Log In

Opinião Spoilers

Hello Goodbye, a despedida de Ugly Betty

Pin it

Hello Goodbye - Ugly Betty

Escrever sobre algo que se gosta muito não é uma tarefa fácil, ainda que seja prazerosa. Antes de mais nada quero deixar declarado meu amor incondicional à Ugly Betty. A série se tornou mais que um hobby quando, após o primeiro ano, o programa me inspirou a fazer um trabalho acadêmico sobre seu sucesso.

O saudoso primeiro ano catapultou essa produção, que tem mais que um pé na América Latina, a ícone pop, lugar hoje merecidamente ocupado por Glee. Ugly Betty se destacou como primeira produção seriada norte-americana que tinha como espinha dorsal do enredo uma família latina, retratando suas vidas com bom humor e exageradas interpretações deliciosas.

Com o término do segundo ano, a narrativa da série sofreu uma pequena queda da qualidade, quase que imperceptível aos fãs mais ávidos pelo programa (como eu). Fato é que Ugly Betty é uma adaptação de Yo Soy Betty La Fea, fenômeno colombiano nas produções de telenovela, já adaptada em mais de 20 países. Como o original é uma novela, a produção norte-americana teve de remodelar mais que simplesmente o enredo para o formato de série, abrindo mão da história fechada de Yo Soy Betty… caso contrário o programa não teria o mesmo êxito que Ugly Betty conseguiu.

Para quem vinha acompanhando os últimos episódios desde foi anunciada seu cancelamento, a trama desta quarta temporada deu uma guinada muito rápida. Acontecimentos começaram a ser realizados em piscares de olhos. O último episódio (Hello Goodbye, exibido nos Estados Unidos no dia 14 de abril) foi quase aquilo que todos esperavam. Talvez pelo fato da ABC ter diminuído a última temporada para 20 episódios, possa ter dado a impressão de que algumas tramas poderiam ter sido melhores aproveitadas – como a história do meio-irmão de Daniel. Teve gente que sequer foi citada, como Matt e seu pai, até então, dono da Meade. Mas não há do que reclamar, a produção da série teve pouco tempo para pensar em um final merecedor de todo o glamour que a série merecia. A própria transformação da Ugly Betty em “Betty”, não soou forçado, como poderia caso se fosse levar fielmente como o ocorrido no final de Yo Soy Betty…

Tivemos ainda cenas inesquecíveis durante esses quatro anos. A impensável apresentação da Amanda no casamento de Whilelmina,cantando “Milkshake” da Kellis (veja aqui) e “Gene Simons is my dad” (aqui) . Quem lembra do remix feito para Youtube da Miss Slater dizendo “I’m Wilhelmina Slater and I don’t get wet” (veja aqui) . Teve a épica cena da Betty encontrando a vilã no terraço do prédio da Mode, enquanto Marc fazia sons de trovão e rajadas de vento em meio a diversas carcaças de manequins (vídeo). Sem falar do DVD com as auditions da Amanda. Poderia citar mais dezenas de cenas que se tornaram ícones e referências da cultura pop. Por isso é prazeroso e ao mesmo tempo difícil falar de Ugly Betty. São tantas coisas bacanas e ímpares que aconteceram. Tantos personagens bem construídos. Quem não gostaria de ter amigos como Marc e Amanda, por exemplo? Ou ainda trabalhar numa revista como a Mode?

Quem já assistiu sabe que Whilhelmina teve o melhor final possível. Marc e Amanda também, cada um conseguindo solucionar seus enigmas pessoais. O casamento de Hilda foi lindo e o Papi terminou com a querida “La Guerta”.

Hello Goodbye - Ugly Betty

Pelo bem da personagem, Betty optou por aceitar um convite de trabalhar em Londres, despediu-se da família em uma cena que também serviu para que nós, fãs da feiosa, pudéssemos nos despedir também de cada um daqueles personagens que nos fez companhia por tantos momentos destes últimos quatro anos. E não faltaram lágrimas de despedida. Até então eu não havia me despedido de uma série – por sorte sempre acompanhei séries que, ou já haviam sido canceladas, ou estão a todo vapor. Num primeiro momento, uma rápida sensação de vazio nos toma conta ao saber que, pela última vez naquele contexto, estaremos assistindo a cenas inéditas da querida América Ferrera dando vida a Betty.

Toda despedida dá um aperto no peito, mas ter a certeza de que nossa protagonista (me dou o direito de chamá-la de nossa) encerrou sua jornada trabalhando como uma vencedora em uma das mais brilhantes cidades do mundo, nos deixa com um sorriso no rosto. Sorriso esse confortado em saber que Daniel terminou próximo a Betty, sem aqueles finais excessivamente românticos, mas de uma delicadeza louvável. No final, a Betty que não é mais ugly, brinca com Daniel o convidando para ser seu assistente em Londres. Ele, que não se declara em momento algum por ela e nem tem certeza de que se o que ele sente é amor ou um grande carinho, sabe que não pode viver nem trabalhar sem ter ela por perto – queria poder dizer que, nós também, mas infelizmente teremos de nos acostumar com a ausência da feiosa mais querida do planeta.

Hello Goodbye - Ugly Betty

Séries citadas:

É jornalista e se considera íntimo amigo dos personagens das séries a que assiste. Fã confesso de Grey's Anatomy, True Blood, Dexter, The X-Factor, Will and Grace e mais, no mínimo, algumas dezenas de séries.

22 Comments

  1. Dodi

    Final de série lindo, engraçado e prontinho pra virar um longa!!!!! Vai deixar saudades…

  2. Jefferson

    Ainda estou de luto pelo fim da série, vai deixar muita saudade.
    Achei o final de todos personagens ótimos. Pensei que seria estranho a aproximação de Daniel e Betty, mas achei legal e até torci pros 2 ficarem juntos e, na minha imaginação, é isso que acontecerá =’)

    *Ver esses vídeos só me dá mais certeza que a Amanda é a que deixará mais saudade.

  3. Pedro Paulo

    A parte final dela com o Daniel foi comovente igual ao final do filme “O Diabo veste Prada”, com Andrea “vencendo” fora do mundo da moda, e agora Betty também vencendo fora desse mundo.
    E ambos me deram uma perto no coração. O final foi muito bonito. só fiquei triste por ela não ter ficado linda como no episódio 4X17.

    Mas vai deixar muitas saudades aquela turma.

    Amanda rulez!!!! Malucona!!! Espero que a Becky entre em um bom piloto de comédia na próxima fall.

  4. Sophia

    Ainda não me conformei com o cancelamento da série,mais uma série querida que tenho que me despedir,Betty e toda turma vai deixar saudades:(

  5. Gabriel Alberto

    Sensacional o texto Ivan. Parabéns, conseguiu resumir bem o que todos os fãs da série pensam sobre esses anos todos em que ela esteve no ar.

  6. Rafael

    Ivan como faço para ter acesso ao seu Trabalho?? Fiquei curioso, gostaria de lê-lo. Excelente texto, parabéns!!!

  7. Thiago

    Ivan, assim como você essa é a primeira série que eu acompanho até o “series finale”. E como foi difícil dizer adeus.
    Assim como papi Inácio, eu não queria que a Betty fosse pra Londres, tão pouco saisse da Mode. Quero ela morando em NY, trabalhando na Mode..talvez em alguma outra revista do grupo Meade.
    Mas apenas sei que não estava, tão pouco estou preparado pra nunca mais ver Betty, Marc, Amanda e Cia.

    Ps.: Eles poderiam ter citado a Alexis nesse final de temporada, afinal de contas…ela foi a grande vilã na primeira temporada.

  8. Gisele

    Realmente, foi uma despedida que apertou o coração. Mas não deixou um gosto amargo, como tantos outros series finales por aí. Essa reta final teve alguns problemas sim, mas nada que comprometesse… e Betty foi embora da maneira mais digna possível.

    Lindo texto, Ivan, e como alguém disse aí a série tem todos os ingredientes para se tornar um ótimo filme. Porém, a baixa audiência na última temporada não deve animar os executivos da ABC…

    Abraço!

  9. marquinho

    parabens Ivan pelo texto. e sim Betty vai deixar saudades. vc captou tudo perfeitamente bem, sempre achei amanda o destaque da serie. suas atuações, caras e bocas, enfim excelente atriz, melhor na parceria de mark. o finale foi lindo, comovente, deixou em aberto ideias para concluirmos nossas decisoes e fez belissimas referencias ao episodio piloto, referencias que eu nem lembrava e fui descobrir mais tarde. eu baixei o episodio e fikei um dia todo sem coragem de ver, pois sabia q seria o ultimo..
    eu nunca fui um fã de detty, kerendo matt e daniel no final, pois sempre achei a amizade deles linda, perfeita, sem a necessidade de um cliche romantico, mas ja fazia diversos episodios q daniel vinha dando impressao do que sentia por ela, sem ser correspondido. entao o final foi otimo pq deixou em aberto algo que poderia vir a acontecer ou nao. eu sempre torci por matt e betty, especialmente apos a linda cena de despedida dos dois, que junto com a cena de hilda no quarto apos a morte de santos, sao as duas cenas mais lindas de betty pra mim. fora as cenas comicas que foram varias e vc bem lembrou aqui.

    betty vai deixar saudades, o final improvisado foi o possivel a ser feito e real. sempre achei a serie mais focada no crescimento pessoal e profissional de betty e isso foi perfeitamente retratado a partir da temp 3 e nessa 4, portanto o final “sozinha” mas triunfando no mundo profissional, para alguem de origem latina, e com aparencia fora do q o mercado as vezes exige, somados a sua integridade e honestidade, mostraram q se pode vencer na vida sendo humilde, sofrendo transformacoes mas sem mudar o que somos por dentro. belissimo final. e parabens ao texto novamente.

  10. Mônica A.

    Eu confesso que quando vi o Daniel encontrando a Betty em Londres torci pra que ele desse uma de Mark Darcy e dissesse que tinha esquecido de dar um beijo de despedida nela. Mas o final foi super fofo e ficou claro que o Daniel ama mesmo a Betty. Afinal, o cara larga a Mode nas mãos da diva-inimimiga e se manda pra Londres pra um novo começo. Com a Betty, claro.

    Já estou na torcida de um filme. Mark, Amanda, Justin, Hilda, Wilhelmina, Claire (mãe saca tudo, né?), papi Ignacio, todos vão deixar saudades. E Daniel e Betty, claro. Que de feia não tem nada. Ela sempre foi linda.

  11. Aline

    Não foi o melhor Series Finale que já vi, mas gostei. Só senti falta de alguns personagens, o já citado Matt, Alexis, o Daniel Jr. entre outros.

  12. Ivan Guevara

    Rafael: Tem sim, eu e o Antunes, editor do site, estamos pensando numa forma de disponibilizá-lo aqui na web.

    Marquinho: Não procurei ainda as músicas, mas gostei bastante da última, que encerra a cena final.

    Valeu pelos coments, pessoal. Fiquei bastante feliz pelo retorno :)

  13. Pingback: Lá Fora: a estreia de Treme, as season finales de Life Unexpected e Spartacus e o episódio 100 de Supernatural » TeleSéries

  14. Arthur

    tá, acabei lendo…

    texto muito legal…

    quero ler tbm seu trabalho!

  15. Gustavo Ieladian

    Oownn.. Quasee choreei ao leer
    tuudo!!!
    Gostoo mto, mto, mto da Betty..
    Não qria msm q terminasse..
    Isso é mto triiste.
    Parabéens pela materiia.,
    ficoou mto booa msm!!

  16. danieli

    Olá! MARQUINHO, vc pode disponibilizar as musicas da series finale de UGLY BETTY?
    Obrigada

  17. Eric

    Alguém sabe o nome da música que toca qdo a Betty entra no carro depois de despedir da família no fim do episódio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account