Log In

Reviews

Game of Thrones – Garden of Bones

Pin it
Série: Game of Thrones
Episódio: Garden of Bones
Número do Episódio: 2×04
Exibição nos EUA: 22/04/2012

Sentimos saudade dela na semana passada então… bem vinda de volta, Khaleesi. A mãe dos dragões mostrou que mesmo suja e esfarrapada tem fogo correndo nas veias. Achei sensacional o papo de Daenerys com  os trezes, guardiões de Qarth. A loirinha achou que tudo seriam flores, já que ela é uma Targaryen e possui 3 simpáticos dragõezinhos. Mas o mercador deixa bem claro pra ela que as coisas não são bem assim, e que se de onde ela vem é tão melhor, ela que retorne para lá. A sorte da Khaleesi foi ter arrumado um aliado de peso, que deu seu sangue – literalmente – para permitir a entrada de Dae e seu khalasar na magnífica cidade de Qarth. Tivemos apenas um vislumbre do cenário mas UAU, que vista. Parabéns, mais uma vez, para a produção de Game of Thrones, sempre perfeita na escolha dos cenários e nos efeitos visuais. E, por fim, Só nos resta agradecer a Xaro Xhoan Daxos por não permitir que a brava platinada perecesse no jardim dos ossos.

Outro que deu as caras no episódio após uma folguinha na semana passada foi Robb. E em grande estilo, mandando lobos e homens pra cima do acampamento Lannister. Cena bacaninha. Acho interessante quando eles mexem com essa questão dos lobos, só de imaginarmos que há um lobo gigante por perto o clima da cena é outro. Pena que de luta vimos pouco, o resto foi paquera entre Robb e a enfermeira, que acha que a guerra do Norte contra Joffrey é a mãe de todos os males do mundo, mas que apesar disso deu um toque valioso para o Stark: e depois de derrotar o Rei, o que ele fará com o Trono de Ferro? A enfermeira deve voltar, e essa história promete render.

E, falando em Joffrey, o que dizer das cenas do petulantezinho? Nossa, minha raiva por ele cresce muito a cada episódio. Primeiro, ele mandou dar uma surra em Sansa, para “gritar mais alto” e mandar uma mensagem ao Rei do Norte. Depois, ele comandou uma sessão de tortura com as prostitutas, que deveriam acalmar sua sede por sangue. A maldade mora naquele corpo. Repugnante, asqueroso.

E se odeio mais o Joffrey a cada segundo que passa, meu amor por Tyrion segue o mesmo caminho. Todos os prêmios para Dinklage, que está fazendo um trabalho ainda melhor que na primeira temporada, o que parecia impossível. Tyrion defendendo Sansa foi incrível (e constatando que a “submissão” da garota talvez permita que ela viva). Adoro quando ele coloca o sobrinho no chão – ainda que isso tenha despertado a ira do idiota platinado. Mas a cena dele com o primo que ocupa o leito de Cersei, na ausência de Jaime, foi ainda mais brilhante. Que raciocínio, Tyrion. Que capacidade de ler o jogo do poder. Que astúcia. Assim, o nosso amado duende vai longe, muito longe.

Quem, aparentemente, terá uma jornada não muito longa assim é o simpático Renly – a piada do reino, já que leva espetadas inofensivas de Loras há muito tempo. Apesar de suas tropas serem maiores, dele contar com o apoio de boa parte do Reino e de algumas de suas principais casas, de sua guarda contar com a feroz Brienne, e de sua esposa ser muito esperta, seu irmão Stannis tem um trunfo em seu favor. E que trunfo.

Um trunfo sobrenatural, saído diretamente do ventre da ardilosa Melisandre, que despiu o vermelho para parir uma criatura enviada pelo Senhor da Luz, embora tenha cara de Senhor das Trevas. Muito asquerosa aquela coisa.  Ainda não sei como o bichinho será utilizado na guerra pelo Trono de Ferro, mas ele deve fazer alguma diferença. E sinto que o próximo a se assustar com sua aparência – pobre Davos! – será Renly.

E por falar em Renly, seu acampamento anda movimentado. Semana passada Catelyn apareceu por lá. E agora Mindinho resolveu dar as caras, e ouviu umas verdades do jovem Baratheon. Mas sua missão era com sua amada Lady Stark, e Mindinho mentiu na cara dura ao afirmar que Sansa e Arya estão na Capital, e bem. Nossa, esse é outro que só desperta meu asco. Além de mentir sobre Arya estar cativa, ele ainda sugeriu que a morte de Ned tenha sido um facilitador pra sua união com Lady Stark. Nojo! Pelo menos ele entregou os restos mortais do Stark pra esposa, que ficou bem balançada com a proposta de entregar Jaime em troca de Arya e Sansa. Mal ela sabe que a pequena brava anda em terras distantes…

… e fétidas, feias e amedrontadoras. Conhecemos Harrenhal, forjada pelo fogo dos dragões que a atacaram. E e lá que as tropas Lannister fiéis a Joffrey fazem de tudo um pouco com os prisioneiros, em se tratando de tortura. E o estômago de Gendry só não virou comida de rato graças ao timming de mais um personagem que resolveu dar as caras nessa temporada: o poderoso Tywin Lannister. Ele, que é mais esperto que todos os seus subalternos e percebeu, prontamente, que Arya é menina e deve ser copeira. Essa proximidade da pequena Stark com Tywin não tem como trazer bons frutos. Quanto tempo mais Arya conseguirá esconder seu sobrenome e sua origem?

No próximo domingo será exibido The Ghost of Harrenhal, o 5° episódio dessa segunda temporada. E chegaremos a metade dela – tão cedo? – com uma certeza. Será mais um episódio daqueles, que nos fará ansiar loucamente pelo próximo domingo. Nunca os domingos foram tão aguardados. 

P.S.1: alguém sentiu muita falta de Snow? A história além da muralha, cujo desenrolar eu esperava com tanta ansiedade, estava meio chatinha e paradona. Espero que no próximo episódio esse plot volte com tudo.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

4 Comments

  1. Cakki

    Bom, eu, pra variar, adorei o episódio! =)
    Tyrion e Arya, como sempre, roubando as cenas! E não poderia ser diferente, visto que são os personagens que mais se desenvolvem no “Fúria dos Reis”.
    Tyrion consegue, de novo, passar a perna na Cersei; e é sempre divertido ver como ele faz isso. E o Peter Dinklage sempre arrasando!
    E a pequena Arya chegando naquele lugar horrível que é Harrenhal….. Nossa! O cenário da cidade ficou muito bom, toda a sua destruição e decadência foram super bem retratados. E quero ver como as coisas vão se desenvolver com Tywin Lannister por lá!
    Joffrey sendo o mais sádico dos sádicos foi de arrepiar os pelos da nuca!!! Cruzes!!!!! Como esse guri tá fazendo bem o papel!! Eu consigo odiar mais o Joffrey da tv do que o do livro!!
    E pobre Sansa… Sei que muitos não gostam da personagem, mas coitadinha…. Ela é só uma menina sonhadora, que tem ficar quieta e engolir desaforos pra ficar viva em Porto Real… Tenho mta pena dela.
    Outras cenas boas foram as de Mindinho, Catelyn e os irmãos Baratheon! Mindinho articulando o que pode (e o que não pode) com todo mundo; Catelyn chorando com os ossos do Ned Stark (chorei jto com ela); e a conversa entre Stannis e Renly e todo aquele “amor” dos irmãos.
    E pobre Davos tendo q assistir a doida-mor Melisandre parindo a sombra sinistra!! A cena na tv ficou mto boa!! Lendo o livro já tinha achado tudo mtoooo sinistro, mas vendo foi pior!!
    Ah, só pra não passar em branco: Qarth ficou linda; e ver o Vento Cinzento em batalha é mtoo de bom!! =)

  2. Leonardo da Fonseca

    Acabou a fase de introduzir temas e personagens. A partir de agora o circo vai pegar fogo! Também estou impressionado com o Jack Gleeson. O Joffrey está ainda melhor do que nos livros.

  3. biancavani

    Se a memória não me falha, acho que este foi o episódio mais sangrento, com os berros de horror que mais gelaram o sangue das minhas veias, no qual ficaram mais patente os obstáculos medonhos que os nossos prediletos terão de transpor para que a única desgraça a temer seja tão somente o Inverno. 
    Se a Melisandre (aquela bruxa-vaca-sagrada dos infernos) já era uma adversária terrível, o que vai acontecer agora, que ela teve um filho demoníaco? E será que o Xaros não tem uma secret agenda (de olho nos filhotes de dragões), permitindo a entrada da Khalessi e dos gatos pingados Dothraki? E Lord Baelish (embora seja maximamente desprezível), da mesma forma que o Iago (do drama Otelo, de Shakespeare) tem um poder de manipulação ainda mais eficaz que as crueldades do reizinho. Eita lugarzinho que me lembra de um antigo inferno em que trabalhei! Tinha até uma macumbeira (uma Melisandre, só que bem fubanga…)
    Quanto ao sucessor, sobre o qual Robb não cogitou, acho que o verdadeiro filho do rei Robert (que, com Arya, está sofrendo o pão que o diabo amassou) talvez seja uma possibilidade.

    Verdade, Mariela: eu estava justamente pensando: ah, que pena, só faltam uns cinco episódios para acabar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account