainda tinha areia na ampulheta da vida dele. Ao mesmo tempo que fiquei chocado, fiquei esperando um confronto maior – a cena da Regina com ele foi ótima, mas não foi o confronto que esperei esse tempo todo. Não foi nesse episódio, mas deve vir no próximo, já que o final deixou claro que Neverland pode ter acabado, mas Pan resiste. Um detalhe: a atuação do Jared Gilmore foi muito forçada. Espero que resolvam logo esse negócio do Pan no corpo dele porque vai ser difícil assistir ele tentando imitar o – ótimo – Robbie Kay. Espero que tenham gostado da review, até semana que vem (com sentido de semana que vem de verdade, não vai ter hiato dessa vez) e Henry tá possuído, socorro!

Séries citadas:

Estudante de Letras, recifense, 19 anos. Viciado em séries, livros, filmes, música e chocolate. Reviewer de Once Upon A Time e Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. Tenta encontrar tempo para as mil ideias na cabeças, mas quando tem acaba escolhendo fazer aquela bela maratona que estava prometida há meses.

Website: http://folgadafaculdade.tumblr.com

2 Comments

  1. Toph Bei Fong

    Eu na verdade devo admitir que preferi a atuação do Jared possuído do que a normal. A expressão malvada que ele usou ficou característica de Robbie Kay.
    Claro que nem chegará aos pés desse ator, que, nossa, é um espetáculo, mas gostei em partes da cena dele como possuído.
    Muito bom o review.

  2. Ana Beatriz

    Acho que o Jared precisa aprender a atuar pra ontem. Porque se ele for ficar “no lugar” do Robbie.. Jesus amado, pobre Pan, vai perder toda a sua credibilidade hahahahahaha
    P.S: Preciso do próximo episódioooo. haha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account