Log In

Notícias Novos Pilotos e Séries

Netflix e Hulu investem em produções originais

Pin it

Depois de trazer de volta Arrested Development – novos episódios já começaram a ser rodados em agosto – o Netflix anunciou que está negociando os direitos para ressuscitar a série Reno 911!, do canal Comedy Central. Além destas duas produções o canal também anunciara há algum tempo a intenção de investir em produções próprias, que seriam disponibilizadas através de seu serviço de streaming.

Enquanto isso seu concorrente direto, Hulu, também produziu a comédia Battleground, que estreou sua primeira temporada de 13 episódios em fevereiro deste ano.

Battleground (Hulu)

Jay Hayden (The Glades) é Chris “Tak” Davis, diretor de campanha de Deirdre Samuels (Meighan Gerachis), que concorre ao Senado pelo Estado de Wisconsin. A série, de 22 minutos, utiliza o formato de “mockumentary” já consagrado por The Office. Apesar do timing perfeito (a corrida eleitoral ferve nos EUA), a trama deixa a política de lado e não aborda nada que possa ofender um ou outro lado. Assim como The Office, trata-se de uma comédia que gira em torno do ambiente de trabalho, tendo como pano de fundo um punhado de cartazes de campanha. Há rumores de que pode haver uma nova temporada, mas nada confirmado oficialmente.

Lilyhammer (Netflix)

Entre as produções anunciadas pelo Netflix esta foi a primeira a estrear (fevereiro/2012). Estrelada por Steve Van Zandt (The Sopranos) e tem uma premissa no mínimo curiosa. Van Zandt é o mafioso novaiorquino Frank ‘The Fixer’ Tagliano, que é obrigado a entrar no programa de proteção à testemunha depois de delatar seu antigo chefe. Frank insiste em ser realocado para a cidade norueguesa de Lillehammer, que sediou os jogos olímpicos de inverno de 1994. E se a intenção de Frank era ter uma vida boa em uma cidade idílica no meio da neve, cercado de mulheres bonitas e o conforto e as regalias com os quais ele estava acostumado seu tiro acaba saindo pela culatra. Uma mistura de drama e comédia, cuja trama — e piadas — são focadas no velho cliché do “peixe fora d’água”. São ao todo oito episódios de 45 minutos.

Em tempo, o nome correto da cidade norueguesa é Lillehammer. O título é alusão à pronúncia do nome da cidade pelo personagem principal.

Assista ao trailer:

 
Orange is the New Black (Netflix)

Comédia do criador de Weeds Jenji Kohan, inspirada na história real de Piper Kerman, executiva da área de comunicações que trabalha em uma ONG e que passou um ano na prisão depois de ter sido condenada por participar de um esquema de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro durante seus tempos de faculdade. Seu tempo na prisão é descrito no livro Orange Is The New Black: My Year In a Women’s Prison. Integram o elenco Taylor Schilling (Mercy) no papel principal, Jason Biggs (Mad Love), Laura Prepon (That 70’s Show, Are You There, Chelsea?) e Kate Mulgrew (Star Trek: Voyager, The Black Donnellys). A primeira temporada, com 13 episódios, tem estreia prevista para 2013.

House of Cards (Netflix)

A série é uma adaptação de uma minissérie britânica dos anos 90, vencedor de dois prêmios BAFTA que, por sua vez, foi inspirada em uma série literária que se inicia com o livro de mesmo nome, escrito por Michael Dobbs, que abordava os bastidores da política britânica no final da era Thatcher (completam a trilogia To Play the King e The Final Cut.). Kevin Spacey (Beleza Americana, Se7en) não só atuará como também será o produtor-executivo. Outro nome de peso ligado ao projeto é o do diretor David Fincher (Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social). O Netflix encomendou 26 episódios (por enquanto serão 2 temporadas de 13 episódios cada uma), batendo os canais HBO e AMC na disputa para obter os direitos de adaptação. Também participam da produção Mahershalalhashbaz Ali (Treme, The 4400), Robin Wright (Enlightened) e Kate Mara (American Horror Story), que tem estreia prevista para 2013.

Com informações de ScreenRant, Techcrunch e USA Today.

Séries citadas:

é fã do gêneros sci-fi, drama, ação e policial. Começou a acompanhar séries ainda criança, mas foi a partir de Arquivo X que as séries de TV tornaram-se uma parte cada vez maior de seu dia a dia - dos encontros de fãs às amizades, às discussões em listas de emails, chats, redes sociais e sites especializados. Séries britânicas, canadenses e de outros países também costumam chamar sua atenção. Suas séries preferidas de todos os tempos são Mad Men, Dexter, Battlestar Galactica, Arquivo X, Jornada nas Estrelas, In Treatment, The Sopranos, Six Feet Under, Sex and the City, The Shield, Homeland, Frasier, Spooks (MI-5), Downton Abbey, Anne Fortier, Cold Squad e Sherlock.

Website: http://thameshouse.wordpress.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account