Log In

Opinião Reviews

Men of a Certain Age – Cold Calls

Pin it

Men of a Certain Age - Cold Calls
Série: Men of a Certain Age
Episódio: Cold Calls
Temporada:
Número do Episódio: 2×03
Data de Exibição nos EUA: 20/12/2010

A resenha de Men of a Certain Age atrasou, e bastante, mas o meu ânimo com a série só aumentou. E este episódio foi o meu favorito dos três primeiros da temporada, especialmente por entregar um bom plot para Joe.

Joe

Joe, relaxa. Isto é muito simples. Você só tem que aprender a seguinte frase útil: “não temos que definir as coisas agora”.

O personagem de Joe Romano retomou definitivamente sua vida sexual e afetiva, encerrando de vez o luto pelo fim do casamento. De repente ele se vê no meio não só de uma, mas de duas relações – o sexo sem compromisso com Michelle (Alanna Ubach, que há algumas semanas descobri que ela foi a Josie, a mais gatinha das assistentes de O Mundo de Beakman) e a divorciada Bonnie (Jessica Tuck, a porta voz dos vampiros de True Blood).

É maravilhosa a forma como a trama é conduzida. Joe quer família, quer compromisso, quer a vida que tinha antes. Mas uma série de eventos e mesmo um mal ententido o levam a tomar justamente o caminho contrário. Quantas vezes em nossas vidas afetivas nós não fizemos isto? Nâo ouvimos o coração e acabamos tomando o atalho mais curto – movidos pelo medo ou pela comodidade?

Men of a Certain Age - Cold Calls
Terry

Nunca pensei que a concessionária Thoreau Chevrolet pudesse ser o cenário de tantas tramas como está sendo. E não só para Owen, mas para Terry também. Aqui Terry entra numa aposta com Marcus de quem vende mais – e, claro, acaba perdendo. O bacana é que na busca por clientes, Terry acaba retomando o contato com Dave, aquele “douchebag” que era seu ex-chefe.

Dave (Michael Hitchcock, que é comediante e roteirista, com passagem pela MADtv) sempre entra muito bem na série. Ele funciona meio como um caricatura de Joe e Terry, um homem que sempre está no lugar contrário de onde gostaria de estar – na primeira temporada era o casado que queria ser solteiro, agora o separado que quer a mulher de volta.

Este reencontro mostra mais uma vez que Terry é um grande amigo, mesmo de quem não é lá muito amigo.

Owen

A difícil relação de Owen com o pai volta a ser assunto no episódio, gerando conflitos dentro e fora do escritório. O bacana é ver que apesar dos defeitos do pai (um controlador, que subestima o filho e não suporta condescendência), Owen o ama, e não esqueceu os motivos que o fazem admirá-lo.

Estamos falando aqui de uma série que, até o momento, teve 13 episódios. Ainda assim, desde já, a relação dos Thoreau é para mim uma das melhores relações pai-filho da história da TV de todos os tempos.

Pra fechar a coluna, vale registrar que este foi um dos mais engraçados episódios da série, especialmente nos diálogos, mas também em algumas gags visuais – com destaque para Maria vestida de princesa. E de botas!
Men of a Certain Age - Cold Calls

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account