Log In

Opinião

Jornalismo impresso irrita

Pin it

William Petersen em cena de Living DollO jornalista Daniel Castro, possivelmente o principal nome do jornalismo brasileiro especializado em televisão, também dá suas tropeçadas. Em sua coluna publicada nesta quarta-feira (11/7) no jornal Folha de São Paulo ele escreveu:

TV PAGA IRRITA 1
Os fãs de “CSI” terão de esperar até novembro para ver o final da sétima temporada da série. A primeira parte do último episódio foi exibido na última quinta. Amanhã, em vez da segunda parte, o canal Sony exibirá reprise da temporada.

TV PAGA IRRITA 2
O Sony esclarece que cumpre determinação dos produtores de “CSI”. Informa que a segunda parte do último episódio da sétima temporada é o início da oitava. Isso também ocorreu nos EUA, onde esse truque é chamado de “cliffhanger”.

Alguém precisa explicar para ele, com urgência, como funciona a TV americana – média de 22 episódios por temporada, quatro meses de pausa entre uma temporada e outra e, com a intensificação da guerra pela audiência, cada vez mais cliffhangers nos finais de temporada.

Não é estranho que, a esta altura do campeonato, um especialista em TV não saiba disto e ainda demonstre irritação com este formato?

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

40 Comments

  1. Thiago Sampaio

    Esse cara é uma topeira! Huahuahauahauhaua
    Imagina a reação dele após o final de temporada de Lost.

    Dá até raiva quando isso acontece. Seriados já são exibidos, neste formato, a bastante tempo no Brasil, e ainda tem muitas reclamações (tanto de jornalistas desenformados quanto alguns assinantes reclamões) que ficam de bico quando algum canal demora pra exibir um seriado.

    São cerca de 15 dias pra se filmar um epi. A temporada acaba em Abril nos EUA e reinicia no fim de Setembro. Já são anos assim. Como q tem gente q ainda não percebeu?

  2. Natalia

    Se ele se diz “especialista”, ele deveria saber disso. Por acaso CSI é a primeira série que ele assiste?

    Não acho que “especialista” seja a palavra ideal para descrevê-lo. É rir para não chorar.

    Sério, não posso negar que aquilo que Daniel Castro escreveu é hilário!

    O “especialista” está descobrindo só agora como a tv americana funciona! Não consigo parar de rir! Ele fez o meu dia!

  3. Diego Cardoso

    A Raposa poderia contratar este “especialista” para trabalhar com eles na programação, que acham??

    Acho que ele deve atender ao nível de QI exigido pelo canal para contratação!!! Seria um casamento perfeito!!!

  4. Thomaz Jr

    Gente acostumado a ver novela apenas tem esses chiliques qdo vê series. Para ele deve ser legal a Globo que exibe LOST e 24 HORAS um episodio por dia.
    Até entendo, afinal, para quem tem tão pouco QI deve ser dificil armazenar as informações de um episódio e acompanha-lo depois de 4 meses.
    Volte a ver novelas!

  5. Simone Miletic

    Eu várias vezes já escrevi sobre essas mancadas. O problema é que colocam gente que não acompanha seriados, muitas vezes nem gostam deles, para escrever sobre eles.

    Si

  6. Luciano Bruce

    Cena do “especialista” em 4 meses: Boquiaberto pois tem uma “mulher” que ele não sabe o nome debaixo do carro, um homem barbudo desesperado a procura da “tal mulher” e uma psicopata que não pode ver desinfetante de modo algum!

    Em 10 minutos ele desliga a tv, sem entender nada É muito coisa pra a cabecinha do coitado!

  7. C aio

    Eu ri muito quando li isso hoje de manha. Ia mandar um e-mail pra ele, mas desisti

  8. Cristiano (Highlander_Master)

    Os especialistas de tv erram com ao falar sobre a tv nacional, imagina falar de tv de outro país? Como disse o Luciano, é muita coisa pra cabeçinha dele…

    Seria Daniel Castro na verdade um dos diretores da Fox, e sendo assim tentando sacanear o adversário? hehe, não podia deixar passar…

  9. Guibarranco

    O Daniel Castro deveria ter postado mais uma nota pra fechar com chave de “ouro” seus comentários super pertinentes e antenados. A nota diria assim:

    “TV PAGA NÃO IRRITA TANTO… Finalmente a “Raposa” começou a transmitir seus seriados dublados, para felicidade e respeito aos telespectadores brasileiros que estavam cansados de ler as legendas.”

    Aí o nosso dia estaria completo!!!!

  10. giba

    Esse é o profissional que a Raposa deve ter consultado pra dublar suas séries…

  11. Luiz Marcelo

    Isso só pode ser brincadeira não? Não pode ser sério uma reclamação tão idiota!!

  12. sandra

    É UM IDIOTA, E MAIS IDIOTA QUEM CONTRATOU ALGUÉM QUE NÃO SABE O QUE ESTÁ FALANDO! EU É QUE ESTOU IRRITADA.

  13. Daniel

    Uma vez escrevi um e-mail para a jornalista Patrícia Kogut, do Segundo Caderno que, também ignorante no assunto, insistia em criticar o SONY por exibir episódios de Desperate Housewives com “melhores momentos”. O que ela não sabia, nem fez questão de pesquisar, é que estes episódios são oficiais da série e se não fossem exibidos, isso sim iria irritar os fãs.
    Estes jornalistas devem tentar escrever sobre o que sabem, porque não colho mais este tipo de informação nas colunas deles.

  14. beck

    É um trouxa, sem dúvida, mas pior é quem aqui nestes comentários xinga o cara de “idiota” por ele ser ignorante perante a ordem de exibição dos episódios.

  15. deborah

    Off topic – estamos fazendo uma campanha para trazer o IL Divo para o Brasil, quem sabe quem são, ajudem, e para quem não sabe, pesquisem vcs vão se apaixonar… obrigadão e beijo a todos

  16. anderson

    O último episódio de CSI foi bem fraquinho. foi um cliffhanger fraco. to nem com vontade de saber a continuação…

  17. Pedro Jayme

    O jornalista sem dúvida foi desleixado mas por outro lado, entendam que o público a quem ele se dirige é genérico, não fãs de seriados. É mais gente que assiste novelas, prog. de auditorio. A meu ver, isso explica um pouco o que ele quis transmitir, como se fosse grande novidade.
    E pra confundir ainda mais, o Sony já “colou” um episodio final comum de inicio. Ocorreu com Medium. A verdade é que vivemos num país onde qualquer regra vai por água abaixo. É improvisação demais.

  18. Pedro Jayme

    O jornalista sem dúvida foi desleixado mas por outro lado, entendam que o público a quem ele se dirige é genérico, não fãs de seriados. É mais gente que assiste novelas, prog. de auditorio, noticiario. A meu ver, isso explica um pouco o tom didatico, até explicando o que é um gancho rs.
    E pra confundir ainda mais, o Sony já “colou” um episodio final comum de inicio. Ocorreu com Medium. A verdade é que vivemos num país onde qualquer regra vai por água abaixo. É improvisação demais.

  19. Cesar

    A desinformação é inaceitável, mas entendo.

    A “seriemania” é recente. Há 1 ano poucos falavam em séries, especialmente na TV paga. Apenas veículos focados, como o Teleséries, cobriam com competência o assunto.

    Sem contar que a coluna cobre a TV Aberta. Novela é novela, série é série, e asism por diante.

    O jornalista cometeu um equívoco gigantesco, mas compreensível. Acredito que a melhor forma de tratar este erro é apontá-lo, “ensinando” o que é uma cobertura correta do novo assunto. Um tapa com luva de pelica.

    Quem acompanha a imprensa em geral sabe que há erros tão gritantes ou piores que esses em todos os cadernos.

  20. Heloisa

    Pedro Jayme, finalmente um comentário imparcial. Ele errou, sim, ainda mais num veículo em que a correção não pode ser automática, como é na internet. Mas espinafrá-lo como muitos estão fazendo também não resolve o problema. Uma crítica mais ponderada cabe bem nesse caso, porque provavelmente ele não deve ser um viciado em séries como nós, ou pode até ter partido da reclamação de uma outra pessoa para fazer a matéria.
    Agora ele já deve ter sido avisado…

  21. Ivonete

    Se ele não é viciado em séries, deveria pesquisar antes de escrever uma bobagem dessas e correr o risco de ser ridicularizado. O pior é que escreve num jornal de grande circulação, vai ter um monte de gente lendo e achando que a reclamação procede.
    Será que alguém mandou um e-mail, pelo menos para ele se informar e tomar mais cuidado antes de publicar outra asneira?

  22. Bruno Carvalho

    Paulo Antunes escreveu: “Alguém precisa explicar para ele, com urgência, como funciona a TV americana – média de 22 episódios por temporada, quatro meses de pausa entre uma temporada e outra e, com a intensificação da guerra pela audiência, cada vez mais cliffhangers nos finais de temporada.”

    Eu até tentei.

    Pois é, veja o e-mail que escrevi pro sujeito e veja se ele não foi de fato indelicado: “Prezado Daniel, nos EUA, as séries possuem número de episódios fixos por temporada, apesar de serem obras abertas. Na TV convencional de lá, geralmente cada temporada tem 22 episódios e são exibidos intermitentemente do outono à primavera, com uma pausa maior no verão (que eles chamam de “hiatus”). Além disso, é comum a inserção do cliffhanger que você mencionou em praticamente todas as produções do tipo (seja de tv aberta, fechada, com história continuada ou episódica), fazendo com que o telespectador aguarde ansiosamente pelo novo ano. Ademais, é comum também a espera maior entre uma temporada e outra, que às vezes pode chegar até quase 1 ano. Assim, o caso do canal Sony com CSI não foi algo esporádico ou inesperado. Quem é telespectador deste tipo de produção já sabe disso, e não é nehuma irritação, já que outras séries estréiam pra compensar(no chamado mid/season) enquanto os novos episódios da série interrompida são produzidos. As filmagens da 8ª temporada de CSI nem começaram, por isso não se sabe até mesmo qual vai ser a continuação do episódio.”

    Aí vem ele, depois do erro, com a resposta: “Caro, eu não escrevo só para iniciados como vc. A maioria dos meus leitores não sabe o que é cliffhanger. tenho que ser didático, e isso pode lhe parecer que sou um idiota. dc”

    O e-mail do sujeito é: dcastro@folhasp.com.br

  23. Natalia

    A forma como ele escreveu no jornal não foi didática como ele diz. E os fãs de CSI já estão acostumados com o sistema. Esse Daniel Castro é um idiota.

  24. Natalia

    A forma como ele escreveu no jornal não foi didática como ele diz. E os fãs de CSI já estão acostumados com o sistema. Esse Daniel Castro é um idiota.

    [repost]

  25. Leon

    Fala sério…

    A essa altura do campeonato o cara solta uma dessas ? eu hein …

  26. Leon

    vi acima : “a seriemania é recente”, “a coluna é de tv aberta” e coisas do tipo. O cara vive disso ! Ele é jornalista ! Se vai colocar informação “X” na coluna sobre algo que ele não entende, pelo menos pesquise ! é o mímino que o cara pode fazer ! No IMDB você corrige a informação que o cara deu na coluna, em menos de 5 minutos.

  27. Alex Melo

    O Daniel Castro costuma mandar bem, vai. Gosto das colunas dele.

    Mas desta vez ele errou feio mesmo… que pena. Não é por isto que deixarei de ler o cara ;)

  28. Carlos Souza

    Um verdadeiro profissional não escreveria uma bobagem como essa, mas tb nem devemos dar tanta importancia a uma pessoa que escreve no jornal, diariamente tantos falam bobagens pelos orgãos de imprensa desse Brasil imenso …

  29. Babi

    Se o cara é jornalista, ele deve correr atrás de fontes para não dar um furo desses.
    Hoje em dia só é desinformado quem quer!!
    KKKKK!!

  30. Raphaela

    tanta gente competente desempregada e uma anta dessa ainda tem trabalho , que triste!

  31. sandra

    O cara perdeu a credibilidade para mim. Um erro de informação não é opção para um jornalista, seja de que setor for.

  32. Roberto

    Isso de “cliffhanger” existe desde “O Tunel do Tempo”, na década de 60 !!!! Será que ele não sabia disso ???? Irritando ou não é prática da TV americana, diferente das novelas brasileiras….

  33. suely sciedlarczyk

    Fui eu quem solicitou este esclarecimento ao Daniel: eu sei – como tenho absoluta certeza de que ele também sabe – da clifhanger. Minha dúvida foi gerada pelo fato de que no final da temporada passada, não pude ver o último capítulo de CSI na quinta-feira, esperei para ver a reprise no domingo e a Sony não reprisou o último capítulo naquele domingo. Quando vi no site da Sony o anúncio da reprise da temporada, imaginei que isso pudesse acontecer de novo: não reprisarem no domingo ou simplesmente não apresentarem a segunda parte do último episódio. Acho sim que a TV paga no Brasil irrita e muito: vide os filminhos de “mentes perigosas” (????), “PI” (???) , “machos de respeito”(?????) que nos tomam como verdadeiros idiotas ou os cortes no meio de cenas para inclusão de comerciais. Além disso também considero de suma importância escrever num jornal de grande circulação sobre a tv paga assim talvez, deixemos de ser meros repetidores da programação feita para toda a América Latina e não especialmente para o Brasil.
    Já escrevi ao Daniel agradecendo pela informação e repito aqui: obrigada Daniel.
    P.S.: nunca tinha acessado este blog e fiquei surpresa com a agressividade de alguns comentários: a quem se destina a tv paga?

  34. alva celia

    Pois é Daniel, você é que tinha razão; csi nos deixou em suspense, enquanto os produtores resolvem se matam ou não a personagem.
    Gostaria de saber se o assassino em série do sexto episódio da terceira temporada, foi descoberto, pois não lembro disso. Se alguem souber por favor me diga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account