Log In

Reviews

Game of Thrones – Kissed by Fire e The Climb

Pin it
Série: Game of Thrones
Episódio: Kissed by Fire e The Climb
Número dos Episódios: 3x05 e 3x06
Exibição nos EUA: 28/04/13 e 05/05/13
85
4.2
3

A metade da temporada de Game of Thrones já se passou e a série continua introduzindo personagens e mais personagens no já recheado elenco. É compreensível que diante de sete reinos, estejamos sempre conhecendo algum personagem aqui e ali, porém o fato é que a ininterrupta apresentação dos novos personagens está impedindo a série de brilhar ainda mais neste terceiro ano. Os diálogos de apresentação tomam o espaço que deveria ser destinado ao desenvolvimento das histórias em si, isso torna o ritmo dos episódios lento e em alguns momentos arrastado.

Robb realmente entrou na chuva para se molhar, se até agora o Rei do Norte não havia perdido uma batalha, talvez mais do que seu coração, seus métodos estão lhe traindo. Mesmo com todos os avisos possíveis o herdeiro da casa Stark decepa a cabeça de Karstark por seus atos contra as crianças Lannisters e a expressão “faca de dois gumes” nunca se aplica tão bem quanto a este momento, ao fazer o que achava correto Robb acaba perdendo todos os homens de Karstark que lhe seguiam, seu exército está mais fraco do que nunca, e o jovem começa a perceber que uma guerra não é ganha com espadas, um aprendizado que talvez seja muito tarde para ele corrigir, Após se casar mesmo estando prometido a uma das filhas do Lorde Frey e agora necessitar de sua força militar ele decide que seu vassalo irá pagar pelo seu impulso emocional para que ele consiga as forças necessárias para abater Rochedo Casterly, a casa da familia  Lannister.

Em contraponto a um rei em crise no Norte, vemos TyWIN literalmente vencendo todos os jogos que decide jogar e não somente na guerra, brincar de santo casamenteiro com os filhos como se fossem peões estrategicamente movidos por ele para a obtenção de terras e poder é agora um de seus novos hobbies. O único desafio de Tywin é Olenna da casa Tyrell, o encontro entre ambos é uma das melhores cenas dos episódios, confiança nas alturas, conhecimento estratégico do inimigo, atacar seus pontos fracos e usar e abusar da irônia, um grande cena entre os líderes das duas casas.

O arco de Theon começou misterioso, tomou rumos um tanto quanto confusos, mas parece que finalmente acharam um papel para o rapaz nesta temporada, ser torturado por ter destruído Winterfell e agonizar de dor tem sido sua penitência por seus pecados, o futuro de Theon agora está nas mãos do filho do recém decepado Rickard Karstark e o rapaz pelo que mostrou até agora tem não só feições de alguém problemático como de psicopata.

Após o resultado do embate entre Clégane e o Líder da Irmandade sem Estandartes acabar em pizza, Melisandre chega até onde Aria está protegida, porém a bruxa deseja barganhar e leva consigo o único filho e herdeiro de Robert Baratheon, é interessante notar que o personagem estava lá, o tempo todo andando com a filha do falecido Ned Stark e agora parece que ele finalmente vai ganhar algum destaque, é compreensível tamanho descaso com o bastardo filho de Robert pois a pequenina Aria acaba sempre roubando as atenções dele (e boa parte dos personagens nem faz ideia de quem ele é).

Sob ordens de Mance o agora selvagem Jon Snow tem logo de cara uma missão de complicada, escalar a Muralha, cuja altura é “acima das nuvens” segundo os personagens, com muitas dificuldades e algum ato de heroísmo ele consegue chegar ao topo da muralha, tendo que agora apenas esperar o sinal do rei além da muralha para atacar o castelo negro, sede da patrulha da noite. Até o momento Jon Snow tem se mostrado incapaz de carregar um núcleo inteiro sob suas costas, mesmo que o personagem faça algo incrível nestes proximos 4 episódios, a verdade é que ele será lembrado como o descobridor do sexo oral lá pelas bandas de Westeros.

Sabíamos desde o princípio que Mindinho nunca foi uma flor que se pudesse cheirar, que sua índole era motivo de dúvida e que seus planos sempre foram obscuros, porém no fim do episódio temos a confirmação de que ele é tudo isto e muito mais, sua ambição só é superada pela sua frieza e calculismo para agir em busca de poder. “O caos nao é um precipício, é uma escada” diz ele, escada esta que ele trilha sem peso na consciência, em uma série onde não existem mocinhos e vilões esta cobra consegue, sem dúvida, irá incomodar.

Com apenas mais 4 episódios a serem exibidos os rumos que o enredo vem tomando estão ficando preocupantes. A qualidade não se discute, porém são muitas histórias abertas nesta temporada que necessitaram de tempo de tela se quiserem ficar bem resolvidas ou despertar o interesse do telespectador para esperar o próximo ano para que ele então descubra o que aconteceu com o personagem. Mesmo que este ano a série retrate apenas metade do terceiro livro de Martin é importante conseguir um fim honrável ao menos aos nossos personagens favoritos.

Séries citadas:

Estudante de jornalismo que se identifica no humor de House, é fascinado pelo universo de Westeros e pragmático ao estilo Francis Underwood. Noivo da melhor mulher desse mundo que por sorte também adora debater sobre séries.

1 Comment

  1. Bruno

    Review fraco hein?

    Decepado não, decapitado! Sansa PERDEU. COMO Melisandra descobriu quem é o ferreiro?

    O embate da rainha dos espinhos com o mão do rei foi um ponto alto da temporada. “Você nunca brincou com os cavalariços”? “Não, mas meus três filhos se divertem bastante”. kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account