Log In

Reviews

Haven – Roots

Pin it

Série: Haven
Episódio: Roots
Temporada:
Número do Episódio: 2 x 05
Datas de Exibição nos EUA: 12/08/2011

Minha primeira reação ao término de Roots foi pensar: que episódio foi esse? E não, esse não era um pensamento feliz. Mas passados uns 15 minutos, os quais usei para refletir sobre a trama apresentada, cheguei a conclusão que o saldo final não foi totalmente negativo.

Minha primeira crítica ao episódio é que seu nome já contribuiu muito para estragar a surpresa do caso da semana. Na primeira cena de Roots já foi possível saber que as raízes eram as responsáveis pelos acontecimentos trágicos – e bizarros, como de costume – que viriam a seguir. E os efeitos visuais foram, na minha opinião, tão abaixo do nível costumeiramente apresentado em Haven, que não contribuiram muito para prender minha atenção. Mas, vamos ao caso, então.

Algum problemático habitante da cidadezinha de Haven estava fazendo as raízes atacarem outros cidadãos indefesos. E tudo isso às vésperas de um casamento. Audrey, vai até o local da celebração, para entregar a licença de casamento. E com ela Chris, seu novo ‘affair’.

Quem também estava no local da festa era o casal Crocker, a fim de descobrir com Beverly Keegan pistas sobre a caixa misteriosa que Duke achou na casa dos Rasmussem (agora me digam, quem venderia a única pista sobre o misterio que o cerca?). E tudo ia caminhando bem, até que o corpo do pai da noiva é descoberto e a confusão se instala. A filha da vítima acusa o noivo de ser o assassino. Farpas voam entre os presentes. E as raízes ganham vida, engolem uma serviçal e fazem com que todos os presentes se refugiem em um celeiro.

Enquanto isso, na delegacia de Haven, os irmãos Teagues interrogavam Nathan acerca dos seus sentimentos por Audrey (adorei esse momento ‘shipper’ dos simpáticos Teagues). Como não conseguem fazer Nathan assumir a queda pela loira, Vince e Dave rumam para as terras Keegan, para escrever uma nota sobre o enlace. Mas Nathan é obrigado a vir em seu auxílio quando eles ficam sem gasolina. E é nesse momento que as raízes assassinas entram em ação e atacam o carro ocupado pelos três (ainda estou tentando entender como as potentes raízes, que supostamente acabariam com um celeiro, deixaram o carro intacto).

No celeiro, Audrey usava de sua perspicácia para tentar diminuir a ira das raízes. E é aí que uma história digna de Romeu e Julieta vem à tona. As raízes na verdade se alimentavam do ódio dos Keegan e dos Novelli. E esse odio remontava à data na qual um apaixonado casal se separou. E, mesmo passados bilhões de anos, eles continuaram se amando, e conseguiram paralisar – com seu amor – as raízes do mal (sei que essa frase ficou piegas. Mas não mais do que a história toda). A lástima é que Jim Dunn (que escreveu esse episódio) não é o novo Shakespeare.

E antes que os encarcerados consigam abandonar o celeiro, Nathan aparece para salvar Audrey, após enfrentar as raízes com uma tocha improvisada. E se você está pensando que ela correu para os braços dele e agradeceu com um beijo apaixonado… bem, você errou. Audrey, que nesse momento personificou a ingratidão, simplesmente estendeu a mão para Chris, virou as costas, e deixou o celeiro. Tive uma pena sincera de Nathan (e até passei a simpatizar mais com o episódio a partir daí).

E antes do apagar das luzes, ainda tivemos tempo para confirmar que os objetivos de Evi em Haven são do mal (quem seria o homem misterioso ao telefone?). E para vermos Audrey cedendo aos encantos de Chris, e tendo momentos ‘calientes’ com o biólogo marinho. Tudo isso enquanto o rejeitado Nathan ligava pra ela. Mais pena ainda.

Contabilizando erros e acertos, esse foi um episódio mediano. Abaixo dos últimos apresentados, eu diria. Então, é torcer para que os próximos episódios superem nossas expectativas.

P.S.1: O Syfy tá fazendo uma campanha muito legal. Os perfis do Twitter dos irmãos Teagues realmente foram criados. E eles interagirão com um habitante misterioso, buscando explicação para o que acontece em Haven. Quer acompanhar? É só seguir @VinceHaven, @DaveHaven e @ColdInHaven. Vamos ver no que vai dar essa campanha (esperando que não seja em mais perguntas!).

P.S.2: preparem seus corações! Assisti um vídeo do próximo episódio e preciso dizer que um personagem muito querido corre risco de morte. E que isso pode mudar toda a dinâmica de Haven. Aguardarei ansiosa Audrey Parker’s Day Off.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

1 Comment

  1. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 31/10 a 6/11

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account