Log In

Reviews

Grey’s Anatomy – Do You Believe in Magic

Pin it
Série: Grey's Anatomy
Episódio: Do You Believe In Magic
Número do Episódio: 9x22
Exibição nos EUA: 02/05/2013
95.333333333333
4.7
3

Dando seguimento à ótima sequencia de episódios dessa reta final da 9ª temporada de Grey’s Anatomy, Do You Believe in Magic trouxe encaminhamento à praticamente todos os plots desenvolvidos pelos roteiristas.

Mas antes de falar sobre as histórias desenvolvidas, vou falar sobre a introduzida, e da qual eu gostei muito. Lauren Boswell, uma médica competentíssima (e um tanto quanto flertadora) chegou ao Grey-Sloan para fazer uma cirurgia junto com Arizona. E não é que ela já chegou toda toda pro lado da Robbins? Hilarie Burton foi tão bem no papel que eu inclusive (PERDÃO, CALLIE) achei que sobrou química entre Boswell e Arizona. Contudo, não acho que Robbins vai trair Callie. Acho que o interesse de Lauren vai servir pra Arizona voltar a se sentir uma mulher poderosa e sexy, já que a ausência da perna não é motivo para o afastamento das pessoas. Creio que nos próximos episódios veremos mais momentos entre Boswell e Robbins. E confesso: adorarei cada um deles.

Das histórias antigas, vimos o desenrolar do drama de Bailey. A médica optou por fazer uma greve de silêncio. Aparentemente, era mágoa pura, já que ela não respondia para nenhum dos colegas. Nem a intervenção da saída do banheiro auxiliou. Mas depois que descobrimos o incrível número de testes que Miranda fez nela mesma, ficou evidente que a questão era outra: o medo de causar mais mortes. E no final das contas, depois de ver o mágico indo embora, Richard compreendeu que apenas ele poderia auxiliar Bailey. Eu achei que ele iria tentar conversar com ela, mas foi muito mais sábia a saída dele: chamar Ben. A mágoa de Bailey com o Chief é gigante, então não ajudaria muito ele forçar a barra. Creio que no próximo episódio Miranda já estará pronta pra outra, já que ela baixou a guarda e aceitou a ajuda do marido. Então, creio que essa história se finalizou, o máximo que veremos é algum reflexo pontual futuro.

Momento fofura do episódio: a linda a cena entre a família Grey-Shepherd. Derek de princesa e Meredith de tigresa tomando chazinho com Zola. Também foi fofo ver Derek todo preocupado com a primogênita, já que irmãos mais novos podem ser verdadeiros monstrinhos (adorei a enquadrada que Derek e Heather deram no menino hiperativo do hospital). Mas concordo com Mer: Zola é persuasiva o bastante pra ficar sã e salva.

Outra questão que seguiu sendo abordada foi a do Owen com Ethan, que tomou os remédios da vó e quase foi se encontrar com a mãe. E a vó do garoto arregou, por achar que não tem condições de dar uma vida bacana com o menino. Como nada que Yang faz resulta na melhora de Paul, Ethan acabaria indo para o serviço social. Acabaria, já que Owen deve ficar com o garoto.

Isso porque muito embora tenha dito pra Yang que quer ficar com ela, é mais evidente a cada episódio a vontade dele de ser pai. Aliás, acho que os esforços da Yang não são apenas para salvar o paciente, mas também seu casamento. Se Paul não acordar, as coisas degringolarão em velocidade mais rápida. Não consigo vislumbrar futuro para Crowen, então. E acho que nem Cristina, que praticamente jogou a toalha. É uma questão de tempo, na minha opinião, o fim. E torço muito pra que ele seja rápido e indolor, porque voltar pro mimimi do “não quero ser mãe, mas eu quero ser pai” é inviável.

April, evidentemente, ainda é apaixonada por Avery – que está negligenciando Steph. Ela voltou com Matthew, mas a vontade de embarcar na Roda Gigante é enorme. E não creio que seja apenas atração física, mas amor mesmo. Só que o estilo de vida escolhido por Kepner conflita com esse amor, e a ruivinha não tem coragem de se jogar nos braços de Jackson. Por isso eu defendo a tese de que eles devem se afastar definitivamente. Porque embora o casal me agrade muito, não acredito que veríamos eles juntos sem toda aquela culpa da April, que deixa ela muiiiiito mais chata. Então, gosto de ver Avery optando por tentar com a Steph. Não sou fã da moça (ela é tão dispensável), mas acho que a leveza no relacionamento deles funciona bem.

E por fim, preciso falar da trama de Karev e Jo. Já antecipo: continuo gostando bastante do encaminhamento da mesma. Ok, nunca achei que o namorado de Jo iria bater nela (não é uma certeza que tenha sido isso que aconteceu, mas parece ser a hipótese mais plausível). Mas também não é tão improvável assim, já que ele ficou BEM desgostoso sobre o passado dela. Gostei de ver Alex tentando superar a paixão pela amiga (enquanto tentava driblar as zoações de Yang). Gostei do que ele disse pra ela, no final do episódio, porque mostra que ele sabe que não pode mais optar pelas mulheres-problema. E acho que dessa vez, Shonda encaminhará a história de forma diferente. Não acho que teremos uma nova Ava, ou o repeteco da história da mãe do Karev. Acho que essa história servirá só pra fazer que ambos admitam seus sentimentos um pelo outro e fiquem juntos. Claro, a possibilidade de eu estar redondamente enganada é enorme. A probabilidade do desfecho da história ser um lixo, idem. Mas eu aposto na Shonda, dessa vez. Mesmo que saiba que em se tratando da Rainha do Drama, me decepcionar pode ser uma constante.

Nessa quinta-feira vai ao ar Readiness is All. A primeira parte da conclusão dessa linda temporada. Mal posso esperar.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

5 Comments

  1. Bruno

    Puxa, Owen ir “encontrar com a mãe” foi preciso, hein Mariela?

    Até quando o “quinteto” (Meredith, Dereck, Callie, Arizona e Cristina) vai por a culpa no “novato” (Avery) por tudo que acontece de errado na direção do hospital? Foi coerente ele chamar o CDC, afinal a própria Miranda queria crucificar a assistente insossa quando achou que foi ela a causadora das mortes.

    Sobre Lauren eu fiquei com a impressão que vai rolar é um ménage, afinal até Callie declarou-se também “apaixonada”. Incrível como todas as lésbicas da TV são lindas.

    Que venha o gran-finale!

  2. Mariela Assmann

    Ethan quase foi encontrar com a mãe. Não Owen =)

    Normal o quinteto não se sentir completamente a vontade com Avery. Ele tem familiaridade com os demais. Mas com o tempo isso tende a passar, eu penso.

  3. Anderson Narciso

    Eu acho essa trama do Owen com o moleque muito forçada. Desde o início, desde o primeiro episódio que ele apareceu, todos sabiam que, a Shonda ia arrumar alguma forma dos pais deles morrerem ou não poderem mais ser responsaveis por ele, assim como depois a avó dele apareceu, e iria acontecer o mesmo. Um big FAIL para esta storyline que para mim já está um saco. Ai agora, vem o dilema da Cristina e Owen quererem adotar. E sinceramente, se a Cristina for ceder logo de cara, será outro big fail, porque ela já abortou dois filhos, e há 9 temporadas vem afirmando que ela não quer ser mãe. Nem da Zola, como ela já mesmo disse para a Meredith. Logo, acho essa história toda muito boba.

    Sobre o Alex e Jo, é outra história que para mim já deu. No início, até curti a ideia. Mas a Jo vem se mostrando uma personagem bem chatinha nestes últimos episódios. Parei de shippar os dois. Mas acho que é só o coração de um eterno órfão de Alex e Izzie falando.

    Sobre Hilarie Burton, já era esperado que ela fosse encher de brilho Grey’s Anatomy. Sou fã dela desde One Tree Hill, e ela sempre se mostrou competente no que faz. Como disse a própria Callie, “Oh meu Deus, acho que estou apaixonado por ela” hahahahah… Ela é muito linda, e já estou na campanha, “Hilarie fixa em Grey’s”.

    Esperando os dois últimos com as desgraças da Shonda! :D

  4. Bruna

    Espero que pelo menos a Cristina aceite a possível idéia do Owen adotar o Ethan. Ela não queria ser mãe e carregar o filho por nove meses e conseguiu. Agora tá na hora de ela ceder um pouco.
    Adoro o Avery, então acho que já encheu essa estória do quinteto sempre menosprezando ele e tal.
    Quanto à Hilarie Burton, adorei vê-la novamente na TV (já que não vejo White Collar). Também achei que sobrou química entre a Lauren e a Arizona. Foi mais que evidente, na minha opinião.

  5. Pingback: Destaques na TV – Segunda, 10/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account