Log In

Memória

‘O Homem de Aço’ nos cinemas e ‘Lois & Clark’ na memória

Nesta sexta-feira, dia 12 de julho, o filme O Homem de Aço (Man of Steel) entra em cartaz nos cinemas do Brasil. Dirigida por Zack Snyder (300) e com roteiro de David S. Goyer (da trilogia Batman), a produção dos estúdios Warner Bros. Pictures chega por aqui badalada após ter obtido bons resultados lá fora. Nos EUA e em alguns outros países, o novo filme sobre o Super-Homem estreou no dia 14 de junho e arrecadou mundialmente até o momento U$520 milhões, se tornando a maior bilheteria para um lançamento no mês de junho da história; e de quebra já é a segunda maior arrecadação do ano ficando atrás apenas de Homem de Ferro 3 que bateu U$1,1 bilhão nas quatro primeiras semanas em cartaz.

O Homem de Aço apresenta a história que já conhecemos com uma nova estética com direito a uniforme repaginado e versão 3D.  O ator britânico Henry Cavill dá vida ao super-herói, enquanto Russell Crowe é Jor-El, Kevin Costner e Diane Lane vivem, respectivamente, Jonathan e Martha Kent, Michael Shannon é Zod e Amy Adams interpreta Lois Lane.

De acordo com Dan Fellman, presidente de distribuição da Warner Bros., a nova versão cinematográfica da franquia do Super-Homem chega para comemorar os 75 anos do personagem e também para conquistar uma nova geração de fãs.

 

No ano de 1933, o Super-Homem (Superman) foi idealizado pela dupla Jerry Siegel e Joe Shuster. Mas, foi apenas em 1938, que o personagem foi publicado pela primeira vez na revista em quadrinhos “Action Comics Nº 1” da DC Comics. Assim, há 75 anos surgia a história de um dos heróis mais famosos do mundo.

Nascido no planeta Krypton, o bebê Kal-El é enviado por seu pai Jor-El à Terra quando o planeta deles está prestes a ser destruído. A nave espacial kryptoniana cai em uma fazenda na pequena cidade de Smallville, no estado do Kansas, EUA. Lá a criança é encontrada pelo casal Jonathan e Martha Kent que decidem adotar o menino dando-lhe o nome de Clark Kent. Quando cresce, Clark descobre poderes especiais e passa a usá-los para salvar pessoas e se transforma em herói, ou melhor, Super-Homem.

O personagem se tornou popular e foi além dos quadrinhos ganhando diversos formatos, tais como programa de rádio, desenhos animados, vídeo game, séries televisivas e filmes.

No cinema, o ator Christopher Reeve ficou eternizado como o Super-Homem após interpretar o papel em uma sequência de filmes iniciada em 1978. No ano de 2006, foi lançado Superman – O Retorno, dessa vez, Brandon Routh viveu o herói, mas a versão não foi lá muito lucrativa.

Já na televisão, o personagem rendeu várias séries, começando na década de 50 com As aventuras do Superman estrelada por George Reeves e fechando com o seriado de sucesso Smallville que ficou no ar de 2001 até 2011. (Para matar a saudade de Smallville leia um balanço sobre o final da série clicando aqui)

Além de 2013 marcar os 75 anos da primeira edição em quadrinhos do Super-Homem, marca também os 20 anos da estreia de uma querida série televisiva sobre o personagem, Lois & Clark: The New Adventures of Superman. Por isso, pegando carona em todo esse clima de comemoração, vamos relembrar esse saudoso seriado que marcou o retorno do super-heroi às telinhas, e mais do que isso, deu uma injeção de popularidade para a franquia. 

Era uma vez…

Clark Kent (Dean Cain) é o novo repórter do jornal Planeta Diário da cidade de Metropolis, EUA. Tímido e educado, o jovem Clark é filho adotivo de Jonathan (Eddie Jones) e Martha Kent (K Callan), um bondoso casal que encontrou Clark ainda bebê em sua fazenda situada em uma pequena cidade do Kansas, chamada Smallville. Acontece que Clark não era um bebê qualquer, ele era Kal-El um ser de outro planeta, de Krypton. Já jovem ele descobre que tinha superforça, velocidade assustadora e podia voar. Então, o nobre Clark decide usar seus poderes para salvar e proteger pessoas inocentes das mais diversas ameaças; só que para isso ele assume outra identidade, e usando um uniforme confeccionado por sua mãe terráquea, ele é o Superman.

Mantendo sua personalidade heroica em segredo, Clark se torna parceiro de trabalho da intrépida e talentosa jornalista Lois Lane (Teri Hatcher). Na redação do Planeta Diário, Clark convive ainda com o estressado chefe Perry White (Lane Smith), o atrapalhado fotografo Jimmy Olsen (Michael Landes/Justin Whalin) e a sexy Cat Grant (Tracy Scoggins).

Com a convivência surge realmente uma parceria e amizade entre Lois e Clark. No dia-a-dia, Lois sempre se mete nas maiores enrascadas em busca de um furo de reportagem, Superman sempre a salva e Clark sempre salva a matéria. É assim que Clark se apaixona por Lois, enquanto ela se apaixona pelo Superman.

Aos poucos Clark vai conhecendo mais sobre sua origem e sempre seguindo os conselhos dos pais humanos, ele sofre por seu amor platônico por Lois, segue defendendo a Terra dos mais terríveis vilões, como o milionário Lex Luthor (John Shea) com quem Lois quase se casa; e luta para manter sua identidade em segredo.

Com o tempo Lois também se apaixona por Clark e os dois passam a ser um casal. A jornalista descobre a verdadeira identidade do Superman e chega a assumir seus poderes por um curto período devido a um acidente com uma espécie de kryptonita.

Finalmente, Clark e Lois se casam. O casal se torna uma família quando acham um bebê.

…e então…

O seriado Lois & Clark: The New Adventures of Superman, ou simplesmente Lois & Clark, da ABC, estreou nos EUA em 12 de setembro de 1993 e depois de quatro temporadas chegou ao fim em 14 de junho de 1997.

A série foi transmitida pela Globo, pela Warner e também pelo SBT. A partir de 2005, o seriado teve todas suas temporadas lançadas no Brasil em DVD, pela Warner.

Enquanto alguns conheceram o Super-Homem atrás dos filmes com Christopher Reeve, outros são fãs dos quadrinhos e têm ainda aqueles que só se depararam com esse personagem com Smallville, ou mesmo os que virão a conhecer o herói agora em 2013 com o filme Homem de Aço, mas eu fui apresentada a esse universo com a série Lois & Clark; e me lembro como se fosse hoje.

Acompanhei a série pela Rede Globo no final dos anos 90. Lembro que achava jornalismo uma coisa mágica, quase heroica mesmo. Toda aquela adrenalina por uma matéria… Lembro que ria com o Jimmy e achava fofos demais os pais do Clark. Lembro que torcia para que a Lois apaixonasse-se pelo Clark, porque ele era o bom moço enquanto o Superman era um metido (Sim, eu sabia que eram a mesma pessoa!). Lembro que nessa versão o Lex tinha cabelo. Por aí vai.

A verdade é que essa é uma série que nunca esqueci. Sempre que falarem em Super-Homem para mim, imediatamente, me conectarei com as lembranças desse seriado que conseguia ser romântico e engraçado ao mesmo tempo que tinha aventura e ficção também. Além de um carismático elenco. Por essas e outras que me lembrarei sempre com carinho de Lois & Clark. Ontem, hoje e

… amanhã.

Séries citadas:

25 anos, Jornalista formada pela Unesp/Bauru. Responsável pela Coluna Memória. Adora um bom livro e não dispensa uma boa música. Mas, confessa que é viciada em séries desde que se conhece por gente. Friends, Angel, One Tree Hill... Game of Thrones, Hart of Dixie, Arrow, The Vampire Diaries, The Originals...

14 Comments

  1. Cinthia

    Muito bom! Apesar de ser pequena na época que assisti o seriado, sempre achei muito legal a parte de Jornalismo e também gostava muito do jeito do Dean Cain x)

  2. Maria Clara Lima

    Senhoras e senhores, minha série preferida! E sim, Mi… a razão por eu amar o jornalismo.

  3. paty

    Adorava esses séries,muito boas mas você não disse se gostou do novo filme do homem de aço,

  4. paty

    Adorava esses séries,muito boas mas você não disse se gostou do novo filme do homem de aço,

  5. Mirele Ribeiro

    Oi, Paty. Pois é, como o filme só estreia sexta agora, eu ainda não vi a versão oficial, no cinema mesmo e tal, assim que assistir eu conto o que achei.

  6. paty

    Nossa Mirele,achei que já tinha estreado,não prestei atenção na data….ok…fico aguardando.obrigada.

  7. janaína

    Para mim Superman sempre será Dean Cain, e Lois Lane será Teri Hatcher.

    Marcou minha infância!

  8. Mirele Ribeiro

    Agora sim, assisti e posso dar minhas impressões sobre Homem de Aço. A grata surpresa pra mim foi a atuação segura de Henry Cavill e achei que exploraram bem Krypton. O roteiro é bom. A primeira parte do filme foca mais na narrativa e a segunda na ação. Achei só que poderiam ter desenvolvido mais a busca de Clark sobre sua origem. No geral, o filme não é extraordinário,não entrou para a lista dos meus preferidos, mas considero um bom filme, principalmente porque cumpriu com o que se propôs a fazer, resgatar para alguns e apresentar para outros o herói. Me deu foi mais saudade ainda de Lois & Clark e Smallville hahaha
    Você já viu, Paty, o que achou? Quem mais assistiu?

  9. Mirele Ribeiro

    É bem isso, Janaína. Demorei um bocado pra aceitar a Erica Durance como Lois, queria a Teri, seu cabelo chanel e seus tailleurs hahaha

  10. paty

    Então Mirele,eu vi sim,mas não gostei não,achei o ator lindissimo naquele uniforme..kkkk…mas não me convenceu não?!….eu não sei se é porque tenho como base de comparação a série Lois e Clark que amei de paixão,não sei se é porque(não sei se você tem a mesma opinião,depois comenta lá embaixo,por favor) esses filmes de agora fazem um herói cansado,sentindo um peso enorme do status de super-herói,não tem humor,acho isso importante,por isso adorava a série,fizeram a mesma coisa com o batman,esta ultima trilogia aí,super legal mas tão dark,acho que pelo menos poderiam amenizar um pouco,digo se tratando do batman,mas,voltando,achei dificil focar no início,bem parado,acho que deveriam ter feito de outra forma para apresentar o herói pra galera nova aí.É só eu,ou,alguem mais notou que esses filmes estão mais sérios,obscuros,cadê o humor,gente?..e outra cadê a empatia que não vem quando estou vendo estes ultimos filmes aí da saga…sou só eu?…pra quem quer ver ação e não levar em conta o resto,é indicado.Obrigada por voltar e responder,ótimo texto.

  11. Pingback: O que aconteceu com elenco de ‘Lois & Clark’?

  12. Mirele Ribeiro

    Hahaha eu já babava pelo Henry Cavill em The Tudors, então sou suspeita pra falar dele hahaha , mas brincadeiras a parte, eu entrei no cinema achando que sairia de lá desprezando-o no papel que já tinha outros donos na minha cabeça, mas o ator me convenceu. Concordo com você Paty, falta humor, Batman trouxe esse lado mais dark mesmo, já Homem de Aço um lado mais dramático; mas acho que isso vem da tentativa de tornar os heróis cada vez mais humanos. E sejamos honestas, conduzir humor de forma decente é raro, só para Lois & Clark mesmo. Pra falar a verdade, a única adaptação de heróis dos quadrinhos que não engulo mesmo é a trilogia de X-Men. Mas aí são outros quinhentos hahaha ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account