Log In

Reviews

Girls – Welcome to Bushwick

Pin it
Série: Girls
Episódio: Welcome to Bushwick
Temporada:
Número do Episódio: 01×07
Data de Exibição nos EUA: 27/05/2012
Não tem como começar esse texto com uma simples observação: Qual a chance de, em Nova York, todo mundo estar em uma mesma festa? Ainda mais uma dessas festas super secretas que só os descolados conhecem. Dito isto, que episódio legal hein. Teve a Hannah e o Adam dançando, teve a Shoshanna usando crack, teve a abertura diferente, a trilha sonora estava sensacional e nem teve nenhuma cena de sexo (só uma figurante pelada). Só a Marnie que tava muito chata. Mas vamos por parte.
Eu sei que essa situação da Marnie, de querer terminar o namoro, querer voltar depois de o cara terminar, conseguir convencer o cara a voltar, terminar de novo e depois ficar com ciúmes é super comum. Acho que todo mundo já passou por isso. Mas não é porque é comum e realista que deixa de ser chato. No fundo eu acho que ela nem estava com ciúmes dele. Na verdade, ela esperava encontrá-lo sofrendo e não enrolado em um par de pernas. Acho que se tratava mais de vaidade que de qualquer outra coisa. Mas ainda assim foi a pior parte do episódio. Pior até que a Jessa e o coroa, mas vamos deixar isso pra daqui a pouco. Quem nunca terminou um namoro e atormentou todo mundo falando sobre isso o tempo todo? E pior, quem nunca foi atormentado por um amigo ou amiga que acabou de terminar o namoro? Mas foi bacana o papo dela com o Elijah, dizendo que a Hannah é egoísta e ele dizendo que na verdade a egoísta é ela. Apesar de muito bem contada, não me interesso nem um pouco por essa história. Até porque, não tem muito pra onde ir. Ou ela conhece outro cara, e provavelmente vai ter os mesmo problemas que tinha com o Charlie, ou volta com ele e começa tudo de novo.
A parte da Shoshanna foi legal. Ela falando sem parar depois de fumar crack, e depois correndo achando que ia ser estuprada pelo Guia Espiritual do Crack foi muito bacana. Só achei incoerente, depois de todo aquele discurso politicamente correto sobre DST’s quando a Hannah descobriu que tinha HPV, a série trazer a Jessa dizendo que crack pode ser legal. Não que isso seja um problema, já que a série é voltada pro público adulto e é uma série de um canal fechado. Sobre o possível envolvimento com o amigo do Charlie, acho que pode sair alguma coisa boa dali. Ou isso, ou que tirem logo o personagem, já que ele tem tão pouca importância. Torçamos pra que ele resolva o problema sexual dela, porque está muito na cara quão desesperada essa menina está pra perder a virgindade.
A respeito da Jessa nem tem muito o que dizer, né? Ao contrário da história da Marnie, que apesar de chata é bem verossímil, essa história parece ter saído de uma novela das oito. O cara em crise de meia idade tenta reencontrar a juventude na babá descolada. Essa história é tão clichê que até o personagem percebeu. E ela força muito pra ser descolada. Tudo que ela faz é muito exagerado. Os conselhos dela são os piores possíveis. Quem, em sã consciência, deixaria essa menina como babá dos filhos?  Espero realmente que eles desenvolvam melhor essa parte.
Agora a parte mais legal, não só do episódio, mas da série. No começo eu torci um pouco o nariz pra Hannah, e principalmente pra Hannah com o Adam. Mas como é legal a história deles! Tudo funcionou muito bem. A Hannah descobrindo que ele existe fora do apartamento, descobrindo que ele usa camisa e principalmente que ele gosta de livros e frequenta o AA. Em outras palavras, a máquina de sexo dela tem uma vida e uma história. E como eu sempre disse, na verdade a culpa nunca foi do Adam por aquele tipo de relacionamento. Fiquei até com pena quando ele disse que ela nunca quis saber da vida dele. É nessas horas que eu tento refutar a idéia de que essa é uma série só pra mulheres. As mulheres, na maioria das vezes, jogam toda a responsabilidade pelo sucesso ou pelo fracasso do relacionamento pro homem. E isso é papo de homem! Esse é um sentimento extremamente masculino. Por que o homem tem que chamar pra namorar? Por que ela nunca o pediu em namoro? E mesmo quando ele pergunta se é isso que ela quer, ela ainda pensa um pouco antes de decidir.
O principal mérito desse episódio foi que, pela primeira vez, eu consegui ver essa série chegando a algum lugar. Eles parecem saber o que estão fazendo, e estão fazendo bem. E vocês? O que acharam?
Séries citadas:

Analista de Sistemas, mas só porque assistir séries não dá dinheiro. Fã de Six Feet Under, Breaking Bad, comédias da NBC, Happy Endings e qualquer coisa que Aaron Sorkin escrever. Não tem vergonha de falar que gosta de Grey's Anatomy e Revenge.

11 Comments

  1. Fernanda Vero

    Não vi o episódio ainda e já tava desistindo de ver. Mas li o primeiro parágrafo, adorei, empolguei e tô indo ver agora.

  2. Fernanda Vero

    Escreve bem esse Tiago! O namorado da Marnie já subiu no meu conceito. Não parecia que ele tava abalado com o fim do relacionamento. Ou então ele tá disfarçando muito bem. Ele é um cara legal, para de implicar com ele. Concordo que a Marnie tava de chilique por vaidade e achei forçado ela ficar falando isso com um cara nada a ver, sendo que ela nem tava bêbada. Shoshana já é uma piada pronta, né? Não aguento esse nome! E a Jessa tem tanto potencial nessa série e tá tão estranha. Ao mesmo tempo que ela é doidona, ela é consciente. Ela tem muito respeito por esse patrão. Apesar de ele não ser atraente, ela não dá moral por trabalhar pra ele e tal. Ai, acho a Hanna muito diva! Sou team Hanna desde o começo. Muito esperta, inteligente, sacadas ótimas. O Adam ainda não me desce… Mas tá ficando engraçado o relacionamento deles mesmo.

  3. Tiago Oliva

    Pô, nem depois do desabafo final do Adam você simpatizou por ele? Agora que você falou que eu fui parar pra pensar que a Jessa realmente não deu moral pro patrão. O pior é que, antes de pensar nisso, eu realmente achava que ela tava arrastando a asa pra ele. Provavelmente ele teve a mesma impressão que eu. Mas acho que essa série é tão profunda a ponto de despertar esses sentimentos de propósito. Pelo menos eu já sei quem chamar pra escrever a review quando eu não puder.

  4. Nerd Loser

    escreve bem esse tiago! indeed, my dear fernanda. gostei do review. e ficou parecido com o meu mesmo. exceto que ficou 10x mais completo e aprofundado. cool! parabéns!

  5. LL

    Adorei esse episódio!!! Achei muito divertido… Marnie é a mais chata mesmo. Mas o ex dela me passou  a impressão de ser daquele tipo que não sabe viver fora de um relacionamento, tipo aquelas pessoas que vivem emendando namoro e são suuupero apaixonadas por todos ¬¬
    Mais alguém achou que na cena da Shosh que vc postou ela tava sem calças? hahahaha
    Olha, a Jessa acho meio esquisitinha, mas to gostando também.
    Gente, acho que to apaixonada pelo Adam depois desse episódio!!!
    Belo review.

  6. Dierli M Santos

    Que episódio engraçado, meu deus. Fora as ~verdades~ que rola no final, com todo mundo que achava que hannah era a coitadinha vendo o outro lado. 

    E sim, Marnie é a chata perfeitinha mas totalmente verossímil. E jessa é aquela coisa “vamos colocar uma personagem muito ousada, que nao se importa com nada e etc”. nao acredito.,

  7. Tiago Oliva

    Eu queria muito que fosse o contrário: e Marnie ser fantasiosa e a Jessa mais real. Mas infelizmente eu conheço muito mais Marnies que Jessas.

  8. Maria Fernanda Neves

    Tiago, depois de ler o primeiro review resolvi assistir, gostei muito da série! Gostei da Hannah logo de cara, e ainda mais depois que ela e o Adam se acertam . Tenho que tomar cuidado com as séries boas que você indica, acabo viciando em todas! Parabéns, tá mandando muito bem nos textos! 

  9. Pingback: Destaques na TV – Segunda, 3/9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account