Log In

Notícias

Greve dos roteiristas começa esta segunda-feira

Pin it

Está confirmado. O sindicato dos roteiristas dos Estados Unidos deverá entrar em greve na manhã da próxima segunda-feira (5/11).

De acordo com as lideranças da Writers Guild of America, a expectativa é que os 12 mil membros do sindicato sob contrato com a Alliance of Motion Picture and Television Producers cruzem os braços a partir da meia-noite da segunda-feira. A segunda-feira também será de piquetes em Los Angeles e Nova York.

De acordo com o jornal The New York Times, os primeiros programas a sofrerem o impacto da greve serão os talk shows. Programas como Late Show with David Letterman e The Tonight Show with Jay Leno, cujos monólogos são escritos em cima dos acontecimentos do dia, poderão sair do ar já na segunda-feira, substituídos por reprises.

Se a greve persistir, na seqüência deverão faltar episódios nas novelas diurnas, série de TV e na produção de filmes.

A greve é mais um passo de uma longa negociação que já dura três meses. Os roteiristas exigem uma fatia nos lucros pelas vendas de filmes e seriados em DVD e também pela distribuição do conteúdo pela Internet e por telefones celulares.

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

12 Comments

  1. Rubens T

    Nada mais justo que eles também sejam pagos pelas vendas de DVDs, reexibições e transmissões pela internet.

    Eles são parte importante do sucesso de um programa.

    Muitos atores e atrizes devem seu sucesso pelos roteiros, e não por seus talentos.

  2. Rafaelly

    Dou mó apoio pra que eles consigam a fatia deles,mas vai ficar triste assistir reprise em cima de reprise.Só espero q fechem um acordo logo…

    Nada a ver com o assunto,mas o canal 37 não passou a season premiére de Smallville hoje!!!

  3. Shane

    nessa história, quem vai se dar bem são os realitys shows e o wwe.

    e nós, que não temos nada a ver com a ganancia dos distribuidores e emissoras, vamos ficar a ver reprises em cima de reprise

  4. Eduardo

    É uma lista bastante grande de showrunners apoiando a greve. Acho essa atitude bastante promissora.

    24 horas não deve tar nessa lista por um simples motivo. Joel Surnow e Robert Cochran são afiliados do partido republicano. Não sei se isso tem a ver com a greve, mas eles não são liberais e isso geralmente gera uma atitude conformista.

    Apesar do showrunner Howard Gordon ser extremamente liberal, acho que a palavra final quanto ao futuro de 24 horas fica a cargo de Cochran e Surnow.

  5. Rubens

    O caras ja ganham muito bem e agora estao querendo dobrar os seus ganhos (hoje eles ganham de 3 a 5 centavos de dolar por dvd vendido, agora estao querendo passar para 8 centavos de dolar)… O aumento que eles querem, em torno dos 100%, soa exagerado.

  6. Eduardo

    Pelo menos eles lutam por isso, merecendo ou não.

    Por outro lado, aqui no Brasil nem se encontra a palavra sindicato de roteiristas no jornal. Eles nem tentam lutar pelos direitos que deveriam ser garantidos.

  7. bianca cavani

    Mas, Eduardo, tem certeza de que os do Brasil escrevem roteiros mesmo? Acho que, pelo que escrevem, estão muito bem pagos.

  8. Eduardo

    Esse é o problema. Eles não se reunem para garantir seus direitos.

    Individualmente, ficam completamente vulneráveis em negociações com produtores e estúdios. Mesmo sendo bem pagos, eles ficam a mercê de organizações como a Globo, sem poder de barganha. Eles podem andar em cima dos roteiristas, deixando eles sem nenhum controle criativo ou poder de dizer não. Pra mim, isso é falta de visão e falta de organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account