Log In

Spoilers

Lá Fora: Fringe, Glee, Vampire Diaries e Amanda em Melrose Place

Pin it

Fringe - August

O november sweeps está chegando ao fim, mas emissoras de TV nos EUA ainda seguem colocando no ar episódios com convidados especiais, bons roteiros e bons cliffhangers, para aquelas séries que vão entrar em hiato até 2010.

A coluna Lá Fora vem com alguns dos destaques dos dias 18 e 20 de novembro nos Estados Unisos: tem encontro de Observadores em Fringe, reunião de acionistas em The Office, Vampire Diaries e Grey’s Anatomy entrando em hiato e a chegada da bitch Amanda em Melrose Place.

Completam a coluna FlashForward, Cougar Town, Glee e The Good Wife. Confira e deixe seu comentário.

Fringe: August (2×08)
Exibição: 19/11/2009
MVP: Peter Woodward

Toda série tem episódios bons e medíocres. Sem exceções. Mas tem aqueles episódios que sempre ficamos naquela expectativa de que aconteça. O de Fringe desta semana é um destes. Quem é que nunca quis um episódio focado nos observadores?

E mesmo que o pano de fundo tenha sido uma previsível história de amor, valeu a pena. Foi ótimo rever alguns conceitos sobre a história destes sujeitos. O fato deles conseguirem enxergar o tempo de uma forma completamente diferente da nossa já os torna incrivelmente interessante. Fascinante também foi o diálogo entre os quatro observadores na mesa do bar, quando falavam sobre os humanos:

Todos são únicos. Não é razão para interferir no curso que a vida dela (Christine Hollis) deveria tomar.

Já interferimos antes (certamente aqui uma referência ao acordo de Walter para salvar a vida de Peter).

Apenas para corrigir erros causados por nós mesmos.

Sensacional!

Uma questão que ainda me deixa curioso é sobre o paladar destes caras. Como que eles conseguem comer tanta pimenta?

Fato é que a trama envolvendo estes enigmáticos sujeitos ainda pode render ótimos episódios, sobretudo pela explícita impressão de que Walter parece saber muito mais do que ele efetivamente diz. Há muitas semanas não me sentia tão satisfeito com uma série – ainda mais depois do ótimo cliffhanger no final do episódio. (Ivan Guevara)

The Vampire Diaries - The Turning Point

The Vampire Diaries: The Turning Point (1×10)
Data de Exibição: 19/11/2009
MVP: Ian Somerhalder (mais uma vez)

A cada novo episódio de The Vampire Diaries eu fico mais surpresa. Nunca, mas nunca mesmo eu imaginei que a série ficaria tão gostosa de assistir, a despeito do irritante casal protagonista. É triste lembrar que esse foi o último episódio antes do hiato.

Parece que há uma sub-trama acontecendo em Mystic Falls. Quero dizer, Logan voltou como vampiro e não foi nenhum dos Salvatore que o transformou. É por isso que Damon tentou arrancar o segredo do jornalista, ao mesmo tempo em que Logan tentava descobrir como os irmãos conseguem caminhar à luz do dia. Infelizmente para Damon, Logan morreu (pelas mãos do cada vez melhor professor Alaric) antes de dizer quem o transformou, mas deu um pedaço de informação bastante importante: Emily não era a única forma de trazer Katherine de volta. É claro que Damon se interessou, e eu também. Tudo para termos Kath mais um pouco na tela.

E por falar na dita cuja, Elena finalmente descobriu que é a sósia da ex-amante de Stefan. E não poderia ter acontecido no pior momento: após os dois terem finalmente ido para a cama juntos. E isso nos deixou com o cliffhanger do episódio: quem Elena atropelou?

E só para não dizerem que não comentei… Jeremy ficou bem mais interessante depois que Damon mexeu com a sua memória. O mesmo vale para Tyler agora que o close absurdo da câmera na lua nos deu a entender que ele é um lobisomem. E Matt… ah… Matt… adoro o rapaz com Caroline. A loirinha tem se transformado rapidamente na minha personagem feminina preferida. (Mica)

FlashForward: Believe (1×09)
Exibição: 19/11/2009
MVP: Zachary Knighton

Para mim, o que diferencia uma simples história de mesa de bar de uma que merece ser registrada em livro ou filme, por exemplo, é sua relevância e a maneira como ela é contada. Ao assistir a FlashForward, eu me deparo com esta exata questão.

No episódio Believe, da série que fala sobre o futuro, vemos um flashback da vida de Bryce. O artifício, que também remete à produções ligadas ao nome do tão falado JJ Abrams, introduz a viagem de Bryce ao Japão atrás da garota de sua visão.

Aqui, nada de realmente novo é contado. É o nono episódio da temporada e a impressão que tenho é que, a cada semana, repete-se o piloto da série. Tudo o que vejo é a tentativa de tratar de um assunto difícil de ser contado, mas que está presente, de forma até mais complexa, em outras séries e até filmes dos últimos anos. Para completar, temos um protagonsita a quem falta ânimo.

Não posso dizer que FlashForward seja uma série ruim ou mal feita. Mas talvez exista certo esgotamento do assunto ou deste formato de narrativa, o que, ao que parece, pode estar caminhando para não ser tão relevante assim. (Rafael Maia)

Cougar Town - Two Gunslingers

Cougar Town: Two Gunslingers (1×08)
Data de Exibição: 18/11/2009
MVP: Christa Miller Lawrence e Dan Byrd

Eu havia escolhido Courteney Cox para MVP, mas mudei de idéia. Ai mudei de idéia de novo. Aí pensei em Grayson contando sobre seu quase beijo com seu sobrinho. Aí pensei em Bobby ligando para Jules ou no bar enganando Grayson.

Aí concluo que o elenco desse seriado é muito bom e, mesmo se o roteiro não funciona tão bem sempre, você sempre volta para ver o que eles vão aprontar em seguida.

Cougar Town começou meio errado, não tão engraçado, pensei até que ia cansar logo, mas tudo indica que eles descobriram o caminho. Depois de um episódio sensacional – a música “My Sexuality” continua na minha cabeça e já virou meu toque de celular – Two Gunslingers mantém a qualidade e entrega uma boa história, recheada de boas cenas.

Vamos ver: Jules saindo do mar com o biquíni transparente; Elle e Laurie discutindo por tudo e depois fingindo ser amigas; o papo do Travis para cima do Grayson; as três amigas na jacuzzi; Jules dançando com o gay Trent tão bonitinho. É, virei fã. (Simone Miletic)

Glee: Ballad (1×10)
Exibição: 18/11/2009
MVP: Chris Colfer

Quando Will Schuester disse que dividira o grupo em duplas pra cantar uma balada logo vi que o episódio seria fantástico, porque desde o início da série eu espero ouvir os outros cantarem como, por exemplo, o “outro asiático”. E imaginem que legal seria Mercedes e Puck, hein?! Claro que não tão divertido quanto ver Kurt expressar seus sentimentos e Finn, de tão limitado, coitado, não perceber.

Mas o episódio não foi o que pensei, foi bem dramático e resolveu tratar da gravidez de Quinn e da loucura de Rachel. Quanto a Quinn eu serei bem sincera: ela é tudo o que eu detestava na escola, o tipo de garota que eu torcia pra cair da escada, mas foi legal conhecer seus pais e que eles finalmente descobriram sobre a gravidez.

E sobre Rachel, bom, ela consegue ser irritante quando quer e cantando “Endless Love” para o Will foi sua maior façanha nesse quesito. Fora esse (grande) detalhe o episódio foi bom, mas podia ter sido melhor se os outros tivessem cantado, melhor, se todos tivessem cantado. (Lara Lima)

The Office - Sharehold Meeting

The Office: Sharehold Meeting (1×10)
Exibição: 19/11/2009
MVP: Michael Scott e Oscar Nuñez

Essa temporada tem seus defeitos (as cenas iniciais com Dwight estão patéticas), mas os arcos do sexto ano estão ótimos: adoro o fato de tudo em The Office levar diversos episódios pra ser solucionado. Isso é planejamento de roteiro. Isso sim é uma boa série!

Dessa vez, o arco é sobre a companhia Dunder Mifflin que está à beira da falência, e em Sharehold Meeting tivemos uma reunião entre gerentes e acionistas. Michael Scott, o retardado que também é um gênio, foi um dos gerentes convidados a falar nessa reunião e claro, roubou a cena. Convencido de que por ser o melhor gerente da Mifflin ele seria ovacionado pelos acionistas, acabou é recebendo uma sonora vaia, assim como todos os gerentes, e precisou resolver a situação à sua maneira: jogando gasolina na fogueira.

Cansado das vaias, Michael, que quer ser amado por tudo e por todos, diz que a gerência tem um plano. Que não existe! Scott até chama Oscar pra ajudar, mas o latino dá pra trás… That’s what he said! Ehr… O contador acha que a companhia gasta demais com supérfluos, mas preferiu não falar diante da gerência – medo de ser despedido.

O chato do episódio é que ele tinha potencial pra ser um de 40 minutos. E Oscar perdeu uma grande oportunidade de brilhar diante da gerência. Ao menos, tivemos tempo para a picuinha de Dwight contra as filas e Jim se sobressaindo diante do folgado do Ryan. (Thiago Sampaio)

The Good Wife - Unprepared

The Good Wife: Unprepared (1×08)
Data de Exibição: 17/11/2009
MVP: Chris Noth e Juliana Margulies

The Good Wife está ficando um pouco frustrante. Eu não tenho nada contra formulas, mas depois de oito episódios começo a achar a rotina da investigação simplista e irritante. Eu amo a Kalinda, mas com advogados tão incríveis quanto Alicia, Cary, Will e Diane, fica difícil engolir todo caso deles sendo resolvido através de uma revelação de última hora.

Já na outra vertente da série, o caso Peter, Unprepared se superou e trouxe duas cenas memoráveis e que simbolizam o porquê dessa série valer a pena. A entrevista de Peter, com Chris Noth oferecendo a performance mais fantástica que já o vi entregar, e o depoimento de Alicia. É incrível como apesar de Peter nunca negar sua conexão com prostitutas, eu não consigo deixar de pensar que ele ama a Alicia e sabe o quanto a magoou. É impossível não torcer por ele.

E Margulies continua sensacional e totalmente convincente como a “boa esposa”, disposta a fazer a coisa certa por sua família, mesmo que não seja a coisa certa para ela. A força do depoimento de Alicia é absurda, principalmente quando sabemos de suas dúvidas. Pena que no final fica o sentimento de que foi uma trama sem muito retorno, já que nada mudou, e eu quero muito ver Peter e Alicia forçados a redefinirem seu relacionamento. Fica para uma próxima. (Thais Afonso)

Grey’s Anatomy: Holidaze (6×10)
Exibição: 18/11/2009
MVP: Sandra Oh e Chandra Wilson

Parece que os roteiristas tiveram a notícia em cima da hora de que esse seria o último episódio do ano, por isso não deu para desenvolver tudo o que foi mostrado. É a única explicação. Aconteceram situações em 43 minutos que deveriam ter durado pelo menos dois ou três episódios.

A filha do Mark veio do nada, ela foi aceita como se nada tivesse acontecendo, sua gravidez veio do nada, e nem para mostrar alguma veia de atuação de Eric Dane essa história serviu.

A vinda do pai de Bailey só serviu para Chandra Wilson maneirar no tom e não ser exagerada com seus gritos e choros, e nessa vez ela conseguiu. Por mais que a cena do jantar tenha se estendido demais com aqueles “Eu estou feliz! Eu estou feliz!”, Wilson conseguiu emocionar mesmo com uma história que nunca havia sido desenvolvida antes.

Por fim, o mais interessante ficou com Hunt finalmente dando uma resposta aos telespectadores de que ele realmente sente por Cristina, e com o cliffhanger final, com Meredith deixando o Chefe beber mais um pouco. Ou seja, uma repetição do que aconteceu com seu pai. (Lucas Bonini)

Melrose Place - Cahuenga

Melrose Place: Cahuenga (1×10)
Data de Exibição: 17/11/2009
MVP: n/a

Uau. Que ótimo episódio de Melrose Place, simplesmente demais! Depois de muita especulação e enrolação tivemos o retorno triunfante de uma das personagens mais importantes da mitologia melroselistica, Amanda! E ela que já chegou tocando o terror, demitindo Caleb e forçando Ella a fazer coisas que ela nunca havia imaginado fazer. É verdade que a participação da personagem foi pequena, mas podem ter certeza que Amanda só chegou para melhorar ainda mais Melrose Place.

Quem apareceu pouco também foi a enigmática Violet, que agora desembestou e só quer saber de “fornecer” para Auggie. Fiquei pensando: essa cena que rolou nesse episódio foi a tal cena POLÊMICA que a CW disse que ainda vai rolar entre os dois personagens? Hum, se foi essa mesmo, foi meio devagar, né?

E o mistério sobre a morte de Sidney começa a esquentar ainda mais com a chegada de Amanda. O que será que ela quis dizer com aquela carta e porque Amanda ficou tão chocada? Como Amanda sabia a combinação do cofre? E porque ninguém aluga mais o quarto da Sidney? O bom é que todas essas respostas serão respondidas no episódio 11, onde o mistério do ano será solucionado. Mal posso esperar. (Petter)

Veja a versão completa da review no weblog Fora do Ar.

Legenda:
MVP é a sigla Most Valuable Player, termo usado pela imprensa americana para indicar o melhor atleta em um evento esportivo. Foi adotada pelos fãs de seriados para indicar os atores que tiveram a melhor performance em um determinado episódio.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

30 Comments

  1. Danilo

    Cougar Town.
    Realmente era muito fraca no começo, nem sabia porque eu assistia, mas agora a série começou a acertar e ficou engraçada de verdade.

    Glee.
    Sua review disse tudo que pensei depois de ver o episódio.
    Ah, e eu fiquei com saudades da Sue.

    Grey’s Anatomy.
    Também acho que foi tudo muito rápido. Pra mim foi o episódio mais fraco da temporada, mas mesmo assim gostei. A Chandra estava ótimaa.

  2. Rafa Bauer

    Eu adorei esses 2 últimos episódios de Glee, que foram mais pro lado melodramático do que para a comédia. Acho que os showrunners estão conseguindo equilibrar direitinho episódios alegres e episódios lacrimosos.
    E que profusão de músicas! Download já!

  3. rosana

    Acho que flashforward está cada vez melhor. Adorei o ultimo episódio que saiu um pouco da montagem do mosaico para contar um pouco sobre o Bryce e a mulher de seu futuro.

  4. Lara Lima

    The Vampire
    Mica, eu adorooooooooo o casal protagonista. Pronto falei! rrsrsrsr E a série sempre correspondeu as minhas espectativas, gosto de tudo.

    The Good Wife
    Pois eu já acho impossível Peter e Alicia juntos. Acho que ele ama mais a idéia dos dois juntos, porque isso seria bom pra sua carreira política, do que Alicia. Gosto dela com o Will.

    Grey’s Anatomy
    Amei o episódio!! Ele foi quase tão perfeito quanto o episódio de natal da segunda temporada. Só não gostei de repetirem a estória do Teatcher (?) com o Chefe. Não vejo porque Meredith ter de assumir essa responsabilidade, mas ainda assim foi maravilhoso.

  5. Isabela

    Fringe
    Dois votos em tudo que você falou. Amei o episódio.

    Grey’s Anatomy
    Pode parecer meio clichê, mas eu amei esse episódio! Chandra estava ótima como sempre.

    Outro episódio bom foi o de The Mentalist. Ah, sem palavras. <3

  6. Thiago Sampaio

    Flashfoward FF não é a pior série da temporada. Tem muito lixo esse ano que vou te contar… Mas a série foi anunciada como algo que não é. Talvez culpa do estúdio ou do canal (que são os mesmos), mas que seja: essa fórmula não me agrada então parei com a série. E olha que com Heores, eu cheguei até o 2×03…

    The Office É a minha número 1 =)

    The Good Wife Pois é, tem um pouco dessa de sempre haver uma informação nova que destrua a credibilidade de algumas das partes (seja encontrada por Alicia ou Kalinda), mas não estou vendo isso como problemático e dessa vez a observação foi feita pelo Cary. Já sobre o núcleo do Peter, preciso concordar contigo Thais: é mesmo o diferencial da série. É complexa a situação de Alicia (perdoar ou não perdoar?) mas a produção tá conduzindo isso tudo muito bem. Só quero ver se vão levar até algum lugar útil essa investigação freelancer do filho deles…

  7. Walber

    Modern Family já entrou em hiato? Acho que tem uns 2 episodios que não tem review. :(

  8. Thomaz Jr.

    THE OFFICE: Legal que agora tem o Jim para peitar o pretensioso Ryan.

    Impagável a cara do Oscar chegando na sala dos diretores, e o Michael falando “Não tenho vergonha”. Esses momentos de vergonha alheia só em THE OFFICE.

    E Dwight comentando a impossibilidade do Oscar deter netos. hehehehe

  9. Danilo

    Walber.
    Modern family ficou uma semana sem passar, mas quarta-feira passada já teve um episódio novo e acho que ainda tem um ou dois episódios esse ano antes do hiato.

  10. Roseana

    Na verdade se pensarmos bem foi a melhor semana de séries exibidas até agora, MELROSE, GLEE, GREYS ANATOMY, THE GOOD WIFE, THE VAMPIRE DIARIES, foram ótimas, sendo que o melhor fica pra depois do grande hiato a que estão sujeitas!!!

  11. Mônica A.

    The Good Wife

    Também estou começando a achar esse lance da investigação meio rotineiro. Espero que dê uma melhorada nos próximos episódios. Em compensação, a parte do Peter está ótima. Eu adoro o Chris Noth, mas por mais que torça pra que ele não seja culpado pelo desvio de verbas, ele foi um fdp com a Alicia. Não acredito que ele a ame. Concordo com a Lara. Acho que ele ama a idéia dos dois juntos, a família, mas não a Alicia. Se eu fosse ela daria o maior apoio a ele (o depoimento dela foi incrível) quanto ao lance do habeas corpus, mas pediria o divórcio na hora que ele pisasse o pé fora da cadeia.

  12. Alessandro

    Outras séries que também tiveram ótimos episódios foram Supernatural e Smallville.

  13. glaubercast

    FlashForward = sono

    Antes das estreias, nunca imaginaria q diria isto: Vampire Diares > FlashForward

  14. glaubercast

    Diaries*

    E Greys Anatomy, Glee e Fringe, pra mim, mantiveram a qualidade nesta semana. Uma pena que várias series começam a entrar em pausa, mas por outro lado, é uma boa hora para colocar as series atrasadas em dia.

  15. Flávio S.

    Como conseguiram o RingTone de “My Sexuality” ? HAHAHA, PRECISO TER!

  16. Hanna Nazine

    The Office:

    “Scott até chama Oscar pra ajudar, mas o latino dá pra trás… That’s what he said!”
    Ri uma meia hora com essa

  17. Matheus

    Realmente, Glee não foi tudo que eu esperava, mas a série me conquistou, então tendo episódio, tá bom!

    The Vampire Diaries, eu tenho que dizer, a primeira vista não gostei do episódio, porém, pensando bem depois, e sabendo que finalmente, vai rolar clima entre Damon e Elena, achei o episodio bom.. Não sei porque mas acho a história dos coadjuvantes, muito mais interessantes, do que os 2 protagonistas.. e como sempre, Damon é o melhor da série (olha que nos livros, eu não pensava assim)

    FlashForward, parei de assistir no quinto ou sexto episódio, não sei, não me conquistou…cansativa, sem graça

    Melrose ainda não asisti, vou ver hoje, mas acho uma séria legal…muito superior a 90210…não entendo porque a audiencia é tão ruim…

    Cougar Town – bom passatempo.

    Mas, o melhor da semana, sem sombra de dúvida foi o episodio de Friday Night Lights!! Eu adoro d essa serie….

  18. Lucas Vieira

    The Office:Episodio espetacular, acabei de asisti, the office vive seu melhor momento na minha opinião, esse episodio e o anterior no nivel incrivel, só achei aquela abertura com dwight um pouco forçada, Steve Carrell sensacional
    ” I love you NEW yORK”, e a VOLTINHA hilaria, Michael como gerente é um otimo animador de platéia.
    ” Por um momento pensei q Oscar ia salvar o dia”³
    ” Tem inTERNET? – Rya. Boa Jim mostrou quem manda.
    Dwight no final sensancional, recuperando-se do inicio forçado, q sugestão hilaria, aquela da fila e a empresa, mas ai ele se empolgou…
    THE OFFICE tá D esse ano, merecedor de Emmys

  19. Fiaes

    Fringe

    a unica coisa que ficou forçada pra mim foi o “eu a amo” ou algo do tipo antes do observador apaixonado morrer. era obvio que ele tinha sentimentos pela menina.

    o episódio foi sensacional mesmo, mas outra coisa q me chateou um pouco foi Olivia novamente sendo o centro, ta, eu sei q ela é o centro, mas seria bem mais interessante se terminasse com o observador olhando pra Peter, afinal foi a vida dele que ele “salvou”, e eu realmente n gosto que tudo e sendo bem enfatico TUDO seja sempre a Olivia sendo a especial.

    Um otimo episodio com excelentes atuações do Joshua Jackson, John Noble e do proprio observador apaixonado.

  20. Raruiz

    The Good Wife, The Office, Glee e Cougar Town
    Bons episódios.

    The Mentalist
    Teleseries abandonou a série…hehehehe
    Um dos melhores episódios este último e nenhum comentário por aqui.
    Será que sou o único que ainda acompanha junto com os EUA?
    Quem ainda não assistiu, vale a pena.

  21. Mica

    Fringe: Não creio que o amor do Observador fosse de paixão, mas sim um amor de cuidado, de carinho. Ele não estava apaixonado pela garota, ele se importava com ela como jamais se importou com um único alguém, e esse sentimento para ele foi tão diferente, tão importante, que a melhor forma de descreve-lo era dizer que a amava.

    Glee: Nunca gosto quando as tramas se focam no Will. Ele é chato…só é legal quando está interagindo com os aluno ou com a professora lá. E embora a Rachel estivesse hilária em sua obsessão, foi tão sem sentido quer não consegui curtir.
    Por outro lado, adorei o carinho do Kurt com o Finn e a cena entre Finn, Quinn e a família da garota. Que maldade a desse pai. Nunca conseguirei entender esses pais que abandonam os filhos na hora em que mais precisam da ajuda deles. Inadmissível. Prova de que não mereciam nunca serem pais. Que são um fracasso.

  22. Ramon

    The Vampire Diaries

    Gostei batante da serie apesar do casal protagonista ser bastante repetitivo, mas sobre o novo professor de historia, nao pude deixar de notar que ele usa 1 anel e ele nao entrou na casa de Elena por nao ter sido “convidado”, e oque mi chamo mais atenção foi quando a Elena atropelo um vampiro, se vcs repararem o cara uso um casaco parecido com o do professor, e oque mi dexo mais interessado foi que este vampiro que foi atropelado anda EXATAMENTE da mesma forma que o professor xD, aquardando pela 2 temporada

  23. Pedro Paulo

    MELROSE: Heather Locklear arrasou!!!! Abalou geral e ainda Catie Cassidy deu mais um show. A Ella é a melhor personagem da nova versão.

    E também tive essa curiosidade do quarto da Sidney. Pq ninguém aluga? E quem que a Amanda não vai encontrar?

    COUGAR TOWN: Só evoluindo, etá cada dia melhor. só continuo sentindo falta da Barb, que é uma piada.

    GREY’S: Bom episódio, mas meio devagar. Achei essa história de filha do Sloan chata e Chandra brilhou mais uma vez!!!!

    FLASH FORWARD: Já abandonei faz tempo, assim como GOSSIP (assisti até o ep. 5 dessa temporada) e tô quase desistindo de Fringe.

  24. douglas

    realmente the vampire diaries tem se tornado uma ótima série. o carinha no final se retorcendo todo pra levantar foi ótimo.

    ainda n vi the office, flashforward e melrose place!!
    :( nem vou ler nada agora rs

  25. Claudemir A. Zamproni

    De tudo o que foi resenhado, só não vejo “Glee” e “Grey”s Anatomy”; talvez isso signifique que eu ainda tenha algum juízo, pois as duas são um verdadeiro lixo. “THE OFFICE” e “THE GOOD WIFE” são os meus xodós, mas ainda gosto de “FLASHFORWARD” e “FRINGE” e, em menor escala, “COUGAR TOWN”, “THE VAMPIRE DIARIES” e “MELROSE PLACE”. Mas todos eles valem a pena, pois são diversão garantida e, o pior!, viciante.

  26. Caroline®

    The Good Wife: o caso jurídico foi bem sem graça mesmo, mas a storyline do Peter está muito boa. Quase bati palmas na hora que Alicia desmontou o promotor em seu depoimento. O Will ficou meio com ciúmes com a hipótese de Peter sair da cadeia…

    Grey’s: Uma bosta. Os roteiristas fizeram um episódio preguiçoso, sem graça e cheio de clichês, ao contrário do (ótimo) retrospecto recente. As cenas que valeram a pena: as de Sandra Oh, sempre (ela é a rainha das tiradas incríveis no refeitório), a Mer jogando na cara do pai as coisas que ele fez sem a desculpa da bebida (adorei!) e o desabafo de Miranda no meio da ceia (típico barraco familiar no Natal, totalmente verdadeiro). Espero que a volta seja digna.

  27. Aline

    Glee – também fiquei esperando ouvir o outro asiático cantar, mas me decepcionei. Poderiam muito bem ter tirado a história da paixonite da Rachel e colocar todo mundo pra cantar em duplas. Não que Lean on Me não tenha sido leal, mas preferia ter visto as baladas em duplas.

  28. Anaisa

    Glee: Olha, depois de Wheels, esse episódio foi bem fraquinho (eu percebo porque não tive vontade de baixar nenhuma música que eles cantaram). A paixão da Rachel foi algo do nada, né? Mas confesso que eu dei risada com a menina da pimenta (só em Glee em que uma menina leva um toco e por causa disso ela come uma pimenta e depois tem que fazer um transplante de esôfago). E eu confesso que eu ADORARIA ter visto Puck e Mercedes cantando juntos.

    The Vampire Diaries: é viciante demais. Eu tinha odiado o começo, mas o que se tornou? É uma das melhores coisas que a CW já fez.

  29. Ana

    Fringe realmente é bom e continua sendo !

    Grey’s este foi meio desesperado, muitas coisas e ainda era Natal !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account