Log In

Notícias Opinião Programação EUA

Jimmy Fallon moderniza o Late Night com ajuda do Twitter e da web

Pin it

Cena do Late Night with Jimmy Fallon

É sempre um grande evento quando um dos apresentadores dos talk shows da madrugada norte-americana é trocado: e na última segunda-feira (2/3) foi o dia da estreia de Jimmy Fallon, que assumiu o lugar de Conan O’Brien no Late Night, da NBC. Se a noite foi cheia de nervosismos, também foi repleta de uma modernidade discreta, cortesia da paixão do novo host pela Internet.

Fallon é o terceiro a assumir o posto de apresentador do programa: David Letterman foi o primeiro, em 1982, e ficou lá até 1993 (quando Letterman passou para o Late Show, na CBS). O’Brien virou o titular e agora saiu para substituir Jay Leno no The Tonight Show, a partir de junho. É um ano movimentado para quem assiste aos programas da madrugada.

No primeiro programa Fallon recebeu uma ajudinha de O’Brien, que apareceu logo nos primeiros minutos simulando estar insatisfeito com a troca. Uma ironia que funcionou como benção.

Já no monólogo de abertura – uma regra sem escapatória nesses talk shows – o novo apresentador lembrou os tempos do “Weekend Update”, quadro que dividia com Tina Fey no Saturday Night Live: comentou as notícias políticas com desenvoltura, mas demonstrou um nervosismo natural de uma estreia (ele se movia tanto que o espectador tinha a impressão de estar vendo cenas cortadas de A Bruxa de Blair). A plateia não colaborou muito, com gritos e comentários inoportunos.

Uma boa novidade para quem gosta de música: a banda fixa do Late Night with Jimmy Fallon é o The Roots, uma lenda do hip-hop. Melhor ainda: devido a restrições de orçamento, eles só podem tocar músicas originais e terão de escrever cerca de 200 faixas por ano – o baterista ?uestlove disse à Rolling Stone norte-americana que o grupo já tem umas 55 (leia aqui).

Cena do Late Night with Jimmy Fallon

Os dois primeiros entrevistados foram Robert De Niro (com clima de deslumbre, com Fallon suando e cheio de risinhos nervosos) e Justin Timberlake (em uma conversa tão descontraída sobre o SNL que acabou desinteressante). Jimmy Fallon – que escreve constantemente no Twitter, e até recebe sugestões de perguntas por meio dele – tem um laptop em sua mesa de apresentador, algo que seus antecessores não tinham. Aliás, todo o “aquecimento” para o novo programa foi feito por meio de pequenos vídeos postados na internet.

Não dá para julgar a performance de Jimmy Fallon depois de apenas um programa. Normalmente os apresentadores demoram um pouco para pegar o ritmo e o estilo do talk show (o comediante, por exemplo, acabou caindo no vício de humorista e imitou De Niro na frente do entrevistado). A primeira semana deve dar uma boa noção de como será esse novo Late Night: os próximos convidados são Tina Fey, Drew Barrymore, Santigold (com Spank Rock) e Billy Crudup.

Texto publicado originalmente no weblog With Lasers.

Séries citadas:

2 Comments

  1. Edson R. Okudi

    Jimmy Fallon, então, merece certo crédito por introduzir esse clima de modernidade contemporânea. E entrevistar o grande ator Robert De Niro não é das tarefas mais fáceis, porque Bobby, pros íntimos, é tímido e reservado (suas entrevistas geralmente são um parto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account