Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Free Falling e She’s Gone

Pin it

Série: Grey’s Anatomy
Episódios: Free Falling e She’s Gone
Temporada:
Número dos Episódios: 8×01 e 8×02
Datas de Exibição nos EUA: 22/09/2011

A sétima temporada de Grey’s Anatomy foi controversa. Teve ótimos episódios, episódios de qualidade sofrível, e teve um “evento musical”. Teve, também, e de longe, a menor média de audiência de uma temporada do seriado. Muita coisa importante aconteceu, e é importante relembrar algumas delas, agora: Adele Weber tem Alzheimer; Meredith adulterou o estudo clínico de Derek para Adele não receber placebo; Karev, com medo de perder o cargo de residente-chefe, entregou a colega; Derek e Meredith decidiram adotar a fofa Zola; Yang está grávida e pretende abortar; Derek e Owen não concordaram com as atitudes das esposas e decidiram “abandoná-las”. Todos esses acontecimentos deixaram uma gama de questões a serem respondidas por Shonda Rhimes. Mas nossa principal pergunta era: a criadora do seriado ainda conseguiria acertar a mão e fazer uma grandiosa 8ª temporada, com histórias sólidas?

Free Falling e She’s Gone, os episódios que abriram esta 8ª temporada, ficaram com a perigosa tarefa de mostrar aos fãs o futuro de Grey’s Anatomy. E, na minha opinião, cumpriram a tarefa com êxito, e nos deixaram com uma sensação de que coisas boas podem pintar. A pena foi a audiência não ter correspondido: a premiere foi vista por “apenas” cerca de 10 milhões de pessoa. A pior de uma premiere de Grey’s Anatomy, até hoje.

Free Falling foi um ótimo episódio. Falou sobre casamentos. Ou relacionamentos amorosos, em geral. De como eles estão bem e, no momento seguinte, ruíram, sem motivos aparentes. E desde o princípio ficou claro que a história do casal – Danny e Susannah – seria utilizada para abordar os relacionamentos do pessoal do Seattle Grace, mais especificamente o de Owen e Cristina.

Logo de cara, descobrimos que Derek e Owen optaram – ainda que isso os consuma – por não saber das (ex) esposas. E que elas estão tentando se virar, da melhor forma possível, para cuidar de Zola. Descobrimos também que Teddy está radiante, sinceramente feliz. Que Karev enfrenta o descaso – e a ira -, dos demais colegas. Que April está tentando, genuinamente, ser uma boa residente-chefe, mas está fracassando na missão. E que Sloan continua tentando ficar longe de Lexie, e vive uma relação profissional “conturbada” com Avery – que decidiu se aventurar no mundo das cirurgias plásticas.

Achei legal que Grey’s tenha retornado com um grande caso. Os episódios que envolvem catástrofes são sempre bons, quando não ótimos, ou ainda memoráveis. E foi ótima a metáfora do acidente – quando o chão literalmente sumiu sob os pés dos transeuntes – com a situação vivenciada pelos personagens principais.

A demissão de Meredith era, como Derek bem pontuou, esperada. Ela não poderia sair impune. Então, não foi o fato dela ser demitida que mais me incomodou. O que me deixou brava foi ver várias pessoas incomodadas com o fato e tentando revertê-lo, e Derek parado, sem ação, achando tudo muito justo. Yang se importou ao ponto de bater em Alex. O Chief procurou exaustivamente um novo emprego para sua preferida. Até Alex, o delator, pensou em se retratar e impedir a demissão da amiga. Todos se mobilizaram, menos Derek.

Enquanto a vida de Meredith virava de cabeça para baixo, os demais residentes e atendentes lutavam para resgatar e salvar Danny e Susannah, e do garotinho soterrado no acidente. Achei que Danny foi realmente corajoso, forte, e companheiro, ao permanecer ao lado da esposa ferida, e ir até situações extremas para salvar sua vida. Sua lição – juntamente com o lindo desabafo de Meredith – serviu como incentivo para Owen, que decidiu procurar Yang.

Mas era evidente que os problemas de relacionamento entre os médicos não se resolveriam tão fácil assim. Lidando com internos a ponto de chegar as vias de fato, Miranda decidiu procurar por um Gunther. E essa busca rendeu algumas das cenas mais engraçadas do episódio.

No final de Free Falling Meredith, mais uma vez, decidiu pelo caminho errado. Com medo que Janet levasse Zola, em razão de sua demissão e da separação, ela resolve roubar a menina. E fico aqui, pensando com meus botões: Mer tem atitudes insanas, totalmente questionáveis. Como posso gostar dela cada vez mais?

She’s Gone continuou tratando de relacionamentos. Mas acho que, dessa vez, o ponto alto foi a amizade. E eu me deliciei com isso. Achei justo que o foco recaiu, principalmente, sobre Webber, Bailey, Derek, Karek, Yang e Mer. Eles são os remanescentes das épocas gloriosas de Grey’s Anatomy. E, segundo diversas notícias que rodaram por aí nos últimos meses, pode ser a última temporada de alguns deles. Então, que as luzes dos holofotes os iluminem!

Derek passou boa parte do episódio a procura de Meredith, esperando o pior. Enquanto isso, os atendentes se divertiram procurando pelo Gunther. E Richard tramava um plano. Chamou Henry para sua cirurgia, antecipadamente, e se preocupou em ter a presença de Bailey. Todos os fatos indicaramm que o Chief estava tramando algo grandioso. Mas confesso que a saída que ele encontrou para o caso de Meredith não era a minha primeira opção de palpite.

Também não era minha primeira opção Avery como o Gunther. Mas a “escolha” foi justa, especialmente depois que até o Cristina “bloco de gelo” Yang se deixou afetar pelos problemas e acabou injetando adrenalina em Karev. Resultado: quase matou o amigo, mas acabou favorecendo a descoberta de uma arritmia (será que teremos um drama médico envolvendo Karev?).

Achei bonito ver que Arizona se preocupa com Karev. E mais bonito ainda como Yang acabou perdoando – do jeito dela – e buscando o auxílio do colega para ajudar Meredith. Eles conseguiram fazer o “sequestro” de Zola parecer um pulinho no pediatra.

Meredith recebeu, também, o grandioso auxílio do Chief, que resolve assumir a culpa pela adulteração do estudo clínico e ir pra casa – dessa vez de verdade – aproveitar a noite com a esposa. Bailey foi a escolhida para comandar o estudo clínico sobre o Diabetes, e terá que enfrentar os ratos. Richard, com uma ação, favoreceu duas pessoas competentes. Sim, porque competente Mer é. Ela só faz escolhas “emocionais” demais.

Achei super pertinente as palavras de Richard, dizendo que estava tentando salvar Meredith, enquanto Derek faz … nada! Quase fiz coro quando ele disse “Até quando vai puni-la”!!

Com tanta gente ajudando e alertando ele sobre sua conduta, Derek ensaiou uma espécie de apoio à Mer, dizendo que ela é uma excelente mãe. Que seu maior problema é amar tanto as pessoas, que faz tudo por elas. Mas, de nada adiantou. Janet levou, ainda que temporariamente, Zola (tão triste!). E Derek virou as costas e foi embora, deixando a esposa sozinha e completamente vulnerável. Por isso, foi ainda mais lindo que o apoio de que Meredith precisava veio justamente do durão Alex.

Outra que recebeu apoio foi Yang. E achei muito bom o desfecho que Shonda deu para o caso da gravidez. Quem acompanha a série não compraria a ideia de Yang como uma mãe carinhosa e cuidadosa. A vida dela são as cirurgias. E foi assim que Owen a conheceu e se apaixonou por ela. Por isso, a saída apresentada foi a mais coerente. Mas acredito que, apesar de ter apoiado a esposa, Owen ainda não superou completamente a ideia do aborto, o que pode trazer alguns conflitos pela frente!

E o final “feliz” foi para Danny e Susannah. Mostrou que, apesar dos pesares, tudo pode ficar bem. Mesmo quando você falar da sogra no meio da briga.

Enfim, dois ótimos episódios, que me deixaram com uma super expectativa. Estou levando fé em uma temporada à moda antiga. Alguém me acompanha?

P.S.1: recebi a difícil tarefa de substituir a Lara Lima nas reviews da série. Espero que a audiência fiel dela continue me acompanhando!

P.S.2: foi fofa a interação entre Teddy e Henry, e ver ela toda feliz por causa do casamento. E ri muito com as cenas dela no papel de esposa surtada. Espero ver mais cenas dos dois nessa temporada.

P.S.3: também achei interessante a forma como Teddy tá tentando lidar com Yang e seu brilhantismo. Mas acho que seus esforços por humildade fracassarão. Yang é demais, e sabe disso.

P.S.4: a creche do Seattle Grace passará a ser a locação da maioria das cenas! E cenas fofas, como a dos “papais coruja” Sloan, Robbins e Torres.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

7 Comments

  1. Paulo Serpa Antunes

    Tenho que baixar os eps. Mas sabe que apesar do teu entusiasmo, ao ler a review, fiquei pouco entusiasmado com a volta de Grey? Não é o teu texto, claro que não, é que me dei por conta que estas storylines da gravidez da Christina e do bebê da Mer são meio como becos sem saída. Não tem como resolver bem. Não consigo imaginar as tramas acabando bem…

  2. Tati Siqueira

    Olá Mariela…..seja bem vinda…..claro que vamos continuar te acompanhando, seu texto foi muito lindo e bem claro com tudo que aconteceu em GA. Esse episodio deixou algumas coisa bem claras, uma delas foi a solução para a situação da Mer, não sei se foi a melhor situação, mas como ele é a protagonista ficaria dificil outra resolução;

    Adorei ver a o “casal” Arizona e Callie e o Sloan parece que a interação entre eles está melhor, é verdade a creche irá ser o local mais frequentado agora, mudança de ares pelo menos….rsrsrsrs

    Teddy e Henry bonitinho de ver, mas não fica muito “grudento” que não dá…..cansa.

    Cristina e Owen ele já sabia muito bem como ela era antes de casar e agora está querendo muda-la????? Não existe isso ameiiii o discurso da Mer ela colocou ele no seu devido lugar. É obvio que tem pessoas que não nasceram para serem mães, eu sou uma dessas pessoas que não quero ter filhos, minha opção, não tem em lugar nenhum escrito que isso é obrigatorio, não sou a favor e nem contra do aborto é decisãoo de cada um; Então não fique reclamando e se fazendo de coitado depois ok…

    Alex, meu amigo vc ferrou sua vida, mas não foi de maldade fala para todo mundo que no fundo vc é bonzinho e carente somente isso.

    April de chefe?É serio???É para acreditar mesmo? Não né????Na boa, ninguém leva ela a serio e nunca irá levar, ATITUDE.

    Casal que eu quero que se separe muito Avery & Lexy ela não combina com ele….e sim com o Sloan…….acorda menina……

    Sobre as aitudes de comportamento da yang acredito que com erro da injeção que ela nem sabia o que foi talvez ela aprenda que tem etapas na vida que não dá para pular.

    Olha pela primeira vez eu acreditei que a Mer pode dá certo como mãe……ela agiu muito melhor que o Derek que só estava preocupado com o próprio umbigo(ok ele tem sua razão, mas filho foi idéia dele correto?????)Tomara que ela recupe a Zola.

    Nossa escrevi muito….rsrsrsrs

    Enfim vamos aguardar o que nos aguarda nesta temporada…..

    Até a próxima Mariela

  3. Lara Lima

    Tati, até comentei isso em outro site. Fiquei com raiva do Derek pelo descaso com a Meredith. Ele não se lembra, mas ela pediu pra morrer no lugar dele e não faz muito tempo! Aí agora ele dá uma de superior, que não pode criar alguém com uma pessoa dessas? Faça-me o favor, né? Ele sabe muito bem que Mer nunca soube o que é certo e o que é errado. Na verdade, não no conceito que todos acreditamos. E ainda assim casou com ela, então não dá uma de enganado pra cima de mim não.

    Teddy e Henry bonitinho de ver, mas não fica muito “grudento” que não dá…..cansa. (2)

    Mas achei fraca a premiere. Única coisa que salvou foi a Bailey, tava sensacional.

  4. Tatiana Da Silva Siqueira

    É Lara para o inicio realmente não foi aquele show de serie, mas acho que valeu no fim das contas; Bailey arrasa mesmo em qualquer situação…..a cena dela no elevador querendo falar poucas e boas pra April foi ilária.

  5. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 10/10 a 16/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account