Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Migration

Pin it
Série: Grey's Anatomy
Episódio: Migration
Número dos Episódios: 8x23
Exibição nos EUA: 10/05/2012
33
1.6
1

Só mais um episódio e a 8ª temporada, essa linda, acabará. A boa notícia é que Grey’s Anatomy foi oficialmente renovada para a 9ª temporada, e os principais atores renovaram seus contratos por dois anos (vem uma 10ª temporada por aí?).

Em Migration, continuamos acompanhando a saga dos nossos residentes. O clima ficou mucho loco após a aprovação de Alex, Jackson, Meredith e Yang. A festa rolou solta, devidamente acompanhada das bebidinhas clássicas de Grey’s. Me lembrou os velhos tempos do seriado, no qual a casa de Mer era praticamente um antro de festas inesquecíveis e muita tequila. Saudades.

E a mais empolgada de todos com a festa foi April, que não soube lidar com sua reprovação, muito menos com as inúmeros retornos negativos de suas entrevistas de emprego que vieram na seguida. Ela surtou, de verdade. E apesar de toda a chatice de Kepner, não pude deixar de sentir pena da residente quanto até Owen a dispensou. Nem Avery conseguiu consolar a amiga – com benefícios – e fiquei com peninha dele também. Depois do sexo, a situação entre ele e Kepner ficou bem esquisita, e não o ajuda o fato da habilidade de Kepner para lidar com o assunto ser zero, ou negativa. Será que Sarah Drew tá saída? Ou April acabará ficando por Seattle? É esperar para ver.

E se os testes ferraram com a vida de April, o mesmo não se pode dizer de Alex. O médico conseguiu que sua dedicação aos pacientes fosse reconhecida, e foi bacana saber que o Hopkins quer ele. Levantou a moral dele, algo que sempre é bacana, ainda mais em se tratando do Karev. E foi legal ver a interação dele com o Chief, que ensinou ele a se posicionar nessas ocasiões, barganhando sempre que possível. Fiquei super feliz por ele, queria ter dado o abraço que a Yang deu nele – Yang abraçando pessoas? Tudo em nome da nostalgia!

Achei compreensível a reação da Arizona, gritando e acusando Alex, afinal ela é uma das grandes responsáveis por ele ter se tornado o profissional que é atualmente, e na Pediatria. E a loira tá super sensível por causa de todo o drama envolvendo seu amigo, que está em uma situação irremediável. Foi de cortar o coração ver Arizona tendo que lidar com tudo aquilo, numa fase tão feliz para ela, após superar todo o trauma vivido com o acidente de Callie – que estará sempre ali pra mulher, que lindo!

Mer resolveu ir para Boston – e em dia de season finale de Fringe, só consigo pensar num encontro dela com a Fringe Division -, colocando a família sobre sua vontade de permanecer em Seattle, especialmente por Yang – ainda que Lexie também tenha entrado na ciranda. Cortou um pouquinho meu coração quando Yang disse que Owe era a “person” dela, mas compreendo a médica e todo o esforço que ela estava fazendo para decidir seu futuro. No final das contas, Mer resolveu priorizar sua relação com Derek, que tem uma ótima proposta em Boston, e poderia voltar a pesquisar a cura para o Alzheimer. Isso pesou na decisão, sem dúvida.

E Yang surpreendeu a todos. Porque quando parecia que ela estava atrás da reconciliação com Owen – com direito à sexo e tudo – ela simplesmente anunciou que estava de partida. Mayo ganhou, e a Dra. Yang está de partida. E não estão todos eles? Quem fica, ficará com um quadro praticamente branco, e muita dor no coração. Que o diga Hunt.

Mas nem só de decisões profissionais é feito esse final de temporada. Também há algumas decisões amorosas que devem ser tomadas antes do apagar das luzes. Miranda não entende direito os propósitos de Ben, e acaba dando showzinho da sala de operação, sob os olhares de Der e Mer. Praticamente jogou as palavras cruzadas de Ben no chão e sapateou. O que ela não sabia é que as cruzadinhas eram um pedido de casamento. Deu peninha do anestesista. Bailey se produziu toda para dizer o sim – junto com o pedido de desculpas – mas aí tinha outra decisão na jogada (sim, daquelas profissionais) e as coisas já não eram tão simples assim.

Complicadas também estão as ideias do Mark, que tá agindo super esquisito por que não sabe o que quer da vida. É inevitável rir toda vez que ele e Lexie trocam palavras, dado o estado que os dois ficam. É sem jeito demais, hilário demais. É amor puro entre esses dois. Torço muito pra que se a Mc House não for de Derek e Mer, ela seja de Lexie e Mark. Seriam moradores substitutos à altura.

No final do episódio, o prometido gancho com Flight, a season finale que promete ser a mais dolorida da série – quer confirmar isso? Assista esse promo, mas se prepare antes. Derek, Meredith, Cristina, Lexie, Mark, Arizona. Todos eles embarcaram no vôo da morte. Alguém – ou “alguéns” – deverá morrer. E todos os personagens que embarcaram são muito queridos, fariam muita falta na próxima temporada. Shonda, a Rainha do Drama, ataca novamente. É muito bitch, mesmo. Então preparem os lencinhos de papel. Dia 17/05 é dia de despedidas. E dia 18 nos reencontramos na última review da temporada. Até lá!

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

8 Comments

  1. Decadepaula

    Enlouqueci com este episodio.Essa Shonda é completamente louca!!!!!

  2. Bruna

    O final do episódio foi sensacional. Vou ficar muito triste se minhas intuições se confirmarem, mas acho que será a Arizona. Se bem que eu acho que a Shonda é doida o bastante pra matar a Lexie (ou o Mark), e acabar com as chances deles voltarem de uma vez.

  3. Pingback: Promo legendada e sinopse oficial do final de temporada de ‘Grey’s Anatomy’

  4. Andie

    Espero que não seja a Arizona ela é uma personagem muito querida se ela morrer vai ser o fim de uma história bacana entre ela e a Callie, nenhum deles poderia morrer são todos essenciais de uma maneira ou de outra para a continuidade da série. Quem deveria sair era a Kepner eita pessoa inútil que não acrescentou nada a série.

  5. Vanessa

    E eu achando q só eu tinha pensado na Fringe Division assistindo Greys Anatomy… será o vício Mariela? hehehehe

    Se matarem a Lexie, juro, eu largo a série…

    Alguém mais ficou esperando a Meredith abrir os olhos no estilo Jack Shephard?

  6. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 18 a 24/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account