Log In

Reviews

Glee — Thanksgiving

Pin it
Série: Glee
Episódio: Thanksgiving
Número do Episódio: 4x08
Exibição nos EUA: 29/11/2012
86.125
4.3
8

Depois de um episódio cheio de capas e roupas justas de super heróis, Glee retornou com um episódio especial de Ação de Graças atrasado. Como se não bastasse o quão incrível é ter o elenco original reunido (exceto pela Rachel e pelo Kurt, que decidiram passar o feriado em NY), temos também a primeira competição dos New Direction sem o Will no comando. As Sectionals estão aí, e Finn aproveita a visita de seus velhos amigos para dar uma “mãozinha” no número musical que eles vão apresentar.

Finn resolveu colocar os amigos graduados para serem tutores dos novos membros do Glee Club. Quinn ficou com a Kitty, Puck com o mini Puck, Wade com a Mercedes, Ryder com Mike e Marley com Santana. Marley e Santana, sério, Finn? A única parte que deu certo sobre essa dupla foi quando Santana mexeu na bolsa de Marley e encontrou os laxantes que Kitty tinha dado pra ela. Quando descobriu foi conversar com a Quinn, o que sabemos não ter dado muito certo. Antes de qualquer coisa tenho que comentar, que ter Quinn de volta aos corredor do McKinley é absolutamente fabuloso, mas quero deixar bem claro que se um dia eu ver o Ryan Murphy na minha frente, eu vou perguntar como ele consegue estragar personagens tão maravilhosos e quebrar nossos corações. Só reconheci a Quinn nesse episódio quando ela cantava e quando enfrentava os Puckerman. Aquele bate boca (e tapas na cara) entre ela e Santana foi desnecessário, e eu não gostei nenhum pouco, assim como a Brittany.

Jake e Marley são lindos juntos, mas eu não consigo não querer ela com o Ryder. Ou Ryder e Jake. Pode ser que não aconteça, mas o bromance dos dois se tornou um dos meus preferidos em apenas dois episódios.

Apesar de alguns momentos, o episódio fez um ótimo trabalho dividindo os dois elencos, nesse sentido acredito que tenha sido o melhor episódio da temporada e eu gosto muito de saber que Glee está pensando em um futuro sem o elenco antigo e conseguindo andar com as próprias pernas, sem precisar de Rachel para se apoiar. Lógico que não nos aprofundamos na história de nenhum personagem, mas parece que a série finalmente encontrou uma formula para um problema que acontecia desde o começo da série, há praticamente 4 anos atrás (dá pra acreditar que já passou tudo isso?).

O plano maligno de Kitty para sabotar Marley foi descoberto por Santana e rejeitado por Quinn, que não acreditou no que a amiga contava. Achei meio inútil a Santana ter descoberto e não ter feito nada sobre, e não deu outra, Marley passou mal e desmaiou durante a não tão boa apresentação do New Directions nas Sectionals. Apesar de triste, o acontecimento deixou um bom plot para o próximo episódio.  O problema é que é quase tudo previsível, Marley vai ficar se sentindo mal e usar o típico “é tudo minha culpa”, além disso, é provável que os ND não passem para a próxima fase da competição e eu não culpo nenhum jurado. Ninguém merece Gangnam Style.

Enquanto isso, Finn ainda está tentando dar o seu melhor. Até usando colete ele está. Mas aí ele teve a brilhante ideia de Gangnam Style. Sério, Finn? (Pela segunda vez na mesma review). O hit pode até ser divertido, mas não é uma música para se apresentar em uma competição importante, ainda mais levando em conta a fantástica apresentação dos Warbles. Outro ponto previsível foi Tina cantando a maior parte da música. Então agora, só porque ela é asiática e a música é coreana, ela pode finalmente ter destaque ?

Vale a pena também ressaltar o figurino do New Directions. Foi praticamente igual ao que eles usaram na último Regional. Mostrando, mais uma vez, o quanto Finn está perdido e o quão parecido com Will ele quer ser.

Em New York a Ação de Graças também foi muito estranha, e ao mesmo tempo muito legal. Com os últimos acontecimentos, Kurt e Rachel decidem passar o feriado em NY, e Brody se convida para preparar o jantar. E a personagem de Sarah Jessica Parker juntou-se a festa, transformando o apartamento de seu funcionário em uma festa cheia de drag queens. Além disso, também deu um empurrãozinho para a cena mais emocionante do episódio acontecer. Ela diz para Kurt que ele não vai conseguir seguir em frente sem perdoar Blaine. Então depois de um flash mob que fez a apresentação dos ND parecer mais ridícula do que já foi, Kurt toma coragem e liga para Blaine. Posso dizer que Blaine errou feio, mas que os dois tem que ficar juntos porque são perfeitos um para o outro? Ryan Murphy quase consertou o que fez com a Quinn quando Kurt fez planos para o Natal com o Blaine.

No geral, o episódio todo foi divertido e nostálgico de um jeito bem familiar. O elenco de Nova York, os graduados e os novos membros do Glee Club tiveram seus momentos em dose certa. Apesar de não ser a mesma coisa que foi em sua primeira temporada, Glee voltou a brilhar com essa 4ª, que está certamente sendo a minha preferida.

A saudade foi tanta que depois dessa cena eu pausei o episódio e fui ver a performance, lá da primeira temporada, de I say a little prayer for you.

Setlist do episódio:

Homeward Bound/Home (Quinn, Puck, Mercedes, Mike, Santana e Finn)
Come See About Me (Quinn, Brittany, Santana e Mercedes)
Whistle (Warblers)
Live While We’re Young (Warblers)
Let’s Have A Kiki/Turkey Lurkey Time (Isabelle, Rachel, Kurt e Brody)
Gangnam Style (New Directions)

Séries citadas:

19 anos, mora em São Paulo, ama futebol e estuda Jornalismo. Está no TeleSéries desde 2011 e assiste mais séries do que os seus dedos da mão podem contar. Ama todas, mas Everwood, Friends e The O.C. sempre vão reinar em seu coração.

4 Comments

  1. Ubirajara Júnior Do Carmo

    Não quero que o ND perca, pfvr Ryan Murphy. Faça ter mais uma música no próximo episódio e que salve meu Glee Club favorito. Pra finalizar quero mandar um VSF pra Kitty, pra Quinn e pra otária da Marley. E mandar um alô caloroso pro Mike Chang, pra Santana e pra Tina Cohen Chang.

  2. bibi

    eu ja estava esperando que eles nao chegariam as nacionais esse ano, mas pensava que eles perderiam nas Regionals, a Marley agora tem a chançe de se redimir e virar uma garota diferente, sem esse poço de ingenuidade. prefiro ela com Jake, e pareçe que tina tera algum destaque maior nesses proximos episodios, até com um solo no 4×11. nunca fiquei tao ansiosa para um episodio como estou agora

  3. Gabi Assmann

    Bah, tô tensa. O que vai ser dessa temporada de Glee sem eles chegarem, pelo menos, nas Regionais?
    Céus, como essa Marley é ridícula. Odeio gente sem personalidade. Ok que a Kitty é uma bitch e que a Santana devia ter colocado ela no seu devido lugar, mas a idiota da Marley não tem boca pra falar nada? E nem personalidade pra não tomar laxante e não enfiar o dedo na goela e vomitar? Um afff bem grande.
    O melhor desse episódio foi ver a Quinn de volta aos corredores do McKinley. Meu Deus, que saudade que eu tinha da DIVA! Amei o primeiro medley (até chorei) e os momentos deles juntos jantando. Mas ver a Trindade de novo junta foi o ápice!
    Desnecessário o tapa, mesmo. Ficou fora de contexto, bem como a discussão das duas.
    Senti falta de um climinha entre a Santana e a Brittany. Infelizmente todos os casais parece que vão voltar, menos Brittana =(

  4. Juninho

    Bom,Quinn sempre foi Bitch,ela sempre foi a personagem que sofre de transtorno de personalidade,mas é assim que amamos Quinn. Diferente da Kit,a nossa querida Fabrey sempre foi uma vilã adorável desde a primeira temporada, e a amizade dela e Santana sempre foi assim agressiva, então não achei a cena do tapa desnecessária e também não concordo quando dizem que desconstruíram a personagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account