Log In

Reviews

‘Game of Thrones’ desencanta e entrega mais um episódio-evento irretocável

Pin it

Game of Thrones parecia o Fred. Andava jogando na base nome, frustrando a torcida, desapontando.

Mas, quando as críticas apertam, a série vai lá e resolve.

Hoje o Fred resolveu pro Fluminense. E só deu Game of Thrones na minha timeline.

Hardhome, o oitavo episódio desta quinta temporada, foi um destes episódios-evento que a série sabe fazer como ninguém (repare que os melhores episódios de cada temporada sempre são o oitavo – The Mountain and the Viper no quarto ano – ou o nono episódio – Baelor no primeiro ano, Blackwater no segundo ano, The Rains of Castamere no terceiro ano). A primeira grande batalha entre o white walkers e Jon Snow e os selvagens foi violenta, longa, surpreendente, com forte carga dramática e com alguns dos melhores efeitos visuais da série.

A batalha apresentou algumas das melhores cenas da TV no ano – e se cabe comentar algo é apenas destacar a breve mas inesquecível participação da atriz dinamarquesa Birgitte Hjort Sørensen, do drama Borgen (ou The Government, como também ficou conhecida aqui no Brasil) e, claro, a arrepiante aparição do assustador Night’s King.

Game of Thrones - Hardhome

Mas o episódio foi mais do que isto. Os primeiros diálogos entre Tyrion e Daenerys foram antológicos, como se espera daqueles que são provavelmente os dois personagens mais populares da série. Sansa arrancou revelações importantes de Theon/Reek e, mais do que isto, ganhou uma motivação em sua jornada – reencontrar os irmãos. A storyline da Arya é sempre fascinante, mas foi bom ver sua história avançando. E, claro, ver Cersei Lannister sofrer não tem preço.

Outra vantagem deliciosa de Hardhome, é que ele é apresentou o primeiro grande evento da série que não está nos livros. O que coloca em pé de igualdade os fãs iniciados na obra de George R. R. Martin e os fãs da adaptação televisiva de David Benioff e D. B. Weiss.

Em Hardhome, a série voltou ao patamar que esperamos dela. Faltam duas semanas para o fim da temporada e agora é só torcer para que Fred, ops, que Game of Thrones mantenha este padrão, que é o que sempre esperamos do show mais pop da atualidade.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

12 Comments

  1. pedroluiz02

    Não querendo ser do contra, ( como um gol do Pará ) achei o episodio chato de doer, não senti nada de Game Of Thrones nesse episodio; foi um crossover com Vikings ? acho que não combinou em nada com a serie;

  2. Raphael Pinheiro

    Apenas uma pequena correção, Paulo. Blackwater também foi o nono episódio de sua temporada (os nonos sim, são geralmente considerados os episódios evento). Porém te entendo quando cita The Mountain and the Viper ao invés de Watchers on the Wall, pois para muita gente ganhou em catarse no ano passado. Houve quem considerasse a batalha da Patrulha da Noite contra os Selvagens na muralha decepcionante (discordo, acho o episódio um primor de direção). Mas a luta Oberyn x Montanha realmente é fantástica.

  3. Paulo Serpa Antunes

    Você está certo Raphael, errei o número do episódio, vou ajustar no texto.

    O fato é que prefiro mesmo The Mountain and the Viper do que Watchers on the Wall. Foram dois grande eventos mas acho o julgamento por combate foi até mais esperado.

  4. Gustavo Petry

    Olha… os episódios 9 são os mais impactantes: Baelor / Blackwater / The Rains of Castamere / The Watchers on the Wall / The Dance With the Dragons (vai ser foda). Sim, a luta do Oberyn foi no oitavo e foi um dos melhores da última temporada. Adorei esse episódio, muito. Só acho que os “zumbis”, os walkers são, um pouco, sem padrão. Os esqueletos (em CGI) são rápidos, como os zumbis de Danny Boyle. Já os recém transformados parecem mais lentos. Os White Walkers fodões são legais, mas gostaria que o Night’s King fosse mais imponente, de repente maior ou mais feio, hehe. Independente das mudanças, eu adoro a série e amo os livros.

  5. Carlos Loures

    Realmente Paulo, foi espetacular !!!!!
    E gostei da comparação do Fred !!!! Só q aí é “Os Nightwalkers vão te pegar !!! ” rsrsrs

  6. André Araújo

    Não deu nem para perceber que o Sr. Serpa Antunes é tricolete…rsrsrs

  7. André Araújo

    Ontem foi sensacional, mas ainda nada supera O Casamento Vermelho.

  8. Paullo Mendonça

    Adorei o episódio, e concordo com quase toda a Review, só não na parte da Cersei, sempre quis vê-la sofrendo mas pelas mãos da Kalhessi, Aria ou Sansa e não por aquele culto de fanáticos religiosos que para mim se tornou umas das tramas mais chatas da temporada. No mais estou adorando a temporada e não entendo o motivo de tanto mimimi Games é assim e sempre vai ser, começa muito morno e depois já perto do fim melhora e sem falar que são esses episódios mornos que tem acontecimentos que no final culminam naqueles episódios maravilhosos que só Thrones sabem fazer!!!! P.S: Me partiu o coração ver a Mother of the Dragons expulsando Joráh de novo :(

  9. Claudia Braga

    Excelente episódio! Dany e Tyrion, Sansa descobrindo que os irmãos podem estar vivos, Cersei sofrendo! Que Rei mas sem graça esse, viu? não dá nem as caras. E a luta final, adorei os walkings deads.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account