Log In

Preview

O que esperar de ‘Wayward Pines’, nova minissérie da Fox

Pin it

Domingo, 17/05, aproximadamente 11h da manhã. No grupo fechado do TeleSéries no Facebook, o Big Boss lança as pautas da semana. Entre os textos finalizados e os em andamento, ficam alguns pendentes esperando um colaborador para chamar de seu. E assim começa minha história com Wayward Pines.

Toda essa introdução é para deixar bem claro que não tinha a menor noção do que se tratava a série, quem estava no elenco e muito menos os produtores e diretores. Foi uma escolha completamente às cegas, tipo The Voice, só que neste caso sem as cadeiras giratórias. Mas como estou me especializando em Primeiras Impressões, resolvi encara o desafio e confesso que essa falta de expectativa foi positiva.

Mas se uma coisa eu aprendi nesses meus dois anos, recém-completados, de TeleSéries, é que uma boa pesquisa não faz mal a ninguém. Então, fui direto ao search do site que, para a minha surpresa, trouxe como resultado notícias datadas de 2013. E fuçando ainda mais no Google, descobri que todos os 10 episódios dessa primeira temporada foram gravados entre agosto de 2013 e fevereiro de 2014 e que na realidade ela vem sendo classificada como minissérie. Logo, não sabemos se existirá uma segunda temporada.

Então, sem expectativa (da minha falta de conhecimento e da obrigação de ter um segundo ano) vamos, enfim, a Wayward Pines. Confesso que nos primeiros minutos eu achei chato/confuso, mas à medida que a história foi se desenrolando, embarquei e no final achei o resultado bem positivo.

A confusão inicial foi proposital, com o objetivo de ir revelando os plots da série aos poucos e ao longo do piloto. Incialmente achei que se tratava de uma trama sobrenatural, principalmente as cenas que envolviam o hospital, a enfermeira Pam (interpretada pela oscarizada Melissa Leo) e o Dr. Jenkins (Toby Jones). Lembrou-me American Horror Story: Asylum.

E de longe, esse plot é o mais interessante da série, já que pelo que foi mostrado é o elo de ligação do “mundo real” com Wayward Pines. E também vale o destaque para a cena mais eletrizante dos últimos tempos: Pam com a seringa na mão, pelos corredores do hospital, atrás de um sedado Ethan (Matt Dillon), foi simplesmente sensacional!

s01e01_424

“Não há grilos em Wayward Pines”.

Pelo que foi mostrado, um dos principais trabalhos de Ethan Burke (Matt Dillon), um agente secreto do serviço americano, era encontrar outros dois agentes que estavam desaparecidos. E durante sua busca, ele acaba “sofrendo” um “acidente” e termina em Wayward Pines. Só que tudo que envolve essa cidade é meio bizarro, depois da sua experiência no hospital, ele encontra Kate (Carla Gugino) – que venha a ser uma das agentes sumidas e antiga amante de Burke – feliz e contente vivendo como se nada tivesse acontecido.

Então ele resolve segui-la e os dois tem um papo muito esclarecedor, #SQN! Ela deixa a entender que eles estão sendo vigiados e ouvidos. Então, cansado dessa cidade maluca, Ethan resolve fugir. Rouba um carro e dirige, porém, todos os caminhos levam de volta a Wayward Pines. Ele larga o carro e resolve ir a pé. Só que não existe saída! Como assim?

s01e01_600

Quem lembrou de Show de Truman depois dessa cena final, levanta a mão! o/

Considerações Finais:

– Nem comentei sobre o plot da delegacia. Também, comentar o quê? Só achei estranho o xerife Arnold Pope ser interpretado por Terrence Howard. Isso é mais um indício de que possivelmente não teremos um segundo ano, já que recentemente ele pode ser visto no sucesso musical Empire, também da Fox.

– Pelo visto Beverly (Juliette Lewis) não deve estar sendo bem paga para fazer seu papel na cidade, pois na primeira oportunidade, já estava ajudando Burke a tentar fugir.

– E o chefe do Ethan, Adam (Tim Griffin), nem esperou muito para dar em cima de Thereza (Shannyn Sossamon), a esposa de seu subordinado. Será que ele mandou Burke para Wayward Pines para tentar conquistar a moça? E já prevejo que Ben Burke (Charlie Tahan) como o próximo filho problema das telinhas. Ele deve fazer companhia a “Dana-se” de Homeland e ao Carl de The Walking Dead.

– E por último, não posso deixar de comentar como a televisão está cada dia mais se aproximando do cinema. Where Paradise Is Home foi dirigido por M. Night Shyamalan, que também é produtor executivo da série. O episódio marca a estreia de Shyamalan nas telinhas, que segue vivendo à sombra de seu primeiro filme, O Sexto Sentido. Outro ponto é que mais da metade do elenco se não ganhou, no mínimo, foi indicado ao Oscar pelo menos uma vez. Das duas uma, ou um está muito prestigiado, ou outro, desprestigiado demais.

Declaro aberto o espaço para as especulações e conjecturas sobre os mistérios de Wayward Pines.

***

A premiere de Wayward Pines aconteceu no último dia 14/05 em diversos países. Nos EUA, a Fox conquistou uma tímida audiência de 3.76 milhões de espectadores (ainda sem dados da qualificada). No Brasil, a série vai ao ar no canal Fox, toda quinta-feira, às 22h30.

Séries citadas:

Carioca, formado em Atuária e Estatística pela UERJ. Deixa os números de lado quando se trata de séries. Sem nenhuma experiência no mundo jornalístico, chegou ao TeleSéries com muita vontade de aprender e hoje faz parte do time de colaboradores de notícias e resenhas. Acompanha: Scandal, How to Get Away with Murder, Homeland, The Walking Dead, The Americans, Nashville, Parks and Recriation, Modern Family, Orphan Black, Devious Maids e atualmente está alucinado com The Good Wife. Já sonhou morar em Everwood, trabalhar na redação do News Night with Will Mcavoy, ser um bombeiro em Third Watch e ter como vizinhas às garotas Gilmore.

4 Comments

  1. Paulo Serpa Antunes

    Eu particularmente achei a série muito frustrante.

    Me bateu um deja vu muito forte, acho que já vi um episódio de um dos remakes de Além da Imaginação que era bem assim.

    Mas gostei da review e do teu entusiasmo. E é realmente impressionante a tua observação de que o elenco tem vários atores oscarizáveis. O elenco é realmente poderoso. Mas não acho que tenha feito muita diferença neste primeiro episódio.

  2. Felipe Ameno

    Obrigado Paulo!

    Mas esse entusiasmo todo vem justamente de todo esse elenco de peso. Fiquei me perguntando se toda essa galera iria se meter em uma parada que não fosse boa. Estou dando um crédito.

    Mas fiquei impressionado assim com o primeiro episódio de The Leftovers e abandonei no segundo. Vamos ver o que vai acontecer hoje.

  3. Angela Mara Correa

    Não emplaco o segundo episódio, Felipe. Nem pelo seu entusiasmo e, muito menos, pelo elenco. Gosto deles, mas não me importei com o seu destino na trama. Estou super fora.

  4. Felipe Ameno

    Oi Angela! Desculpa a demora pra responder!
    Pois é, achei o segundo episódio meio caído, mas mesmo assim ainda estou intrigado.
    Estou achando que essa “morte” da Bervely foi encenação. Acho que tudo ali é falso. Mas fico me perguntando o motivo. Vamos ver, vou dar uma terceira chance! Hehehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account