Log In

Reviews Spoilers

Glee – Never Been Kissed

Pin it

Glee – Never Been Kissed
Série: Glee
Episódio: Never Been Kissed
Temporada:
Número do Episódio: 2×06
Data de Exibição nos EUA: 9/11/2010

Glee é uma das séries com temática mais inovadora que apareceram na televisão americana nos últimos anos, pois, assim como Dexter e Weeds, soube quebrar diversos paradigmas. Não apenas por conseguir adaptar com sucesso um musical para televisão, mas também ao abordar temas do universo adolescente de maneira atual.

Em dois anos de exibição e garantida para uma terceira temporada, a série, dirigida por Ryan Murphy, abordou assuntos parcial ou totalmente ignorados pelos dramas teens em exibição. Em meio aos números musicais, apareceram casos de gravidez na adolescência, adoção, crises de autoestima, sexo, deficiência, prisão e homossexualidade.

A série tenta construir, obviamente também caindo em alguns clichês do gênero, uma mensagem de igualdade e respeito. No entanto, também segue na contramão ao abusar da agressividade, apelo à imoralidade e espírito competitivo extremo.

Aspectos não abandonados em Never Been Kissed, episódio no qual Mr. Shue prepara uma nova competição de mash-ups de garotas x garotos. É neste desafio que surgem os ganchos da trama: a falta de motivação de Kurt, cada vez mais vitimado pelo preconceito, e seu desejo de atuar na equipe feminina. Enquanto isso, Puck é liberado do reformatório e precisa realizar serviço comunitário como cláusula de sua condicional.

Preconceito

Kurt argumenta com Mr. Shue que sua maneira de comandar o grupo, às vezes, é desestimulante. Isto o leva a propor uma inversão de estilos musicais entre garotas e garotos. No entanto, o jovem continua sofrendo com preconceito e procura apoio no colégio particular, que o Glee club enfrentará nas seccionais.

No local, encontra Blaine – durante uma apresentação de Teenage Dream, de Katy Perry – também homossexual, que o ajuda a se impor contra os ataques de Karofsky – em uma alusão crítica à sociedade americana, simpática aos problemas destes jovens, mas ausente na hora propor soluções para o bullying. Fator este, que motivou diversos suicídios entre adolescentes gays neste ano, nos EUA, sendo necessária a campanha It Gets Better, com depoimentos de artistas dando apoio a esta faixa da população.

A cena do beijo gay entre Kurt e Karofsky, que confrontado após mais uma agressão, toma a atitude, acaba colocada de maneira a ilustrar essa pressão sofrida pelos adolescentes americanas em relação à sexualidade.

Glee – Never Been Kissed
Correção

Na outra ponta do episódio, Puck enfrenta problemas com sistema de recuperação de jovens infratores. Após ser alertado de que sua ajuda a Artie não caracterizava um serviço comunitário, o jovem se desespera com o risco de voltar à prisão juvenil.

No local, confessa ter sido agredido e humilhado, funções para as quais, alfineta a série, os reformatórios não foram criados. A mensagem enviada é a de que o sistema de correção, bancado com dinheiro público, é ineficiente e marginalizador. Situação familiar aos brasileiros com suas instituições penais para menores infratores e também adultos, que falham na tentativa de reintroduzir à sociedade tais indivíduos, mas sucede na produção em alta escala de cidadãos “escolados” no crime.

Never Been Kissed se esforça para tocar em assuntos fortes e polêmicos da sociedade moderna, mas o faz de forma superficial. Porém, merece os cumprimentos por, ao menos, tê-los trazido para discussão.

Séries citadas:

8 Comments

  1. Pingback: Tweets that mention Glee – Never Been Kissed -- Topsy.com

  2. Rafael

    Eu gostei bastante deste episódio e cada vez fico mais fã do Chris Colfer. E eu gostei do Chris Darren cantando Teenage Dream da Katy Perry. #prontofaleiAgora com tantos personagens na elenco principal, o desenvolvimento dos personagens vai ficar complicado, faz tempos que não me lembro da Rachel e do Finn, não que eu esteja reclamando, até porque os plots deles estavam chatinhos… Enfim…

  3. Anônimo

    Acho incrível essa alternancia de foco entre os personagens, até pq se tudo resumisse a Rachel e Finn iria ficar muito massante. Mas o melhor é que a as tramas estão com mais sentido nesta temporada.

  4. Marianna Lima

    Nossa… eu adorei esse episódio. Dei um grito quando o Karofsky beijou o Kurt. Viciei na versão Glee de Teenage Dream.Na vredade, eu espero que agora o Kurt fique menos chatinho, sempre gostei do orgullho gay de Kurt e como ele lidava com o preconceito.Sei que na realidade a maioria de jovens como ele se tornam depressivos, mas o problema é que o Kurt, ultimamente, esta insuportavel de chato, sempre mau humorado e afastando todo mundo.Sinto falta do Kurt divertido que, quando leva raspadinha na cara, fica mais preocupado com a limpeza de pele que acabou de fazer do que com que com a humilhação em si.

  5. José Eduardo Brum

    Gostei mto do episodio. MTO bom mesmo. PARABENS.
    Colfer merece um EMMY.

  6. Guilherme Barranco

    Tá bom… também confesso…. me viciei no Teenage Dream… guilty pleasure total, chego no trabalho cantarolando todo dia…. hehehehehe
    A série tá ótima, os personagens estão se desenvolvendo, as músicas estão empolgantes, as interpretações melhoraram e ver a coach Beaste in lingerie foi priceless!!!!!!! hehehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account