Log In

Reviews

Leverage – The Cross My Heart Job

Pin it

 

Série: Leverage
Episódio: The Cross My Heart Job
Temporada:
Número do Episódio: 4×09
Datas de Exibição nos EUA: 21/8/2011

Eu estou com um problema sério com a série. Simplesmente não me importa com o que acontece com o Nate e o que ele pensa da vida, do mundo, etc. Isso é problemático para me concentrar em episódios que são feitos para o personagem.

Por outro lado tudo que envolve Parker e/ou Hardison chama a minha atenção a ponto de distrair do resto da trama porque estou ocupada fazendo “awww” ou rindo muito das falas destinadas aos personagem.

Dessa vez o caso da semana aconteceu por acaso. A equipe está chegando ao aeroporto após resolver outro caso – que não sabemos qual é – quando uma mulher chama a atenção de Nate. Descobrimos então que era uma enfermeira que teve a filha seqüestrada e precisa que extraviar um coração que “pertence” a menino de 15 anos.

Para dar um “que’ a mais na história o responsável pelo seqüestro é o CEO de uma importante empresa a quem Nate tem investigado há algum tempo. Fiquei com a desconfiança que provavelmente o homem seja responsável de alguma maneira pela morte do filho dele (Nate). O fato é que o cara está na fila de espera para um transplante mas sabe que a chance de conseguir um coração é mínima devido a sua idade.

A parte mais divertida do episódio como sempre ficou toda nas mãos de Hardison. Ele precisava chegar a torre de comando do aeroporto para ter acesso ao computador e impedir que o avião que levaria o coração decolasse. Isso tudo acontece porque a missão da qual eles chegavam deu tanta coisa errada que Hardison ficou sem o seu computador.

Parker e Eliot ficam encarregados de conseguir uma identidade falsa para Hardison acontece que Eliot pega o crachá de uma mulher. Hardison precisa improvisar quando crachá não funciona como deveria. Foi hilário ele fingindo que tinha passado por uma cirurgia de mudança de sexo e acusando os seguranças de preconceito conseguindo assim acesso a torre.

É sempre interessante ver o time precisando ter sucesso sem ter acesso a tecnologia. Dependendo de talento e improvisação. Isso é complicado principalmente para Hardison e o curioso é que cada vez ele tem se saído melhor. Para mim foi muito inteligente por parte dos roteiristas fazer com que os personagens troquem de posição de vez em quando. Deixa a trama bem menos cansativa.

Séries citadas:

Pós-graduada em História Contemporânea, pretende fazer mestrado usando séries como fonte. Seriados fazem parte da sua vida desde sempre. Magnum, Casal 20, Macgyver, Super Vicky são alguns deles. Assiste aproximadamente 40 séries (incluindo algumas já canceladas). Está aprendendo a abandonar séries mas sempre acaba colocando outras no lugar.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account