Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Got to Be Real

Pin it

Série: Grey’s Anatomy
Episódio: Got to Be Real
Número do Episódio: 11×03
Exibição nos EUA: 09/10/2014
Nota do episódio: 8

Eu sei! Eu seeeeeeeeeeeei! Tô muito atrasada com as reviews do meu amor maior, Grey’s Anatomy. Mas consegui ver os 3 episódios da nova temporada apenas ONTEM, acreditam? Enfim, prometo manter as reviews em dia a partir de agora. PROMETO!

Esse início de temporada é um momento crucial para Grey’s Anatomy. Uma personagem muito querida – Cristina Yang – partiu no final da temporada passada, e só com o retorno da série que descobriríamos se todas as promessas de “não vou voltar a assistir à série sem my person” eram verdadeiras.

Bom, a julgar pela audiência desses 3 novos episódios, muitas promessas foram em vão. Felizmente.

Mas não só em termos de audiência esse princípio de temporada seria crucial. O ponto chave na verdade, era a forma como os roteiros trabalhariam a partida da Cristina, a decisão tomada pela Meredith e a chegada de Maggie Pierce. E esses 3 episódios deram muitas pistas de como essas 3 histórias – talvez as principais até aqui, junto com a decisão de Callie e de Torres de adotarem um bebê – serão tratadas no decorrer da temporada.

A partida de Yang deixou um vácuo em relação à Mer. E os roteiristas trataram de tampar esse buraco com Alex Karev. Foi a decisão mais lógica e rendeu ótimos momentos, especialmente porque Alex é MUITO diferente de Yang e porque Jo não consegue compreender a relação entre Grey e Karev. Mas eu esperava ver uma interação maior entre Amelia e Mer. Acho que elas não tiveram nenhuma cena juntas até agora, o que é uma pena, já que as duas funcionam muito bem juntas.

Meredith tem interagido bastante com Maggie, sua meia-irmã. As cenas entre as duas são bacanas especialmente porque nos mostram muito da antiga Meredith, mais sombria, obscura e fechada. Mas confesso que eu ainda não me acostumei com a ideia de ter a Maggie em Seattle. Talvez por isso o plot dela ainda não tenha me cativado.

O segundo episódio, Puzzle With a Piece Missing, mostrou o quão competente e determinada a cardiologista é. Mostrou também o quão insegura ela é quando se trata de mexer no seu passado. Ela parece ser uma boa pessoa, é divertida. Mas ainda não me apaixonei por ela, entendem? Por outro lado, quero muito ver como a relação dela e da Meredith vai se desenvolver. Mexer nisso é mexer em terreno perigoso, já que vimos uma história parecida entre Mer e a saudosa little Grey. Mas ainda assim quero descobrir se a Mer vai agir como agiu em relação à Lexie ou se as coisas serão mais fáceis dessa vez. Isso sem contar o drama que Maggie e o Chief terão que superar. Ou seja: esse plot vai render pelo menos metade da temporada. Espero que saibam trabalhá-lo direito.

Outra grande história da temporada trata da decisão da Meredith de permanecer em Seattle. Derek acabou abrindo mão do emprego em Washington e agora está amargurado. Ele tenta não culpar Meredith, mas não está conseguindo. Eu até entendo o ponto de vista dele, de que o amor pela família o fez ficar e de que Mer, de certa forma, o obrigou a tomar essa decisão ao tomar a sua própria. Mas eu gostei muito do que a Amelia disse pra ele em Got to Be Real.

Derek sempre teve esse complexo de Deus, de achar que é mais e mais importante do que todo mundo. Está na hora de ele viver com suas próprias decisões sem culpar os outros. Está na hora dele ser mais humilde e colaborativo. E eu estou ansiosa de verdade pra ver como ele e Mer vão voltar as boas (não que eles estejam brigados, mas há o ressentimento no caminho da felicidade) e como Derek e Amelia vão achar uma forma de trabalharem juntos, especialmente ela sendo “chefe” do irmão.

Outro casal que está tentando acertar o passo – depois de uma temporada de sofrimento e desencontros – é Calzona. E as coisas seguem difíceis entre as duas, já que conciliar suas aspirações de crescimento profissional com a aspiração de crescimento da família nem sempre é fácil. Eu espero que os roteiristas deem paz para Callie e Arizona em breve – ou separe o casal de vez. Não é legal ver a mesma lenga-lenga de sempre.

Grey's Anatomy - Got to Be Real 3

E por falar em dar paz, na última review da 10ª temporada eu expressei a minha felicidade pela sorte do Alex finalmente estar mudando. Pois bem, eu estava enganada, e agora Karev está pior do que nunca. Ele perdeu o emprego na clínica particular (graças à Jo e à Maggie) e o lugar no conselho. Aparentemente, os outros membros precisavam aprovar a entrada de um substituto, e acabaram escolhendo a Bailey.

Eu ODIEI a escolha. Miranda Bailey não é mais nem a sombra do que já foi um dia, e achei muito feia a atitude dela de achar que seu lugar no conselho estava garantido, desconsiderando completamente a competência do Alex. Quero só ver o que o futuro reserva para o garoto, mas espero que sejam coisas boas. E que Bailey volte a ser pelo menos 1/4 do que era.

Grey's Anatomy - Got to Be Real 2

Por outro lado, gostei muito do Hunt nesses episódios. Ele foi um dos mais afetados pela partida de Yang, e foi bonito ver como ele está decidido a seguir adiante da melhor forma possível. Gostei de ver a parceria entre Callie e ele, gostei de ver os dois se abrindo um para o outro. Todo mundo sairá ganhando nessa equação, e vai ser bom ver o Avery – também cansado de deixar o profissional de lado pelo pessoal – juntando-se à eles. Prevejo momentos de emoção e diversão.

Sei que em razão de não ter falado dos episódios individualmente muita coisa acabou ficando pra trás. Mas seguindo as reviews semanalmente, prometo dar espaço também para as questões secundárias!

Até o episódio dessa semana pessoal!

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

1 Comment

  1. claudia regina freitas

    Ótima review . Confesso que dei graças a Deus qdo a ultima temp terminou, não aguentava mais o assunto: saída de Cristina Yang. Ela amadureceu, cresceu, foi para algo muito melhor. Enfim fica um vazio mas, daqui a pouco tenho certeza estará preenchido. Fiquei triste por terem preterido o Alex para a Diretoria, mas acho que é uma forma da Shonda trazer de volta a antiga Miranda, quanto ao Alex torço pra que ele não se perca.
    Não consigo imaginar a Mer interagindo com a Maggie numa boa, não consigo imaginar as duas como irmãs, alias não gostei da Maggie, muito chatinha. Dois casamentos estão ameaçados Derek/Mer (Derek está muito mala) e Callie/Arizona a estória do bebê com certeza não vingará como ficou subentendido na cena da sala de espera da clínica e depois o choro da Callie, espero que elas consigam superar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account