Log In

Reviews

Nashville – When you’re tired of breaking other hearts e I saw the light

Pin it
Série: Nashville
Episódios: When you’re tired of breaking other hearts e I saw the light
Número dos Episódios: 01x15 e 01x16
Exibição nos EUA: 28/03 e 01/04/2013
100
5
1

Fiquei tão triste que a temporada de Nashville sofreu o corte de um episódio!! Espero que isso não represente cancelamento à vista, especialmente agora que a série se encontrou e vem mantendo um ritmo muito bom. Acho que tem gás pra mais uma temporada pelo menos, especialmente pra desenvolver algumas histórias como a de Deacon e Rayna.

Depois de um hiatus malvado Nashville retornou com a corda toda. Desde o começo de When you’re tired of breaking other hearts eu tinha certeza que a ideia do show da Juliette ia acabar mal. Pelo menos o fato de Maddie ter se machucado serviu para uma aproximação da menina com a mãe e também com Deacon, ainda que involuntariamente. E de quebra tivemos o prazer de ver a Rayna falar poucas e boas pra Juliette que, definitivamente, precisa crescer.

Essa história se desenvolveu na ida das meninas para Nova Iorque junto com Rayna. Adorei elas poderem passar um tempo mais juntas e adorei a forma que Rayna encontrou pra apoiar os sonhos das garotas mas ao mesmo tempo tentar protegê-las desse meio que ela sabe que é duro. As duas são talentosas demais. Amei o número na passagem da som. Espero mais espaço para as duas na trama e acho que terão.

Deacon encontrou uma nova namorada. Gostei bastante da veterinária e acho que ela vai ser importante pra fazer a Rayna se ligar na vida e correr atrás do Deacon, embora eu ache que ela tenha sido sincera quando disse que tinha gostado da moça, mesmo que fosse possível ver na cara dela o ciúme corroendo. A verdade é que não importa o que tenha acontecido ou o que quer que venha a acontecer, eu quero que os dois se acertem. Ambos erraram, mas se amam, então há espaço pro perdão.

O plot da Juliette é que tem me cansado. Uma hora ela amadurece e logo depois passa a ser uma idiota de novo. O que foi aquele surto por conta do outdoor da Rayna? Ela tem melhorado no tratamento com a mãe e muito disso se deve ao Dante, mas eu não consigo confiar nele. Tenho a impressão de que ele só quis se aproximar da Jolene para se aproximar da filha dela, ainda mais agora depois desse início de envolvimento amoroso entre os dois. Vamos ver o que acontece…

Passei dois episódios inteiros, o 15 e o 16, achando o Gunnar um idiota, mas no fim de I Saw The Light ele finalmente explica o que estava angustiando ele e eu volto a achar ele fofo. Pelo menos ele consegue fazer com que a Scarlett assine o contrato com a gravadora da Rayna. Tudo bem que ele estava em um momento difícil, mas ela sempre estava do lado dele e não merece ser punida por isso. Diferente do Avery ela não virou as coisas para o Gunnar, quem não compareceu à audição foi ele e ela ainda tentou fazer tudo que estava ao alcance dela. Quanto ao Avery eu já nem sei o que comentar. Tô cansada dele. Pelo menos está tendo o que mereceu. Essas sandálias da humildade tão caindo bem demais nele. Espero que sirva pra uma mudança de postura.

E por fim o núcleo político de Nashville. Lamar conseguiu mexer os seus pauzinhos e descobrir que quem havia dado informações mentirosas sobre o divórcio de Teddy e Rayna foi Peggy. Com base nisso ele confrontou-a e fez ela tentar persuadir Teddy a construir o estádio no terreno de Lamar. Depois de tudo isso eu fiquei com a nítida impressão de que o ataque que o Lamar sofreu não foi um acaso do destino ou um problema de saúde, mas me cheirou a envenenamento. Posso estar totalmente equivocada, mas fiquei com essa impressão… Depois do melhor cliffhanger da temporada aguardo ansiosa por cenas dos próximos episódios.

Séries citadas:

Relações Públicas e Mestre em Comunicação Midiática pela UFSM. Não esconde sua paixão por reality shows, sendo fã especialmente de The Voice, Survivor e The Amazing Race. Suas séries preferidas são Friday Night Lights e The O.C, mas também nutre um profundo amor por Friends e Sex and the city. Atualmente assiste Orphan Black, Orange is The New Black, Broadchurch, Faking It, Girls e Nashville... Suas paixões mais recentes são The Affair, How to Get Away With Murder e Scandal (cujas 4 temporadas completas assistiu em apenas 20 dias).

Website: http://www.assmanncomunicaçãoestrategica.wordpress.com

6 Comments

  1. Paullo Kidmann

    Boa Review, sempre concordamos em tudo, exceto a parte o envenenamento do Lamar, nem pensei nisso…Para mim isso veio apenas para dá mais conflito na sério, pq eu acho assim a Rayna aos poucos ta se rendendo ao pai (Vide a conversa dela com a Tammy) e esse ataque provavelmente vai uni-los aí uma vez unidos vai vir uma intriga aqui outra ali por que o Lamar é cobra criada não vai mudar, pelo menos não tão rápido…é isso tava com saudades das Reviews de Nashville!! xxxxxoooo

  2. lucas

    Parabéns pela review Gabriela! Concordo com vc em praticamente tudo, tambem acho muito cansativo essa historia da Juliette sempre voltar a fazer as mesmas criancices de antes. Pra min a melhor parte é a do Gunnar e da Scarlett, porque pra min é o núcleo que nunca é cansativo de se assistir. Tamabém espero que as filhas da Rayna ganhem um maior destaque. Estou torcendo muito para que Nashville seja renovada!!

  3. Gabi Assmann

    Será? Eu achei tão com cara de envenenamento… Eles focam bastante no whisky que ele tá bebendo… Enfim.. Aguardar (mais um hiatus) pra ver.

  4. coelho rebelde

    Eu adoro o Every e fikei muito feliz por ele ñ ter defendido sua posição em relação as suas musicas,
    ele se arriscou quando largou sua banda e se arriscou outra vez mandando tudo pro espaço pra buscar mais uma vez o seu caminho.
    Gosto de personagens assim reais,humanos sabe? k errão,acertão, nem santo ,nem diabo.
    O Every é assim se arrisca,acertando ou errando ele ñ para pk no fim das contas SE ELE Ñ LUTAR COM TODAS AS FORÇAS PELOS PROPRIOS SONHOS,QUEM VAI?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account