Log In

Notícias

Herbert Richers morre aos 86 anos

Pin it

Herbert RichersQuem nunca se perguntou quem é o Herbert Richers? A maioria dos filmes ou séries dubladas no Brasil passam pela empresa desse grande empreendedor. A cada início de mais uma produção gringa, estamos acostumados com a voz anunciando que a versão brasileira é do famoso Herbert Richers.

Hoje, mesmo aqueles que adotaram as legendas vão lembrar com saudade as dublagens de Richers. Ele morreu na manhã dessa sexta-feira, no Rio de Janeiro, devido a consequências de um problema nos rins.

O produtor de cinema e dublador começou sua carreira nos anos 40, com a ajuda do amigo Walt Disney. Richers, percebendo que era difícil a compreensão de legendas em televisores pequenos e preto/branco, resolveu aperfeiçoar-se a arte da dublagem. Nos anos 50, ele fundou sua empresa, onde também produzia filmes. Entre eles estão, Vidas Secas e O Assalto Ao Trem Pagador.

A Herbert Richers S.A. foi responsável pela a dublagem de grandes séries como As Panteras, Alf o ETeimoso e A Gata e o Rato. A empresa também dublou Barrados no Baile, Família Dinossauros, Buffy A Caça-Vampiros e Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman.

Veja a frase que tornou o dublador conhecido por várias gerações.

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

34 Comments

  1. bia mafra

    Nossa, eu achava que ele ja tinha morrido ha muito tempo atras. mas eh sempre triste saber a morte de alguem.

  2. Regina Monteiro

    Nossa, esse é o som da minha infância!

    Quem cresceu ouvindo as dublagens da Herbert Richers S.A., percebe a diferença entre as dublagens que se fazia e algumas que são feitas hoje em dia. E olha que teve todo o avanço da reprodução do áudio!

  3. Fernando dos Santos

    Falar em Herbert Richers me faz lembrar dos anos 70 e 80, período onde a dublagem feita no Brasil era muito boa, ao contrário da porcaria que se faz hoje.

    Além do bom trabalho de dublagem feito por sua empresa, o post também acertou ao mencionar o notável trabalho dele como produtor de filmes nacionais.

    Sem duvida uma grande perda para o audiovisual brasileiro.

  4. Bianca Cavani

    Quanto ao homem, que descanse em paz. Quanto ao feito, não vejo nada para ser louvado, pois privou as gerações que cresceram vendo filmes dublados de uma parte importante da interpretação, que a voz. Crescemos ouvindo uma forma de falar que não é nem o nosso jeito nem o daqueles que eram dublados. E quando era filme italiano! E quando tentavam fazer o sotaque de um francês ou alemão! Ridículo. Além disso, ler as letrinhas da legendas foi o mais perto que alguém chegou de ler um livro, e a leitura, como se sabe, é um elemento importante no desenvolvimento da capacidade cognitiva e intelectual.

  5. Clara Lima

    Há muito tempo eu me questionava o porquê da dublagem. Particularmente, desde adolescente eu prefiro a filme legendados, e não entedia como alguém poderia querer assistir um filme sem o som original.

    A resposta para isso veio de um jeito simples. Uma vez uma pessoa próxima para ver um filme em minha casa e essa pessoa não sabia ler. Assim como milhões de outros cidadãos brasileiros. Vivemos em um país de analfabetos e não é culpa do Richers que as pessoas não sabem ler.

    Ao contrário, ao ver um filme, todo mundo expande seu universo cultural, muito ou pouco não importa. Sem a dublagem, muitos estariam se privando disso.

    Além do que ainda é muito recente, sem contar que é para uma minoria, a realidade das TVs de 30, 40, 50 polegadas. Foi por causa da péssima qualidade da imagem das TVs que a dublagem se popularizou nos anos 50.

    Além do que a Richers S.A. se popularizou entre nós como a dublagem de desenhos. Nem as crianças mais super dotadas assistiriam Caverna do Dragão legendado.

    A verdade é que o Brasil é o país onde há a melhor ublagem do mundo, e isso se deve ao profissionalismo de uma pessoa. A pessoa que se foi ontem.

    Se eu volto a assistir filmes dublados? Bom, não. Eu faço parte de uma minoria que não precisa nem de legenda. Mas quando eu vejo meus DVDs de Lois e Clark, esses eu assisto em português mesmo.

  6. Rodrigo Eduardo

    Eu prefiro filmes legendados, mas teve uma época que eu mesmo alugava dublados, pois minha avó, que tinha sido professora já estava com uma idade avançada e percebemos que ela não conseguia mais acompanhar as legendas.

    Sobre o Herbert Richers eu concordo com oque a Clara disse. Sem falar que no desenho a própria voz original é uma dublagem e as vozes em português são mais legais que as em inglês.

  7. Cristiano

    Eu discordo da opiniã da Clara. O motivo da dublagem existir não é somente pelo fato das pessoas que não sabem ler, e sim do costume que as pessoas têm de querer tudo facilitado. Uma prova disso é que, quando alguém chega em minha casa, e eu estou assistino a um filme ou seríe com legendas, esse alguém diz: Eu prefiro dublado, pq ou eu leio, ou eu assisto. Aposto que muitos fãs das legendas ouviram a memsa coisa dos defensores da dublagem. Mas a prova de que isso não é irrewversível é que a minha mãe, que não tem o costume de ler, se adptou com as legendas a ponto de assistir sozinha a um filme estrangeiro com áudio original. E quando eu chego da facú, ela me explica o enrendo. E sem contar que ela usa óculos quando precisa fazer uma leitura. A verdade é que as pessoas querem tudo facilitado hj em dia. e como a tv aberta sempre mostrou programas dublados, para uma boa parte da poulação é mto difícil se acostumar com as legendas.

  8. Bianca Cavani

    Eu gostaria de saber de onde vem essa afirmação de que a dublagem brasileira é a melhor do mundo. Foi feito um estudo, com amostragem suficiente para garantir um resultado sério, confiável? Se alguém sabe, me diga, porque quero verificar se isso tem efetivamente algum fundamento. Até isso acontecer, vou seguir pensando que quem diz que o Brasil tem a melhor dublagem do mundo é o mesmo tipo de pessoa que acha que o sistema de urna eletrônica que se pratica no Brasil é superior aos dos USA (que o rejeitaram porque possibilita manipulações), que acham que o Brasil é muito liberal, em oposição aos estudunidenses moralistas (vide o caso da garota da Uniban e a série brasileira de amigos que são homossexuais, que não consegue ser comprada por nenhuma emissora de TV brasileira), etc. A gente não pode ir aceitando e repetindo as idéias que ouve por aí. Espírito crítico nos leva a sair do senso comum e ver as coisas como elas são realmente.
    Filme dublado para crianças? É lógico que é uma coisa boa (se bem que, quando criança eu aprendi a ler pelas legendas dos filmes). Filme dublado para analfabetos? É óbvio que é uma coisa positiva (eles não tem outra alternativa). Mas não era a eles que eu me referia, e sim ao adulto alfabetizado que, com as legendas e a voz original do ator, pode ter acesso e a oportunidade de sentir a expressividade, emoção, etc., que o ator quis dar, com a sua voz. Isso sem contar o ganho extra que, em um mundo globalizado, podemos ter com o contato com outras línguas.

  9. Clara Lima

    A dublagem Brasileira é considerada uma das melhores do mundo [Fato]. Segundo estudos, prestígio, ou simplesmente para quem compara.

    O que tem de errado em admitir que a técnica de dublagem do seu país é boa? Qual ideologia marxista cubana liberal capitalista do mal uma dublagem bem feita pode transmitir? É bem feita por que se importam com a qualidade, é bem feita por que é feita por atores qualificados, é bem feita por respeito ao GRANDE público, e é bem feita porque AINDA é necessária.

    E não acho que é por comodismo da população. A Warner exibe séries com legendas e a Globo não. Porque será? Não custa nada pensar um pouco, sem preconceitos. Uma pessoa que troca um filme legendado por um dublado por causa de comodismo, é uma pessoa que simplesmente jamais vai comprar um livro para ler. E isso não tem nada haver com comodismo, e sim com falta de Educação.

    Não vamos viajar muito nem tentar transformar o Richers em um martire. Ele foi simplesmente bom no que fez. A dublagem da Herbert Richers S.A. é profissional, e feita por ATORES profissionais. Não é uma perda tão terrível assim. Buffy, sinceramente, prefiro dublado. A atriz que dubla a Sarah é muito melhor. Alguém vai me dizer que assisti ALF legendado?

    Bom, como já disse, eu assisto filme sem legenda. Mas não porque acho que é comodismo as pessoas do Brasil não terem fluência em outros idiomas, ou porque acho que as legendas estão emburrecendo a população, as impedindo de aprender inglês ou espanhol. É só que… nem todo mundo pode. Por isso dou graças a Deus as dublagem e as legendas existiram. Assim, todo mundo pode ver um bom filme, ou uma boa série.

  10. Fernando dos Santos

    Eu acho que o trabalho do Herbert Richers merece elogio por ele ter optado em fazer um bom serviço de dublagem numa época em que quase não havia opção para fugir dela.Dos anos 50 aos 80 não havia tevê a cabo,nem internet e até mesmo o videocassete ainda era acessível para poucos no Brasil da década de 80.
    Sem alternativa alguma acabou se instalando uma ditadura da dublagem.Neste cenário, o sujeito se quisesse poderia empurrar uma dublagem ruim para o publico e ponto final.Não haveria para nós da grande massa de espectadores outra opção a não ser acatar.No entanto ele mesmo assim optou por fazer um bom trabalho,claro que dentro dos estreitos limites da dublagem.
    Eu desde meus tempos de adolescente também prefiro o som original com legendas e considero dublagem uma coisa menor.Hoje em dia então, com tantas alternativas eu só me submeto a assistir produções dubladas quando não há alternativa mesmo.Não é por isto porém, que vou deixar de reconhecer o trabalho decente que o estudio dele fez, ainda mais se comparado ao péssimo trabalho que se faz hoje no ramo.
    Se a dublagem feita no Brasil é ou foi a melhor do mundo, isto eu não sei.O que posso dizer com certeza é que a de hoje em dia é muito inferior a que se fazia décadas atrás.

  11. Eversmann

    Mas Clara Lima, quando um jovem e um adulto, sadios, bem informados, que conseguem ler revistas e jornais, legislação diversa e etc, diz que prefere ver filme dublado porque é mais cômodo, porque vê melhor as “imagens”, isso quer dizer o que?

    1 – Preguiça.
    2 – Deficiência motora.
    3 – É tudo a mesma coisa, tipo widescreen e fullscreem não tem diferença.
    4 – Gosta da voz do dublador(a) e não do ator/atriz.
    5 – É brasileiro, e não desisti nunca! hehehhe
    6 – É um cara caridoso coitadinho e quer valorizar o trabalho dos profissionais brasileiros.

    Desculpe, mas as 3 primeiras, pra mim, fazem mais sentido. Eu se soubesse inglês, dispensaria a legenda, não tem lógica, trocar o original, com todas as suas nuances pelo dublado, mesmo tendo ótimos trabalhos como da empresa do sr. Herbert Richerds.

    E pra mencionar dublagem de desenho, comparem a dublagem de Ratatouille, o clima francês da cozinha perde-se todo na dublagem.

    Eu também queria saber a fonte que informa que nossa dublagem é a melhor do mundo.

  12. Bianca Cavani

    Clara, responder que é um fato que a dublagem que se faz no Brasil é a melhor do mundo não esclarece a pergunta, que é: como se faz esse estudo? quem fez esse estudo? tem bases científicas? quem publicou esses resultados?
    Mas, na verdade, dizer que a dublagem do Brasil é a melhor do mundo tira o foco da questão, a saber, de que a dublagem tira a oportunidade daquele que assiste ao filme de usufruir de parte importante da atuação dos atores, de ter o contato com outras línguas, de exercitar a capacidade de ler a legenda e ver a imagem.
    Ademais, Herbert Richers não se dedicou à dublagem no Brasil por humanitarismo – para dar a oportunidade de analfabetos terem acesso aos filmes ou para preencher uma lacuna que aquele país, pobrezinho, não possuia. Ele se dedicou a isso pelo negócio, e aliás deve ter tido um bom lucro com isso. O que não é nenhum pecado, pelo contrário, é o próprio espírito do capitalismo, e nosso país, que eu saiba, é capitalista.

  13. Thiago Sampaio

    Sei inglês muito bem. Como muitos, consigo assistir um filme/seriado sem precisar de legendas. Fiz até as legendas das últimas temporadas de ER, sem uso de um texto em inglês (fiz de ouvido e o diálogo da série não era fácil) e… digamos que eu entenda inglês muito bem.

    Mesmo assim não tenho problemas com dublagem. Algumas eu até adoro.
    E não sou preguiçoso nem tenho deficiência motora.

    O problema da discussão aqui é que tá quase todo mundo levando pro lado maniqueísta da coisa. Não que dublagem seja uma desgraça ou a melhor coisa do mundo… Há casos e casos. E sendo um cara que já viu muito filme e muita série, dá pra dizer que a dublagem brasileira já teve seus momentos. Da mesma maneira que simplificam a coisa com um contra-argumento (okay, Ratatouille não foi legal) faço o meu, falando de desenhos: há ótimos exemplos como Nemo, Os Incríveis, Toy Story e.. cara, Up foi excelente (Chico Anysio foi perfeito).

    Justiça Sem Limtes, por exemplo: adoro a dublagem da série! Ela é muito boa mesmo. Entretanto, não posso dizer o resto de algumas outras da Fox, como 24 Horas. Insisto que há casos e casos

    Pessoalmente, prefiro seriados legendados (os personagens tem mais desenvolvimento, os atores acabam conhecendo mais quem estão interpretando anos a fio e com o passar do tempo dubladores não alcançam esse timing), mas com alguns filmes não tenho problema nenhum com dublagem. Algumas como Armageddon, Exterminador do Futuro, Dia do Treinamento… Seria injusto continuar dando exemplo porque uma ou outra seria esquecida, mas… cara, tem dublagem que é ótima. Tem os lixos, mas acontece. O problema seria algo da contratante (é complicado, geralmente a Globo prefere não renovar quando dubladores pedem parte dos lucros, aí mudam tudo, como no caso de Lost ou a voz de Jack Bauer e Homer Simpson, então se for pra falarem do assunto, antes de colocar a culpa na ‘preguiça’ e analfabetismo, é bom se informar um pouco) e não necessariamente na dublagem. Os estúdios não são perfeitos, mas… diabos, que setor é perfeito?

    Tem muito desenho que dublado fica incrível (Batman, He-Man, Caverna do Dragão… as primeiras temporadas de Simpsons) ou até mesmo uns seriados da época da Herbet (lembram-se de Blossom? Família Dinossauros era perfeito).

    Negócio que não dá pra limitar uma questão com uma resposta simples. Não é só X. Não é só Y. É X, Y, Z e uma porrada de outras letras. As pessoas que se orgulham de não serem preguiçosas e lerem bastante (ou seja, se orgulham de ler legendas) deveriam ter respostas mais elaboradas, convicentes e complexas do que ‘dublagem é coisa pra analfabeto, preguiçoso e é um atraso cultural’. Eu não concordo com isso de maneira nenhuma…

    Sobre a dublagem brasileira ser a melhor do mundo, isso é relativo, mas basta checar as informações como a Disney considerar o Gênio do Alladin brasileiro ser melhor que o do Robin Williams, os estúdios escolherem a dedo quem vão dublar seus filmes, prêmios internacionais que vão pros profissionais de dublagem daqui… A qualidade que tínhamos caiu bastante, mas ainda assim dá pra considerá-la como uma das melhores do mundo, afinal, são décadas de know-how. Tudo melhorado/iniciado com o Herbet Richers…

  14. Fiaes

    acho q a galera tá esquecendo que lá nos Estados Unidos, 1º mundo, onde todo mundo sabe ler e escrever, bom, lá filme estrangeiro é dublado, então n vejo nada de mais.

    contudo, porém, entretanto, porém, acho que canais pagos já passaram da hora de disponibilizar os 2 serviços.

    concordo com Thiago, nego criticar dublagem, tivemos excelentes dublagem, principalmente anos 80 (q n me lembro nada) e 90. pow, os desenhos são classicos, he-man, caverna do dragão, simpsons, entre outros. tivemos também dubladores fixos para atores famosos, como “suasnegas” Willis, entre outros.

    e antes que me atirem pedra, eu vejo filme legendado desde os meus 05 anos, e dificilmente assisto dublado, mas desfazer de alguém que fez um excelente trabalho ao longo dos 80 anos e desfazer de alguém por dá o crédito que essa pessoa merece talvez seja pior do que agredir quem não sabe ler ou escrever

  15. Patricia E.

    Meu ponto de vista está mais próximo ao do Thiago, então não vou acrescentar muito pra não soar repetitiva.

    Felizmente não dependo de legendas ou de dublagem pra acompanhar as séries e filmes de que gosto, mas não faço pouco do trabalho dos dubladores, afinal cresci assistindo às séries dubladas — e foi assim que me tornei a fã de séries que sou hoje.

    Por outro lado, de uns tempos pra cá tem sido cada vez mais difícil pra mim assistir a algo dublado. É questão de hábito mesmo. Me acostumei com o original. Tentei assistir a Dupla Identidade (Spooks) no People Arts uma vez e desisti. Não tem comparação com o original (ok, sou suspeita, adoro o sotaque britânico e isso se perde totalmente na dublagem).

  16. Clara Lima

    Bom, dispensando estudos sobre o nível de disposição intelectual de um jovem sadio, ou do nível sócio-cultural do cidadão comum brasileiro, o fato é que esse senhor aí fez o melhor que pode.

    No final, há pessoas que podem escolher assistir dublado ou não, e há pessoas que não podem. Para os que podem escolher… =] ao menos evitem a VTI ou a Marshmallow.

  17. Bianca Cavani

    => Thiago, eu não percebi maniqueísmos em nenhum comentário – ninguém por aqui disse que legenda é para analfabetos ou preguiçosos, como já lemos em outras vezes em que se abordou o assunto no Teleséries. Aliás, penso que todos estão apresentando bons argumentos e com boa-fé.
    => Fiaes, os estadunidenses, em sua maioria, não se dão ao trabalho de conhecer outras culturas. Em geral, não sabem dizer uma palavra em outra língua e desconhecem os dados mais básicos sobre a geografia dos outros países. E por isso, quando vão à Europa, são objeto de gozação. Isso é notório, dá para ver até em filmes e séries. Não são todos, é claro, mas a maior parte odeia filmes falados em outro idioma que não o deles.
    Mas qual o seu ponto? Porque eles dublam os filmes estrangeiros (e não são analfabetos) isso justificaria fazermos o mesmo no Brasil?

  18. David

    Herbert foi o cara mesmo da dublagem, marcou epoca na tv, obrigado por tudo Herbert.

    Aproveitando, eu já gostava muito do trabalho aqui no Teleseries do Thiago Sampaio, aliás, pelo que noto ele tem um gosto por seriados parecido com o meu, e sempre gosto muito de seus reviews, mas agora sou fa dele oficialmente por tudo que ele escreveu aqui, é exatamente o que eu penso sobre dublagem e legenda. (tirando a parte de saber inglês muito bem)

  19. Thiago Sampaio

    Não foi todo mundo, Bianca. Ficar apontando é chato, mas lendo aqui dá pra ver quem diz que a explicação máxima é analfabetismo ou preguiça. E acho isso chato pra caramba, pois sendo alguém que gosta de algumas dublagens, meio que levo a coisa pro pessoal… O problema é que toda vez que o assunto vira pauta, a discussão fica um pouco intensa demais =/

    Esse link abaixo tem mais de dois anos e fiz quando a Fox passou a dublar as séries, e falei sobre essa decisão idiota do canal – mesmo em sendo alguém que gosta de dublagem: http://teleseries.com.br/cronica-o-executivo-e-a-dublagem/

    Ehr… e vlw mesmo, David =T

  20. Rubens Fructuoso

    Eu acho que devemos ter as 2 opções: legenda e dublagem.

    Assim, cada um assiste o programa da forma preferida.

    De resto, que discussão mais chata!

  21. David

    As discussões aqui sobre dublagem são sempre intensas e sobretudo chatas, e com os mesmo discursos de sempre, que é de analfabeto e preguiçoso gostar de dublagem.

  22. Camila

    Gostei da lembrança de alguém lá do começo: a memória afetiva. É verdade, lembra minha infância, quando ia assistir desenhos no cinema, domingo de manhã. Depois disso, abandonei o filme
    dublado para sempre. Nem sei dizer se a dublagem de alguns atores é melhor. Mas me parece uma afirmação estranha. Talvez o ator seja péssimo, sei lá. São pouquíssimos os casos em que uma coisa de segunda mão é melhor que a original. Não me ocorre nenhum exemplo agora.

  23. Nairon Lee

    É bem interessante esse debate parece o congresso discutindo leis. Falam muito e não chegam a nada. Tem coisas que devem ser mantidos como estão. Só por que alguém sabe inglês mais que o outro não quer dizer que é inteligente. Quem é bom numa coisa… não fica falando pelos cotovelos. Aprecia.

  24. Ricardo

    Sempre que há a discussão a respeito das dublagens, aparecem aqueles que julgam-se superiores à patuléia que gosta de dublagem por preferirem assistir às obras com o áudio original. Não sei se essa visão elitista é alguma forma de auto-afirmação, ou coisa parecida… Freud explica.

    Particularmente, gosto de assistir a séries com áudio original – com honrosas exceções de algumas produções que conheci dubladas quando era criança. Mas não julgo aqueles que preferem ver um filme dublado, prefiro a filosofia do “viva e deixe viver”.

  25. Eversmann

    Pra mim, a preguiça é um motivo baseado nas poucas pessoas que me cercam, por isso eu reitero, “a minha opinião”. Não estou dizendo que A ou B só assistem filmes dublados por preguiça, acontece que são tantos os fatores que em algum momento, preguiça e disfunção motora se encaixão, ou não?

  26. Nairon lee

    Tem cada sabio aqui que até me assusta. Se tudo fosse o certo só existira um time de futebol, somente um partido político etc. Esses que adoram legendas e repudiam o dublados, felizmente são uma minoria, fadados ao esquecimento… com seus altissimos QI… Álias, com tanta coordenação motora, nunca pensaram em se mudar para os EUA? Eu assisto filmes com legendas e dublados com o mesmo empenho. Já trabalhei em legendas de Dexter a Cold Case. E nem por isso malho o pau em quem gosta de dublados.

  27. Thatá

    Me lembro de muitos desenhos(da minha época,kkk) que foram dublados por ele e sua equipe, e sinceramente acho um trabalho muito bem feito e que merece sim ser parabenizado e eternizado em nossa mente. Não sou contra filmes e etc legendados e nem contra filmes e etc dublados.
    Particularmente prefiro os dublados, não todos, apenas aqueles nos quais as vozes dos dubladores combinam com os personagens. Têm coisa mais estranha do que assistir um seriado, no qual uma mulher de 40 anos, têm voz de 15?
    Não prefiro dublado por preguiça de ler, apenas opção pessoal. E ao contrário do que muitos disseram acima, gosto muito de ler, e leio regularmente muitos livros. Ler legendas não torna ninguém mais ou menos culto. Conheço pessoas que assistem filme legendados por saberem outro idioma, e no fim das contas nem entendeu a história que assistiu, apenas ouviu o que foi dito.
    Na minha opinião a única desvantagem da dublagem, é a grande mudança nas falas, o que muitas vezes faz um texto sério parecer cômico e vice-versa.

  28. Eversmann

    No meu caso, volto a repetir, o que eu devo pensar quando alguém me diz o seguinte: “Ah, não gosto de filme legendado porque tenho que ler, atrapalha o filme, me perco!”

    Não me acho superior a ninguém porque consigo ler, ver as imagens e entender e história. Só acho que o gosto me levou a me adaptar a situação, só isso.

    Agora, se na pelada de final de semana, eu for um perna de pau e meus camaradas comerem a bola, o que devo pensar disso? Que eu não manjo de futebol, simples, mas mesmo sem fazer golaço eu posso me divertir, mas me divertiria muito mais se desse uns balaozinho na galera.

  29. eudes junior

    Topico de dublagem sempre “bobam”. Eu desde pequeno assistindo desenhos já sabia que a versão brasileira era de um tal “Hebert Richards”.E sempre ficava esperando para quando iam falar. Para mim a dublagem foi ótima por um tempo, e o que me fez gostar de filmes e séries, e depois “trocar” pelo idioma original, pois passei a perceber que era completamente diferente. Mas acho que seria simples se disponibilizassem nos dois idiomas e com legendas.

  30. marcelo

    1-Sou fluente em ingles a ponto de detevctar erros de legendagem, feita as pressas e por pessoas as vezes de vivencia duvidosa do ingles

    2-minha infancia foi com desenhos de hanna-barbera e ao comprar o DVD de top-cat (manda chuva) impossivel nao dar merito a Lima Duarte e á equipe de dubladores que precisou se virar para criar um paralelo linguistico dos sotaques nova-iorquino e outros, presentes no original

    3-Diferenca cultural é sempre fascinante. É possivel, comparar vertentes numa dublagem, traducao, legendagem, etc e é muito enriquecedor.

    4-uma dublagem bem feita exige talento de ator e tradutor, e quando é possivel ouvir ambas as versoes,aprende-se muito.

    quando mal feitas(dublagem ou legendagem), perde-se muito, e vale a maxima italiana

    TRDUTTORE, TRADITTORE (tradutor, traidor)

  31. Daniel Rufino

    Estive em visita a Herber Richers em janeiro de 2004, na época fazia faculdade de administração (fazia por não ter dinheiro para fazer outra ou oportunidade) infelizmente Sr. Richers estava em São Paulo a trabalho, mas fui muito bem recebido por todos e pelo seu irmão Sr. Eurico Richers que me foi muito amavel e me presenteou com um documentário sobre a Herbert Richers.
    Voltei de lá animado e seguir a carreira de dublador. Descance em paz Mestre da Dublagem Sr. Herbert Richers.
    Daniel Rufino
    ator, dublador e locutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account