Log In

Reviews

Nashville – I’m Sorry For You, My Friend

Pin it
Série: Nashville
Episódio: I’m Sorry For You, My Friend
Número do Episódio: 1x10
Exibição nos EUA: 16/01/2013

Depois da surpreendente fuga de Juliette, Nashville retorna com um episódio que aborda basicamente a turnê dela com Rayna, a eleição e a turnê de Deacon com a banda de rock, além de incluir um novo plot – eu sinceramente não entendi a necessidade. Não entendi a inclusão de um irmão para o Gunnar, mas acho que vale esperar mais alguns episódios para ver de que maneira isso vai impactar a trama, já que até agora nada de mais aconteceu além da revelação de que ele tem um irmão ex-presidiário e que parece não estar totalmente regenerado.

Obviamente que o Sean ficaria puto da cara com a Juliette. Ela foi muito má com ele. O que o ele não sabe é que metade (ou mais) da culpa é da mala da mãe dele que incomodou a Juliette até que ela desistisse.

Enquanto via I’m Sorry For You, My Friend eu tinha a sensação de que os roteiristas estavam organizando tudo para que Deacon voltasse a tocar com Rayna e as duas (ela e Juliette) disputassem ele. Ele abandona a turnê com a banda de rock, Rayna não gosta de nenhum dos novos guitarristas e Juliette está novamente solteira. Porém parece que agora Rayna está se acertando com o novo guitarrista e a volta dela para casa – com direito à vitória de Teddy – me deixou em dúvidas sobre uma eventual separação. Eu diria que a série está em um pé onde tudo pode acontecer. A minha aposta vai para uma volta de Deacon e um romance com Juliette.

Fiquei intrigada também sobre a eleição de Teddy. O pai de Rayna garante que ele venceu pelos próprios méritos, mas eu tenho minhas dúvidas sobre não ter sido necessário a compra de alguns votos. O que vocês acham? No momento em que a Peggy apareceu eu jurei que ela e o Teddy teriam um remember, mas nada rolou. Ele anda bem comportado, o que me faz acreditar ainda mais que ele e Rayna talvez possam ensaiar uma reconciliação.

Mas na minha opinião o que mais merece destaque é a grande turnê de Rayna James e Juliette Barnes. Embora algumas alfinetadas e a constante disputa por atenção dá pra perceber claramente que elas já conseguem reconhecer as qualidades e o talento uma da outra. Acho que especialmente para Juliette essa turnê vai ser boa, pois ela precisa aprender com Rayna a ser menos mimada e menos estrelinha (impagável a cena do produtor da Rayna invadindo o palco na passagem de som), mas Rayna também pode aprender com a garota a ser mais ousada. Será que elas terão essa humildade e aprenderão uma com a outra?

PS: Achei fofa a maneira como a Rayna não consegue tocar com outro alguém que não seja o Deacon. E foi engraçada a maneira como o novo guitarrista e produtor disse: “As botas estão quebradas. Bati o pé duas vezes e não virei o Deacon”. Sou Raycon (ou seria Deayna?) total, confesso.

Séries citadas:

Relações Públicas e Mestre em Comunicação Midiática pela UFSM. Não esconde sua paixão por reality shows, sendo fã especialmente de The Voice, Survivor e The Amazing Race. Suas séries preferidas são Friday Night Lights e The O.C, mas também nutre um profundo amor por Friends e Sex and the city. Atualmente assiste Orphan Black, Orange is The New Black, Broadchurch, Faking It, Girls e Nashville... Suas paixões mais recentes são The Affair, How to Get Away With Murder e Scandal (cujas 4 temporadas completas assistiu em apenas 20 dias).

Website: http://www.assmanncomunicaçãoestrategica.wordpress.com

1 Comment

  1. Paullo Kidmann

    Sobre o irmão do Gunar eu não acredito que essa história vá a lugar algum, para mim os roterista só colocaram ele tipo para que o personagem possa ter um espaço na série sem ficar repetitivo (me refiro a ele está sempre atrás da scarlett)! Sobre Deacon ele provavelmente deve voltar sim pra esquentar essa turner pq tipo ele fica com a Juliette e a Rayna fica com ciúmes e a Juliette debocha da Rayna e muita intriga pela frente!! Sobre a Eleição eu é muito difícil dizer por que o Pai da Rayna é cobra criada né, nunca se sabe quando ele está falando a verdade e confesso que fiquei surpreso não achei que ele fosse ganhar. Ainda não engoli a história de que a Peggy e o Tedy não tem um caso, para mim eles tem um caso sim! E eu tô gostando demais desse produtor do cd novo da Rayna, ele é esperto, sarcástico (nos momentos certos) e acho que ele tem uma quedinha pela Rayna, queria ver até onde isso vai dá, o engraçado é que, eu pelo menos vejo a Rayna com todos, menos com o Teddy será que os roteiristas não vêem isso? que eles não combinam? aff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account