Log In

Reviews

New Girl – Wedding e Naked

Pin it

Série: New Girl
Episódios: Wedding e Naked
Temporada:
Número dos Episódios: 1×03 e 1×04
Datas de Exibição nos EUA: 4/10 e 1/11/2011

Wedding e Naked foram episódios totalmente opostos. Em Wedding, os personagens estavam tão desconectados que não dava para entender o porquê da história. Ah, mas esse episódio foi sobre o quê? Não saberia dizer, eu lembro que eles foram ao casamento de uns amigos, e Jess foi de acompanhante do Nick, e só. O Schmidt estava tentando dormir com uma garota, mas acabou com outra louca. E o Winston estava tentando recuperar sua glória. Hmmm até que eu lembro bastante, para um episódio chato e sem sentido, com piadas chatas e situações ridículas – o que era aquela dança da galinha? É a série ainda tentando encontrar o equilíbrio entre situações embaraçosas com a senhorita Deschanel e a história de superação do Nick. Bom, dito isso, vamos à Naked.

Oba! Situações embaraçosas com a Deschanel e mais história do Nick! – Sim, isso foi sarcástico. Mas ao menos o episódio falou de algo bem real entre meninos e meninas, e acho que muitos aí fora conseguiram se identificar, não? Encaramos a nudez de forma diferente, mesmo sendo tudo igual. Como eu acredito que New Girl tenta chegar mais perto da realidade – ops, fiz de novo-, fiquei imaginando se os caras realmente ficam se olhando no espelho… pelados, admirando o próprio, você sabe?  É isso mesmo, produção? Por que nós garotas, não somos assim. Passamos correndo pelo espelho, escondendo o restinho de pele que insiste aparecer perto da cintura! Ah, o espelho pode se tornar uma tortura, o inimigo número um. Claro que há aquele grupinho de mulheres lindas e seguras que adoram um espelhão do tipo 1.90×1.20 na parede. Mas essas são raras, tão raras quanto homens tímidos em relação a sua performance sexual – é que todos acham que são Super-Homens quando, na verdade… não são. E também existem caras que são encanados, inseguros, mas isso está relacionado ao tamanho do, você sabe?! Enquanto nós ficamos depressivas com uma celulite que apareceu na coxa. Homens e mulheres, é tudo tão complexo.


Em Naked, vimos que toda essa situação é mesmo boba. A série deve mostrar exatamente como os sexos lidam com as coisas de modo diferente, não ficar tentando arrumar histórias paralelas entre os personagens. A Liz Meriwether ainda é nova, não é de se esperar que ela consiga escrever uma seriado perfeito, com personagens que iremos lembrar em 10 ou 20 anos. Até agora, ela tem bons elementos em mãos, mas parece não saber o que fazer. Se ela se apegar as situações, talvez consiga seguir com a série por mais um tempo – já que New Girl ganhou uma temporada completa. A verdade é, a série não encontrou a liga ainda, e por enquanto temos que rir das tonterias da Zooey e dos meninos.

“Aprendi com New Girl” que todo mundo tem seus traumas e encanações, mas que a verdade seja dita, por mais que tentem enfiar na sua cabeça que ‘tamanho’ não importa e que homem não liga para certos excessos, importa sim. As encanações que temos não são à toa. O problema é que  ao invés de ficar vivendo em negação, temos que partir pra luta e encarar o mundo de frente – de preferência vestidos.

“Eu ri” horrores com a pobre da Jess tentando conversar sobre o que ocorreu. Fato. Homens não gostam de conversar. Problemas são resolvidos com um tapinha nas costas e pronto. Mas nós, ah… gostamos de tudo certo com pingos nos “is”. A varetinha dos sentimentos foi a coisa mais digna do episódio… mas isso me fez lembrar da finada Douchebag Jar. E também dei boas risadas com o Schmidt tentando ver o pipi do Nick. O que são garotos e a fixação deles pelo órgão sexual do colega? Não… isso não é certo, meninos. Mas eu ri.


“Devo confessar” que ainda não consegui encaixar o Winston na história. Ele sempre será o ex-jogador negro e fracassado? É bom a Liz trabalhar um pouco mais nisso ou a Fox logo começará a receber toneladas de cartas de pessoas dizendo que New Girl é racista. Não me sinto confortável com a história dele, apesar de que ontem foi engraçado vê-lo tentando recuperar o tempo perdido nos assuntos que vivaram “virais” no país.

Mas a cena mais hilária foi a da Jess pelada no quarto do Nick tentando se esconder embaixo da cama. Eu tenho certeza de que já vi essa semana em algum filme (alguém recorda???), mas a cena nunca fica velha demais. Muito boa, e a Zooey se entrega mesmo. A Zooey está cotada no meu coração para ser a próxima Lucille Ball – que Deus a tenha.


Aliás, cheguei a uma conclusão sobre New Girl. Zooey Deschanel é uma arma militar de massa, testada pela Fox e pelo partido republicano para atrair a atenção do público e enfiar na cabeça das pessoas mensagens subliminares. Querem um exemplo? O quadro do presidente Obama no quarto da mulher louca?! Aquilo era uma clara associação entre gente maluca e o atual presidente americano. Não estou dizendo?

Bom, é isso pessoas. Se quiserem rir – e muito – assistam Naked, é garantido. Mas devido a inconsistência da Liz Meriwether, não posso garantir que o próximo episódio será tão legal. Nos resta esperar!

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account