Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Fear (of the Unknown)

Pin it
Série: Grey's Anatomy
Episódio: Fear (of the Unknown)
Número do Episódio: 10x24
Exibição nos EUA: 15/05/2014
95.416666666667
4.7
12

Sentem-se. Procurem uma posição confortável. Apertem o play. E deixem ela ir.

Todos sabíamos há bastante tempo que na season finale da 10ª temporada de Grey’s Anatomy Cristina Yang iria embora. Tivemos todo o tempo do mundo para nos prepararmos. Porque doeu, então, tanto? Não nos preparamos da forma adequada?

“You only know you love her when you let her go … and you let her go”

Esse trecho da música Let Her Go, do Passenger, é apropriado para o momento. Muito embora saibamos há muito que amamos Cristina Yang, foi ao deixá-la ir que nos demos conta do quão devastador será seguir sem ela. Não havia preparação adequada. Mas nós precisávamos deixá-la ir.

Em No Man’s Land, o 4° episódio da primeira temporada, Yang perdeu uma paciente muito querida pelo Seattle Grace, já que havia sido enfermeira do hospital por muitos e muitos anos. E ela enfrentou ali sua primeira grande perda. Consequentemente, teve problemas para lidar com isso, especialmente sendo “coração gelado”. Mas o Burke, nas escadas, deu um conselho para sua pupila “Let her go. We need to let her go”. Talvez Shonda tenha usado Where Does the Good Go, de Tegan and Sara, na cena da despedida definitiva de Yang para que nos lembrássemos dessa cena. Não foi à toa, certamente, que Meredith escolheu essa canção como swan song.

“And how do you know when to let go?”

Assim como Meredith, nós sabíamos. Apenas sabíamos. E sabíamos também que Cristina não faria isso sozinha. Afinal de contas, ela sempre teve Meredith ao seu lado, e agora não seria diferente. Com a impressão de que as coisas não estavam de fato concluídas, Cristina tentava adiar sua partida. E sabedora de que o momento da despedida havia chegado, Meredith levou Cristina Yang para sua última ronda.

Foi quando Yang se despediu de Derek que eu comecei a chorar de verdade. Alex ouviu palavras bondosas de Yang, que confirmou que embora ele não seja “nenhuma Cristina Yang”, ele é um cirurgião muito bom. O chief e a Bailey também foram agraciados com um abraço (Weber, nós estamos muito orgulhosos dela). A cena da despedida de Cristina e Owen foi muito Crowen. A vontade de estar perto e a aceitação de que a distância era melhor e de que nunca o adeus seria suficiente preencheram a cena. Mas nem por isso foi menos difícil foi ver Owen deixá-la ir. E então restava apenas uma despedida. A mais difícil.

Meredith mostrou, ao se despedir de sua person, a mulher forte que se tornou. Vê-la obrigando Yang a entrar no táxi e ir embora, enfim, foi agridoce. Deu orgulho do meu bebê, mas a tristeza por vê-la “abrindo mão” de sua person quebrou meu coração.

“What do you need, an ‘I love you’? I love you.”

Quando Cristina acenou para uma Meredith forte, porém devastada, eu achei que o ponto final na trama de Cristina Yang havia sido colocado. Felizmente, estava enganada. A cena final entre Ellen Pompeo e Sandra Oh foi uma das mais belas da história de Grey’s Anatomy. 

tumblr_n5napnikQ31qdgslmo10_250

“Wait, we’ll call each other at least twice a month and we’ll text each other all the time. Don’t let Owen get all dark and twisty. Take care of him. And Alex, take care of Alex. He needs to be mocked at least once a day or he’ll be insufferable. Don’t get on any tiny little planes that can crash or stick your hand in a body cavity that has a bomb in it or off your life to a gunman. Don’t do that. Don’t be a hero. You’re my person. I need you alive. You make me brave. Okay, now we dance it out”.

E então, elas dançaram. Dançaram como muitas outras vezes. Dançaram como nunca antes haviam dançado.

tumblr_n5nbs9EH9P1ruoai9o6_250

E em um último ato de amor, Yang fala para Meredith tudo o que ela precisa ouvir. E nos deixa, enfim, com uma das falas mais bonitas do seriado:

I gotta go. You stay here. You are a gifted surgeon with an extraordinary mind. Don’t let what he wants eclipse what you need. He’s very dreamy, but he’s not the sun. You are.

Obrigada, Shonda Rhimes. Por permitir que Yang partisse sem morrer. E, especialmente, por lhe dar uma despedida tão bonita.

Obrigada, Sandra Oh, por essa linda jornada. And thank you, Cristina Yang, to be our person.

“You don’t feel finished because this isn’t the end for you. There’s no finish line. There’s no end point. You just have to go”

tumblr_n5nez8g4Ru1ruoai9o3_250

——-

Peço desculpa por essa review não ter sido uma review. Eu não consigo escrever algo coerente. Eu precisava, também, deixar Cristina Yang partir.

Mas para não deixar de falar de todo o resto, algumas considerações:

1 – April e Jackson se reencontraram, aparentemente. E as belas palavras da Mama Avery para a nora fizeram toda a diferença.

2 – Shonda, your bitchless heart! Como assim a nova chefe de cardiologia é filha de Elis Grey COM O CHIEF WEBER? Estou em choque.

3 – Calzona vai optar pela barriga de aluguel. Só eu acho que vem muito drama por aí? Do tipo a barriga de aluguel resolver não entregar o bebê na última hora? É a cara da Shonda.

4 – Bailey vai se dar mal, MUITO MAL, porque Alex se deu bem, MUITO BEM! Yang deixou o hospital e, consequentemente, seu lugar no conselho para o amigo. Achei lindo <3

5 – Meredith, o sol, não quer ir pra Washington. E Derek, que foi egoísta mesmo e se acha, desde sempre, O cirurgião mais importante do mundo, não irá compreender isso facilmente. Só espero que não venha drama MerDer por aí.

6 – Shonda estava bondosa quando deixou que William Harper desse um final super bonito pra Leah. E que deixasse o Shane ir embora também, para ser feliz ao lado da mentora (eu disse que isso ia acontecer). É muita caridade dela deixar tanto ator sair sem matar seus personagens.

Até setembro, pessoal. Deixei Cristina Yang partir, mas ainda não estou pronta para fazer o mesmo por Grey’s Anatomy.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

8 Comments

  1. Tatiana Siqueira

    Mari seu texto repassa exatamente o que cada um vai sentir (e eu senti) ao ver o final de GA, lindo emocionante e chocante no final, claro que a Shonda não poderia entregar um episodio sem um drama básico. A cena mais linda de todas as series que eu assisti, foi ver elas dançando – foi a cereja do bolo como dizem por ai. PERFEITO do inicio ao fim, claro que no inicio eu pensei: claro que a Shonda vai matar alguém, afinal explodiu um Shopping e não ter ninguém de Seatlle, mentira……..mas não ela nos surpreende de uma forma linda e emocionante.

    You’re my Person é a frase mais linda que poderia ser colocada ali naquele momento, defini a serie e a amizade tão linda e verdadeira das duas.

    PS – Bailey tomara que vc não se ferre – vc precisa voltar a ser a personagem que eu amei no inicio da serie.

    PS 2 – April e Jackson casal tão fofo (eu adoro os dois juntos) espero que seja uma gravidez sem traumas por parte da Shonda (ela adora um drama)

    PS 3 – Owen os olhos disseram tudo sobre o amor que ele sente pela Cristina e que aceitava a separação <3 – espero que ele seja feliz.

    PS 4 – Calzona – sem mais drama please.

    PS 5 – Chefe que bomba foi jogada em seu colo

    Que venha setembro………. <3

  2. FlaviaRibeiro

    Mari, li agora seu texto. Adorei. Tanto as partes emocionadas quanto as cômicas (” É muita caridade dela deixar tanto ator sair sem matar seus personagens.”, hahahahaha).
    Adorei o episódio, as cenas da Yang foram incríveis.
    Mas essa história de filha de Ellis com Chief me deu uma gastura tão grande… Achei isso tão desnecessário…

  3. Michelle

    eu comecei a chorar na abertura hauhauhauhauh
    q episódio maravilhoso. eu nunca mais vou esquecer a cena da dança

  4. Hugo Hashimoto

    “Obrigado, Shonda Rhimes. Por permitir que Yang partisse sem morrer. E, especialmente, por lhe dar uma despedida tão bonita.”

    Era exatamente isso que eu queria. Foi perfeito ver a Christina partindo pra uma outra jornada e continuando viva! Eu assisti o episódio com medo de que ela ceifasse mais um médico daquele hospital, mas aconteceu tudo do jeito que tinha que ser. TE AMO SHONDA SUA LINDA!! <3

    Com a partida da Christina, a melhor personagem de Grey's Anatomy, eu pude ver a Mer chamando atenção de novo. Ela deve voltar a ser aquela Mer que colocou a mão em uma bomba, que ofereceu a vida ao atirador e muitos outros momentos memoráveis. Vai ser interessante.

    E talvez o maior choque tenha sido a médica nova ser filha da Ellys. VEI, COMASSIM SHONDA?! RLLY?! HAUEHUAEHU Mas eu adorei. Quero ver pra onde isso vai.

    Não vou abandonar Greys como eu pensei que faria, mas não vai ser a mesma coisa sem a nossa Christina. ;-;

  5. Chris Guastti

    Acabei de ler sua postagem e estou aqui, ouvindo Let her Go e chorando, chorando, rindo, viajando no tempo…
    Você conseguiu expressar exatamente como me sinto após assistir o episódio.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account