Log In

Comic Con Notícias

Muitas respostas e a esperança de um futuro marcam o painel de ‘The X-Files’ na Comic-Con

Pin it

Os astros de The X-Files – David Duchovny e Gillian Anderson – estiveram presentes na Comic-Con deste ano para celebrar o aniversário de 20 anos de estréia do seriado. Juntaram-se a eles o criador da série, Chris Carter, além de vários roteiristas e produtores do show, como David Amann, Vince Gilligan (Breaking Bad), Howard Gordon (Homeland), Darin Morgan, Glen Morgan, John Shiban (Hell on Whells) e Jim Wong.

A entrada dos atores foi em grande estilo. Logo após a exibição da abertura original da série, uma loiríssima Anderson e um grisalho Duchovny apareceram, lanternas em punho, contrapondo-se às trevas que invadiram o local. A conversa correu solta, a partir daí, e focou no relacionamento entre Mulder e Scully e no futuro da história.

Chris Carter, o criador do show, satisfez a curiosidade dos fãs. Ele começou contando à plateia que o seriado não foi aceito pela Fox na primeira oferta realizada, e após acrescentar e melhorar alguns efeitos visuais, o show acabou sendo encomendado pela emissora. Questionado sobre o porquê de ter trazido um lado religioso para um personagem em um show de ficção científica, Carter afirmou ser algo natural para ele. Segundo o criador da série, se Scully fosse apenas cientificidade, ela seria unidimensional, o que não a tornaria tão interessante. Carter ainda respondeu sobre o equilíbrio entre os “monstros da semana” e a mitologia que permeou a série, afirmando que nós mostramos que era possível ter um arco central para a história, pelo qual as pessoas voltariam semana após semana“, já que a qualquer momento um episódio importante para a mitologia da história poderia ser exibido.

O criador da série, juntamente com seus os roteiristas, também falou sobre a experiência de ter participado de The X-Files. Howard fez questão de frisar que todos os membros da equipe dividiam conhecimento uns com os outros, e Gilligan – que foi indicado ao Emmy, hoje, por Breaking Bad – salientou que o seriado criado por ele não teria existido se não fosse sua experiência com The X-Files. Inclusive, Vince também afirmou que a escalação de Bryan Cranston – também nominado ao Emmy de melhor ator dramático – foi bastante influenciada por sua aparição na 6ª temporada de The X-Files.

Os roteiristas também responderam diversas questões formuladas pelos fãs. Quando questionados sobre a morte dos Pistoleiros Solitários – muito queridos tanto pela equipe do seriado como pelos fãs -, eles pontuaram que a equipe divergiu sobre a questão, mas que era necessário dar um encerramento à história daqueles personagens, especialmente após seu spin-off não ter sido renovado.

Já sobre o casal, várias respostas fofas. Questionado sobre quando Mulder e Scully se apaixonaram, Carter respondeu eu acho que foi quando ela entrou pela primeira vez em seu escritório, se referindo ao piloto do seriado. David respondeu, por sua vez, que um dos seus momentos preferidos do casal é a cena de dança do episódio Post-Modern Prometheus.

O painel também contou com diversos momentos engraçados. O filho de John Shiban, que interpretou o filho de Mulder e Scully enquanto bebê, foi chamado para o palco para dar um olá para a platéia, e Anderson brincou dizendo “este é nosso filho”. E quando questionados sobre o que fariam Mulder e Scully se saissem para um encontro, Gillian arrancou risadas da platéia respondendo prontamente que eles fariam sexo. Após as risadas cessarem, David pontuou que talvez eles saíssem para jantar.

E os vilões favoritos da equipe de The X-Files? Carter elegeu os irmãos Peacock. Para Glen, o mais assustador vilão foi Eugene Tooms, que quase foi o escolhido de Gillian (ela acabou optando pelo Caçador de Alienígenas). Já Jim citou o clássico Canceroso. Para Amann, foi “o cara em Paper Hearts“. E Howard ainda completou que Krycek deveria ser apenas um “tapa-furo” durante a gravidez de Gillian, mas seu papel acabou tendo muita importância dentro da história.

David e Gillian também responderam a diversas perguntas. Gillian brincou com os fãs dizendo que descobriu tardiamente o quão legal Mulder era, e que desejava ter percebido isso antes.  Sobre sua personagem, Anderson disse que ela tem um impacto enorme sobre as pessoas, especialmente sobre as mulheres. Para Gillian, isso se deve à aspectos da personalidade de Scully, bem como à sua força e seus ideais, além de sua decência. Nesse ponto, Carter confessou que Scully é sua fantasia de mulher, já que ela reune várias características que ele gosta em uma mulher.

Quando as perguntas foram sobre o futuro do seriado, Gillian apressou-se em responder que a série não trilharia o mesmo caminho de 24 Horas – voltando para uma série limitada -, mas salientou que fazer mais um filme “seria ótimo”. Chris ainda falou que ver todas aquelas pessoas reunidas na Comic-Con por causa da série o animou a fazer um novo filme. David finalizou dizendo que The X-Files ” traz qualquer possibilidade. O show é muito flexível e pode abranger qualquer ideia. Poderíamos fazê-lo para sempre“.

Para os fãs que querem dar sequência às aventuras de The X-Files de imediato, há a possibilidade de ler os quadrinhos que representam a 10ª temporada da série. Apesar de ter uma mitologia diversa da central do seriado, vários personagens do show, como Skinner, são retratados na obra. E ela tem a benção de Carter.

Depois de hoje, as esperanças dos fãs se renovaram. Eles podem seguir querendo acreditar.

Com informações do Screenfad e do TvLine.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

4 Comments

  1. Pingback: Muitas respostas e a esperança de um futuro marcam o painel de 'The X-Files' na Comic-Con

  2. MicaRM

    Meu sonho de consumo: um novo filme de Doctor Who ^_^.

    Krycek, de ‘tapa-furo’ a meu personagem preferido de todos os tempos. <3

  3. Mônica Almeida

    Como eu amo Arquivo X! E meu momento preferido Mulder/Scully é justamente a dança em Post-Modern Prometheus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account