Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Let the Bad Times Roll

Pin it
Série: Grey's Anatomy
Episódios: Let the Bad Times Roll
Número dos Episódios: 8x22
Exibição nos EUA: 03/05/2012

Tentei bravamente resistir, mas preciso iniciar a review elogiando mais esse episódio de Grey’s Anatomy. A tensão das entrevistas foi muito bem dosada com os momentos cômicos – especialmente de April -, o drama de Arizona foi contrabalanceado pelos momentos fofos de Derek estimulando Mer e Lexie declarando – finalmente – seu amor por Mark.

Primeiro, preciso falar da Bailey. Ela, a Nazi que recebeu os internos lá na saudosa 1ª temporada. E que agora é babá de futuros atendentes (não ficou muito claro se aqueles eram residentes para substituir Karev, Mer, Yang, April e Avery; ou se eram residentes de outros hospitais em busca de vagas para atendentes, no caso de todos os residentes aceitarem empregos em outros hospitais. Mas acho que é a segunda opção que tá valendo). A condição de Miranda me desgosta, um pouco. Antes ela era toda badass e confiante, e agora ela é insegura, surta em momentos de tensão e tá longe de ser AQUELA cirurgiã geral. Se tem uma coisa que quero ver na próxima temporada, acreditando que Chandra permanecerá no elenco, é o renascimento da Bailey “quase Nazi”. Ela merece.

E confesso que torço para que os cheiradores de pão fiquem bem longe do Seattle Grace. Impossível aceitar que algum daqueles almofadinhas esnobes (como se desse pra perceber isso daquelas poucas cenas. Mas ainda assim, achei isso) substitua nossos queridos. Se algum deles aceitar oportunidades profissionais fora do SGMW, que contratem alguém capaz de substituir o “fujão” à altura.

Dito isso, preciso confessar que também estou torcendo pra que a Julia fique bem longe do Mark. Alguém mais achou muito bonitinha a declaração da Lexie pro Sloan? Alguém mais achou hilária a cara de “e agora, o que eu faço?” do Mark? A declaração da Lexie foi meio “adolescente apaixonada”, mas é natural que seja assim. Ela sempre é meio atrapalhadinha nos relacionamentos afetivos dela, e as palavras dela foram uma espécie de desabafo, depois de meses e mais meses fingindo não sentir mais nada pelo amor da vida dela. Eu, que estava cética quanto ao retorno do casal, tô torcendo muito pra que eles reatem ainda nessa temporada. E ganhem bastante destaque na próxima.

Falando em destaque, o desse episódio ficou com Avery, April, Yang, Karev e Meredith. Todos eles se submeteram à prova de fogo que foram as baterias de teste, e alguns sairam mais chamuscados que outros. Mas antes de falar do resultado final, é preciso falar das reações de cada um.

Alex – como já suspeitávamos por aqui – acabou conseguindo fazer os testes. Perdeu a 1ª parte da prova, mas demonstrou competência e atitude nas seguintes, inclusive quando foi mais duro com seus avaliadores. Ele passou pelas provas, e o resultado foi muito merecido. E é inegável que nosso adorável ogro evoluiu e amadureceu muito como médico, e que não mede esforços para salvar seus pacientes – ou permanece com eles até o final. Parabéns, Karev. Torcíamos por você.

Yang não teve problemas com conteúdos e procedimentos, como esperado. Seu problema foi quanto à sua atitude, o que também não é novidade. A postura “sei de tudo e estou ciente disso” de Yang não agrada à todos. E o examinador “velha-guarda” não ficou nem um pouco empolgado com as atitudes de Cristina. Mas ela passou, e qualquer resultado diferente disso seria uma tremenda injustiça. Então parabéns, Cristina. Nós já sabíamos.

Avery sentiu o peso do sobrenome e do comportamento da mãe e quase dançou. Médicos precisam estar atentos, ainda que o mundo esteja ruindo à sua volta. Mas depois do empolgante encontro do pretendente à cirurgião plástico com April, no banheiro masculino, as coisas se acalmaram e Jackson manteve a tradição da família. Parabéns, Avery. Esperamos que você e sua mamãe se cruzem muito pelos corredores do Seattle Grace na próxima temporada.

April surtou. E suou. Misturou ciência e religião, Jesus e sexo. Fez uma salada de todos os ingredientes e comeu até se lambuzar. A menina surtou, simplesmente. Demonstrou todo seu despreparo emocional perante situações de estresse e sucumbiu. Quer dizer, ao que tudo indica. Porque podemos, por enquanto, apenas supor que ela reprovou nos testes, já que tínhamos a informação de uma reprovação. Mas houve apenas uma cara de espanto, nada mais que isso. Então podemos ter algum tipo de surpresa no próximo episódio. Se ela realmente não passou, que receba o nosso “sentimos muito”. Mas ela mereceu falhar, na minha opinião.

Meredith mostrou garra, fibra, determinação (méritos dela, ainda que o maridão querido tenha dado aquela ajudinha com a metáfora do espelho). Amo mais a personagem a cada episódio. Mesmo vomitando, ela foi lá e fez. E, sadicamente, respondeu só perguntas sobre estômago. Mas deu seu recado, mandou os avaliadores lidarem com o vômito – afinal, eles são médicos – e foi aprovada. Parabéns Mer! Você mereceu, e muito. Torcíamos demasiadamente por você.

O mais triste do episódio foi ver Arizona, a doce, sofrer com o drama do amigo de infância, que está à beira da morte. E isso serviu para a loira reviver a morte do irmão. Acho que vem mais drama por aí, que essa história ainda não está finalizada. Só nos resta aguardar as emoções, literalmente, do próximo episódio.

Semana que vem vai ao ar Migration. Será que finalmente descobriremos quem migrará do Seattle Grace? É, as despedidas estão chegando.

P.S.: você também estão achando bonitinho o “namorinho” do Chief com a Mamãe Avery? Eu tô curtindo demais.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

3 Comments

  1. Anderson Narciso

    Esta semana temos a primeira parte da season finale! Pela primeira vez, Greys terá o finale divido por uma semana! Shonda disse que os episódios extremamentes se completam! E sim, teremos quem irá sair definitivo, e quem irá sair e voltar na segunda parte por motivos de força maior … AAAAJA CORAÇAO!

    E Mari, é isso tudo o que você disse!E eufiquei mto surpreso com a reprovaçao da April.
    Apesar de torcer pelo trio original, achei q quem ia dançar era o Karev.
    Enfim…

    parabens pela revieww
    bjs

  2. Bruna

    Eu fiquei bem triste com a reprovação da April. Ela merecia passar mais que todos ali (com exceção do Alex). Mas adorei os surtos dela, ri demais. Falando no Alex, já tava super nervosa porque a resposta dele não chegava, até que ele jogou a cabeça pra trás e sorriu. Sabia que ele ia conseguir!

    To super apreensiva com o season finale, e bem aliviada porque posso riscar 3 personagens masculinos que eu amo da lista de possíveis mortes.

  3. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 11 a 17/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account