Log In

Gastronomia

Fish fingers e custard é o prato preferido do Doctor. Mas… Doctor Who?

Pin it
0
0

O primeiro episódio da sexta temporada da série britânica Doctor Who [‘The Eleventh Hour“, exibido originalmente na Inglaterra no dia 3/4/2010] foi a estreia do ator Matt Smith no papel da décima-primeira regeneração do último Time Lord do Universo. Também é o primeiro episódio da chamada Era Moffat, em que Steven Moffat assume o posto de produtor executivo no lugar de Russell T. Davis, e dos atuais companions do Doutor, Amy Pond e Rory Williams – mas hoje vamos nos concentrar no Doutor.

The Doctor:
“Pode me dar uma maçã? Só consigo pensar em maçãs. Eu adoro maçãs! Acho que estou faminto. Isto é novidade, nunca estive faminto antes!”

[Amy lhe dá uma maçã e ele cospe.]

The Doctor:
“Isto é nojento, o que é isto??”

Amy Pond:
“Uma maçã.”

The Doctor:
“Maçãs não prestam, detesto maçãs.”

Amy Pond:
“Você disse que adorava.”

The Doctor:
“Não, não, não. Adoro iogurte. É o meu favorito! Me dê iogurte”

O Doutor ainda está se regenerando e se ajustando em seu novo corpo. Se até mesmo nós, humanos mortais, demoramos um tempo até reencontrar o balanceamento e o senso de profundidade quando trocamos de óculos, imagine alguém que troca não apenas o corpo inteiro, mas também gostos e manias.

[Amy lhe dá iogurte e ele cospe.]

The Doctor:
“Detesto iogurte! É só uma coisa com pedaços de coisas dentro.”

Amy Pond:
“Você disse que era do que mais gostava.”

The Doctor:
“Boca nova, regras novas. É igual a comer depois de escovar os dentes, tudo parece ruiAAARGH! Não pode me dar uma comida decente? Você é escocesa, frite alguma coisa.”

Infelizmente, a Escócia conta com altos índices de pessoas com doenças cardíacas e obesidade, em parte por causa dos maus hábitos alimentares que incluem comida gordurosa e fritura. Comida gordurosa e fritura esporadicamente não tem tanto problema – uma porção pequena a cada 10 ou 15 dias, por exemplo, intercalada por uma alimentação mais natural e saudável – mas não deve ser consumida no dia a dia ou em grande quantidade.

[Amy frita bacon.]

The Doctor:
“Aaaah, bacon! [Cospe] Bacon, isso é bacon. Está tentando me envenenar?”

[Amy esquenta feijão.]

The Doctor:
“Aaaah, viu? Feijões. [Cospe] Feijões são malignos! Maus, maus feijões!”

[Amy passa manteiga no pão.]

The Doctor:
“Pão com manteiga. Agora você está falando a minha língua! [Joga o prato porta afora] E não volte!”

Amy Pond:
“Tenho umas cenouras.”

The Doctor:
“Cenouras? Você está louca?? Não, espere um pouco… Eu sei do que eu preciso. Preciso… Preciso… Eu… Preciso… Fish fingers e creme de baunilha.”

Fish fingers and custard, no original, têm um papel fundamental nesta nova fase de Doctor Who. Eles seráo citados de novo nos episódios “The Impossible Astronaut” [v. review da Mica publicado aqui], “The Doctor’s Wife” e “Let’s Kill Hitler“, todos da sexta temporada, em momentos-chave e que portanto não posso citar agora pois incorreria em spoilers.

Na série o Doutor come fish fingers e custard industrializados, dá pra ver na caixa que os palitos de peixe são feitos com 100% de bacalhau. No Brasil não temos esses produtos prontos nos supermercados [e mesmo se tivesse eu colocaria a versão caseira aqui, né?], então garimpei algumas receitas domésticas e adaptei para os ingredientes nacionais.

A receita – Fish fingers

Ingredientes:
400 g de filé de peixe – qualquer peixe que sirva para fazer sashimi, com a carne firme: merluza, tilápia, arenque, salmão, atum, meca etc. – parcialmente descongelado
125 g de farinha de rosca
2 colheres [sopa] de queijo parmesão ralado
1 colher [sopa] de salsinha fresca picada
1 colher [sopa] de raspas de casca de limão
1/2 colher [sopa] de páprica
1/2 colher [sopa] de tomilho seco
1/2 colher [sopa] de alho desidratado picado
150 ml de creme de leite fresco
1 ovo
100 g de farinha de trigo
100 ml de óleo para fritura [soja, canola, girassol, da sua preferência]
sal e pimenta do reino moída

Modo de preparo:
Corte os filés de peixe em palitos de cerca de 1,5 a 2 cm de largura e profundidade por 7 a 10 cm de altura. Reserve.

Em uma tigela, misture bem a farinha de rosca com o queijo ralado, a salsinha, as raspas de limão, a páprica, o tomilho, o alho, cerca de 1 e 1/2 colher [chá] de sal e meia colher [chá] de pimenta do reino. Reserve.

Em uma segunda tigela, misture bem o ovo com o creme de leite. Se não achar creme de leite fresco, adicione uma colher [sopa] de suco de limão ao leite e aguarde uns cinco minutos, ou use leite puro mesmo. Bata com um garfo ou fouet e reserve.

Em uma terceira tigela, despeje a farinha de trigo.

Hora de empanar! Um a um, passe os palitos de peixe pela farinha de trigo, depois mergulhe no leite com ovo, escorrendo o excesso, e finalmente passe pela farinha de rosca temperada. Você percebeu que a única fonte de tempero é a farinha de rosca, né? Então seja generoso[a] nesta fase.

Aqueça o óleo em uma frigideira grande no fogo médio e disponha os fish fingers no óleo quente. Vá virando os palitos de peixe até que fritem por igual e fiquem com uma bela cor moreno-dourada. Retire e escorra o excesso de óleo em papel-toalha.

Se você substituir o peixe por peito de frango terá os chicken fingers citados no episódio “Contemporary American Poultry“, de Community.

Notas pessoais: Essa receita tem um grau de dificulade fácil e serve duas pessoas. Se você preferir pode assar no forno comum ou no microondas em vez de fritar, para tornar o prato mais saudável. Pessoas normais podem achar mais palatável consumir com limão, molho de mostarda, de pimenta ou shoyu, como aperitivo ou lanchinho, mas já que esta coluna é dedicada a Doctor Who o acompanhamento será creme de baunilha.

A receita – Creme de baunilha [custard]

Ingredientes:
3 gemas de ovos
1 colher [sopa] de amido de milho [maisena]
10 g de açúcar
2 colheres [chá] de essência de baunilha
275 ml de leite fervente

Modo de preparo:
Em uma tigela, misture bem as gemas, a maisena, o açúcar e a baunilha com um garfo ou fouet. Acrescente meia xícara do leite e misture rapidamente, para evitar que o calor do leite cozinhe a mistura de gemas. Repita a operação com mais um pouco de leite quente.

Junte essa mistura ao restante do leite e leve de volta ao fogo médio, mexendo sempre, durante dois a três minutos até as gemas e a maisena cozinharem e o creme engrossar. A consistência deve ser tal que o creme cubra a superfície da colher sem escorrer. Fica parecido com sorvete de creme, derretido.

Notas pessoais: Esta receita também é fácil de fazer e é uma boa pedida para crianças, assim como os fish fingers. Serve como acompanhamento de bolo ou de salada de frutas, ou de fruta sem ser salada. Se engrossar demais serve de recheio para tortas, bombas, sonhos ou pastel doce.

Eu sei que os puristas devem estar se roendo com a heresia dessa receita simplificada, mas é muito difícil achar double cream e favas de baunilha fresca deste lado do Oceano Atlântico. Sorreh!

The Doctor:
“É claro que não está assustada, você não tem medo de nada! Uma cabine cai do céu, homem sai da cabine, homem come peixe com creme e olhe só você, sentada aí. Quer saber? A rachadura no seu quarto deve ser aterrorizante.”

Agora mergulhe o fish finger no creme de baunilha e GERONIMO!

Séries citadas:

21 Comments

  1. Anônimo

    Quer dizer que isso é realmente uma combinação aceitável, com estatuto culinário?! Eu jurava que fosse uma bizarrice britânica, inventada para fazer rir…
    Mas eu vou ficar só com a maçã…

  2. Mônica Almeida

    Britânicos adoram peixe frito. Eu gosto também. Qualquer dia experimento essa receita. Mas acho que com creme de baunilha não rola.

  3. Anônimo

    depois que apareceu em DW, muita gente resolveu experimentar e muitos gostaram.

    eu não poso falar nada porque adoro sanduíche de mortadela no panetone…

  4. Anônimo

    hahahaha! quem sabe fish fingers e, de sobremesa, sorvete de creme?

  5. Bianca Mafra

    mas todos tem suas bizarrices, gosto de sopa de ervilha com queijo ralado e pao com goiabada. mas peixe frito com creme de baunilha eh um pouco demais

  6. Anônimo

    um dia vou experimentar os dois juntos, por enquanto só provei separado. :oD

  7. Viviane Azevedo

    No primeiro encontro whovian de Minas Gerais teve rodada de Fish Fingers com custard e foi muito bacana.Eu particularmente nunca mais coloco isso na minha boca, mas teve gente do grupo que adorou e pediu receita e disse que ia comer em casa….vai entender…

  8. Anônimo

    aaah, que legal, viviane!! obrigada por compartilhar a experiência, mesma que tenha sido intragável, hehehehe…

  9. Anônimo

    a propósito, adorei seu nick no facebook. será que somos parentes distantes?
    :oD

  10. Pingback: Domingueiras « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  11. Anônimo

    ah, cris, é gostoso! quanto mais barato o panetone, melhor. e até que sou a mais normal, tem um amigo meu que come com bife. ;o)

  12. tati

    Gostei mas é 1 episódio da 5 temporada. Adoro DW mas não como isso ai não, nem tenho vontade mas se um dia tiver ja sei onde procurar a receita

  13. bruna

    até que é bom já tinha feito uma vez só que não tem como comer mais de três tiras e não começar a realmente sentir a diferença no paladar.

  14. Luan Henrique

    arrhg que nojo, agora eu sei por que a Amy fazia aquela cara, Mau posso esperar para esperimentar. :D.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account