Log In

Reviews

Game of Thrones – Mockingbird

Pin it
Série: Game of Thrones
Episodio: Mockingbird
Número do episódio: 4×07
Exibição nos EUA: 18/05/2014
96
4.8
5

Surpresas e mais surpresas são o que o Mockingbird nos trouxe. Romance, traição e uma boa quantidade de sangue jorrando marcaram o sétimo episódio da quarta temporada da série. A sempre em risco vida de Tyrion ganha uma nova esperança enquanto o Ninho da Águia tem seu novo senhor de forma surpreendente.

Após o explosivo discurso do último episódio, Tyrion se viu refém da realidade na qual uma luta de espadas decidirá se seu pescoço irá ou não à forca. Os trechos dele tentando convencer seu irmão Jaime e Bronn a lutarem contra o campeão de Cersei são muito bem feitos, principalmente com Bronn. Os dois discutindo sobre o que seria mais vantajoso para o antes mercenário e agora cavalheiro foi sensacional. No entanto, Tyrion se viu sozinho quando até mesmo Bronn disse que uma luta contra a Montanha, Sir Gregor Clegane é brincar com a morte.

E então, Oberryn surge. O Príncipe de Dorne vai até Tyrion e consegue, em apenas uma cena, fazer com que a nossa torcida para o combate não seja só pelo Lannister se salvar, mas também pela vingança do Dornês. Ele cita a época onde Tyrion não tinha sua boca para se defender de acusações e mostra que odeia a Família Lannister tanto quanto o anão. Que dupla, gente! Eu já gostava do Oberryn pela audácia com que encarava as situações diplomáticas e Tywin, mas agora, mal posso esperar para vê-lo vencendo essa luta e obtendo sua vingança.

A vingança, o sentimento que motiva Oberryn, é algo tão forte que motiva os seres a coisas inimagináveis. Arya é, talvez, o maior símbolo disso, é uma tristeza que ela não tenha tido ainda tanto espaço nessa temporada para brilhar. Entretanto, nesse episódio vimos pela primeira vez ela e o Cão se dando bem, como amigos (ou qualquer coisa parecida com isso) e tenho que dizer que achei bem bonita a cena. A tal história de como o Sandor ficou com o rosto desfigurado serve bem para ilustrar que ali, naquele mundo, não existe bem e mal, mas sim interesses que levam a atitudes e alguns vão mais longe que outros em busca do que querem.

E falando em conseguir o que quer, chegamos a Daario e Daenerys. Fazia tempo que os olhares se cruzavam, que a coisa tava prometendo e finalmente aconteceu. Primeiramente fico feliz pela personagem da Dany, que largou a santidade a qual tinha se entregado desde que Drogo partiu pra se entregar aos prazeres da carne. Em segundo lugar, e tenho certeza que as mulheres vão discordar veementemente de mim, aquele ângulo era realmente necessário?

E o final do episódio estava guardado para o belo Ninho da Águia em um cenário lindo de neve. Sansa fez a coisa mais importante dela na série e construiu Winterfell em neve (vocês não sentem saudades da casa dos Starks?). Em meio a um desentendimento com o filho de sua tia Lisa, a mesma é protegida e amparada mais uma vez por Mindinho. E eis que Petyr faz sua jogada e consegue beijá-la. Lysa vê toda a cena e minha antiga dúvida, se ela era a mulher mais recalcada dessa série, fica mais do que clara. Em seu ódio, Lysa ameaça jogar Sansa pela Porta da Lua e é acalmada apenas por Petyr, que após deixar a filha de Catelyn em paz, diz em alto e bom som: “Eu só amei apenas uma mulher a minha vida toda… a sua irmã”. E com essas palavras Lysa aprendeu a voar, direto para a morte.

Não teremos episódio neste próximo domingo, dia 25. A série retorna somente no dia primeiro de junho, trazendo o embate que tem tudo para ser épico entre a Montanha e Oberryn Martell. Já posso ouvir os gritos de dor de ambos os lados. De que lado você vai ficar?

Séries citadas:

Estudante de jornalismo que se identifica no humor de House, é fascinado pelo universo de Westeros e pragmático ao estilo Francis Underwood. Noivo da melhor mulher desse mundo que por sorte também adora debater sobre séries.

2 Comments

  1. biancavani

    De fato o diálogo entre Tyrion e Oberryn foi esplêndido. A série, aliás, é magistral neste aspecto, e também do de gestos extremamente significativos. Por exemplo: no cumprimento de despedida, Tyrion não larga a mão de Bronn (como ainda pedindo ajuda), Arya limpando a espada conforme o Cão fizera havia pouco (o que mostra como ela está aprendendo bem a arte).

    Felizmente aquela tia-bruxa-repugnante se foi. Espero que não volte como fantasma nem em flashback.
    Nada a reclamar do ângulo, rs (Daenarys só escolhe os que têm melhores ângulos), mas pelo que foi comentado depois por Ser Jorah e outro assessor, o senhor do belo ângulo tem uma natureza traiçoeira.
    João, a meu ver Arya está, sim, brilhando nesta temporada. Tem tido várias e ótimas cenas. Só ainda não aconteceu a grande virada…
    Ah, teremos de esperar mais outra semana para o duelo….Acredito que a vitória de Oberryn seja algo garantido, mas tudo pode acontecer nesta série – basta lembrarmos da execução de Lord Stark

  2. Jeferson Bem

    Vitória de Oberyn? Duvido. Como Tyrion disse: “Se está procurando justiça, veio ao lugar errado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account