Log In

Reviews

Once Upon a Time – A Land Without Magic

Pin it
Série: Once Upon a Time
Episódio: A Land Without Magic
Número do Episódio: 1×22 (Season Finale)
Exibição nos EUA: 13/05/12

Uma vida está em jogo. E quando não existe explicação científica ou racional para a forma com que Henry tenha sido envenenado, Emma começa a palpitar sobre uma única possibilidade: magia. As mãos tocam no livro da verdade. A magia ilumina a mente de Emma. Um flashback a incendeia com o seu passado e mostra a sua missão. Esperamos vinte e um episódios para escrever essa frase com convicção. Agora podemos esperar de tudo. O que vai acontecer com os personagens? Será que ela aceitará a missão? Será que ela aceitará ser uma princesa? Não sabemos. Mas de uma coisa temos a certeza: ela acredita na maldição. Ela acredita em magia. A Emma finalmente acredita em tudo.

Começamos o episódio a todo o vapor contando passo-a-passo como foi que James conseguiu fugir do castelo até a cena em que ele salva Branca de Neve (presenciado no episódio piloto). Voltamos a rever um personagem bem esquecido: o caçador. Quem não sentia saudades dele? Depois que ele provou do amor verdadeiro de Emma, sua memória começou a voltar aos poucos e isso causou a sua definitiva morte.

Acho que todas as cenas do episódio eram situações que realmente queríamos e não agüentávamos mais esperar. Como Emma jogando Regina contra prateleira e depois a segurando pelo pescoço, mostrando não só superioridade, mas que seria capaz de tudo para salvar seu filho. E foi isso que ela provou ao lutar bravamente com Maleficente, ou diria Dragão Maleficente? Algo muito bacana feita foi à troca de cenas e a comparação indireta realizada pelos roteiristas. Mostrando o Príncipe Encantado colocando a poção do amor na barriga do dragão e a Emma tentando retirar a poção de dentro do dragão em nosso mundo. Sempre existe aquela conversa que o filho puxa mais para um lado dos pais do que o outro, e realmente algo que eu não tinha percebido, mas a coragem de Emma foi puxada pelo seu pai, mas ela tem o carinho e o afeto da mãe.

É claro que não poderíamos terminar uma temporada sem antes Rumpelstiltskin fazer mais um de seus acordos. Dessa vez foi com James, para fugir da Floresta Infinita e salvar Branca de Neve. Após fazer o que Rump queria e se transformar em um verdadeiro cavaleiro, James foge com o seu cavalo para salvar Branca de Neve. E na cena que nunca cansamos de ver, o beijo do amor verdadeiro faz Branca acordar e ele a pede em casamento. E por obrigação, tenho que citar uma frase que chega a ser cômica vinda de Branca:

“Ainda temos um probleminha com o seu pai e minha madrasta. [James comenta que aceita sugestões] Aqui está uma: vamos conquistar o reino [James comenta como eles iriam fazer isso] Da mesma forma que fazemos sempre: juntos”.

Entre outras cenas do episódio não deixaria de comentar o retorno de Jefferson ao cobrar de Regina um posicionamento em relação ao acordo feito entre ambos. Já que Regina não cumpre, Jefferson pensa em uma única solução. Já que ele não conseguia matar Regina, a única pessoa que teria coragem suficiente seria o Mr. Gold e a única forma de despertar a sua raiva é trazendo de volta o seu antigo amor: Bela. Que estava confinada em um asilo para loucos.

Ainda tivemos a oportunidade de ver a transformação por completo do Pinóquio se tornando em madeira, tudo pelas suas mentiras e por não seguir o conselho da Fada Azul. Ele pode ter ido embora, mas ele foi feliz. Ele se transformou em madeira sabendo que Emma acreditava em tudo.

Mr. Gold enganou a todos. Ele ainda anseia por poder e se aproveitou da oportunidade para usar Emma e Regina como forma de recuperar a sua poção do amor. Ele conseguiu e seu plano se tornaria realidade, pois ele sabia que de uma hora ou outra a maldição seria quebrada.

Henry morre e o que nos sobra são as lágrimas de Emma e um pequeno violino de fundo. Uma perda fatal. Regina abraça o doutor. A freira fecha os olhos e Emma se aproxima de seu filho com a dor no seu coração. Em pouco tempo, ela sentiu um sentindo para a sua vida. Agora, ela se sente culpada, já que ela teve todo o tempo para ficar com o seu filho, mas preferiu abandoná-lo. E com um beijo na testa e um ‘Eu te amo’, ela se despede de seu filho.

Até que a magia explode pelo hospital vindo do beijo de Emma. E essa magia de amor, quebra a maldição. Faz com que as memórias de todos voltem a ser como era antes. Faz com que Henry acorde de seu sono profundo. E faz com que todos olhassem com ódio para Regina. Ela seria aniquilada. Este seria o seu fim. No entanto, com uma poção de amor caindo na poça de água milagrosa que traz luz a escuridão, traz o que todos anseiam e finalmente a salvação de Regina: magia. O poder está em Storybrooke.

Como esses roteiristas tem coragem de terminar uma temporada dessa forma nos deixando não só curiosos, mas com o coração na mão? Agora a magia está em nosso mundo. Estamos todos em perigo! Alerta Vermelho, pessoal! Mas com brincadeiras a parte, Once Upon a Time nos trará grande frutos e grandes cenas pela frente ainda. Vingança, aceitação e um romance virão para a vida de Emma. Será que ela se acostumará com sua nova vida? Era uma vez nos faz lembrar de tanta coisa não é? Lemos o primeiro capítulo. Não sei vocês, mas eu estou preparado para ler o segundo.

Séries citadas:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade São Judas Tadeu. Nasceu em São Paulo, Brasil, no ano de 1993. Trabalha com desenvolvimento de software na Foster, empresa afiliada a WPP, estuda teatro e desenvolve vários experimentos em seu Laboratório. Assiste Once Upon a Time, Nashville, Downton Abbey e muitas outras.

Website: http://www.mariomadureira.com.br

5 Comments

  1. biancavani

    Eu achava que o momento em que Emma passaria a acreditar não fosse tão relâmpago, mas foi muito legal do jeito que foi. 
    A Rainha e Emma trabalhando em conjunto! Quem diria! 
    Rump sempre com segundas, terceiras, quartas intenções… Grande personagem. Mas, agora, sabendo que Bela, na verdade, não voltou porque fora aprisionada pela Rainha, ele vai mudar.

    Sim, será uma bela segunda temporada, que, para nós, seus grandes fãs, demorará muito mais que um ano (oh, Senhor, dai-me serenidade para esperar…)

  2. Paulo Serpa Antunes

    Gostei da season finale, mas não amei.

    O que não gostei foi das cenas com dragões. Sei lá, um dragão no nosso mundo é muito fantástico. E quando a coisa depende demais de computação gráfica, bom, não fica tão real, né?

    Mas a cena final é bacana – sinaliza que o ano 2 será totalmente diferente. OUAT vai seguir a tradição inventada por Lost e sedimentada pro Fringe de mudar totalmente a proposta de um ano para outro. Tudo vai mudar.

  3. Bruna

    Demorei uma semana pra ver o season finale. Com o fim de DH, tinha me esquecido de OUAT.

    Enfim, o final foi surpreendente. To doida pra ver o que vai acontecer agora.

  4. Pingback: Destaques na TV – Quinta, 13/9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account